Tem havido muita conversa nos últimos meses sobre o quarto filme Star Trek da linha Kelvin, com um script sendo feito, financiamento sendo alinhado, uma diretora contratada, previsões de produção a partir do início de 2019. No entanto, um acontecimento novo coloca em xeque todo esse desenvolvimento. Os atores principais do filme, Chris Pine e Chris Hemsworth, não aceitaram as propostas salariais feitas pela Paramount e se afastaram das negociações.

Os dois atores estavam em negociações para estrelar em Star Trek 4, mas fontes dizem que as conversas entre os dois atores e as empresas que fazem o novo filme, Paramount Pictures e Skydance Media, azedaram, com os dois lados se afastando da mesa de negociações. O site The Hollywood Reporter detalha esse colapso nas negociações.

Os pontos do acordo foram reduzidos num item principal: dinheiro. Pine e Hemsworth, que entraram na lista de estrelas de Hollywood quando estrelaram filmes da DC ou Marvel, dizem que estão pedindo aos estúdios que se atenham aos acordos existentes. A Paramount, de acordo com insiders, afirma que Trek não é como um filme da Marvel ou Star Wars e está tentando manter um orçamento mais enxuto.

Os atores, de acordo com fontes, insistem que eles têm acordos em vigor e que os estúdios estão renegando-os, forçando-os a aceitar cortes de salário enquanto tentam orçar um filme no valor medíocre.

Pine, pelo menos, tem um contrato em vigor há vários anos. O ator, agora um dos principais atores da franquia Mulher-Maravilha, ele assinou para um quarto filme quando expirou seu contrato para fazer Star Trek Sem Fronteiras de 2016. Hemsworth foi anunciado para Star Trek 4 desde que a Paramount, então dirigida por Brad Gray, anunciou a quarta sequência da linha Kelvin, embora seu status exato permaneça obscuro.

Há uma preocupação de que os filmes da série Trek Kelvin tenham teto e que o estúdio não possa orçá-los nos mesmos níveis dos anteriores.

A Paramount renovou, originalmente, um contrato com Pine e Quinto para um potencial quarto filme em 2015, mas nos anos seguintes, a estrela de Pine cresceu com sucesso em filmes de heróis.

Hemsworth, por sua vez, tem sido uma das maiores e caras estrelas da franquia Marvel, por quase uma década.

De acordo com o THR, os próximos passos são “pouco claros”, mas os estúdios dizem que o projeto Star Trek 4 “continua sendo um desenvolvimento prioritário”.

Não está claro qual será o próximo passo para Trek 4. O projeto poderia reformular Kirk e seu pai. Ou talvez os dois lados possam voltar para a mesa de negociações. De qualquer forma, os membros da Paramount e da Skydance dizem que o filme, também produzido por Bad Robot de JJ Abrams, continua sendo um desenvolvimento prioritário e não está sendo colocado em espera. Tanto é que, pela primeira vez na história da franquia, uma diretora, SJ Clarkson (Jessica Jones, Sucessão), está sentada na cadeira de comando por trás das câmeras.

Enquanto as negociações de Pine e Hemsworth estão travadas, o site The Hollywood Reporter diz  que os demais do elenco: Zachary Quinto, John Cho, Zoe Saldana, Simon Pegg e Karl Urban são esperados renovarem sem maiores problemas.

Quanto ao personagem Chekov, o produtor executivo JJ Abrams já confirmou que não haverá reformulação do mesmo, devido a morte do seu intérprete Anton Yelchin.

A Paramount ainda não preencheu seu calendário para 2020, mas em uma teleconferência recente com analistas, o CEO da Viacom, Robert Bakish, anunciou uma reviravolta para o estúdio e prometeu que o próximo ano de lançamentos “quase dobrará o número de lançamentos mundiais em comparação com 2018 e consistente com a estratégia principal que revelamos no ano passado”. Bakish já citou Star Trek como uma das principais franquias para a empresa.

Vamos aguardar os próximos capítulos.

Fonte: TrekMovie