DS9 1×03: Past Prologue

Conflito para testar lealdades de Kira discute violência versus diplomacia. Leia agora a revisão do Trek Brasilis para “Past Prologue”, de Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine.

Sinopse:

Data Estelar: desconhecida.

O espaço Bajoriano é invadido por uma nave Cardassiana que persegue Tahna Los, um membro de um grupo terrorista conhecido por seus atos de violência contra Cardássia, durante e após a ocupação.

O foragido pede asilo político a Sisko. Kira resolve interceder junto ao governo provisório para garantir a segurança do terrorista, após ele ter revelado suas intenções de abandonar os métodos violentos.

No entanto, mais tarde a major descobre que Tahna Los pretende contruir uma bomba poderosíssima, com propósito desconhecido. Kira encontra-se então dividida entre suas lealdades para com o “velho Bajor da época da resistência frente a ocupação Cardassiana” e para com o “novo Bajor do volátil governo provisório e seu pedido de cooperação para a Federação”.

Por fim, ela decide apoiar Sisko e evitar a ação terrorista de Tahna, que pretendia explodir a Fenda Espacial.

Comentários:

“Past Prologue” é um episódio que mostra as diferentes nuances para se chegar a um mesmo objetivo, a via política e a via revolucionária. A primeira é representada pela major Kira, que busca seus objetivos não mais pela força das armas, mas pelas negociações e a diplomacia.

Já a segunda é representada por Tahna Los, membro do Kohn-Ma, um grupo terrorista que luta contra os Cardassianos em defesa dos interesses Bajorianos. No fundo, ambos querem os mesmos objetivos.

A analogia lembra muito as diferenças de contraste entre o conceito de Social-Democracia, que pretende a ascenção do comunismo de forma gradual e diplomática dentro da sociedade, e o Socialismo Revolucionário pregado por Lenin, defendendo a luta armada como forma de instituir uma sociedade mais justa.

Tanto o episódio quanto a realidade histórica mostraram a opção mais saudável.

Outro destaque vai para o conflito entre Sisko e Kira sobre o pedido de asilo de Tahna Los. Ele se mostra duro e crível. Em certo momento, devido à atitude da major de contatar o Comando da Frota pelas suas costas, Sisko diz a Kira: “Passe por cima da minha cabeça novamente e eu servirei a sua em uma bandeja!”

Isso, aliado a uma interessante trama envolvendo Tahna, Bashir, Garak, os Cardassianos e mesmo as Klingons Lursa e B’etor – irmãs de Duras -, produz um episódio com bom valor de entretenimento, sem esquecer dos seus personagens.

Quem recebe um tratamento especial é Kira, com direito a uma antológica cena entre ela e Odo, em que o oficial de segurança “decide” por ela o que ela deve fazer, após a discussão se encaminhar para tal decisão.

Ancorando o episódio temos a caracterização totalmente bidimensional de Tahna (e o fraco desempenho do ator Jeffery Nordling).

Para surpresa de todos, um episódio do tipo “lealdades testadas”, na condição de apenas segundo episódio da série, emerge como um vencedor.

Citações:

Tahna Los – “I want Bajor for the Bajorans!”
(“Eu quero Bajor para os Bajorianos!”)

Trivia:

  • Neste episódio ocorre a introdução antológica de (em suas próprias palavras) “plain, simple Garak”. Elim Garak é vivido pelo extraordinário ator Andrew J. Robinson.
  • Este é o primeiro episódio que mostra a dupla Garak e Bashir em ação.
  • Há participações de Gwynyth Walsh como B’Etor e Barbara March como Lursa (as infames irmãs de Duras).
  • Susan Bay, que vive a Almirante Rolman neste episódio, é esposa de Leonard Nimoy.
  • Os crédito corretos para este episódio são: Kathryn Powers para história e Peter Allan Fields para roteiro.
  • Este é o primeiro episódio em que a frase “Gold Press Latinum” (traduzida para “ouro pára-látinum”) é usada.
  • Neste episódio é citado pela primeira vez o grupo extremista-terrorista-Bajoriano Kohn-Ma e o nome da célula de resistência de Kira durante a ocupação Cardassiana: Shakaar.

