Todos ficaram sabendo, através do trailer e do painel na San Diego-Comic Con,  que o personagem Spock se fará presente na segunda temporada de Star Trek: Discovery. Não se sabe ainda que interpretará este icônico vulcano. Mas uma série de entrevistas adicionais, do elenco e da equipe de produção, foram oferecidas mais algumas informações sobre o que está por vir com Spock, e informações adicionais sobre os demais personagens da série.

Um Spock diferente

Falando ao  SyFy, o  co-criador e produtor Alex Kurtzman descreveu como veremos o Spock na segunda temporada e que não será o Spock que conhecemos da série original:

 O Spock que encontramos é de dez anos antes da série original. Então, ele não é formado da mesma maneira que é formado quando você assisti a velha série. O que vamos aprender é muito do que fez dele Spock, o que ele era e o que fará dele Spock que conhecemos, tendo a ver com sua família e sua irmã.

O produtor executivo expandiu esse assunto um pouco mais com o  TV Guide, acrescentando:

Há muita história sobre quem Spock era antes de se tornar o Spock que é o yin-yang para Kirk. O que me deixa tão empolgado é que temos a oportunidade de apresentar uma versão do Spock que é totalmente consistente com o Spock que todos conhecem, mas muito, muito diferente. E tudo vai se ligar a como nos sincronizamos com o cânon.

A atriz Mary Wiseman, que faz a Tilly, falou entusiasticamente sobre a abordagem de Discovery ao personagem, dizendo a Syfy:

Eu acho que vai ser muito excitante para a base de fãs. Spock é um personagem muito amado. Realmente captura a imaginação de todas as pessoas, não apenas dos fãs hardcore. Eu acho que vai ser muito divertido e realmente enraizar a série. Como nos aproximamos, isso será, como sempre, único e com nosso ponto de vista muito particular.

E o ator do Dr. Culber, Wilson Cruz, acrescentou:

Eu acho que ele vem com algum mistério. Acho que vamos aprender algumas coisas sobre Spock, que não sabíamos necessariamente antes.

A dinâmica da família Spock

Aparentemente, um grande aspecto da inclusão de Spock em Discovery refere-se ao seu relacionamento com Michael Burnham, que foi adotada pelos pais de Spock, Sarek e Amanda, ainda muito jovem. Falando ao TV Guide, a produtora executiva, Heather Kadin, disse mais sobre como irão focar esse relacionamento Burnham/Spock:

Nós vamos explorar essas dinâmicas familiares. Nós vamos ver muito entre eles. Eu acho que como qualquer irmão ou irmã, existe amor. Há coisas profundas. Isso é que é o bom sobre explorar esse relacionamento, há muitas coisas complicadas nas quais podemos nos aprofundar.

E falando ao Syfy, Kadin acrescentou mais sobre como isso vai acontecer:

Buscar isso antes de nos encontrarmos com ele, depois de nos encontrarmos com ele. É um irmão e uma irmã de uma maneira única, que só podemos fazer em Star Trek.

Também falando com Syfy, a atriz de Michael Burnham, Sonequa Martin-Green, deu sua opinião sobre o assunto:

Eu posso dizer que é um grande negócio. Nós vamos estar realmente cavando esse relacionamento e cavando muitas dinâmicas familiares na segunda temporada. E não apenas nessa família entre Burnham e Spock e Sarek e Amanda, mas também com toda a tripulação.

Shazad Latif, que interpreta Ash Tyler, também falou com Syfy sobre como a série estará lidando com o relacionamento entre Spock e Michael:

Isso adicionará uma camada extra, especialmente para Burnham, e toda essa exploração da família que ela terá que passar. Isso afetará seus outros relacionamentos, porque vai ser algo em sua mente.

Mais conexões e personagens canônicos na 2 ª temporada?

Além de Spock, a segunda temporada apresentará dois personagens de “The Cage”. Anson Mount, como Capitão Christopher Pike e Rebecca Romijn, na pele da Número Um. Mas poderia haver mais conexões com o cânon. Falando a  TV Insider, Kurtzman deu a entender que podemos ver ainda mais personagens conhecidos de Star Trek:

Estamos 10 anos antes da série original. Mas somos coerentes com Pike e essa jornada. Obviamente, os personagens que existiam na nave de Pike provavelmente ainda existirão em nossa linha do tempo. Qualquer número de pessoas naquele nave provavelmente poderá aparecer este ano.

Ele também falou mais, a  SyFy Wire, sobre como a segunda temporada entrará no cronograma cânonico:

Há muitas coisas que foram mencionadas ao longo do tempo em Star Trek, que são insinuações, mas são áreas cinzentas. Há muitos detalhes faltando. Vamos fazer – como fizemos na última temporada com a Guerra Klingon – explorar uma área que ainda não foi explorada.

O retorno de Culber graças ao poder dos cogumelos

Embora tenha sido confirmado o retorno de Wilson Cruz como Dr. Culber, ainda não foi revelado como ele voltará dos mortos. Em sua entrevista concedida ao TrekMovie, Cruz disse que era algo único para Star Trek e a primeira temporada mostrou que alguma parte do Culber ainda existia na rede Micelial, que é um novo elemento que o programa usou. E falando a TV Insider, Anthony Rapp ofereceu uma forte indicação de que o retorno de Culber será graças a este novo elemento:

Você conhece o verdadeiro Paul Stamets, o verdadeiro micologista pelo qual meu personagem é inspirado. Ele trabalha com cogumelos e fungos e micélio. Sua ciência atual é parte do que leva a possibilidade de Culber voltar ao nosso mundo.

Uma L’Rell com charme

Um último detalhe das novas entrevistas vem da atriz Mary Chieffo, falando com a TV Insider sobre seu guarda-roupa para a segunda temporada:

Isso é definitivamente um pouco diferente da minha estética de L’Rell. Embora eu possa provocar que agora L’Rell é a chanceler, ela tem que se espremer um pouco. Então, você deve esperar por alguns divertidos visuais glamorosos de chanceleres, que eu aprecio muito.

Fonte: TrekMovie