Film Independent Screening And Q&A Of "The World's End"Numa entrevista ao site Huffingtonpost e ao Star Trek.com, o ator de Scott, Simon Pegg, defendeu o recente filme de Jornada, Além da Escuridão, das críticas dos fãs numa  convenção em Las Vegas. Ele também falou sobre a seu personagem, a decisão de Abrams em dirigir o próximo filme de Star Wars e dá uma ideia para a terceira sequência. Veja os trechos importantes.

Houve uma recente pesquisa realizada em uma convenção de Star Trek que classificou Além da Escuridão, como o pior filme de Jornada.

Pegg: Oh, realmente ?

Parece que vem mais de uma raiva do que uma verdadeira opinião subjetiva , mas o que seria essa raiva dos fãs?

Pegg: Eu acho que eles não tiveram tempo para viver esse filme. Eles não tiveram tempo para analisá-lo. Eu acho que há um grau de atolamento no fundo. Bem , há uma facção dentro da comunidade de Jornada do tipo “eu não quero ver mais nada”. Tudo bem. E , com certeza , eles têm direito a isso. Você sabe, não é para eles, realmente. É para todos.

Faz parte disso?  Do tipo “costumava ser para nós e agora não é ?”

Pegg: Um pouco. Eu acho que é quando você se aborrece com uma banda independente que você ama, porque, de repente , eles fazem um disco solo. Você não precisa necessariamente começar a não gostar de sua música, mas você parar de gostar deles, porque está chateado por eles serem famosos, ou qualquer outra coisa . Além da Escuridão é o mais bem-sucedido filme já feito de Jornada. Trata-se, em termos do que ele arrecadou na bilheteria e quantas pessoas foram vê-lo. Mais pessoas viram esse filme do que qualquer outro de Jornada, que já existiu antes. Isso é provavelmente um pouco chato para alguns fãs – o que eu entendo perfeitamente.

Por causa de seu relacionamento com J.J. Abrams, perguntas surgem sobre você estar no próximo “Star Wars”. Você respondeu uma vez, “Por que o cara que odeia ‘Star Wars’ tem de estar no próximo Star Wars?” Por que você odeia “Star Wars” ?

Pegg: Eu não odeio Star Wars. Eu amo Star Wars. Star Wars é um filme extremamente formativo para mim como um ser humano e na formação de quem eu sou. Incentivou o amor pela música clássica em mim, por causa da trilha sonora. Incentivou a literatura e língua, e minha imaginação. Formou quem eu era como uma criança e que era algo que eu estava incrivelmente apaixonado. Dos prequels eu não gostei de nenhum, porque eles fizeram o contrário de tudo o que fizeram os primeiros filmes. Quando eu era criança, era muito defensor de Star Wars. Quando “The Black Hole” (da Disney) saiu, algumas crianças achavam que era melhor do que Star Wars, eu disse : “Não, essa porra não é!”. Me chateou quando disseram isso.

O que mais apreciou sobre como Scotty, escrito como um personagem e utilizado na tela dos dois filmes?

Pegg : É realmente divertido fazer Scotty, porque o que eu acho que os caras fizeram com a iteração moderna da história é uma espécie de tentar isolar certas dinâmicas que surgiram na série original e avançá-lo mais um pouco. Eu tento ver Scotty como o pragmático. Ele é um membro mais maduro da tripulação. Ele é menos um super-herói do que todos os outros. Ele é mais um homem comum do que Kirk. Kirk é excepcional. Spock é excepcional. Eu acho que Scotty é um dos caras. Ele é um cavalo de batalha em seu trabalho . Ele é um cara sério mesmo que seja alegre. As pessoas sempre dizem : “Oh, Scotty é muito engraçado”. Eu nunca vejo-o como um personagem cômico. Talvez sua visão seja divertida. Ele está definitivamente reagindo a situações extraordinárias, como qualquer um de nós faria, e aí reside a comédia. Mas eu nunca iria querer que ele fosse um personagem comédia, você sabe o que quero dizer? Eu gosto deles mantê-lo leve e ao mesmo tempo conseguindo não fazer dele uma piada.

