Mês: dezembro 2010

Por onde anda….William Sadler?

William Sadler é um desses atores que aparece em vários seriados e filmes. Ele fez o Coronel Stuart em Duro de Matar 2, o xerife Valentie em Roswell, Tyler Darrin em Wonderfalls, e, mais recentemente, esteve na minissérie vencedora do Emmy The Pacific. Sadler também deixou sua marca em Jornada, aparecendo em três episódios de Deep Space Nine – Inquisition, Inter Arma Enim Silent Legis e Extreme Measures como membro da Seção 31, o enigmático Luther Sloan. O StarTrek.com conversou com Sadler que narrou sobre sua experiência na franquia e nos atualizou sobre seus projetos. O que você lembra de conseguir o papel de Sloan? “Foi-me oferecido o papel e eu me lembro de achar legal, eles me oferecendo alguma coisa da franquia. Cresci na série original e sempre pensei que Jornada fosse uma parte muito grande da cultura americana. E para ser um segmento dessa cultura, eu disse a mim mesmo: “Eu vou fazer isso!” Eu disse que ia fazer antes que eu sequer soubesse que trabalho era. Eu acabei fazendo três episódios de Deep Space Nine, que foram ótimos.” Sloan foi um personagem muito diferente de Jornada. Ninguém tinha certeza se era bom ou mau, um patriota ou um criminoso. E a última aparição do personagem, com Bashir e O’Brien ligando mentes com Sloan e encontrando ele e seu alter ego, em águas muito turvas. O que você tinha em mente quando você estava fazendo Sloan? “Eu pensei nele como o personagem Ollie North (tenente-coronel americano envolvido no escândalo Irã-Contras). Ele fez...

Ler Mais

Star Trek Magazine entrevista Roxann Dawson

StarTrek.com postou um preview da nova edição da revista Star Trek Magazine, que foi lançada em 28 de dezembro e inclui entrevistas com Roxann Dawson e Chase Masterson, além de comentários sobre o Manual Haynes, a valorização dos personagens de sexo feminino, entre outros assuntos. Aqui temos a entrevista com a atriz e diretora Roxann Dawson, que fez  B’Elanna Torres em Voyager. Cada série de Jornada nas Estrelas tinha seu próprio entendido em tecnologia, o engenheiro-chefe ferozmente leal, cheio de determinação, com um ou dois defeitos. Em Star Trek: Voyager foi a tenente B’Elanna Torres responsável por manter o funcionamento da nave com a máxima eficiência durante a sua viagem de sete anos de volta à Terra. Nessa entrevista, Roxann Dawson relaciona os episódios que tiveram uma carga emocional maior para sua personagem. Entre a sua vida real e a gravidez na TV, Roxann Dawson retomou as rédeas da ação em várias histórias, incluindo dois episódios centrados em B’Elanna. Na quinta temporada em Extreme Risk, ela começa a exercer atividades de holodeck com risco de vida, enquanto no ano seguinte Barge of the Dead, ela tem uma experiência de quase-morte e encontra o fantasma de sua mãe, Miral (Karen Austin) , no Gre’thor, o inferno Klingon. “O episódio Extreme Risk, na verdade surgiu de uma conversa que tive com o produtor executivo Brannon Braga “, diz Dawson. “Ele estava se perguntando onde iria B’Elanna, e comecei a falar sobre sua vida e que talvez ela estivesse em um ponto onde o conflito entre o lado humano e o...

Ler Mais

Shatner fala sobre Captains, comédia e Star Trek

O sempre ocupado ator William Shatner deu uma atualização a respeito do documentário que está produzindo para a televisão referente a Jornada nas Estrelas, chamado de “Captains” (Capitães), que inclue entrevistas com os capitães mais famosos da franquia. Ele também comentou quanto ao seu último trabalho na comédia “$ # *! Meu Pai Diz” e sobre a continuação de Star Trek. Segundo comentou Shatner ao Calgary Herald, o documentário já foi gravado, e agora está sendo editado. “Capitães está sendo editado como nós falamos”, disse o ator. “Temos um grande filme, há muito dele e estamos colocando em conjunto com a paixão. Vamos tê-lo pronto em um futuro próximo”. Shatner passou a explicar um pouco sobre o conteúdo do filme que vai ser vai lançado no próximo ano. “Existem extensas entrevistas e haverá um monte de clipes envolvendo quem interpretou o capitão de Jornada e elementos que nos unem e coisas que são diferentes entre nós”, disse. “Há muita coisa que é comum entre os atores, a sua experiência, seu temperamento”. O velho capitão Kirk admite ser um pouco dedicado ao trabalho. “Eu sou ligado ao trabalho”, disse ele, e por essa total dedicação se acha desatualizado sobre músicas e filmes. “Eu não tenho tempo para manter contato com a cultura moderna ou a cultura pop”. Apesar de estrelar em um seriado de TV baseado num Twitter maciçamente popular, Shatner se diz ignorante tecnologicamente – fora ler scripts em seu IPAD. Ele, portanto, usa um pessoal mais jovem para operar a sua própria conta no Twitter, por exemplo. “A...

