Selecione a Página

Mês: novembro 2016

Discovery: Primeiros nomes oficiais para o elenco

Após uma semana de rumores sobre o elenco da nova série de Jornada, Star Trek: Discovery e da revelação da atriz Michelle Yeoh, a CBS anunciou oficialmente os três primeiros nomes da nova equipe que integrará esta nova produção. Num comunicado de imprensa a CBS está confirmando o anúncio dos três primeiros membros do elenco que vão embarcar na série em maio de 2017:   Doug Jones é um ator americano mais conhecido por papéis de ficção científica e fantasia, fazendo personagens não-humanos e com maquiagem forte em filmes e séries como Buffy, Hellboy, O Labirinto do Fauno, Quarteto Fantástico, Legião, Falling Skies, entre outros.  Jones vai interpretar o tenente Saru, um oficial de ciências da Frota Estelar e membro de uma espécie exótica nunca vista antes no universo de Jornada.   Anthony Rapp é um ator e cantor americano, mais conhecido por seu papel como Mark Cohen na peça teatral Rent, além de participações em Uma Mente Brilhante, Caindo na Estrada, Lei e Ordem: Unidade de Vítimas Especiais, entre outros. Anthony vai assumir o papel do tenente Stamets, oficial de ciência e astromycologist ( “expert em fungo”) a bordo da Discovery. Está confirmado que fará o primeiro personagem abertamente homossexual na história de Jornada.   Como relatado anteriormente, a atriz Michelle Yeoh, de fato, está no elenco como capitã da nave Shenzhou, mas o nome de seu personagem é capitã Georgiou e não “Han Bo” como foi dito antes. Michelle vai retratar a primeira capitã...

Ler Mais

Podcast traz autores de O Guia da Saga

O Seção 31, o mais conhecido podcast sobre Star Trek do Brasil, traz em seu novo programa uma entrevista com os autores do livro Jornada nas Estrelas – O Guia da Saga. Salvador Nogueira (criador e editor do Trek Brasilis) e Susana Alexandria falam a respeito da obra, e claro, de Star Trek em geral com bastante informação e descontração. O podcast é comandado por Waldomiro Vitorino e Roberta Manaa. Para ouvir, é só dar um pulo aqui....

Ler Mais

Review de Star Trek Boldly Go edições 1 e 2

Star Trek Sem Fronteiras já passou, mas o universo Kelvin continua com uma nova série em quadrinhos pela IDW, que segue com as aventuras do Capitão Kirk e sua tripulação. Novos mundos, novas espécies, novas naves. E um novo perigo diferente de tudo que a Federação já encontrou antes. Veja um resumo das duas primeiras edições da coleção Star Trek Boldly Go, que foi lançada em outubro. Esta nova coleção em quadrinhos tem a oportunidade de seguir os eventos do último filme Star Trek Sem Fronteiras. Que destino nossos icônicos personagens terão nesta linha de tempo? A história está sendo escrita por Mike Johnson e arte de Tony Shasteen. Ainda não temos uma nova Enterprise sendo lançada. Afinal, a contagem de tempo no filme passa mais rápido que nos quadrinhos. Nesse meio tempo, a tripulação foi dissolvida e todos seguem caminhos separados. Kirk recebeu a capitania temporária da NCC-1805, USS Endeavor, em razão da aposentadoria do capitão Derbes. Essa classe de nave já foi vista em filmes anteriores de JJ Abrams. Chekov e McCoy se juntaram a Kirk, assim como a Deltana Darwin (Além da Escuridão). McCoy, como sempre, implica com os métodos de trabalho do seu médico chefe. Spock e Uhura estão em Nova Vulcano. Uhura optou por acompanhar Spock e ambos tentam explorar os limites da sua relação por lá, com a aprovação de Sarek. Na Terra, Scotty está como instrutor...

Ler Mais

Rumor: Michelle Yeoh no elenco de Discovery (ATUALIZADO)

O site ComingSoon está relatando que Michelle Yeoh, estrela do filme de artes marciais O Tigre e o Dragão está no elenco da próxima série de Jornada Star Trek: Discovery. Seu papel ainda não está confirmado, mas pode ser a protagonista tenente-comandante, ou, eventualmente, o capitão da nave, cujos rumores diziam que seria uma mulher de cor. ATUALIZADO: Temos novas informações sobre o papel de Yeoh. “Eu sei que Michelle Yeoh está nele.” Isso é o que Nicholas Meyer, produtor e escritor de Discovery, disse ao ComingSoon.net em uma entrevista recente. “Embora não esteja confirmado neste momento”, relata ComingSoon , “O papel de Michelle Yeoh é bastante provável ser de liderança na série.” Segundo apurou o site TrekMovie, o envolvimento de Yeoh não parece caber na descrição de liderança do papel principal da tenente-comandante, que Bryan Fuller descreveu como alguém com muito a aprender sobre a galáxia e os seres nele . Em uma coletiva de imprensa em agosto, Fuller observou que: “[Discovery] explora a jornada de uma mulher que irá ensiná-la a conviver com outras pessoas na galáxia.” Muitos dos detalhes que temos sobre os personagens vem daquele evento em que Fuller expressou sua crença de que, para que um protagonista realmente venha a entender algo estranho, ela tem que primeiro entender a si mesma. A imagem de uma tenente verde ainda capaz, com muito a aprender vem à mente com essa descrição....