O caso em questão , ele desempenhou um papel fundamental no segundo filme. 

Pegg : Foi lindo correr e evitar da Enterprise ser destruída. Geralmente, ele vai ajudar a salvar o dia, através da fixação de algo, mas para ele realmente é estar no campo e misturando- se com Kirk, que foi divertido. Eu gosto dessa relação, bem como, Scotty e Kirk. Nesta situação, neste universo , há um vínculo entre eles, porque eles meio que tiveram aquele momento no último filme. Então, eles têm uma estreita amizade e foi testada em Além da Escuridão.

Vamos falar sobre uma relação diferente: Scotty e Keenser . O que fez Scotty a ter Keenser como um amigo, e vice- versa? 

Pegg: Eu acho que eles passaram muito tempo em Delta Vega juntos. Eles provavelmente tem um sistema em curso. Isso acontece quando você trabalha com alguém por muito, muito tempo. Acho que o Keenser é, obviamente, um técnico altamente qualificado. Como uma espécie de segundo-em- comando do Scotty, eles têm uma boa taquigrafia. Toda a razão disso acontece porque tínhamos filmado nossas cenas no filme de 2009 e estabelecemos essa amizade relutante. Pareceu- me um pouco triste quando estávamos deixando-o em Delta Vega . Eles estavam apenas sendo deixados lá por conta própria. Então eu disse : “Vamos tê-lo na Enterprise no final?”. JJ e eu estávamos rindo sobre isso. “Não seria engraçado se tivéssemos ele vindo na Enterprise?”. Foi mais porque se sentia culpado por abandonar esse personagem. Então pedimos a Michael Kaplan, o figurinista, para fazer um traje da Frota Estelar para ele, o que Michael fez. Então, uma vez que ele estava na parte de fechamento de Star Trek (2009) , que significa ” Oh , bem, ele vai ter que ser na próxima”. Então nós começamos a desenvolver essa idéia de que : “Se eu vou para assumir esta nave, eu vou precisar de meu braço direito comigo. Ele me conhece. Ele sabe o jeito que eu opero”. Essa é a maneira de seu relacionamento. Eles são amigos. Ele é só um alienígena de 1,2 metros .

É difícil conciliar o fato de que Além da Escuridão é um filme de grande sucesso com o fato de que alguns fãs apenas odiam o filme?

Pegg : Eu sei. Houve uma votação em uma convenção que chamou de o pior filme de Jornada. Objetivamente , eu acho que isso não é verdade . Em termos de narrativa e técnica e do cinema , esse não chega nem perto da parte inferior da lista. Mas todo mundo tem uma opinião e eu aceito totalmente isso. Apenas a sorte de relegar nesses termos como o pior, no entanto, é algo que me irrita e é por isso que eu disse “F -k” para essas pessoas. O que fizemos foi bastante ousado em que decidimos abraçar uma edição anterior e criar o que era quase como um filme paralelo a ele. Eu acho que os caras que escreveram ficou um pontapé real fora de fazer isso. Eles são grandes fãs de Jornada e da idéia de puxar esses paralelos era um pedacinho do céu para eles, eu acho. Eu gosto da idéia de que o universo que agora está correndo em paralelo ao universo da série original está puxando seus elementos juntos novamente. Eu gostei do primeiro filme, que não importa quão espalhados por todo lugar estávamos, a circunstância era de nos reunir.

Eu acho que algumas pessoas criticaram o que foi um dispositivo dramático muito bom. Foi uma coincidência que Kirk conseguiu estar não só no mesmo planeta que Scotty, mas perto de onde morava. Eu acho que esse é o tipo de destino. Foi um tratamento na idéia de destino e do fato de que essas pessoas estão destinadas a ficarem juntas. Isso é adorável e mítico, e eu acho que Além da Escuridão seguiu essa ideia. Não importa o que aconteceu, essas pessoas particulares estavam se encontrando, e nós apenas deparamos com este personagem particular, Khan, um pouco mais cedo do que antes.