Ler Mais

Donna Murphy comenta atuação em Insurreição

A atriz Donna Murphy teve uma única participação em Jornada fazendo a alienígena Anij do povo Ba’ku no filme Star Trek IX: Insurreição. Sua personagem foi o caso amoroso de Picard. Murphy conversou sobre o tempo em que fez o papel de Anij, trazendo memórias daquele período e de como se sentiu fazendo parte da franquia. Ela também falou de seus trabalhos atuais. A entrevista foi feita pelo site Star Trek.com. Em 1997, quando você assinou para fazer Insurreição, o que fez você decidir fazer um filme de Jornada? “Eu achei que a oportunidade de entrar nesse mundo, se quisesse, seria bom demais para deixar passar. Eu adorei a peça. Eu achei que foi um roteiro interessante. Eu não iria ficar enterrada debaixo de alguns desses projetos incríveis de maquiagens, isso foi atraente para mim, pois teria um rosto humano. E muito do meu trabalho foi com Patrick Stewart, que eu acho um ator fabuloso. Foi algo do tipo onde eu entrei, tive uma reunião, fiz um teste, e fiquei emocionada quando eles disseram que vieram trás de mim e queriam que eu fizesse o filme.” O que você lembra mais sobre a produção? “Eu me lembro dos locais bonitos, coisas que foram construídas (na Paramount) e depois fomos para o norte, filmar (as cenas da aldeia Ba’ku) nas montanhas. Na verdade nós filmamos em alguns locais. Um deles foi de uma hora fora de Los Angeles. Então voamos para o norte em um helicóptero em uma locação nas montanhas. Eu não me lembro especificamente onde estávamos, mas foram locais deslumbrantes. As...

Ler Mais

Por onde anda….Ron Perlman?

Ron Perlman é um ator com um longo currículo no gênero sci-fi, terror e fantasia, que inclui A Bela e a Fera, Sonâmbulos, A Cidade das Crianças Perdidas, A Ilha do Dr. Moreau, Alien: A Ressurreição, Blade, Hellboy, assim como videogames e muitas séries de animação com sua voz. Em Jornada, Perlman fez o vice-rei Remano para Star Trek: Nemesis. O StarTrek.com conversou com ele em Londres onde estava promovendo o filme Season of the Witch. O ator falou de seu personagem e dos projetos. Nemesis passou há oito anos atrás. Algumas pessoas se surpreenderam ao vê-lo no filme uma vez que o papel não era particularmente grande. O que levou você a desempenhar  o vice-rei? “Eu acho que o meu gerente disse: – “Há interesse deles em você para um filme de Jornada. Eles estão fazendo algo chamado Nemesis” – Eu respondi: -” Sim, diga-me o dia e o lugar, e eu estarei lá” – Disseram que seria um trabalho de maquiagem pesada, prótese, mas eu pensei: – “Nenhum problema. É ainda Jornada” – Eu estava assistindo a franquia em todas as suas muitas formas de uma distância de todos esses anos e nesse tempo eu meio que me tornei parte da família. Foi isso. Tornou-se uma realidade. E foi ótimo em vários aspectos”. A maioria de suas cenas no filme foram com Tom Hardy. Você achava que ele tinha capacidade e que poderia realmente decolar como um ator como está agora, após  Inception? “Tom tornou-se provavelmente um dos mais cobiçados atores do mundo. Você viu esse filme...

