• Padô

    Um episódio mediano, pois a história era boa no começo, e “meia-boca” no final. Os personagens até são bons até as cenas de Bashir. Mas elas se salvam de novo nos dialogos de Odo e Quark. Más não podemos esquecer que neste caso vemos um dos poucos vírus não-SYNDROME, um ponto legal, principalmente pela ótima idéia de embaralhar a capacidade verbal dos perssonagens.
    Em suma pode até ser um episódio meio chato, Mas deve ser colocado perto dos bons, e não dos episódios ruins.

  • Rafael

    O que mais marca no episódio é a interação entre Quark e Odo. Hilário ver o Quark no comando da estação. Sobre a história, em si, muito previsível e simples. Mas, novamente, a química dos personagens o faz um episódio mediano.