Mês: setembro 2017

Espaço, tempo e pensamento se misturam

Desde antes de seu sol se acender no espaço e antes de sua raça nascer, eu tenho esperado uma pergunta. Eu sou o Guardião da Eternidade. Eu sou meu próprio começo, meu próprio fim. Minhas respostas são tão simples quanto seu nível de compreensão torna possível. Estas são as jornadas que você deve fazer neste fim de semana. “Empok Nor” (Deep Space Nine, 5×24) Uma equipe liderada por O’Brien vai até Empok Nor, uma estação cardassiana abandonada gêmea de Deep Space Nine, para resgatar equipamentos. “Where No One Has Gone Before” (A Nova Geração, 1×06) Uma modificação dos motores da Enterprise-D, que envolve uma estranha combinação entre espaço, tempo e pensamento, permite que ela viaje por distâncias estonteantes em questão de segundos. Tudo é como sempre foi. Muitas jornadas assim são possíveis. Deixe-me ser seu...

Ler Mais

Recordando A Nova Geração no Brasil

A série A Nova Geração apareceu nas TVs americanas, pela primeira vez, em 28 de setembro de 1987. Estreou para 27 milhões de telespectadores com um piloto de 2 horas “Encounter at Farpoint”. Trinta anos após sua estreia, você ainda se lembra da primeira vez que assistiu Picard e cia no Brasil? Nos EUA a série foi exibida através do sistema syndication, tendo sete temporadas, entre 1987 e 1994, além de quatro filmes. A última reunião do elenco, depois de seu encerramento, ocorreu no Star Trek Las Vegas/2017 e contou com a presença de Gates McFadden, Denise Crosby, John de Lancie, Patrick Stewart, LeVar Burton, Michael Dorn e Brent Spiner. Mas e quanto ao Brasil, em que ano você tomou conhecimento da série A Nova Geração? Bem, no Brasil, em meados de 1991, a antiga Rede Manchete anunciava a volta de Star Trek às telinhas do país, com a velha Série Original e a mais recente, A Nova Geração. Durante este período, embora, A Nova Geração já estivesse em sua quarta temporada nos E.U.A, apenas a primeira temporada foi exibida no Brasil.  As duas séries continuaram no canal até o fim de 1992, e ficaram fora de exibição até o início de 1994, quando passaram a ser exibidas na TV Record. Em 1999, a Tv Bandeirantes, através de sua filiada local em São Paulo, o Canal 21, começou a exibir outra vez, tanto a série original quanto a do capitão...

Ler Mais

Luiz Castanheira analisa a estreia de Discovery

Nunca houve dúvida quanto à volta de Star Trek à televisão. Nunca se pensou em “se”, mas sim em “quando” isso aconteceria. Feito o anúncio oficial da nova série pela CBS e com a aproximação da data da sua estreia, a questão se transformou então em que tipo de Jornada nas Estrelas 2017 seria esse. Uma extensão meio que natural dos filmes do Universo Kelvin? Alguma outra modalidade de ruptura talvez inspirada no reboot de Battlestar Galactica? Ou algo “preservado em âmbar” similar à novata The Orville? A Star Trek Discovery que acabamos de conhecer não é nada disso felizmente e existe uma palpável emoção em vivenciar o retorno de Jornada nas Estrelas com uma produção moderna e sintonizada ao nosso presente. Como a sua protagonista em certo momento coloca para o seu pai adotivo: “Não é sobre o que aconteceu no passado. É sobre o que está acontecendo no agora.” Existem proximidades estéticas com o universo dos filmes de Abrams e companhia, mas elas não servem às mesmas sensibilidades. O orçamento elevado não é inesperado e os valores de produção igualam ou superam qualquer coisa na televisão contemporânea, mas a visão, não tenham dúvidas, é definitivamente trekker de raiz. O piloto diz isso claramente. No primeiro ato da sua primeira parte existe uma nítida empolgação com a exploração do desconhecido (em meio ao incrível cenário de um sistema...

Ler Mais

Trek Brasilis traz Odocast para falar de Discovery

Já faz algum tempo, foi em 2009. Nosso colunista Fernando Rodrigues, também conhecido como Odo, resolveu fazer sua resenha do recém-lançado filme Star Trek de J.J. Abrams de uma maneira peculiar. Gravou um podcast enquanto dirigia pelo interior de São Paulo, de casa para o trabalho, e na volta também (ouça aqui). Nascia ali o Odocast, o “podcast do carro”, como muitos apelidaram. Nossos leitores não se esqueceram disso, e desde então pedem por mais Odocasts. E agora, com a estreia de Star Trek Discovery, o Odocast voltou, e para ficar. Toda semana, na quinta-feira, o Trek Brasilis publica esse inusitado podcast que, sim, será feito enquanto Fernando Rodrigues dirige! Numa média de 15 km/h, afinal ele está agora na capital paulista, com o farol baixo aceso, cinto de segurança afivelado, e as duas mãos no volante, Odo traz suas impressões sobre “The Vulcan Hello” e “Battle at the Binary Stars” enquanto tenta não ser multado. É só clicar na imagem abaixo para acessar o Odocast. Bom passeio! Ah, tem...

