Richard-Hatch-as-KharnMorreu nesta terça-feira o ator Richard Hatch, conhecido por interpretar o Capitão Apollo na primeira versão de Battlestar Galactica e Tom Zarek no reboot de 2005. Ele lutava contra um câncer no pâncreas, e tinha 71 anos. A causa da morte não foi revelada. Richard também participou do teaser trailer no controvertido fanfilm Axanar, como Kharn o supremo comandante Klingon.

“Richard estava bem quando o visitei há duas semanas. Ele sabia que seu tempo era curto, mas estava confortado pelo fato de que seu filho seria bem cuidado”, escreveu o produtor de Axanar, Alec Peters (via Omelete).

Durante sua passagem por Axanar, Hatch revelou ser um fã de ficção científica.

“Eu sempre gostei da ficção científica visionária e inteligente desde que eu era criança”, disse Hatch ao TechTimes. “Eu adorava a fantasia ou qualquer narrativa que explorasse todas as probabilidades teóricas da vida e do universo, de modo que tornar-me parte de qualquer universo de ficção científica era atraente para mim e especialmente aqueles que se baseavam em histórias que me tocavam profundamente ou refletiam a nossa Civilização de maneira iluminadora e perspicaz “.

Quanto a Jornada, Hatch teceu elogios.

richardStar Trek era outra história, que eu adorava  pelo modo como ela explorava futuros possíveis para nós seres humanos e parecia sempre demonstrar que o melhor em todos pode encontrar soluções e resolução a todas as chamadas circunstâncias impossíveis que confrontam toda a vida neste universo”, ele disse.

Obviamente, quando a Hatch recebeu a oportunidade de se tornar uma parte de  Star Trek: Axanar, ele aproveitou a chance.

“Meu bom amigo, o produtor Alec Peters, me perguntou sobre desempenhar um papel no seu projeto Axanar, e suas ideias de visão e negócios para a criação de um revolucionário projeto independente Trek, me encantou”, disse a Hatch. “Fiquei impressionado com o que ele queria alcançar e seu convite para fazer um Klingon também me interessou, pois o Código do Guerreiro sempre foi parte de mim e trazendo à vida uma nova versão de um comandante Klingon excitou o ator e o artista em mim”.