• Trekker

    Na minha opinião, ele e Urban são os melhores na caracterização. Quinto foi uma promessa não cumprida, simplesmente porque é impossível fazer o que Nimoy fez. O resto nem conta, sinceramente.

  • Edson Santos

    Não há nada definido enquanto STD não começar. ou melhor estrear.

  • Sandra

    Pelo que notei nos últimos anos, primeiro eles produzem e filmam Missão Impossível e depois seguem para ST.

    Eu me lembro que Karl Urban e CPine meses após a estreia de STB chegaram a comentar, Urban numa convenção na Austrália e Pine numa entrevista para o Chile, que esperavam que as filmagens fossem feitas este ano. Acontece que por aquela época Missão Impossível foi adiada, algo relacionado com Tom Cruise.

    Bem pela lógica se as filmagens de MI foram adiadas provavelmente de ST4 também foram. Sem contar a bagunça que anda pela Paramount ultimamente.

  • ralphpinheiro

    Parece que Ghost In The Shell não está indo bem na bilheteria. Mais um na coleção de fracassos da Paramount? Interessante que ouvi boas críticas sobre o filme. Aí a Paramount alega que houve muita discussão sobre o whitewashing, ou “embranquecimento” da protagonista para não despertar interesse. Que tal mais uma falta de competência para marketing.

  • Saldan

    Incompetência pura, mas dessa vez não de marketing. O filme teve uma boa campanha de divulgação, até no Brasil (pode-se dizer em comparação que a de Sem Fronteiras basicamente inexistiu por aqui). Mas colocarem Scarlett como Major, ao invés de gerar mais bilheteria, teve efeito oposto, e isso era plenamente previsível em plena era do politicamente correto. Paramount cada vez mais afunda com o fracasso de novas franquias que poderiam ter futuro, e se agarrando na única que é rentável mas em breve atingirá nível de saturação – já estão dizendo que haverá pelo menos mais 14 filmes no universo Transformers! E não sabem direito o que fazer com suas franquias “medíocres”: ao invés de enterrarem de vez G.I. Joe e pouparem dinheiro, já anunciaram que será rebootado (nem The Rock e Bruce Willis salvaram o último filme), enquanto Star Trek segue no limbo.

  • Saldan

    No mínimo, acho que o Chekov do Yelsin e o Scotty do Pegg também foram acertos. Como nunca fui com a cara do Walter Koenig, até acho que a caracterização do precocemente falecido Anton superior, merecia até ser melhor utilizado.

  • ralphpinheiro

    O Gianopulos vai ter muito trabalho para reorganizar esse modus Operandi de filmes por lá.
    Mas esse não é o único problema. A briguinha pelo controle da Viacom está prejudicando a empresa.
    Li recentemente no Wall Street Journal que houve uma certa discussão sobre a independência do Gianopulos na tomada de decisões. Decidiram que Gianopulos terá autoridade sobre tudo, exceto sobre as produções mais caras, que terão a decisão final de Bakish.
    Eles vão investir pesado na Paramount Network e colocar pequenos filmes, miniséries focados mais nos jovens. E fazer filmes se transformarem em séries de TV. Uma adaptação de O Clube das Desquitadas, por exemplo.
    O que vai sobrar para os filmes na telona será pouco e vai depender da grana chinesa. Quem passar na peneira irá continuar. Por enquanto Star Trek está no limbo mesmo.

  • Trekker

    É vero, em relação ao Yelsin. Já o Pegg eu acho que ficou cômico demais.

  • Victor Agmc

    Rapaz eu ia vir aqui comentar exatamente isso. O fracasso de bilheteria de Ghost in The Shell

  • Victor Agmc

    Coincidência ou não o filme A Grande Muralha também flopou nas bilheterias por conta da mesma discussão envolvendo a causação de whitewashing.

    A crítica em torno do do whitewashing procede. Essa insistência de colocar um personagem branco salvando o dia, mesmo em se tratando de um filme com a temática asiática, em detrimento de outras etnias, procede.

    Já passou da hora de Hollywood rever seus conceitos. Negros, asiáticos, árabes, latinos, podem ser protagonistas sim.

  • Victor Agmc

    Eu assisti Ghost in The Shell apesar de gostar do filme, me incomodou a explicação “SPOILER”….. de saber que a ” Scarlett Johansson” era o corpo androide de uma mulher japonesa. Essa escolha denota para mim outra coisa senão preconceito do estúdio.
    Porque não construíram um corpo com traços orientais?
    Porque ocidentalizaram a personagem?
    Olha, consultando sites japoneses, muitos críticos de lá teceram comentários ácidos ao filme.
    Não precisa ser fluente em japonês, basta usar o google translator.

  • Victor Agmc

    Agora esse prejuízo irá impactar as produções da Paramount. O estúdio estava meio sem grana e agora, tomou um prejuízo milhonário.

  • Victor Agmc

    Será o fim do Abramsuniverse? 🙁

    Olha, se a Paramount estiver prestes a falir, tenho para mim que muito estúdios irão se interessar pelos direitos de Jornada. Por favor, venda-os para Disney!!!