O site TrekMovie segue apresentando entrevistas com alguns do elenco e equipe de Star Trek: Discovery, no evento de imprensa ocorrido na San Diego Comic-Con. O entrevistado da vez é o ator Doug Jones que comentou sobre o desenvolvimento do primeiro oficial Saru para a segunda temporada e uma expansão maior do personagem com visão de sua família.

Quando conversamos na estréia de Star Trek: Discovery , você falou muito sobre a dinâmica irmão / irmã com Saru e Michael Burnham e vimos como isso mudou durante a temporada. Agora que ela é uma comandante de novo e você é o primeiro oficial e ela é ambiciosa, a rivalidade está de volta?

Não, não foi como foi. Você nos encontramos com rivalidade entre irmão e irmã, na primeira temporada. Ela me supera quando você nos conhece pela primeira vez, então ela comete um motim e me submete, drasticamente. Eu recebo uma promoção para comandante e primeiro oficial, e então ela trabalha de volta e, no final da primeira temporada, ela manda seu comandante atacar novamente, mas eu ainda sou o primeiro oficial, então eu a coloco numa posição desvantajosa, mas nós temos a mesma classificação.

Então, agora o que? O que você vai encontrar na segunda temporada é o relacionamento irmão / irmã, a parte carinhosa. Essa foi a minha parte favorita da primeira temporada. Tivemos nossos momentos de gargalhadas e gargantas um do outro, mas sempre tivemos uma cena de maquiagem, onde tivemos um momento de compreensão, um momento de avaliação. E essas sempre foram minhas cenas favoritas. Nós compartilhamos o histórico juntos. Nós temos a Capitão Georgiou como nossa figura materna, que nós realmente assumimos.

Então, estamos confiando mais nisso este ano. Nós dois temos famílias de onde viemos. Ela é irmã adotiva de Spock. Eu tenho minha própria família no meu planeta natal, que vamos encontrar na segunda temporada. Estou muito animado em visitar meu planeta natal. Nesta temporada, voltamos a explorar e voltar ao que Star Trek começou.

O seu planeta natal é chamado de “Kelpia”?

Não é. O nome do meu planeta natal ainda não foi colocado lá, não posso ser o primeiro a dizê-lo.

Você já fez esse episódio?

Estamos prestes a começar, quando voltarmos da Comic-Con. É um roteiro bom e denso para mim, oh meu Deus! É muita responsabilidade.

E nós podemos conhecer sua família

Nós conheceremos alguns da família. E as perguntas serão respondidas porque eu sou o único Kelpien que já se juntou à Frota e como isso aconteceu. Isso vai ser resolvido. Entre esse episódio regular e o do Curta Trek eu vou estar fazendo bem, um mini-episódio Saru.

E a família está no mini- episódio?

Ambos, um pouco dos dois. Sim.

Quando você filmará seu mini?

Eu nem sei.

Uma grande coisa sobre sua fisicalidade na primeira temporada, foi o gânglio de ameaça. Star Trek tem uma história com os personagens interessantes como Saru, Data, Odo, tem essas habilidades interessantes, e muitas vezes à medida que a série avança, aprendemos sobre novas habilidades que eles têm. Então, existem outras coisas ou habilidades sobre Kelpianos que aprenderemos e como você se sente sobre elas dizendo “Oh, agora você pode fazer isso”?

[Risos] Eu estou no passeio com os fãs. O público e eu estamos aprendendo sobre Saru e os Kelpianos ao mesmo tempo, basicamente, quando eu recebo um roteiro. Eu não quero saber muito à frente. Os escritores me perguntaram no ano passado “Quão longe você quer saber?” E eu dizia “Deixe-me lidar com um episódio de cada vez”.

Então, estou em uma evolução. Cada personagem está em algum tipo de evolução. Minha evolução é evidenciada na segunda temporada, especialmente. Além disso, não apenas iremos ao meu planeta natal e conheceremos algumas famílias, mas também eu sou uma espécie de presa. Isso significa que há um predador lá fora. Quem é aquele? Como eles têm o domínio sobre nós? Tudo isso é endereçado e respondido também. E minha evolução pode ser parte disso também.

Doug Jones também conversou com o pessoal do site TrekCore e teceu mais alguns comentários sobre o personagem Saru para a segunda temporada, mencionando seu envolvimento com o capitão Pike.

Com Saru mudou de seu papel de ‘capitão em ação’, perguntei a Jones se ele poderia elaborar mais sobre o envolvimento do oficial Kelpiano na direção da próxima temporada.

“Estamos de volta à missão original da Frota Estelar, que é a exploração, certo? Então, temos uma trilha de migalhas de pão que estão sendo deixadas para nós em todo o universo – e uma delas nos leva de volta ao meu planeta!”

Ficou claro que Jones estava animado que Saru está recebendo algum tempo no centro das atenções este ano, algo que muitos fãs esperavam depois que seu personagem encontrou tantos seguidores na última temporada – enquanto ele teve alguns momentos para brilhar na 1ª temporada, mas a maior quantidade da exploração do personagens pode ser encontrada nos  romances de Discovery Desperate Hours e Fear Itself.

“Eu quero compartilhar o nome do meu planeta, mas ainda não foi dito em voz alta – então tenho certeza que não posso. Nos romances e quadrinhos existem alguns nomes, mas eu não acho que sejam certos, então eu não sei como as histórias vão se conectar. ”

Doug continuou falando sbre a história de Saru para o ano seguinte.

“Por que há apenas um Kelpiano na Frota Estelar? Eu acho que isso também será respondido nesta temporada – como eu fiz parte da Frota Estelar e quebrei o molde do meu pessoal.”

Um dos maiores componentes da nova temporada é a aparição da Enterprise, e é ambientada durante um período não visto na série clássica. Doug teceu alguns comentários sobre essa participação ícone.

“O fato de que isso é dez anos antes da Série Original, dez anos não é muito tempo! As linhas de tempo estão se aproximando, e quanto mais a nossa temporada vai seguindo – bem, se  Discovery correr por cinco temporadas, isso significa que estaremos chegando cinco anos mais perto da Série Original.”

Comentando sobre algumas das notícias compartilhadas pelo produtor executivo Alex Kurtzman durante o painel do Hall H na sexta-feira – sobre a aparição de Spock – Jones deu uma dica do que podemos esperar da conexão com a Enterprise na segunda temporada.

“Os personagens estão no lugar; suas histórias de fundo estão sendo construídas e nós temos o Capitão Pike conosco – nós conseguimos ver uma parte dele que não vimos na Série Original. Nós veremos Spock que nós não fizemos na Série Original e aprendemos porque ele nunca falou de sua irmã adotiva. Eu acho que os escritores estão tomando muito cuidado para resolver todas essas questões para você.”