“Context is for kings” é tema do Odocast

Novo Odocast, o podcast gravado no carro por Fernando “Odo” Rodrigues, já online. Desta vez o tema é o terceiro episódio de Discovery, “Context is for kings”, que está sendo considerado o verdadeiro episódio-piloto da série. Nele, conhecemos o capitão Lorca, a comandante Landry, o tenente Stamets, a cadete Tilly e a USS Discovery NCC 1031, e Odo comenta tudo em cerca de 40 minutos, com SPOILERS. Confira clicando na imagem abaixo!

 

 

26 Comments on "“Context is for kings” é tema do Odocast"

  1. Odo, quem sabe estejamos diante de um embrião da Seção 31, sendo a numeração da nave o ponto de partida para o futuro nome de tal grupo especial estratégico. Abraços 🖖.

  2. A ideia é interessante, Waldir.
    Mas , se não me falha a memória, a seção 31 já aparecia na série Enterprise. Mas posso estar enganado.

  3. Apareceu sim! 🙂 Inclusive Malcolm Reed foi revelado como um operativo deles.

  4. Mariana Gamberger | 5 de outubro de 2017 at 10:36 am |

    E veio daqui:
    Starfleet Charter, Article 14, Section 31, which allowed for extraordinary measures to be taken in times of extreme threat. (ENT: “Divergence”)

  5. Welington França | 5 de outubro de 2017 at 12:28 pm |

    Contexto é para reis. Honra e respeito à cadeia de comando é para verdadeiros oficiais da Frota Estelar.

  6. Welington França | 5 de outubro de 2017 at 12:37 pm |

    Os esporos que permitem viajar de forma instantânea pelo universo me lembraram o episodio 11 da segunda temporada da nova geração, onde eles se deparam com a tecnologia dos Iconians, e um portal que permite ir pra diversos pontos do universo. Curioso pensar que a forma de lidar com uma tecnologia dessa foi bem diferente la, a primeira coisa que veio a mente do Picard foi “isso nao pode cair nas mãos dos Romulanos”

  7. Claudio Arrochela | 5 de outubro de 2017 at 12:50 pm |

    Caros tenho 50 anos e assisti a todas as series e filmes, cada uma em seu contexto e epoca, discovery comecou muito bem, sera que da para confiar no Lorca??? Repararam que o primeiro red shirt (agora blue uniform) morreu comido pela criatura durante o grupo de abordagem na Gleen???

  8. Eu também lembrei desse episódio. Mas eu acreditava que essa tecnologia estava anos luz do que a ciência da frota estrelar e da Federação eram capazes de conceber. Mas pelo o que Discovery mostrou, a Federação do século XXIII já meio que conhecehiam os mecanismos ou os princípios de como fazer isso.

  9. Claudio Arrochela | 5 de outubro de 2017 at 1:00 pm |

    Caro alguem tem o link!!! para o podcast???

  10. Claudio Arrochela | 5 de outubro de 2017 at 1:01 pm |

    Primeiras entradas no site, mas acompanho o Trekbrasilias a alguns anos… todos muito legais nos comentarios, mesmos os fundamentalistas do canone!!!!

  11. Uau… adorei saber disso! 🙂

  12. Mariana Gamberger | 5 de outubro de 2017 at 1:18 pm |

    Se não me engano, tem um episódio de DS9 em que um grupo de rebeldes Jem’Hadar ativa um portal Iconiano com peças roubadas da Estação. Fui ver aqui, é o 4×23 To the Death. Nele os Dominion pedem a ajuda de Sisko para destruir o portal.

  13. Nota mental, assistir o episódio 4×23 de DS9 hoje!

  14. Pessoal, reparei que o deck de engenharia da Discovery guarda semelhanças com o deck da engenharia que vemos em TOS, foi uma bela repaginada (com exceção dos esporos hehe)!

    Engenharia da Discovery
    https://i.imgur.com/x5OZKC9.png

    Engenharia de TOS

    https://s3.amazonaws.com/files.digication.com/M6f011ed1b8b6d76a81f711f5894872ed.jpg

  15. Leandro Henrique Pereira Neto | 5 de outubro de 2017 at 2:50 pm |

    Pois é mais uma característica típica de ST na série os personagens que vão no grupo avançado só para morrer.

  16. Ricardo Pinheiro | 5 de outubro de 2017 at 5:44 pm |

    Clica na imagem ali em cima, q abre o arquivo e vc pode já sair ouvindo.

  17. bem escura essa engenharia… mas ficou bom.

  18. O que estou achando curioso é como os interiores das naves são escuros… parece uma resposta a Enterprise do JJ…

    é estranho é ter um episódio que passa longe da ponte…

    e no quarto da Tilly tinha um pad…

  19. Preciso ver Enterprise, só assisti uns três episódios. Estou revendo agora DS9, já estou no início da sexta temporada. Minha ideia era ver a seguir a Voyager mas quem sabe seja melhor ir direto para Enterprise para me preparar melhor para a nova série. Abraços 🖖.

  20. Sim, ficou bem escura, mas reparou nas semelhanças, aqueles tubos aos fundo separando por uma tela/vidro de tom vermelho, alaranjado.

  21. Aquele ambiente branquinho e clean da Enterprise do JJ parece que foi constituído pela Apple!

    Tirando o excesso de iluminação da ponte de comando, que a deixou com um ar de “penteadeira de puta” e da engenh… digo, cervejaria, a Enterprise do JJ ficou até boa!

    Realmente é um contraste vermos as naves em Discovery como um ambiente tão escuro, suspeito que é intencional.

  22. Leandro Henrique Pereira Neto | 6 de outubro de 2017 at 11:39 am |

    Parabéns Odo outro excelente podcast.

  23. Leandro Henrique Pereira Neto | 6 de outubro de 2017 at 11:41 am |

    Em TOS é , acredito que seja também na Discovery. No século 24 o motor tem um formato diferente, como vimos muito em TNG e Voyager.

  24. Ótima ideia para se fazer um podcast!

  25. Não sei se é a opinião de todos, mas eu achei que o cenário lembra bastante o da Enterprise do Archer. Um metal exposto mais escuro do que o das demais séries. O mesmo vale para os uniformes azuis.

  26. Eu vi um comentário na live do youtube que me deixou mais tranquilo em relação ao motor de esporos: os circuitos bioneurais da Voyager! Ainda que eles sejam relacionados com os computadores, é um exemplo de como a Federação empreendia pesquisas na utilização de massas vivas dentro da tecnologia das naves.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*