Ficha técnica:

Escrito por Kathryn Powers
Direção de Winrich Kolbe
Exibido em 11/01/1993
Produção: 004

Elenco:

Avery Brooks como Benjamin Lafayette Sisko
René Auberjonois como Odo
Nana Visitor como Kira Nerys
Colm Meaney como Miles Edward O’Brien
Siddig El Fadil como Julian Subatoi Bashir
Armin Shimerman como Quark
Terry Farrell como Jadzia Dax
Cirroc Lofton como Jake Sisko

Elenco convidado:

Jeffery Nordling como Tahna Los
Andrew Robinson como Garak
Gwynyth Walsh como B’Etor
Barbara March como Lursa
Susan Bay como “a almirante”
Vaughn Armstrong como Gul Danar
Richard Ryder como “segurança Bajoriano”

14 Comments on "DS9 1×03: Past Prologue"

  1. A Matéria sobre esse episódio em particular de fez lembrar de uma época sofrida em que era muito difícil assistir qualquer episódio de qualquer das séries de JORNADA.

    Em 1982, após me mudar para uma outra capital, onde não havia a REDE BANDEIRANTES, fiquei impossibilitado de continuar a assistir a SÉRIE ORIGINAL …

    Assisti A IRA DE KHAN (1983) e À PROCURA DE SPOCK (1985) no cinema.

    Em 1986 acompanhei de longe, através de jornais e revistas, a movimentação para o surgimento da série NOVA GERAÇÃO ….

    Em 1987 assisti a STAR TREK IV no cinema…

    Em 1988 comecei uma longa peregrinação pelas LOCADORAS de VÍDEO para copnseguir Fitas VHS com episódios das SÉRIES ORIGINAL e NOVA GERAÇÃO. Assisti a todos repetidas vezes, a ponto de já não suportar os episódios da 1ª TEMPORADA de a NOVA GERAÇÃO…

    Encomendei com um sujeito de outra cidade a compra de FITAS VHS gravadas nos EUA com episódios inéditos … e elas demoraram mais de um ano para chegar …

    Então, já nos anos 1990, comprei uma ANTENA PARABÓLICA para poder assistir à estreia de DEEP SPACE 9 na TV RECORD – que também NÃO podia ser sintonizada na cidade em que morava …

    Também pude assistir às reprises das duas primeiras séries de JORNADA na TV MANCHETE. Infelizmente eram apenas as duas primeiras temporadas da série clássica e a 1ª Temporada da NOVA GERAÇÃO (que começou a me parecer intragável), mas GRANDE era a minha expectativa quanto a poder ver episódios inéditos em breve … POBRE CRIATURA INOCENTE … somente meia década depois isso aconteceria …

    Passou somente a 1ª TEMPORADA de DS9 e logo estreou no mesmo canal e horário a série ARQUIVO X … Novamente me senti orfão.

    Até que finalmente adquiri o sistema TV ABRIL e depois o SKY. Assim pude apreciar a programação de sábado SCI_FI no canal USA (atual UNIVERSAL) e REVER NOVAMENTE-DE-NOVO os fracos episódios da 1ª Temporada de a NOVA GERAÇÃO.

    Com o tempo pude finalmente assistir a episódios inéditos de NG e DS9 e matar as saudades da TERCEIRA Temporada da série original.

    Essa espera foi tão cansativa e demorada que gerou uma grande expectativa em relação aos EPISÓDIOS INÉDITOS.

    Já não importava se alguns dos episódios eram bons ou medianos: TODOS pareciam ficar aquém de minhas expectativas. Em meus SONHOS, alimentados por matérias da revista importada STARLOG, eles pareciam BEM MELHORES.

    Depois conheci VOYAGER – primeiro em fita VHS e depois no USA CHANNEL – e ENTERPRISE no AXN e nos BOXs de DVDs.

    Apreciei alguns episódios de DS9 e VOYAGER, mas posso dizer que GOSTAR mesmo somente da SÈRIE ORIGINAL e de ENTERPRISE.

  2. Realmente, lembro desse episódio com especial simpatia pela estréia do personagem Elim Garak (Andrew J. Robinson) que era um alfaiate cardassiano deixado na estação, mas também um espião da velha-guarda com excelente senso de humor e uma predileção por brincar com a ingenuidade do doutor Bashir …

  3. Assisti primeiro o Episódio “The Emissary” sem sequer imaginar o porquê de Picard ter virado um Borg…. Esse episódio da Nova Geração só assisti MUITO depois…. Coisas do Brazil.
    Garak é ainda um dos meus personagens favoritos, em DS9 ele só perde pra Kira e Odo.
    Pensando bem essa é a única série sem um Uéslei ou um Neelix… até o filho do Sisko foi uma boa surpresa nos capítulos seguintes.

