• Christian

    Urban se saiu mto bem como McCoy, mas foi uma pena que teve pouco tempo pra mostrar o seu talento.
    Acho que ele foi uma unanimidade entre os fãs e espero que tenha mais espaço no próximo filme.

  • http://observadorantropico.synthasite.com/ Alex Altorfer

    “last year’s Star Trek, which grossed $385.5 million worldwide”.

    !?!?

    O Box Office Mojo precisa ser atualizado!

  • Ralph Pinheiro

    Post. 2
    O Mojo está certo. Essa arrecadação fecha as exibições em todo o mundo, $385.5. Depois passou somente em alguns cinemas IMAX americanos. Provavelmente subiu muito pouco para considerar relevante.

  • Flávio Fernandes

    GENTE!!!! JÁ ACHEI A NOVA CAROL MARCUS!!

    VOCÊS JÁ VIRAM A PROTAGONISTA DA SÉRIE “FRINGE”??
    É ELA, UMA TAL DE ANNA NÃO SEI DO QUE.
    ALÉM DO MAIS MULHER TRABALHOU COM TODA A TURMA (JJ + Orci + etc…).

    O QUE VOCÊS ACHAM??

  • selmo

    Sempre foi minha opinião que que Quinto e Urban se sairam melhor como Spock e Mcoy do que Pine como Kirk. E estes três personagens são a base de Star Trek. É bom que o jovem Kirk impressione, senão será uma boa antecipar um novo e inédito capitão para a nova Enterprise Refit.

  • http://observadorantropico.synthasite.com/ Alex Altorfer

    Ralph,
    Ah, domestic X global. Entendi.

  • VERDE

    Post 4
    Flávio
    A Anna Torv não me chamou muito a atenção. Ela não é bonita e teria que vê-la em outros pápéis para ver se ela é boa, apesar que, para fazer a Carol Marcos não precisaria ser uma Jessica Lange, Meryl Streep ou Jodie Foster.
    Abraços

  • Saldan

    A Anna Torv não é bonita? Imagina então se fosse… veja ela de cabelo solto e sem o terninho preto —> http://scifibr.wordpress.com/2010/02/09/gata-sci-fi-anna-torv/

  • Sandra

    post5: Sem dúvida o Karl Urban tava ótimo como McCoy, ninguém contesta isso, apesar de não ser parecido com o DeForest Kelley ele deu o tom do McCoy original, a ironia e o mau humor.
    Quanto ao Chris Pine achei que tava ótimo também, e vamos combinar que a pressão sobre ele era muito maior que sobre os outros atores, afinal substituir o Shatner não é moleza.
    Mesmo o JJ deixando ele livre p/ criar o Kirk “dele”(falou isso em várias entrevistas), ele pagou homenagem ao Shat em várias cenas, quando entra com o uniforme e senta na poltrona como capitão, qdo recebe o Spock como 1° oficial, a postura, o gesto com as mãos junto ao corpo, era o Kirk(Shatner), e na cena em q ele e o Spock(Quinto) estão na Narada e eles correm prá nave do Spock Prime, me lembrou o Kirk do Shatner em vários episódios de Jornada.
    Por isso lamento que a birra do Shat(ñ vi o filme) com o JJ, não deixe ele reconhecer isso, ele podia ser elegante que nem o Nimoy que apóia o ZQuinto em toda entrevista que dá e afinal ST continua dando um “up” na vida deles até hoje.

  • Sandra

    E prá falar um “pouco mais”, as cenas do McCoy(KUrban) e Kirk(CPine) juntos foram muito engraçadas, porque o “Kirk” do CPine tava muito bom, gostei do lado divertido q ele colocou no personagem.

  • Padô

    Odeio o Kirk do Pine. Na verdade se o Urban não tivesse aparecido teria odiado tudo.

    Mas para não encher ocoraçãozinho da Sandra de lágrimas pelo menos ele é mais natural que o Quinto.

  • Sandra

    post11: Ah! Que bom Padô, obrigado! hahahaha!!!
    Mas eu adoro o Zach Quinto, também!

  • Antonio de Pádua

    Gostei muito dos novos McCoy e do Spock. O que me desagradou foi o ator que fez o Scott. Muito diferente do original. Acho que não acertou o tom ainda.

  • CoNsTâNcIo

    Urban não se preocupou com a caracterização visual de Mcoy, e sim com a construção do personagem, que sem sombra de dúvidas foi a melhor interpretação do novo filme.

  • Marinho

    Quando Urban apareceu foi tocante. Não dá muito para explicar porque. O cara me remeteu realmente ao Mccoy que conhecíamos, talvez tenha me lembrado do saudoso Deforest Kelley, sei lá, só sei gostei muito da participação dele, mesmo pequena.
    Abraços.

  • David

    Confesso que fiquei com medo que a imagem de Éomer, sempre centrado e calculista, fosse dificultar que o McCoy, um personagem com um travo cômico inegável – mas não palhaço, claro – não fosse “colar” com a imagem do Karl Urban, mas ele ficou impagável na pele do saudoso doutor.

  • VERDE

    Acredito que o sucesso do Urban, além de ser um ator com experiência em cinema, é que ele interpretou realmente o personagem. O Pine e o Quinto ficaram com aquela de não querer imitar o Shatner e o Nimoy, respectivamente, e não estiveram tão fluentes e livres. Se no próximo filme esles “se soltarem” ficarão bem melhor (contanto que o roteiro ajude).

  • Marinho

    VERDE, acho que você acertou. Urban procurou fazer o Mccoy, e não um novo Mccoy com receio de ficar parecido com o Kelley, etc.
    Do Pine gostei mais, o que me incomodou mesmo foi o Quinto. Mas quanto ao Kirk e o Spock o roteiro “ajudou” os atores a se distanciarem dos personagens originais, principalmente o Spock, creio eu.
    Vi o filme e nem me passou pela cabeça que o Urban tinha feito o Éomer, nem lembrei.
    Gostei do filme, principalmente dos personagens, e acredito que com pequenos ajustes no próximo filme teremos um resultado ainda melhor.

  • Marcos

    Todos deram o melhor de si, todos ficaram ótimos. O filme fez uma bela mistura de elementos estéticos e psico-sócio-culturais de ST Original com elementos modernos (efeitos especiais, linguagem e interpretação com uma boa dose de ação e humor). Essa mistura é a essência do filme. Seria entediante uma tentativa de copiar a série original ou, no extremo oposto, de super-modernizar a ponto de perder a identidade. Meu pai (65), eu (38) e minha filha (15) adoramos o filme em todos os aspectos.