JJ Abrams para Majel: Hello, Computer

Segundo a revista Variety, foi anunciado que Majel Barrett-Roddenberry, a viúva do criador de Jornada nas Estrelas Gene Roddenberry e intérprete de longa data das vozes de computador por toda a franquia, irá novamente cumprir este papel no novo filme de Jornada nas Estrelas.

Como anuncia a nota da Variety:

Majel Barrett-Roddenberry irá reprisar seu papel como a voz do computador da nave Enteprise no novo filme de Jornada nas Estrelas de JJ Abrams. Ela deu voz ao papel em quatro das séries de TV de Jornada nas Estrelas e três filmes.

Além das vozes do computador, Majel Barrett-Roddenberry também interpretou a oficial executiva do Capitão Pike no primeiro piloto de Jornada, “The Cage”, mais tarde a enfermeira-chefe da Enterprise, Christine Chapel, e pos-TNG, o papel de Lwaxana Troi, embaixadora betazed e mãe de Deanna Troi.

Fonte, Variety, através do TrekMovie.

42 Comments on "JJ Abrams para Majel: Hello, Computer"

  1. Ele merece, a atuação dela sempre foi boa, principalmente como Lwaxana…

  2. Post 1:

    Eu gostei mais dela interpretando a voz do computador… impecável! A melhor atuação da carreira dela!

  3. Jorge Rodrigues | 11 de dezembro de 2008 at 1:53 pm |

    É a grande dama de ST! Lwaxana foi maravilhosa e rica, como personagem. J$J$, provavelmente, a veria como uma perua… Fazer o que?

  4. Majel é a Número Um mais interessante que já surgiu nesse quadrante

  5. Não entendo tanto negativismo. Pq J.J. a veria como perua??? E pq J$J$ ??? Incrivel !!! Alguém queria que o diretor fizesse o filme por caridade?

    O cara a chama para fazer uma ponta que ela já fez em vários episódios das séries, um charme para os fãs, e assim mesmo reclamam !!!!

  6. POST 5

    Não liga não Kaike! A Majel já entrou para a lista dos”vigaristas-oportunistas-canastrões” preparada pelos “fãs”. Vai fazer companhia ao Nimoy, ao Spiner e a qualquer outro que participar ou der seu apoio ao STXI.

    É o lado perverso do fanatismo trekkie.

  7. Nossa…que isso gente??!!? Ela é a viuva do homem…por todas as entrevistas que assiti e por tudo que já li, ela sempre demostrou ter o mesmo amor e carinho pela franquia assim como seu marido. Nada mais justo a voz do computador continuar sendo dela!!

    E gosto muito da Lwaxana, muito engraçada, ela e o Picard juntos em cena! (memorável!!)

  8. Viva Lwaxanna!
    Levante a mão quem sempre gostou dela!!! o/

  9. Jorge Rodrigues | 11 de dezembro de 2008 at 3:15 pm |

    Quem faz questão de entender o oposto do que se escreve não é passível de resposta racionalmente reconhecível. Louvo Majel, e acho sua presença o máximo. Mas, se o diretor acha Spock uma anomalia, e Kirk um deliquente juvenil, acredito que acharia Lwaxana (a personagem, e não Majel, a atriz: são pessoas diferentes) uma perua.

    Quanto ao J$J$ da ENTEENPRISE, existem várias gradações entre o artista que cria, inova, e se mostra genial, e assim trabalhando ganha dinheiro, e o diretor que apenas visa ganhar dinheiro. Não existem apenas essas duas posições, mas tudo na carreira de J$J$ indica que ele esteja no segundo extremo.

  10. Antonio de Pádua | 11 de dezembro de 2008 at 3:20 pm |

    Uma questão: será que iremos ter a “Numero 1” no filme? Não me lembro de ter lido algo a respeito ainda. Seria interessante para o canon, já que temos também o Pike.

  11. Perua sim!
    Mas uma perua com estilo!!!

  12. E, Jorge Rodrigues, vc não acha meio arriscado um diretor interessado apenas em dinheiro tentar levantar uma franquia cujos últimos filmes foram um fracasso, cuja última série de TV foi um fracasso, e cuja franquia não tem nada de novo sendo feito em nenhuma mídia?

    Isso sem falar que ele tinha acabado de lançar um filme de monstros que rendeu horrores (sem trocadilho), que mantém uma série de TV de grande sucesso e que tem projetos BEM mais seguros de rentabilidade que Star Trek.

  13. Só completando a resposta acima, só concordo que como Lwaxanna ela é meio perua sim!!!

  14. Respeito a frnuia, isso que eu estou gostando.

  15. concordo com o post 5. Aliás, que mal há de não se querer que os filmes de Star Trek sigam uma gategoria “B” no cinema? Estou confiante no JJ e não só como fã de LOST.

  16. Concordo com os otimistas, e torço muito para que esse seja um grande filme(mesmo que se mude um pouco o canon), um filme que nossa amada franquia merece, e nem tanto para que se consiga esses, tão sonhados “novos fãs”, pois acho que esses, serão poucos mesmo, mas para que nós que sempre estivemos por ai (nas convenções, ou solitários em casa assistindo nossos episódios) possamos nos divertir e nos emocionar com os personagens que amamos, não me importa o que JJ diga, só quero que ele faça um grande filme, para nós Trekkers e para os leigos também.