Ler Mais

Resumo de Star Trek # 59 e 60 “Connection”

A editora IDW encerrou sua coleção em quadrinhos intitulada The Five Year Mission, que traz a missão de cinco anos da USS Enterprise antes do filme Star Trek Sem Fronteiras. Nesta aventura a turma da Kelvin timeline tem um encontro insólito com a tripulação da série original. Veja o resumo destas duas últimas edições.  A história começa com Kirk do universo Kelvin acordando para mais um dia de trabalho. Mas algo não parece igual. Ao mesmo tempo, Kirk do universo original também acorda com uma sensação de que não está no lugar certo. Nos quadrinhos vemos as ações ocorrendo em ambos os universos. Os capitães Kirk fazem seu caminho para a ponte, e se sentem confusos com o que estão vendo; esta é a Enterprise, mas não a sua Enterprise. Ao chegar a ponte e ser informado de uma anomalia na região, Kirk de Pine brinca perguntando se “Q” está de volta e causando problemas, enquanto Kirk de Shatner questiona se Trelane está interferindo com a Enterprise. Ambas tripulações desconhecem os personagens citados. Kirk (Shatner) olha seu reflexo na ponte e vê a imagem de um Kirk (Pine) mais jovem. O inverso ocorre com o outro Kirk. Confusão e desorientação com os capitães, o que leva os Drs. McCoys a entrarem em ação. Ambos são sedados e encaminhados a enfermaria. Recobrando a consciência, tudo, aparentemente, voltou ao normal. Ambos relatam terem estado...

Ler Mais

Entrevista com Doug Jung

Doug Jung co-escreveu o filme Star Trek Sem Fronteiras com Simon Pegg, além de fazer uma ponta como o companheiro de Sulu. Em entrevista ao Entertainment Weekly, Doug falou sobre o processo de escrever o filme, seu pequeno e controvertido papel na tela, além dos seus pensamentos sobre onde a franquia poderá ir daqui para frente. Quando falei com Simon Pegg, ele disse que vocês frequentemente assistiam os episódios antigos de  Star Trek  no final da sua escrita. Você aprendeu alguma coisa sobre o que faz uma boa história de Jornada, ao contrário de uma menos bem sucedida? Jung:  O que eu sabia, por ter olhado para isto um pouco mais como um escritor do que como um fã, é que há muitos tipos diferentes de histórias que você pode contar. Elas oscilam descontroladamente na série original. Eu amo “City on the Edge of Forever”, e os que têm que um tipo-Twilight Zone. Mas “The Doomsday Machine” é um dos meus favoritos, este ritmo rápido de ficção científica. Eles contêm este tipo de parábolas surpreendentes, nos comentários. Lembro-me de pensar:  “É incrível como muitos tipos diferentes de histórias eles podem fazer”. Você quer dizer que o processo de escrita foi muito acelerado para este filme. Você teve alguma grande idéia ou conceitos que não ficaram no projeto final? Jung: Tivemos algumas idéias que eram apenas fisicamente fora para a ciência-ficção, representações de...

Ler Mais

Pegg diz o que sabe sobre um quarto filme Star Trek

Simon Pegg, em entrevista recente ao Entertainment Weekly, falou sobre as implicações políticas do vilão de Star Trek Sem Fronteiras, comparando com o eleito presidente Ronald Trump, a reação do elenco pela triste ausência de Yelchin, a cena deletada com a personagem tenente Romainee, e o que JJ Abrams pode estar planejando para o próximo filme. Quando falei com o seu co-escritor Doug Jung , ele mencionou que tinha algumas idéias esquisitas no processo de script inicial. Havia alguma coisa em especial que você se lembra que não fez na versão final da história? Pegg: Krall, inicialmente, foi aumentando fisicamente com pedaços de outros alienígenas. Essa ideia tornou ele esse tipo, em vez fazê-lo em um nível genético. Inicialmente, ele era uma mistura de várias espécies e vida material. A hipocrisia dele: A propaganda ambulante para a integração, mesmo que ele seja contra isso. Krall é realmente Balthazar Edison, um oficial do início Federação. Como vocês conceberam a história de fundo, que está tão enraizada em um monte de idéias sobre a Frota? Pegg: Nós gostamos da ideia deles aparentemente indo onde ninguém foi antes, mas, na verdade, encontrando-se em algum lugar onde não apenas alguém tinha ido antes, mas a Federação tinha ido antes. Nós queríamos brincar com a história e tomar um personagem desde os primórdios da Federação. Nós não queríamos que ele seja apenas de vingança. Queríamos suas...

