Takei responde às críticas racistas a Discovery

Quando o novo trailer de Star Trek: Discovery saiu, deixou claro que a nova série será rica em diversidade, e enquanto os fãs continuaram a discutir o seu conteúdo, um punhado de trolls sarcásticos e com um tom racista surgiram no Twitter e no YouTube chamando a atenção da mídia.  Um programa na MSN trouxe o veterano ator George Takei para abordar o assunto e ele fez um defesa enfática ao tema diversidade da franquia e alertou para as atitudes radicais e racistas no mundo.

Depois da apresentação do trailer, um grupo de fãs (se é que podemos chamar de fã) ficou particularmente chateado com elenco diversificado da série e bombardeou as redes sociais com comentários rotulando a série de uma trama lixo destinada a empurrar o ‘politicamente correto’, a ‘diversidade forçada’, uma conspiração de “genocídio branco” e até ‘marxismo cultural’ goela abaixo dos telespectadores.

No programa, Takei comentou sobre o fato.

“Tivemos uma sigla guiando isso – IDIC – que representava infinita diversidade em infinitas combinações”, disse Takei continuando. “E nós fomos corajosamente onde não tínhamos ido antes porque estávamos curiosos sobre o que está lá fora. E quando você vai para o espaço você vai ter uma maior diversidade. Agora esses chamados trolls não viram um único episódio da nova série, porque nem sequer foi ao ar … e eles não sabem a história de Jornada … Gene Roddenberry criou esta série com a ideia de encontrar força em nossa diversidade. E o prazer da vida na diversidade. Assim, eles não sabem o que estão falando”.

Em uma nova entrevista com o Philadelphia Inquirer para promover sua próxima apresentação no Wizard World Philly, a veterana Nichelle Nichols discutiu a questão da diversidade dizendo:

“A visão total de Gene era que as minorias não estavam no set porque éramos minorias, estávamos no set, porque no futuro nosso mundo diverso estaria trabalhando junto como iguais”, disse Nichols. “Eu entendo que todos precisam de modelos que possam inspirá-los e conversar com eles e representá-los, mas acredito que precisamos mudar para um futuro que transcenda a raça, o gênero ou qualquer outra coisa. Nós somos todas as pessoas.”

Continue acompanhando as novidades da série por aqui.

Fonte: Trekmovie

16 Comments on "Takei responde às críticas racistas a Discovery"

  1. Putz…no meio da leitura tive uma ideia maluca em que todos teriam a pele transparente…feito aquele capitão da frota só mencionado em DS9, cujo crânio era transparente. Sem cor de pele, sem diferenciação…parece louco, mas “politicamente incorreto”

  2. Fiquei curioso por um momento… Aí lembrei a reação que isso causaria em outras espécies: imagine ver os órgãos de cada tripulante (oficias ou não).

    Se já é estranho com pessoas de nossa própria espécie, imagine ver “as tripas” de espécies diferentes com anatomias desconhecidas…

    Ia causar um monte de enjôo! 😯

  3. Isso! kkkkkkkk

  4. Precisamos manter o foco na essência de Jornada! Infinita diversidade em infinitas combinações! Isso é Jornada. Quem quer ver outra coisa, que assista outra coisa! Vai ver zumbis!
    Ainda acho melhor dar voz a quem tem bom senso. Esses trolls não deveriam ter vez.

  5. Isso acontece em algumas espécies da flora marinha de grandes profundidades.

  6. leonardo da costa ferreira | 31 de maio de 2017 at 3:55 pm |

    Tem uma parcela da população, que nao e pequena, que ainda pensa, come e vive como na Idade Média. Como um supremacista, preconceituoso, homofobico e outras merdas consegue assistir Jornada? A diversidade e a marca da franquia! Essa gente deve assistir episodios de cabeça pra baixo. Ou sao romulanos infiltrados tentando impedir o nascimento da Federação. Rsrs. So rindo, meu Deus. So rindo

  7. Alguém daqui conheceu a Gibimania na Tijuca, loja de HQs e afins que ficava próxima à praça Saens Pena, Rio de Janeiro? Pois bem, lá ocorreu um fato que nunca esqueci. Lá nos idos de 1997, 1998, nem lembro bem. Só sei dizer que a DS9 já havia iniciado. A Voyager idem. Trocando ideia com um dito trekker ele afirmou que não gostava das séries depois da TOS, dando como justificativa de não gostar da VOY por ter uma capitã, uma mulher na cadeira, e quanto à DS9 ele não tolerava pelo capitão ser, pasmem, negro. Eu ainda tentei argumentar, hoje eu apenas sairia de perto, mas na época ainda tentei. Uma das coisas que falei pra ele foi que a série TOS, que ele tanto gostava, tinha uma mulher negra. A resposta dele: – Ah mas era uma telefonista. Gente, é sério. Tenho até vergonha de postar isso aqui. Abraços.

  8. GILSON P. DE FARIAS | 31 de maio de 2017 at 8:42 pm |

    Preconceito! sempre existiu. Com a internet, essa gente começou a falar, já que não têm coragem de falar na cara.

  9. IDIC….fim.da.mensagem.

  10. IDIC…fim.da.mensagem. ADOREI!!!! 😀

  11. O lado bom sobre estas manifestações na contramão da
    evolução é que agora podemos saber aonde estão, quantos
    são, ficando a nosso encargo ajuda-los a ter melhor compreensão
    do mundo real.

  12. E não mais que de repente, coincidentemente, eis que surge matéria a respeito, mas relacionado a um bichinho daqui. http://gizmodo.uol.com.br/sapo-transparente-orgaos-internos/

  13. Então…. tem gente que é assim.

  14. Rafael RafaData | 2 de junho de 2017 at 2:43 pm |

    Pois é. Tem gente que não é gente. Na verdade, alguns anos atrás fiquei muito triste em ler comentários preconceituosos na opinião de alguns aqui nesse site.

  15. Mauricio Silva de Moura | 4 de junho de 2017 at 12:13 pm |

    A natureza humana é a mesma. O que muda são os hábitos.

  16. Quanto mais se dá luz aos malucos, mais irão causar confusão.
    Takei está errado, assim como o tópico. O certo é deixar o assunto morrer por inanição.
    Fomentar este assunto é o desejo dos racistas e homofóbicos.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*