Ler Mais

Diferente, mas familiar: TB segue analisando DSC

Diferente, mas familiar. Por ora é o que vem na cabeça ao pensar nas primeiras impressões causadas pela estreia de Star Trek Discovery, recém-chegada às telas de streaming e (assim se espera) ao coração dos trekkers. Familiar pois ao longo dos 84 minutos dos dois episódios de estreia podemos reconhecer elementos básicos inerentes à franquia, tais como a Primeira Diretriz (mais ao jeito da diplomacia cowboy de Kirk e ainda não tão rígida como seria em A Nova Geração), a vocação exploratória da Frota Estelar, vulcanos, Sarek, e é claro, klingons. Diferente já que existem aspectos aos quais não estamos acostumados, mas que pelo andar da carruagem irão dar o tom dessa nova Jornada que se inicia. Começando por Michael Burnham. Pela primeira vez nossa protagonista não está sentada na cadeira de capitão e isso traz consequências óbvias e imediatas. Não estar no topo da cadeia de comando impõe para a personagem desafios maiores e certamente não foi a última vez que ela teve que tentar fazer valer seu ponto de vista, e não apenas dar uma ordem que em muitos casos seria seguida (quase) cegamente. Se isso nos causa estranhamento, cria um cenário único de possibilidades de desenvolvimento e interação. Mas embora Burnham seja o anti-Spock em muitos sentidos ela é mais do que um simples arquétipo. Humana criada em Vulcano após uma tragédia pessoal, ela precisa agora...

Ler Mais

Confira o TB ao Vivo sobre a estreia de Discovery

O programa TB ao Vivo no YouTube voltou na noite de ontem (26/09) para o debate a respeito dos dois primeiros episódios de Star Trek Discovery, disponíveis na Netflix desde segunda-feira. O mesmo time da live inicial participou desta edição. Salvador Nogueira, Luiz Castanheira, Leandro Martins e Luiz Felipe Tavares falaram tudo o que acharam da estreia da nova série. Você pode conferir o vídeo aqui mesmo ou no canal do Trek Brasilis. E ainda baixar em mp3 para ouvir offline! Para baixar o programa em áudio mp3, clique aqui. E se quiser assistir o da semana passada (19/09), ele está...

Ler Mais

Discovery estreia com 9,6 milhões no All Access

Ao que parece o retorno de Jornada a TV foi em grande estilo. A série Star Trek Discovery estreou domingo nos EUA e os primeiros números de audiência, assim como reviews de críticos, começam a surgir. O piloto duplo “The Vulcan Hello/Battle at the Binary Stars” é considerado um dos mais pirateados da história das séries, mas uma segunda temporada está prevista só para 2019. Boa audiência de estreia. Segundo os sites que trabalham com classificações de audiência, Discovery abriu firme na CBS Access e agradou o público. O episódio de estréia foi exibido das 8:48 às 9: 53 horas (horário nos EUA) em Tv aberta e o episódio número dois ficou imediatamente disponível no CBS All-Access após o futebol da NFL e, segundo a Entertainment Weekly, apresentou  9,6 milhões de visualizações (com uma nota 1.9 entre adultos 18-49). As classificações para a estréia de Discovery conseguiram superar a estréia da paródia The Orville (8,6 milhões), de Seth MacFarlane na FOX, que para muitos, poderia ser uma referência da franquia. EW também relata que a CBS “espera que os números aumentem para 15 milhões de telespectadores e uma classificação 3.0 ao adicionar sete dias de visualização”. É claro que Discovery tem um longo caminho a percorrer para se tornar uma série de sucesso, mas os números iniciais são promissores, e um certo ar de otimismo já circula pelos corredores da CBS. Não há avaliações para serviços de streaming, é...

