Easter eggs/referências em “Et in Arcadia Ego, Part I”

Como sempre encontramos muitas referências e informações escondidas das séries e filmes anteriores nos episódios de Star Trek: Picard, Veja os easter eggs e curiosidades do episódio “Et in Arcadia Ego, Part 1”. Você conseguiu identificar todas elas? Confira a nossa lista.

 “Et in Arcadia Ego”

Guercino

Guercino

Poussin

O título do episódio final (dividido em duas partes) é o título de duas pinturas famosas. A primeira, de autoria do artista barroco italiano Giovanni Francesco Barbieri (Guercino) foi pintada em 1618-1622. Está em exibição na Galleria Nazionale d’Arte Antica, em Roma. A segunda, pintada em 1627-1638 por Nicolas Poussin, o principal pintor do estilo barroco francês clássico, está no Museu do Louvre, em Paris. As duas descrevem pastores reunidos em torno de uma tumba. Embora esta segunda pintura às vezes seja referida, em inglês, como “Os pastores da Arcádia”, o título é traduzido como “Eu também estava em Arcádia”. O “eu” é a morte. Arcádia era uma região rural pastoral da Grécia, durante a Antiguidade, e a região era considerada um paraíso. Mas ainda assim, a morte existe no paraíso.

 

Coppelius

Ao chegar em seu planeta natal, Soji diz: “Este é Coppelius, o planeta onde eu nasci.”

Michael Chabon, showrunner de Star Trek: Picard, informou que o nome do planeta é baseado em “O Homem de Areia” (“Der Sandmann”, “The Sandman”), um conto do escritor alemão Ernst Theodor Amadeus Hoffmann, publicado em 1817. Hoffmann sempre teve uma afeição pelas histórias sobre objetos inanimados que tinham senciência (como em “The Nutcracker”).

Coppelius é um misterioso personagem de “The Sandman”, que trabalha com o pai do protagonista Nathanael, fazendo experimentos de alquimia.

Narrando a história em forma de cartas, Nathanael relata o seu medo infantil sobre a fábula de uma criatura chamada O Homem de Areia, que viria à noite roubar os olhos das crianças que não dormissem. Na imaginação do jovem Nathanael, Coppelius é essa criatura, quando numa noite, ele vê o homem misterioso tirar “massas brilhantes” do fogo e martelando-as em formas de rostos sem olhos. Quando seu pai morreu, por algum tipo de explosão flamejante, Nathanael acredita que Coppelius seja o culpado.

Anos mais tarde, Nathanael conhece, na universidade, a “filha” do professor Spallanzani, Olimpia, de extrema beleza, na qual ele se apaixona. Mas uma revelação perturbadora abala Natanael, Olimpia é um autômato ou robô; construída por Spallanzani e um homem misterioso, Coppola, que Natanael acredita ser Coppelius. Nathanael é testemunha da briga de Spallanzani e Coppola sobre o propósito da andróide e qual deles “criou seus olhos” e “quem criou seu relógio”. Essa revelação é um dos elementos que incita a loucura de Nathanael e seu posterior suicídio.

Neste episódio, a sintética Saga é morta com um broche de beija-flor espetado em seu olho.

 

Red Alert

Logo que a nave La Sirena chega ao planeta Coppelius, soa um alerta vermelho, igual ao usado na série A Nova Geração. Este alerta é maior sinal de perigo das naves e bases da Frota Estelar.

 

Manobra Picard 

Resultado de imagem para picard manobra ferengi

Na batalha da nave La Sirena com a nave “snakehead” do Narek, após uma troca de fogo, esta parece estar desativada. Quando Picard ordena que Raffi teletransporte a pessoa ferida para a enfermaria, a nave reaparece atrás deles. A “snakehead” havia usado seu dispositivo de camuflagem como um projetor holográfico para enganar Rios. Esta manobra lembra a manobra Picard, contada no episódio “The Battle”, de Nova Geração, quando Picard comandava a nave Stargazer, em uma batalha contra uma nave Ferengi. Picard acelera sua nave em alta velocidade de dobra em direção à nave Ferengi, e com isso a Stargazer parece estar em dois lugares ao mesmo tempo nos sensores da nave inimiga. Esta atira na projeção da Stargazer e Picard tem tempo de abrir fogo assim que sai da velocidade de dobra, derrotando a nave Ferengi. 