Na verdade, outra crítica leva a algo que você mencionou anteriormente, cerca de ficção científica como uma metáfora. Algumas pessoas sentiram que Além da Escuridão foi um filme de ação fantástico, mas que não fez bastante uso da ficção científica como metáfora … 

Pegg : Eu posso ver isso. Mas é difícil nos dias de hoje ser particularmente esotérico em face de ter que fazer um filme importante. Se você vai fazer um filme tão grande, talvez por vezes algumas das coisas mais sutis metafóricas tem que ficar de fora. Às vezes, esses filmes não se tratam apenas derrubar as coisas. Eu, pessoalmente, não acho que Além da Escuridão seja isso. Acho que ele diz muito sobre a família e a amizade e da moralida. Acho que seria ousadia minha pedir para você simpatizar com um assassino em massa e quase nos ver, em termos de ser seu adversário, com motivações semelhantes , e como isso se torna certo e como isso se torna errado. Existe um certo ou errado, se o certo e o errado são totalmente subjetivos? Eu acho que tudo isso está acontecendo no filme. Ser pego no fato de que , “Ah, bem, eles pegaram uma coisa preciosa de um outro filme e simplesmente o descascaram”. Eu acho que é a reduzir o filme para algo muito menos do que ele realmente é. Eu acho que é muito míope e eu pessoalmente acho que Além da Escuridão tem muito peso metafórico, muito mais, penso eu, do que um monte de filmes de verão deste ano.

Qual a direção que gostaria de ver as coisas indo para terceiro filme ? 

Pegg : Nós estamos em uma missão de cinco anos agora e eu acho que nós nos estabelecemos como os portadores atuais de Jornada. Graças a Deus ainda há Jornada. Seria um triste universo se não fosse existir mais. Então eu gostaria de ver-nos saindo agora e termos o nosso primeiro tipo de aventura solo. Foi divertido brincar com a história de Jornada, para ir e voltar com as coisas que as pessoas conhecem e amam, mas é uma grande galáxia e nós temos alguns grandes escritores e personagens fantásticos. Há uma razão pela qual esta história prevalece quase 50 anos depois, porque eles são tão grandes personagens. Isso é o que sempre foi. Quando saiu dizendo que ia ser uma nova Jornada, com novos atores que interpretam os personagens, as pessoas não tinham certeza sobre isso. Como brilhante e fabuloso os atores originais eram, e eram responsáveis ​​por fazer Jornada o que é, é sobre os personagens, não os atores. Se podemos possivelmente retirá-los agora e trazer esses personagens à vida novamente, absolutamente deveríamos fazer, e por isso deverá haver um monte de outros jovens quando estivermos velhos demais para fazê-los. Eu me sinto honrado por fazer parte deste universo. Jornada nunca deixa de me surpreender.

Você acha que Abrams vai encontrar uma maneira de dirigir o próximo filme de Jornada também? 

Pegg : O que eu realmente adoraria fazer, e eu não sei se isso vai acontecer, é trabalhar no próximo filme em tempo para o 50º aniversário , em 2016. Eu não acho que vai acontecer com J.J. à frente, porque ele vai estar ocupado com Star Wars. Minha reação inicial ? Eu não sei o que sentir. Eu liguei para ele e disse: “O que isso significa? Você vai nos deixar para trás?”. Claro, J.J. disse que não, porque isso não é o tipo de pessoa que ele é. O que vai acontecer, eu imagino, é que vamos encontrar algum diretor incrível, para o trabalho, e J.J. irá produzi-lo e colocar seu selo nele. Isso seria , da mesma forma que sua marca em Missão: Impossível – Protocolo Fantasma, mas foi o filme de Brad Bird. J.J. estabeleceu uma identidade muito forte agora, em termos do novo Star Trek e eu acho que vai ser tão bom se tivermos alguém que J.J. aprove e apoie para entrar e fazê-lo enquanto ele dirige Star Wars. Eu acho que seria uma coisa boba ficar esperando até depois de Star Wars, porque J.J. vai estar amarrado a Star Wars por um longo tempo e ele não quer apressar isso. É um grande negócio.