Ler Mais

Artigo: O Orb da Coincidência

Meados de 2016 e não era difícil notar imensa efervescência no nosso fandom de Jornada Nas Estrelas: (indiferente a ele ou não) um novo filme de cinema em primeiro de setembro, o aniversário dos cinquenta anos da franquia em oito de setembro, os dezessete anos do site Trek Brasilis em vinte e quatro de setembro, todos os segmentos já produzidos de Jornada Nas Estrelas disponíveis no Netflix nacional até o final do ano e mesmo uma nova série com estreia marcada para maio de 2017 e garantia de sua pronta chegada ao gigante do streaming tupiniquim. No mínimo, o melhor aniversário da marca em vinte anos, no máximo, algo completamente inédito que, em virtude das novas tecnologias de distribuição de conteúdo envolvidas, ainda levaremos algum tempo para compreender completamente. Percebendo o grande momento, realizamos (talvez) o maior encontro físico de integrantes (passados, presentes e futuros) do Trek Brasilis em dez de setembro na capital paulista. Comemoramos a franquia, o site e as nossas amizades. Algo extraordinário foi conhecer novas vozes que produzem atualmente conteúdo embasado e crítico de Jornada Nas Estrelas aqui no Brasil. Distintas, mas de certa forma inspiradas naquelas do antigo portal. Essas mesmas vozes, por sua vez, também me inspiraram a voltar à ativa em alguma capacidade. Escrever de novo para o nosso querido TB. Desde o final de Enterprise (em 2005) era certo que teríamos...

Ler Mais

Deep Space Nine já disponível no Netflix

Se você é fã da série Deep Space Nine ou ainda não teve a chance de assistir, o serviço de TV por streaming NetFlix, está disponibilizando a série em seu catálogo desde o dia 29 de outubro. Neste spin-off da franquia de Jornada, o oficial Sisko está no comando de uma estação espacial da Federação com uma difícil missão em espaço profundo. Como assinante você poderá acompanhar toda a série num total de 173 episódios dublados ou legendados. Não...

Ler Mais

Orci usa tema racial para descrever Spock

O produtor e roteirista Roberto Orci disse que ele tem uma ligação especial com um dos personagens mais populares de Jornada. Orci, um cineasta de origem mexicana, compara Spock a um estrangeiro ilegal na sociedade moderna, e remete para o personagem de ficção como “Mr. Spic” nos filmes e séries de TV. “Eu sempre pensei em Mr. Spock como um latino, ele é um alienígena, um imigrante”, disse o produtor em entrevista ao site Variety. “Só entre nós, e só eu posso dizer isso, eu, pessoalmente, costumava chamá-lo de Mr. Spic (Um termo ofensivo referindo-se a uma pessoa espânica ou latina)”. Orci esclareceu: “Eu disse não como uma maneira de denegri-lo, mas como uma maneira de entrar em contato com o que é um estrangeiro a entrar no que parece ser um grande mundo”. Orci, que tem mais de 25 créditos de escrita, incluindo os últimos três filmes Star Trek, foi perguntado sobre filmes multi-culturais da franquia e programas de TV ao longo dos anos. Ele revela que muito de sua própria experiência estaria inserida no personagem de Spock ao escrever os projetos. “Ele vem de outra terra. Ele é meio-humano, eu sou meio-mexicano”, explicou. “Ele tem essa bagagem cultural que traz ao tentar encaixar o máximo que pode.” O cineasta disse que enquanto ele se esforça para ser aberto com sua formação cultural, ele também quer fazer parecer invisível em seus...

Ler Mais

Assine o canal do TB

Tuítes do Pingo

  • Pelo amor de São Gene, regula direito essa merda de teleporte aí, Scotty! https://t.co/BRvatrpLyO
  • Our fellow writer Luiz Castanheira from @trekbrasilis pays his homage to Voyager during our annual retreat.twitter.com/i/web/status/9…0D
  • Putz, voar com essa tralha é mais difícil do que eu imaginava. https://t.co/vgkOwCq4Ce
  • Me falaram que esse vinho do Picard é de uva do tipo cabriolet saveiro, um troço assim. https://t.co/iZi2acwR8G
  • Vai, deixem de frescura e me arrumem uma tigela. https://t.co/QJCXkFAqUE
  • Meio primitivo de viajar assim mas beleza, sem dobra ou esporo é o jeito. https://t.co/83lGyNtIw7