  4. Este episódio procurou demonstrar que o CONFLITO de INTERESSES ou de PERSONALIDADES continuaria após o PILOTO da série: O EMISSÁRIO.

    Afinal, com a NOVA GERAÇÃO não foi assim:

    [1] – O CONFLITO entre PICARD e RIKER foi deixado de lado e PICARD aceitou ficar na NAVE enquanto RIKER comandava a EQUIPE AVANÇADA nas missões.

    [2] – O CONFLITO EMOCIONAL entre RIKER e TROI foi muito mal desenvolvido ao longo da série.

    [3] – O mesmo pode ser dito do RELACIONAMENTO PICARD-Dra. CRUSHER.

    Em DS9, conflitos e dilemas de lealdade foram uma constante. Não funcionou bem em todos os episódios, mas sempre esteve lá.

    GARAK mesmo é um bom exemplo disso: nesse episódio, em alguns momentos, ficamos tão aturdidos quanto o doutor Bashir que não conseguimos avaliar com precisão a sinceridade de GARAK.

  5. Eu confesso que nesse início eu achava que o Bashir ia virar o “Wesley” da série. Ele era muito usado como alívio cômico e eu não achava tão cômico assim…

  6. Pois é, Soarez.
    O fato de só ter assistido a 1ª temporada da NG quando DS9 chegou me fez achar essa 1ª temp. da “Nova Missão” sensacional…

  7. Post 4 – Sarek
    DS 9 só seguiu por este caminho, porque GENE não estava lá, com sua orientação ‘ humanidade evoluida acima do bem e do mal’. Em TNG ele orientava os escritores a não colocar conflitos entre os membros da tripulação, pois todos deviam ser unidos em torno de um ideal comum. Esta visão idílica e utóplica atrapalhou o desenvolvimento de histórias com antagonismo e ‘lealdades testadas’ com em DS9. Assim SISKO & CIA soam a personagens mais críveis e proximos de nós humanos comuns. Não que GENE estivesse totalmente errado, mas mesmo em meio a toda concordancia um pouco de questionamento é bem vindo, pois isto nos leva a avaliar se estamos fazendo o melhor

  8. Assisti a 1ª temporada aqui em Porto Alegre na extinta TV2 Guaíba, antes mesmo de assistir a 4ª temporada de TNG.

    Também fiquei boiando quando vi Picard como Borg. E uma coisa que me soou super estranha quando vi, foi a dublagem de Patrick Stewart em The Emissary.

  9. Graças a um interessante programa que passava na Record no início dos anos 90, que na ocasião exibiu um documentário sobre StarTrek (inclusive um preview sobre a série DS9) eu consegui entender a questão Locutus antes da estréia de DS9, e não fiquei boiando completamente.

    Ainda assim era muito frustrante não conhecer em detalhes aquela que parecia ser uma magnífica história.

  10. Garak é o meu personagem preferido da série DS9, sempre eram bons os episódios que ele aparecia.

  11. “Graças a um interessante programa que passava na Record no início dos anos 90…”

    Solo, você está falando do TOP TV, não?

  12. Esse mesmo, Valter!! Valeu pela lembrança. Não tava conseguindo me lembrar do nome nem por um decreto da Federação.

  13. Esse programa chamou a atenção de muita gente na época!
    Procura no Youtube que tem alguns vídeos…
    (só não sei se tem o especial de Star Trek…)

  14. Post 8 – Christian

    Também assisti a 1° temporada de DS9 na extinta TV2 Guaíba, mas a partir de “Prólogo do Passado”, tendo visto o piloto somente no USA (atual Universal “porcaria” Channel). A referida emissora daqui de Porto Alegre tinha bastante material de Star Trek. Tinha quase todos os filmes para cinema, e exibia a série clássica, 2° temporada da Nova Geração e 1° de DS9. Confesso que também me chamou a atenção o fato de ter mudado o dublador do Picard no piloto da série. Não sei se o Márcio Simões (dublador do Picard a partir da 2° temporada da Nova Geração) trabalhava na VTI na época ou se estava ocupado dublando o personagem na Nova Geração. E acabou que o dublador dele foi o André Filho (dublava o Sylvester Stallone).

Leave a comment

Your email address will not be published.


*