  17. Haa, não sou fã de Lost, mas conheço muito que são, deve ser mesmo muito boa, e curti muito M.I.3.
    RSRSRSRSRSR

  18. E é muito bom ter mais uma REFERENCIA (ou seria melhor dizer REVERENCIA) clássica nesse novo filme.

  19. EI, alguem percebeu que o abismo em que Kirk joga o Corvette é aquele aberto pela arma Xinde. E alguem já assistiu Andromeda, a outra série de Sci-fi que Gene idealizou e a Majel produziu?

  20. Jorge Rodrigues | 11 de dezembro de 2008 at 5:51 pm |

    OLHA KAIKE, sobre o J$J$:

    – Quando o filmeco de monstros se mostrou um fracasso, “STXI” já estava rodado, e em fase de montagem;

    – O peso da franquia ST faz com que tanto o filme quanto as mercadorias a ele associadas e, principalmente, o futuro DVD, sejam um negócio muitíssimo promissor, dái o interesse de J$J$;

    – Lwaxana tem sim um ar de perua, mas a riqueza da personagem é que sempre transcendeu esse lado, não raro solucionando as tramas que se apresentavam com sabedoria e coração, desde salvando a Enterprise do Picard, ou acolhendo Odo no seu colo; Aquele episódio, acho que da 7a temporada de TNG, em que se revela o trauma da perda de sua filha primogênita, é absolutamente genial, e Majel dá um banho de interpretação;

    – Repito, a voz de Majel em “STXI” é muito boa sacada;

  21. Leandro Martins | 11 de dezembro de 2008 at 5:55 pm |

    O ataque Xindi foi na Flórida, Pado, não em Iowa.

  22. Como já comentamos, o abismo em que o Corvette cai tem as paredes retas. Parece ser uma espécie de pedreira ou algo do tipo e não tem nada a ver com o ataque Xindi.

    Essa notícia de Majel interpretar a voz do computador é mto boa. Será que ela dirá “Working”?

  23. Entre o Terminator e o JJ , sei não….

  24. FASCINANTE! Só depois que vi essa foto me lembrei da number one e… de quebra, descobri que a enfermeira é a number one!

  25. quem fez a voz em enterprise?

  26. Como Lwaxana pode ser perua, mas como Enfermeira Chapel era um mulherao. Nao sei como está agora, mas mal gosto o Roddenberry nao tinha. Ela era bonita e muito bem enxertada em todas as partes.

  27. ^25: Em Enterprise os computadores eram mudos. A tecnologia de computador falante era muitíssimo avançado para a época. Em Ent, só algumas tecnologias básicas tipo “holodeck”, replicadores e nanossondas eram conhecidas. …

  28. Como afirmei anteriormente, NUNCA gostei dos episódios de TNG que eram centrados na CONSELHEIRA TROI.

    Sendo que Lwaxanna era a mãe da dita cuja, a esmagadora maioria dos episódios em a mesma aparecia eram os tais episódios que NÃO me evocam boas lembranças.

    Prefiro MAJEL BARRET no papel de NUMBER ONE (na tripulação de PIKE) ou mesmo como a ENFERMEIRA CHAPEL (na tripulação de KIRK).

    Porém, devo reconhecer que no papel de Lwaxanna ela demonstrou uma veia cômica inédita …

    … Algumas pessoas demonstram essa leveza quando atingem certa idade … talvez por julgarem que não devem provar nada para ninguém …

  29. Oh não! nem em reboot a gente se vê livre dela!rsss

  30. Alan Pires Ferreira | 11 de dezembro de 2008 at 10:30 pm |

    Majel será eternamente a primeira-dama de Jornada nas Estrelas. Adoro todos os episódios em que ela aparece, que ganham muito com seu talento tanto para o drama quanto para a comédia. Só lamento que tenha sido tão pouco explorada nas séries – Lwaxanna daria um ótimo personagem fixo. Seja muito bem-vinda à casa que sempre foi sua, Majel!

  31. Nunca soube que o computador da nave falava. 🙁

  32. Majel como a voz do computador da nave mostra o respeito e a atenção de JJ pela franquia…

    …a despeito do que dizem os “fãs.”

  33. Gosto dela!

  34. Cara! acho que essa mulher devia gravar a voz dela para a posterioridade (e paras as futuras franquias de ST tbm…)

  35. Post 31: Rodrigo

    E já chamou Kirk até de querido.

  36. Eu inventaria um papel de “influente-esposa-do-presidente-da-federação-unida-dos-planetas” em uma aventura próxima.

    Essa seria a minha homenagem a Gene e a nossa eterna primeira dama Majel Barrett-Roddenberry.

    Vida longa e próespera para ela e sua família.

  37. Ela faz parte da história de ST, nada contra permanecer o quanto der.

  38. Essa é uma ótima notícia. A voz de Majel como a do computador da nave já pode ser considerada como uma das marcas registradas da franquia.

    Até meu computador pessoal é configurado com a voz dela.

  39. Tirando a minha brincadeira no post anterior, é interessante você dublar algo que não existe, só fica no ar a sensação de que ela (computador) é onipresente dentro da nave, não existe um rosto tipo o Hall de 2001 que tinha aquela luz vermelha. Mas voltando, gosto da voz dela e acho muito agradável, quanto a mãe da Diana……

  40. Muita coisa foi dita, e o que tenho a dizer simplesmente que como vários personagens que vimos no universo de ST, Majel foi ótima em todas participações.

    Esqueceram de dizer que a atriz, produtora e viúva do criador de Star Trek também produziu e participou em “Terra: Conflito Final” no papel de Dr. Belman, outro seriado dos melhores também idealizado pelo Gene Roddenberry.

  41. ^39 “Até meu computador pessoal é configurado com a voz dela.”

    Que legal!
    Então ensina como é que faz, também quero a voz de Majel no meu PC!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*