Ler Mais

Chase Masterson comenta sobre Leeta

A atriz Chase Masterson interpretou a Bajoriana Leeta, na série Deep Space Nine. Sua personagem inicialmente seria de curta duração e com função apenas de atrair audiência, mas sua atuação agradou aos produtores, na época, e ela acabou continuando a dar vida a garota do Dabo, tendo sido importante na guerra contra o Dominion. Ao site Star Trek.com, ela escreveu um comentário em que opina quanto a sua atuação e o que esperava do personagem.  “Ultimamente, eu comecei a discutir alguns dos meus mais “privados” pensamentos sobre a atuação de Leeta. A oportunidade de falar sobre isso em entrevistas e em convenções – com um maior grau de abertura que eu tive, talvez, no passado – tem sido extremamente valiosa para mim. Como eu disse desde o início do meu trabalho na série, eu sou grata por Jornada de inúmeras maneiras. Sendo uma parte do legado de Jornada é inegavelmente uma das maiores bênçãos que um ator pode receber. Na verdade, eu pedi por isso. No início de minha carreira, eu rezava especificamente para estar em uma série nesta franquia por causa do valor alegórico das suas histórias, a dimensionalidade dos seus personagens, e o entusiasmo de seus fãs. Leeta foi escrito com muitas qualidades interessantes, que foram uma maravilha para encarnar. Como uma menina Dabo ela era brincalhona, mas como uma Bajoriana ela tinha um alicerce espiritual profundo. Enquanto ela estava num sistema hierárquico mais baixo em seu trabalho, estava disposta a arriscar tudo para ficar acima de sua...

Ler Mais

Wil Wheaton conta como foi trabalhar em Jornada

O ator Wil Wheaton, que interpretou o personagem juvenil Wesley Crusher de A Nova Geração, está atualmente no seriado The Big Bang Theory, mas ele pode ser visto também em Leverage e Eureka. Além de atuar, ele tornou-se blogueiro e critico de revista sobre histórias em quadrinhos e games. Também possui alguns trabalhos como escritor.  Aos 38 anos, Wheaton teve uma conversa franca com o Star Trek.com, onde falou a respeito de seus dias em Jornada. Como você se sente estes dias com A Nova Geração e Wesley Crusher, e o seu lugar na sua vida? “Estou muito orgulhoso da experiência. É uma grande parte de quem eu sou. Eu brinco muito online sobre como todos nós temos tido estranha adolescência. A maioria das pessoas tem realmente sorte, porque as suas adolescências desajeitadas são evidenciadas apenas nos álbuns de fotos que a mãe pega em encontros de férias para envergonhá-lo na frente da nova namorada. Mas para mim, ele fez na frente do mundo e é preservado nas páginas de revistas teen e em fitas de vídeo dos velhos tempos. É uma enorme parte da minha vida, Jornada, e os anos que passei fazendo a série, desempenhei um papel importantíssimo no desenvolvimento de quem eu sou como um adulto. Foi há 23 anos e posso olhar para trás com muito carinho agora. É divertido olhar para trás. Eu assisto os episódios de A Nova Geração … eu escrevi um livro sobre isso chamado “Memories of the Future”, que é como um guia de episódios da...

Ler Mais

Uma entrevista com Robert Beltran, Chakotay

O ator Robert Beltran, que fez o comandante Chakotay da série Voyager, está atualmente na  Latino Theater Company apresentando a peça The Labyrinth of Solitude. Ele foi entrevistado pelo La Stage Times e falou um pouco de sua peça e de sua atuação na franquia de Jornada. Veja os pontos mais importantes de sua entrevista. O diretor artístico da LTC, José Luis Valenzuela e sua esposa Beltran Fernandez, são conhecidos do ator há muitos anos. “Eles me convidaram para fazer parte da produção. Nós somos realmente bons amigos”, diz Beltran. “Eu sempre segui o seu trabalho, porque eles fazem muito bem, incomum e um penetrante trabalho. Eu sempre quis trabalhar com eles”. “Solitude é uma peça muito bem escrita. É muito profunda e divertida e os personagens são muito bem desenhados. Não é nenhuma história acéfala que me preocupasse “, admite. Beltran admite que antes de pegar o trabalho na Latino Theater Company passou rápido por algumas séries de TV e filmes, ficando deprimido por seu distanciamento dos palcos: “Foi quando eu fiquei muito deprimido, porque eu não era capaz de fazer tanto o teatro como eu queria. Nos últimos dez anos eu venho tentando recuperar o atraso em fazer teatro, porque é isso que eu sempre preferi fazer”. O ator disse que ajudou a fundar outra companhia de teatro a East LA Classic Theatre de Los Angeles Teatro Clássico em 1992. “Eu imaginava um latino na companhia de teatro que iria investigar peças clássicas. Nós fizemos...

