Nossa análise lance a lance do novo trailer de Picard

No mês de maio, tivemos o primeiro vislumbre da série Star Trek: Picard com um teaser de pouco mais de um minuto. O vídeo mostrava Jean-Luc Picard, o velho capitão das Enterprises D e E, caminhando em sua terra natal, na França, anos depois de seu pedido de dispensa da Frota.

Agora, com o primeiro trailer da série em evidência, temos mais detalhes da história, quase duas décadas depois os acontecimentos do filme Star Trek: Nemesis.

Com duração de 2 minutos e 20 segundos, o trailer não deixa de trazer um certo ar de nostalgia, ao mostrar  e referenciar alguns dos famosos personagens e eventos das antigas séries. Ao mesmo tempo, ele fornece uma brisa de ar fresco, com caras novas e uma história nunca antes contada.

E esse ar de nostalgia começa com a visão de La Barre, França, terra da família de Picard. O local foi visto pela primeira vez no episódio “Family” de A Nova Geração.

Agora, Picard, depois de promovido a almirante e finalmente ter pedido dispensa da Frota, retorna aos vinhedos para uma vida pacata como civil. O que o motivou a se afastar de tudo com que sempre sonhou e viver recluso ainda é um mistério, mas, com certeza, isso não irá durar muito tempo.

Na cena do trailer, Picard abre as portas do seu quarto, nos dando uma sensação de aparente solidão e melancolia. Uma voz de mulher ao fundo o questiona. “Você já foi um estranho para si mesmo?” E Picard responde: “Muitas e muitas vezes.”

Nas cenas seguintes vemos que ele não se encontra feliz, parecendo desajustado com sua vida no vinhedo da família. E isso se torna mais evidente com este belo easter egg, em que Picard abre uma caixinha contendo a insígnia da Frota e olha para um céu estrelado. Ele sente falta do espaço e de seu papel na Frota.

Este desenho de insígnia foi o último visto trajado por Picard, nos filmes de cinema com o elenco de A Nova Geração.

Mais adiante temos Picard com um dos novos personagens da série, a dra. Agnes Jurati, interpretada por Alison Pill, uma pesquisadora que, segundo a descrição apresentada, “está confusa com o seu lugar no mundo”. No trailer, ela acompanha Picard abrindo uma gaveta, onde vemos o primeiro personagem conhecido dos fãs. Enquanto observa, Picard explica: “Há quase duas décadas, o Comandante Data sacrificou sua vida por mim.” Não sabemos qual a especialidade de Agnes; talvez positrônica, como mencionado em uma lista de elenco divulgada meses atrás.

Um fato controverso é o aparecimento do androide neste ponto. No final de Nemesis, aparentemente, Data foi destruído na explosão da nave Scimitar, e uma outra unidade, B-4, carregou as memórias antigas dele. As partes do androide mostradas no trailer estão intactas (embora chamuscadas), o que seria difícil de conciliar com o destino conhecido de Data. O mistério fica por conta da desativação do androide. Seria B-4 desmontado ou outro modelo de Noonien Soong? O mistério só aumentará ao final do trailer.

De novo voltamos aos vinhedos onde Picard revela sua angústia:  “Nestes últimos anos, eu realmente tentei pertencer aqui… mas nunca realmente me senti em casa.” A vida na vinícula nunca esteve nos planos de Picard, sempre desejoso de explorar o espaço profundo. Sem contar com a ajuda de seu irmão Robert e do sobrinho René, mortos em um incêndio na casa em 2371, essa tarefa tornou-se ainda mais difícil para ele.

Em outro momento, temos a introdução de uma nova e intrigante personagem da série. Seu nome não foi mencionado durante o trailer, mas no painel foi confirmado como Dahj, interpretada por Isa Briones.

Ao que tudo indica, a trama da série irá girar em torno deste personagem misterioso. Não temos informação quanto a Dahj, que tem aspecto humano, e aparenta estar fugindo de algo.

Na cena a seguir, temos uma noite chuvosa, em algum lugar da Terra, onde Dahj passa por vitrine de loja com visores mostrando a figura de Picard. Sua fala parece atrair a atenção de algumas pessoas, o que pode ter colocado Dahj ao encontro do velho almirante.

Voltando a La Barre, temos uma visão mais ampla do vinhedo de Picard com máquinas automatizadas e Jean-Luc caminhando ao lado de seu cão Número Um (o nome do animal na vida real é Dinero).

O trailer prossegue com Dahj, em La Barre, indo ao encontro de Picard. “Você sabe quem eu sou?”, se apresenta ela, como se Picard já a conhecesse do passado. Dizendo a seguir: “Tudo dentro de mim diz que estou segura com você.” Provavelmente, neste diálogo, mais informações serão reveladas e levarão Picard a sair de seu isolamento e a suspeitar de que ela possui algo de importante ou perigoso para todos.