Ler Mais

Soltem a fumaça branca: Habemus “Iter in Astris”

E que recomeço fantástico para Jornada nas Estrelas este foi, com a estréia dos dois primeiros episódios de Star Trek: Discovery, a mais nova série de Nossa Franquia Favorita. O resultado final que tivemos pela nossa paciência em aguardar quase dois anos inteiros de pré-produção foi uma forte combinação de aromas de A Série Original e Deep Space 9, que resultam em uma série perfeitamente puro-sangue em ser Jornada nas Estrelas, mas com uma roupagem e tom perfeitamente modernos. Alguns spoilers nessa minha pequena e rápida review. O mais essencial de tudo que me agradou foi ver que isto será claramente uma jornada que foca em pessoas que podemos sentir serem reais, com profundidade. Para algumas destas pessoas, como a Capitão Georgiou, interpretada por Michelle Yeoh, suas “séries de TV” pessoais estavam terminando — é como se esses dois episódios tivessem sido o “series finale” de uma “Star Trek: Shenzhou” que teve sete temporadas. Para outras, a jornada continua, e será interessante acompanharmos esse caminho de todos, em particular para a protagonista, Michael Burnham, interpretada por Sonequa Martin-Green, e o Capitão Gabriel Lorca, por Jason Isaacs, que antecipo será bem na veia de capitães federados como Kirk e Sisko. Destes dois episódios de estréia, ambos muito bons, eu considerei a segunda parte o episódio que mergulha mais fundo ainda em aspectos pessoais da protagonista. Como seu passado molda sua...

Ler Mais

Trekker Con une os fãs enquanto Star Trek renasce

Recentemente o Trek Brasilis foi definido como “gente velha falando de Star Trek”. Deixando certo exagero de lado, tem um pé na verdade. A média etária dos editores do site é de 40, 45 anos. Pegamos Star Trek quando da era das fitas VHS, do contrabando de episódios com imagem horrível, da época da TV Manchete. Mas não somos tão velhos assim também. Nada de ter conhecido Kirk, Spock e McCoy pela TV Tupi, Excelsior ou estreia de The Motion Picture nos cinemas. Porém somos da época dos eventos grandes, seja em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Lá conhecemos, além dos segmentos inéditos (que chegavam com mais de ano de atraso), muitos amigos. Amizades que duram até hoje. Amizades que ergueram o Trek Brasilis, site referência na área e que completou seus 18 anos ontem mesmo, no dia da estreia de Discovery. E nesse fim de semana tão especial, com nossa maioridade enfim e o lançamento de mais uma série Trek na televisão, ocorreu a Trekker Con na capital paulista. Realizada pelo fã-clube Star Trekkers Brasil e pelo canal Diário do Capitão, veio em boa, ou melhor, em excelente hora. Às vésperas do início de mais uma era de Jornada nas Estrelas, agora com exibição global simultânea pelo streaming, a oportunidade de estar com tantos trekkers num agradável sábado (23/09) tem de ser festejada. Com organização de...

Ler Mais

Uma atualização antes da estreia de Discovery

A poucas horas antes da estreia de Star Trek Discovery nos EUA e mais tarde no Brasil trazemos para você as últimas novidades sobre a produção da série, com entrevistas do elenco e produtores, imagens inéditas, e algumas revelações. Airiam, o robô revelado? Entre os inúmeros vídeos lançados pela CBS, um chamou a atenção. O vídeo referia-se as cenas de bastidores, e desta vez com foco nos uniformes e figurinos da série. Num momento dá para observar rapidamente um personagem singular, semelhante a um robô. Em agosto de 2016, o produtor Bryan Fuller disse que queria ver robôs na série. Em uma tour de visita da imprensa aos estúdios de gravação, foi feita uma explanação sobre um personagem robô chamado Airiam. É uma prótese de aparência exótica, o que faz sentido porque o personagem é um robô. Ele descreveu a prótese como “quase como um quebra-cabeça”, com peças variadas, um capacete, lentes de contato e muito mais. Airiam, que trabalha na ponte Discovery e geralmente será vista para o lado de Lorca, precisa olhar bem na tela e isso pode ser realizado ocasionalmente com CGI complementar. O vislumbre do personagem acima do novo vídeo parece coincidir com a descrição de Airiam. Ter um robô “ao lado de Lorca” poderia ter descrito como algum tipo de assistente robotizado não-sensível. No entanto, se a imagem acima é Airiam, então Discovery está estabelecendo que a Frota Estelar tinha tripulantes robôs no...

Ler Mais

Assine o canal do TB

Tuítes do Pingo

  • Que coisa maravilhosa, preciso de um destes https://t.co/kKIuGIGNct
  • "E quanto aos caras que ainda insistem que Discovery não é Star Trek?" "Eles que chupem a minha chimichanga." https://t.co/JULEHpdZqs
  • "O que você achou de Generations, Deadpool?" "Uma merda, os malucos acham que podem matar o Kirk e daquele jeito ritwitter.com/i/web/status/9…fsR
  • Meu convidado de hoje é o Deadpool, o Mercenário Desbocado e conhecido trekker de raiz. https://t.co/BPUhDm4jOQ
  • CALA A BOCA E PEGUE MEU DINHEIRO https://t.co/K95SrSy4bW
  • Este dia em 1998: líder da Espécie 8472 anuncia seu plano para derrotar a Voyager. https://t.co/q7yq2ONQMn