Ler Mais

Por onde anda….Stephen Collins ?

O ator Stephen Collins ficou mais conhecido dos fãs de Jornada por sua atuação no primeiro filme da franquia Star Trek: The Motion Picture. Ele fez o comandante Willard Decker e foi o interesse amoroso da exótica Deltana Ilia (Persis Khambatta). Numa conversa com o site Star Trek.com, Collins  falou sobre primeiro filme, sua aversão ao próprio desempenho como Decker, e seus projetos atuais. Costuma-se dizer que tudo o que é velho um dia volta a ser novo outra vez, como tem sido para você e sua esposa (Faye Grant, que fez a reporter e membro da resistência na antiga série V), nos últimos dois anos, ao passarem pelas salas de cinema e verem Star Trek em cima outra vez e ligar a TV e ver “V” na tela de novo? “Eu sei, e eu ouço que Jane Badler (que fez a vilã da velha “V”) vai estar no novo seriado “V”. É estranho, sem dúvida. Para mim, em termos de Jornada, parece que nunca vai embora. As pessoas esquecem que houve esse lapso de tempo a partir do momento em que a série original saiu do ar e com o tempo nós fizemos o primeiro filme. Nesse tempo não havia Jornada que não os episódios originais, e eles constantemente eram exibidos na TV. Agora, tem havido muitas séries de Jornada e filmes. Então, para mim, ela nunca foi embora. E eu sou uma pessoa engraçada para perguntar sobre isso porque eu não sou particularmente um fã de Jornada. Eu não sou um fã não, eu nunca...

Ler Mais

Rosario Dawson faz lobby para Star Trek 2

A maioria das jovens celebridades tentam retratar uma imagem livre de qualquer ligação com franquias. Mas a atriz Rosario Dawson não tem problema em revelar que é uma fã de Jornada. Ela admite que sua grande ambição é estar no próximo filme de Star Trek, tanto que montou uma petição no Twitter, na esperança de conseguir uma vaguinha no elenco. Mas não ficou só nisso. Como reportou o site Daily Mail, a atriz de 31 anos de idade, que na noite passada apresentou um prêmio na NYC and Co Foundation Leadership Awards Gala revelou que iria se contentar com uma pequena participação no próximo filme de Star Trek, se fosse-lhe dado o trabalho. “Eu amo J.J. (Abrams) “, mencionou a atriz ao Colider Magazine recentemente. “Eu tenho uma petição que está ocorrendo no Twitter em que eu poderia talvez estar no próximo filme. Como, apenas uma Klingon,  qualquer coisa neste sentido, bastando estar lá e dizer “Qapla” ou algo assim, eu já ficaria feliz, eu ficaria muito, muito satisfeita.” A atriz admitiu mesmo estar tentando convencer algumas estrelas do filme de sua capacidade para um papel. “Eu tenho abordado alguns outros membros do elenco”, disse a lobista Dawson. “E eu conheço Zoe (Saldana) muito bem, então eu poderia mostrar meu entusiasmo para ela, mas estou tentando manter a cabeça fria com Chris e agora que a coisa foi revelada”. Aos mais íntimos, a atriz afirma que conseguiu manter-se mais próxima (do seu sonho) quando se encontrou na presença do diretor (Abrams) durante um vôo para Nova York. Fonte:...

Ler Mais
  • 1
  • 2

Assine o canal do TB

Um Pedaço da Ação

Colabore com a campanha da NovaFrota para trazer atores de Star Trek ao Brasil! Saiba mais acessando a página da campanha e garanta sua participação:

Tuítes do Pingo

  • Se a NCC-1031 tivesse sido uma destas iria ser uma coincidência muito foda. https://t.co/nftDnSeDJP
  • OK, eu não estava esperando nenhuma Mercedes SLS, mas pelo amor de Khaless também.
  • Maluco, só sai moto ou tranqueira. E o Comando da Frota fica em Jaru, RO.
  • Um reboque, véio, um REBOQUE! https://t.co/kMfFYQ56xN
  • Ah, tão me tirando, outra CG? https://t.co/azttwVEmib
  • Ah, uma CGzinha safada? Não fode, né? https://t.co/N9DgTksKH8