Convencido da importância de Dahj, Picard se dirige ao Comando da Frota Estelar tentando alertar o almirantado de que algo perigoso está no ar, dizendo: “Eu encontrei uma mulher, que veio até a mim pedir ajuda.” E em outro momento do trailer, Picard adverte: “Se ela é quem eu acho que é… ela está em sério perigo.”

Aqui temos um vislumbre dos uniformes usados, que parecem apresentar uma mescla de designs, com influência maior da série A Nova Geração, mas também Deep Space Nine, Voyager e na sua gola alta um toque de Discovery. Stewart afirmou que ele não estará usando uniforme da Frota durante a série, então será comum vermos Picard em trajes civis. Quanto à insígnia, parece que sofreu uma mudança com relação à usada até Nemesis, vista sendo usada por Picard no início do trailer.

Em outra sequência do trailer, temos Picard testemunhando Dahj enfrentar misteriosos perseguidores, portando armas não padrão da Frota. Dahj parece possuir qualidades especiais de luta ou mesmo sobre-humanas.

O modelo de arma e mesmo a luz do teletransporte não são o suficiente para que possamos identificar a origem. Poderiam ser agentes da Tal Shiar, da Seção 31, ou de outra organização clandestina desconhecida.

A próxima cena mostra naves chegando em órbita de um planeta vermelho. Acredita-se serem romulanas, em um novo design. Sabemos que os romulanos terão importante parte nessa trama, devido aos eventos de Nemesis e do filme Star Trek (2009).

E o mistério aumenta mais quando temos romulanos trabalhando num experimento com um drone borg.

Não há informação sobre quem seja o borg, mas durante o painel da Comic-Con, Johnathan Del Arco confirmou que está reprisando seu papel como Hugh, o borg dos episódios “I, Borg” e “Descent”, de A Nova Geração. Na parte final de “Descent, Part 2” Picard deixa Hugh encarregado de comandar um grupo de borgs renegados. Seria este Hugh?

Então, cortamos para Picard a bordo de outra nave (não há identificação que seja da Frota), entrando num compartimento que está enfeitado com uma faixa celebrando o “Dia do Capitão Picard”. Esta é mais uma referência ao evento ocorrido no episódio “The Pegasus”, de A Nova Geração. Não há indicação de que seja uma lembrança ou alguma comemoração feita ao almirante.

A partir daí começamos numa rápida sequência de cenas, passando por uma espécie de instalação-prisão romulana, identificada pelo logotipo do Império nas grades. Guardas romulanos usando armamento parecem vigiar pessoas vestidas com macacões vermelhos. Podemos notar também antigas alcovas de regeneração borgs ao fundo. A instalação contém um painel com uma informação inquietante: “5843 dias sem uma assimilação” (5843 dias seriam um pouco mais de 16 anos). Seriam os prisioneiros ex-membros da coletividade?

E entre os prisioneiros vemos Dahj num macacão vermelho. A hipótese mais provável é que ela tenha conseguido fugir e esteja sendo perseguida. Observe que há um andoriano ou uma andoriana na instalação.

Em outra cena, uma mulher romulana, interpretada por Orla Brady, reflete uma preocupação a Picard: “Às vezes me preocupo que você tenha esquecido quem você é… Nós não.” Talvez referindo-se ao evento da supernova que destruiu o planeta Romulus e o resgate da armada de Picard. Orla não faz parte do elenco regular.

Mais adiante, Picard caminha num deserto rochoso, que nos lembra a famosa região de Vasquez Rock, nos EUA, conhecida por ser locação de muitas cenas e filmes de Star Trek.

“Você não pode fazer isso sozinho”, diz um homem a Picard. “Você precisa de ajuda”. Com essa frase temos a introdução dos demais personagens do elenco regular da série e que ajudarão Picard em sua jornada.

O primeiro a surgir é o ator Santiago Cabrera como Chris Rio, descrito em material de imprensa como ex-oficial da Frota Estelar. Ele parece agora ser o capitão da nave em que Picard irá levar Dahj.

Uma visão frontal da dra. Agnes Jurati (Alison Pill) na nave de Rios.

Na sequência temos Raffi Musiker, interpretada por Michelle Hurd. Tudo indica que há uma conexão dela com o passado de Picard, talvez não amigável. Não há mais informação sobre o personagem.