 

Kit médico

4. Tricorder médico da velha escola

Quando Picard desmaia e a nave La Sirena está sem força, a Dra. Jurati encontra um antigo kit médico e usa um tricorder para examiná-lo. Embora o aparelho usado por Agnes seja um modelo diferente, assemelha-se aos utilizados em A Nova Geração.

O kit médico também contém uma embalagem de dermagel, usado para reparar ferimentos na pele. A Dra. Jurati diagnostica algo no cérebro de Picard e supõe que o equipamento é antigo e está errado, mas Picard diz que o tricorder está correto, devido a uma anormalidade cerebral, incurável, com prognóstico terminal, dito pelo dr. Moritz Benayoun.

 

 

Cintos de segurança

insira a descrição da imagem aqui

Quando a nave de Narek começa a atirar na La Sirena, Rios ativa os cintos de segurança. Este acessório, embora pouco mencionado em Star Trek, já foi visto em uso algumas vezes.

Há uma cena deletada em Jornada nas Estrelas: Nêmesis que mostra Picard recebendo um cinto de segurança na cadeira do capitão, após a batalha com Shinzon. Fora isso, há cintos de segurança em alguns episódios de A Nova Geração.

Nos filmes da linha do tempo da Kelvin podemos ver este acessório em Star Trek Into Darkness e em Star Trek Beyond.

 

Répteis e fungos

Quando a tripulação do La Serena se prepara para sair da nave no planeta Copellius, Raffi dá uma arma para Soji, dizendo que poderiam encontrar réptilóides bravos ou fungos homicidas. Os reptilóides podem ser uma homenagem ao Gorn, do episódio da Série Clássica “Arena”, que é o personagem preferido do showrunner Michael Chabon e que também aparece no episódio de Enterprise “In a MIrror, Darkly, Part II” e no episódio da Série Animada “The Time Trap”. Os fungos são mencionados em vários episódios de várias séries, como em “The Conscience of the King” da Série Clássica, onde um fungo exótico destruiu a maioria dos alimentos de Tarsus IV. Em nenhum episódio os fungos são considerados homicidas.

 

Locutus

Resultado de imagem para locutus star trek

Quando a tripulação do La Sirena entra no cubo borg, um dos x-Bs reconhece Picard como Locutus, como aconteceu também no episódio “The Impossible Box”. Locutus foi a designação borg imposta ao capitão Jean-Luc Picard, após sua assimilação, no episódio duplo de A Nova Geração, The Best of Both Worlds”.

 

Xadrez tridimensional

Quando a tripulação chega à Estação Coppelius observam dois sintéticos jogando um tipo de xadrez tridimensional. Na USS Enterprise original, havia um jogo com um tabuleiro semelhante, mas peças diferentes, que James T. Kirk e Spock costumavam jogar. Este jogo aparece em vários episódios da Série Clássica, aparecendo pela primeira vez em “Where No Man Has Gone Before”. 

 

Dr. Altan Inigo Soong

No planeta Coppelius, a tripulação da nave La Sirena encontra o humano Dr. Altan Inigo Soong (Brent Spiner), que se apresenta como um cientista louco, filho do Dr. Noonian Soong, criador de Data, Lore, B-4, a recriação de sua esposa Juliana, e mais dois protótipos. O nome Inigo é uma homenagem a Inigo Jones (1573-1652), um importante arquiteto inglês do início do período moderno, e o primeiro a empregar regras vitruvianas de proporção e simetria em seus edifícios. O Homem Vitruviano aparece nas visões da Admoestação. Michael Chabon, em seu Instagram, informou que o Dr. Altan Inigo Soong não é filho de Juliana, esposa do Dr. Noonian Soong, revelada no episódio “Inheritance” de A Nova Geração, mas de um relacionamento anterior a ela.

