Morre Arthur C. Clarke

arthur-clarke.jpgO escritor britânico de ficção científica Arthur C. Clarke morreu nesta terça-feira, em sua casa no Sri Lanka, aos 90 anos de idade. Clarke sofria de problemas respiratórios e lutava contra a síndrome de pós-pólio desde 1960. Ele tem mais de 100 livros publicados. Entre suas obras mais conhecidas temos: O Sentinela, 2001: Uma Odisséia no Espaço (adaptação ao cinema de Stanley Kubrick) e Encontro com Rama.

“Ele teve um ataque cardio-respiratório”, disse Rohan de Silva, secretário pessoal de Clarke, segundo a Reuters. O escritor será enterrado sem rito religioso, a seu pedido.

Arthur C. Clarke nunca escreveu para Jornada nas Estrelas, mas influenciou muitos que se envolveram com a franquia, incluindo Gene Roddenberry.

Em 2006, num ensaio comemorando o 40º ano do aniversário de Jornada, Clarke mostrou que ele apreciava muito a franquia. Aqui alguns pontos de seus pensamentos.

“Aparecendo num tempo da história da humanidade, Jornada popularizou muito mais do que a visão de uma civilização viajante no espaço. Episódio após episódio, ela promoveu as então impopulares idéias de tolerância para diferentes culturas e o respeito a vida sob todas as formas, sem pregação e sempre com um pequeno senso de humor.

Com o passar dos anos, a sofisticação das histórias e os efeitos especiais certamente cresceram, mas Jornada retem seu núcleo de valores, ainda muito necessitados em nosso dividido e triste mundo.

Embora Gene e eu tenhamos nos encontrado algumas poucas vezes, tivemos uma calorosa amizade nos últimos vinte anos. Estou muito feliz que Gene tenha ido para o arquivo profissional de sucesso e adquiriu o respeito mundial. O que deve ter dado a ele a maior satisfação foi ter vivido para ver muitas de seus ideais triunfalmente aceitos. Como eu escrevi em meu tributo a ele: Poucos homens deixaram um admirável legado. A Enterprise estará cruzando a galáxia pelos séculos que virão”.

Algumas referências a Arthur Clarke foram mostradas em Jornada, como a placa dedicatória da nave USS Odyssey (Deep Space Nine), “Sua origem e propósito ainda é um grande mistério” (referente ao livro 2001: Uma Odisséia no Espaço) e a doença de Clarke que matou o pai de Jonathan Archer personagem da série Enterprise.

Fonte: TrekMovie, FolhaOnline e VejaOnline.

5 Comments on "Morre Arthur C. Clarke"

  1. Esse cara merece todo respeito de nós.
    Vida (pós) longa e próspera.

  2. Agora, para ele, começou de fato a Odisséia. Não duvido que sua última visão tenha sido a de um monolito negro, aos pés de sua cama, e aposto que ao tentar tocá-lo, á havia renascido como um embrião cósmico. E é isso. Partiu o mais místico dos materialistas.Místico, no sentido de transcendência, da noção de sermos todos feitos da poeira das estrelas. Espero que tenha no caminho encontrado Rama e os Overlords Karelen,Vindarten,Rachaverak e talvez, Howard Falcon, pós Medusa.
    Alexandre César.

  3. Nelson Pieka Rivaldo | 19 de março de 2008 at 9:45 pm |

    Para mim existem três nomes na ficção cientifica: Asimov, Rodenberry e, claro, Clarke. Se não fosse por Rodenberry eu não conheceria os outros, não estaria hoje lamentando a morte deste gênio que foi Sir Arthur C. Clarke. Eis com certeza uma perda para todos os fãs, não apenas de ficção cientifica mas de literatura. Mas talvez esse tenha sido apenas o fim de sua infância.

  4. Luís Henrique Campos Braune | 23 de março de 2008 at 7:25 pm |

    Eu havia visto a notícia de sua morte praticamente no momento em que foi notificado, mas só agora resolvi postar algo (já tinha visto as notícias aqui).

    Resolvi, antes de escrever algo aqui, ver novamente sua obra prima cinematográfica: 2001 – Uma Odisséia no espaço.

    Acabei de rever o filme agora à pouco e me toca lembrar, também, que Kubrick já havia se despedido de nós.

    Quaisquer elogios a obra destes 2 gênios nunca será demais e só espero que sejam sempre reverenciados.

    Adeus!

  5. quais eram suas obras mais conhecidas

Leave a comment

Your email address will not be published.


*