Em outro quadro, temos a última adição ao elenco, Evan Evagora como Elnor. Não há detalhes sobre o papel de Evagora, sabe-se apenas que é um romulano e é “ferozmente leal” a Picard. Será que não poderia ser algum adepto aos ensinamentos de Surak, deixados por Spock em Romulus?

Um romulano desconhecido diz a Picard: “Você não pode fazer isso sozinho, precisa de proteção, precisa de uma tripulação. Seja o capitão de que eles se lembram.” Uma diversidade de romulanos é mostrada aqui, desde os tradicionais apresentados na séries, outros com novos visuais e até os carecas vistos em Star Trek (2009). Ao que parece, Picard tem uma relação bastante amigável com alguns deles.

Um visual de todo o elenco, tendo Rios na cadeira de comando da sua nave (ainda não mostrada externamente), com Picard, Elnor, Raffi e Jurati.

Nesse ponto, o trailer se torna mais dinâmico, com várias e rápidas sequências de ação.

Picard caminhando por um vilarejo não identificado, de aspecto rústico. Detalhe para o cata-vento que nos faz lembrar da estação Deep Space Nine. Seria um easter egg para o fã mais atento?

Mais um momento de Picard numa instalação sofisticada, acompanhado por uma pessoa desconhecida, que não possui insígnia da Frota (interpretada por Maya Eshet). Veja que Picard não está com a mesma roupa da foto anterior, indicando ser outro lugar e tempo.

Em seguida temos dois personagens sem função ainda definida. Mas na descrição seriam dois romulanos: Harry Treadaway como Narek, e um atualmente sem nome, interpretado por Peyton List. “Ela não tem ideia do que realmente é”, adverte Narek sobre Dahj.

Essa advertência se torna mais sinistra por um guardarRomulano:  “Ela é o fim de tudo… ela é a Destruidora.”

E não poderia haver ameaça maior do que um cubo borg? Esta nave borg semidestruída está sendo vigiada por naves romulanas e protegida por um campo de força.

Estariam os romulanos removendo os implantes e sua conexão com a coletividade, experimentando e tomando a tecnologia para si? Seria Dahj um desses experimentos que escapou ao controle?

Interessante notar que a editora IDW lançou uma história em quadrinhos, intitulada Countdown, que era um prequel do filme Star Trek (2009), mostrando os romulanos com uma instalação da Tal Shiar repleta de tecnologia borg capturada. E os eventos do filme são parte da história contada na série Picard.

Em algum momento da série, Picard é detido por guardas romulanos.

Uma das grandes surpresas do trailer e guardada a sete chaves pela produção, se me permite o trocadilho, foi a aparição de um personagem muito conhecido dos fãs, a Sete de Nove, interpretada por Jeri Ryan. Ou seria agora chamada por seu nome antes da assimilação: Annika Hansen?

A volta de Jeri Ryan não só é uma boa aquisição a trama, mas também teremos a chance de vislumbrar a sequência deste personagem e sua readaptação à vida como humana, desde a chegada da Voyager à Terra em 2378. Afinal, já se passaram duas décadas. E pelo visto, Sete está mais humana do que nunca ao encontrar Picard: “Que diabos você está fazendo aqui fora, Picard? Salvando a galáxia?” Um certo ar de sarcasmo e intimidade para quem era fria e lógica, indicando que eles se tornaram familiares desde Nemesis.

E o trailer termina com outro toque de nostalgia: Picard, em uma sala, jogando cartas com uma xícara de chá (presumivelmente, Earl Grey, quente) num aparente desabafo: “Eu não quero que o jogo termine”, ao que aparece Data (Brent Spiner) respondendo: “Eu posso ver isso, capitão.”

Impossível não ficar emocionado por esta cena e ver o retorno de Brent Spiner no papel do androide, mas ao mesmo tempo nos traz a dúvida sobre quem seria realmente o Data. Um flashback, uma simulação de holodeck, uma alucinação, um B-4 reconstruído? Brent Spiner confirmou na painel da Comic Con San Diego que ele aparece como Data, mas de uma “maneira diferente”. Então, tire suas conclusões.

Também tivemos no trailer uma informação sobre o ano de estreia de série, a frase que nos leva à história-chave de Picard: “A Jornada está longe de acabar”.

O vislumbre deste primeiro trailer nos faz sentir um gostinho de quero mais, um ar de nostalgia e novas aventuras, uma sensação de que muita coisa ainda estar por vir. Além da ansiedade de podermos rever antigos personagens (fora eles, Jonathan Frakes e Marina Sirtis confirmaram participação como Will Riker e Deanna Troi), veremos a exploração de novas histórias em uma perspectiva diferente e atual.

Engage!

Be the first to comment on "Nossa análise lance a lance do novo trailer de Picard"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*