O ator Brent Spiner já interpretou dois humanos em Star Trek, além de androides. Ele fez o Dr. Noonien Soong de A Nova Geração e também Arik Soon, antepassado de Noonien Soong, em Enterprise.

 

Sutra

Aqui somos apresentados a Sutra, a gêmea de Jana, que é idêntica a Soji e Dahj, exceto por sua aparência mais androide.

A palavra Sutra significa um ensinamento, basicamente religioso, em forma de texto, originário das tradições espirituais da Índia, particularmente do hinduísmo, do budismo e do jainismo. Todas as escolas de filosofia hindu desenvolveram grandes tratados na forma de sutras, o que ajuda a transmitir os ensinamentos de uma geração a outra. A personagem estudou profundamente os ensinamentos dos vulcanos, incluindo os de Surak, filósofo e cientista, considerado o pai da moderna civilização vulcana, que apareceu na Série Clássica em “The Savage Curtain” e em Enterprise no episódio “The Forge”. sendo capaz até de fazer elos mentais. O Capitão Rios tem em seu quarto um livro denominado Surak and the Existencialism”, visto no episódio anterior “Broken Pieces”.

O showrunner Michael Chabon afirmou, em seu Instagram, que os sintéticos que tem a pele dourada e os olhos amarelos, como Sutra, não são necessariamente modelos mais antigos que Dahj e Soji, mas modificaram-se para enfatizar uma conexão com Data, que consideram seu ancestral legendário.

 

Ka’athyra

O Dr. Soong fala que Sutra sempre teve paixão pela cultura vulcana, que leu Surak  e toca muito bem a ka’athyra, um instrumento musical vulcano, também chamado de harpa vulcana, lira vulcana ou alaúde vulcano. Spock tocava a ka’athyra com bastante talento, como visto no episódio “Charles X” e outros episódios da Série Clássica. Quando Michael Burnham se formou na Academia de Ciências Vulcana, a ka’athyra foi tocada em uma música vulcana, como visto em Discovery, “Lethe”. O tenente Tuvok da série Voyager também sabia tocar o instrumento.

 

 

O Homem Vitruviano

O Homem Vitruviano, que aparece nas visões da Admoestação, quando Sutra faz um elo mental com a Dra. Jurati, é um desenho famoso de Leonardo da Vinci, que acompanhava notas em um dos seus diários, por volta do ano 1490. O desenho, baseado na obra do arquiteto romano Vitrúvio, descreve uma figura masculina nua separada e, simultaneamente, em duas posições sobrepostas com os braços inscritos em um círculo e em um quadrado. A cabeça é calculada como sendo um oitavo da altura total. Às vezes, o desenho e o texto são chamados de Cânone das Proporções. No episódio  “Storm Front, Part II” de Enterprise, depois que Jonathan Archer restaurou uma linha do tempo danificada, o Homem Vitruviano pôde ser visto no fluxo de tempo, enquanto a linha do tempo se realinhava.  

 

Golem

O Dr. Soong mostra para a Dra. Jurati um golem, um corpo humano sintético, dizendo que tem a intenção de transferir sua mente para ele.

No folclore judeu, um golem é um ser antropomórfico animado, criado inteiramente a partir de matéria inanimada, geralmente argila ou lama. A palavra foi usada para significar um material amorfo e não formado nos Livro dos Salmos, da bíblia judaica e na escrita medieval.

 

Spot 2

O Dr. Altan Soong criou um “gatroide”, Spot 2. Ele é uma réplica de Spot, o gato de Data, visto em “Data’s Day” e mais nove episódios de A Nova Geração, além dos filmes Generations e Nêmesis. Ele é citado em “Absolute Candor”.

 

E aí, achou mais alguma referência? Deixe nos comentários as que você encontrou!

O último episódio do primeiro ano de Star Trek: Picard, “Et in Arcadia Ego, Part II”, estará no Amazon Prime nesta quinta-feira, às 20h.

Be the first to comment on "Easter eggs/referências em “Et in Arcadia Ego, Part I”"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*