Faleceu Majel Barrett-Roddenberry

majels1Na esteira de uma boa notícia para os fãs da franquia em sua relação com Jornada, uma péssima, agora — foi anunciado hoje que Majel Barrett-Roddenberry faleceu, aos 76 anos de idade, vítima de leucemia. Seu filho Eugene Roddenberry, juntamente com amigos e familiares, estavam com ela na sua casa em Bel Air, Califórnia.

Presente no universo televisivo e criativo de Jornada nas Estrelas desde o primeiro piloto de A Série Original, “The Cage”, onde interpretou a oficial executiva da Enterprise original, Majel Barret-Roddenberry foi companhia constante para todos os fãs das várias séries da franquia, fosse com personagens como Christine Chapel, Enfermeira-Chefe da equipe de Dr. McCoy na Enterprise, e a festiva embaixadora betazóide, Lwaxana Troi, ou ainda como a voz dos computadores federados entre os períodos de A Série Original até a era de A Nova Geração e além, incluindo a nova produção de JJ Abrams, conforme recentemente anunciado.

Fonte, TrekMovie

14 Comments on "Faleceu Majel Barrett-Roddenberry"

  1. O legado de Majel vai além de Star Trek. Ela teve participação também nas outras duas séries criadas por Gene Roddenberry, como Produtora-Executiva:

    Em Earth: Final Conflict, ela também interpretou uma líder da Resistência, Dra. Julianne Belman, durante a segunda temporada.

    Em Andrômeda ela participou de um único episódio, mas marcou sua presença em tela. (Esta informação eu apenas ACHO. Será que alguém pode me confirmar isto, por favor?)

    Além de todas as Jornadas: TOS, TAS, TNG, DS9, VOY, ENT e os 10 Longas.

    Majel se confunde com toda a franquia: séries, filmes, games, até fan-films.

    Majel era Star Trek, e Star Trek também era (entre outras coisas) Majel Barrett-Roddenberry.

    Sua obra foi vasta, e ficará para sempre guardada em nossos corações.

    Descanse em Paz,

    Majel Barrett-Roddenberry ( * 23/02/1932 † 18/12/2008 )

  2. Uma pequena correção:

    … e os 11 (onze) Longas.

  3. 22

    “enfermeira Rand”?

  4. Luto 🙁

  5. Sergio Murilo / SP / Mooca | 20 de dezembro de 2008 at 7:16 pm |

    Adeus primeira Dama de Star Trek!!
    Nossa gratidão e eterna admiração por ter dedicado sua vida ao universo de fãs dessa maravilhoso seriado!!

    Frase bem lembrada pelo fã Nelson Pieka Rivaldo:

    Sua vida não passou em vão e “ela não estará morta enquanto nos lembrarmos dela”.
    “A ordem foi dada, fator de dobra 1.”

  6. Rodrigo de Melo | 22 de dezembro de 2008 at 7:24 am |

    Fica aqui um registro de luto e saudade.
    Assim como Spock tentou dizer a Kirk em seu aniversário: “hoje vou para um lugar melhor que todos os que já estive”. que assim seja.

  7. putz…

    Muito triste!

  8. Alvaro Monteiro | 23 de dezembro de 2008 at 2:05 am |

    Que triste..é como se fosse alguem da minha familia ..
    Saudades eternas Majel..

  9. Uma pena 🙁 como eu disse em outro artigo, eu gostava dela.

  10. Luto¹²³

  11. marcelo ribeiro | 23 de dezembro de 2008 at 3:07 pm |

    fui pego de surpresa por isto,primeiro o Dr;mccoy,depois o sr;scott,agora cristine{majel}.só temos que agradecer por eles terem exitido em nossa infancia,adolecencia e agora como adulto.nunca vou esquecer deles em minha vida treekie .a enterprise está um pouco vazia…

  12. Basta ver o tanto de e-mails postados nessa notícia para perceber o quanto Majel era querida pelos fãs de StarTrek, digam o que quiserem, mas ela era sim uma ótima atriz, como a mãe de Trói ela mostrou seu lado comediante de forma intensa e com paixão nos divertindo sempre que a SraTroi visitava a Enterprise.Além disso, como já disseram acima ela realmente foi a mãe de ST assim como Gene foi o Pai.É uma noticia muito triste, mas fiquemos felizes por ela ter participado do novo filme e fiquemos felizes também por que com certeza ela deve estar feliz ao lado de Gene e de lá ambos vão ver o proximo filme quem sabe sentados no piso da primeira enterprise relembrando todos os momentos felizes de suas vidas.

    Que Majel fique com Deus!!!!!

  13. Uma pena!
    É a nossa quinta baixa, primeiro foi Mark Lenard (Sarek), depois nosso querido, amado e inesquecível Deforest Kelley (Dr. McCoy), na seqüência, Gene Roddemberry e James Dohan e agora a Grande Dama de ST.

    É, o tempo passa e quando lemos estas notícias nos damos conta de que nada é eterno.

    Deixo meus sentimentos para os familires e fãs, desta mulher que esteve presente nos 40 anos de ST.

    E uma lembrança em particular – “hilário ela contracenando com Patrick Stewart”, tudo bem que a maioria dos episódios não foi lá estas coisas, mas ela conseguiu me tirar boas risadas com sua interpretação de Luaxana Troi.

    Goodby Majel!

  14. Justus Rambaldi | 20 de outubro de 2010 at 1:19 pm |

    Incrível mesmo com leucemia, ela conseguiu fazer as gravações da voz do computador no filme do J.J. Abrams.
    Pelo menos o novo Star Trek nos deixou um novo começo, com novos atores que não ficam em nada atrás dos originais.
    Gostei do Karl Urban no papel do Dr. Leonard Mcoy, ele encarnou o personagem muito bem, sem falar na brincadeirinha paródia ao Lord of The Rings, quando se refere ao Spock como Hobglobin.
    Zachary Quinto como Spock ficou fantástico, adorei o paradoxo temporal Prime Spock vs Spock, o Good Luck ficou muito adequado e como despedida do Leonard Nimoy passando o bastão para o Quinto.
    Chris Pine como Kirk conseguiu trazer alguns tiques do William Shatner, sei que não foi fácil, mas deu um Capitão Kirk convincente.
    Mas sobretudo a Homenagem In Memorian para o Casal Roddenberry achei muito humano da parte da produção, sei que J.J Abrams também é trekker, e estou torcendo pela seqüência sair logo.
    A idéia de ter um Spock mais emocional foi uma grande sacada.
    Enquanto houver trekkers a produção nunca irá parar, tanto que podemos ver em séries posteriores que a história e o universo da federação foi construído a partir dos fragmentos deixados por Gene Roddenberry, ainda bem, que a obra não morreu com o seu autor ela prosseguiu. Mas a perda de Majel Barret Roddenberry a Number One original, eu assisti The Cage quando garoto, em si já era uma afronta a sociedade machista americana principalmente a militar, uma primeiro oficial mulher numa frota multinacional, o Gene e a Majel enfrentaram muitas barras pesadas morais e sociais.
    Mas isso é Star Trek, Novas civilizações, Novos Mundo e audaciosamente indo aonde ninguém esteve antes.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*