Painel Star Trek Discovery na Comic Con

O painel de Star Trek: Discovery aconteceu nesta sexta, no Hall H, durante a Comic Con San Diego e teve a presença do elenco e produtores e trouxe muitas informações a respeito da segunda temporada, além de apresentar o novo trailer.

Sonequa Martin-Green, Doug Jones, Shazad Latif, Mary Wiseman, Anthony Rapp, Wilson Cruz, Mary Chieffo e o convidado especial Anson Mount marcaram presença, juntamente com Alex Kurtzman e Heather Kadin. A atriz Tig Norato, que também está no elenco como a engenheira Reno, mediou o painel.

Uma multidão de 6.000 fãs lotou o Hall H. A atriz Tig Notaro organizou o painel de uma hora.

Vamos resumir o que de mais importante foi apresentado.

Anunciado a “Número Um”.

Após o anúncio de Anson Mount como capitão Christopher Pike, a CBS lançou a atriz Rebecca Romijn para ser o primeiro oficial da nave Enterprise, conhecida como “Número Um” no primeiro piloto “The Cage”. Originalmente, o personagem foi interpretado pela atriz Majel Barrett-Roddeberry.

A revelação também foi confirmada por Anson Mount durante o painel.

Nós vamos conhecer o Número Um da série original, originalmente interpretado por Majel Barett Roddenberry, ela também era a voz do computador na nave. Nosso novo Número Um, eu não posso te dizer quem é, mas suas iniciais são, Rebecca Romijn.

Rebecca é mais conhecida pelos fãs do gênero como a Mística dos filmes X-Men, Romijn esteve recentemente The Librarians, da TNT, além de participações em Justiceiro, Tron 2.0, entre outros.

Romijn estava na San Diego Comic-Con na sexta-feira, mas ela estava fazendo o filme de animação da DC The Death of Superman.

A atriz twittou logo após o anúncio, com o uniforme dourado da Frota Estelar e a insígnia em sua foto.

 

Estreia em janeiro e curtas em dezembro.

Durante o painel na San Diego Comic Con, o produtor Alex Kurtzman confirmou que o episódio 201 será oficialmente marcado para a ir ao ar em janeiro de 2019.

Kurtzman revelou ainda que haverá uma série de quatro curtas de 10-15 minutos – chamados “Short Treks” – e vão estrear em dezembro. Cada curta focando em um personagem de Discovery, incluindo Sylvia Tilly (Mary Wiseman), Harry Mudd (Rainn Wilson) e Saru (Doug Jones), além de apresentar um novo personagem para a série interpretado por Aldis Hodge.

O The Hollywood Reporter trouxe mais informações:

Chamado  Star Trek: Short Treks,  cada uma das séries de quatro episódios terá duração entre 10 e 15 minutos e apresentará narrativas mais profundas em torno dos personagens e temas de Discovery e do universo em expansão de Star Trek. A série será lançada em novembro e será lançada mensalmente, ajudando a manter o reconhecimento de Discovery, antes de seu retorno em janeiro de 2019.

Rainn Wilson retornará reprisando seu papel como Harry Mudd em um curta que ele dirigirá. Aldis Hodge (série Leverage) vai fazer sua estreia em outro vídeo como Craft, um homem que se encontra como o único humano a bordo de uma nave deserta. Episódios adicionais explorarão o passado de Saru (Doug Jones) como o primeiro Kelpiano a se juntar à Frota e Tilly (Mary Wiseman) a bordo da USS Discovery e sua amizade com um parceiro improvável.

Alex Kurtzman comentou um pouco mais sobre os curtas:

“Não há escassez de histórias convincentes para contar o universo de Star Trek que inspiram, divertem e desafiam nossas idéias preconcebidas ou afirmam crenças antigas, e estamos animados para ampliar o universo já com Short Treks“.

“Cada episódio entregará histórias fechadas enquanto revela pistas sobre o que está por vir nos futuros episódios de Star Trek: Discovery. Eles também apresentarão ao público novos personagens que podem habitar o mundo maior de Star Trek“.

Spock aparecerá na segunda temporada

Alex Kurtzman revelou no painel uma informação que causou verdadeiro alvoroço para os fãs:

“Eu posso dizer hoje que, sim, vocês vão ver Spock na 2ª temporada”.

O vulcano foi interpretado por Leonard Nimoy na série original e por Zachary Quinto nos filmes.

O trailer sugere que Spock não irá aparecer imediatamente, e que ele parece estar ligado aos misteriosos sinais, já que se licenciou da Enterprise. O encontro com Burnham é um dos eventos mais esperados da próxima temporada.

Sabemos que um jovem Spock aparecerá em flashbacks graças a uma revelação de  Jonathan Frakes feita alguns meses.

Star Trek na TV com diferentes tons e formatos

Durante o painel, o site TrekMovie teve a oportunidade de conversar com os produtores executivos da série Discovery Alex Kurtzman e Heather Kadin, que também é presidente da produtora Secret Hideout de Kurtzman. E o assunto foi expandir o universo da televisão de Star Trek para além de Discovery.

É verdade que você está agora no comando de um “Universo Cinematográfico de Jornada nas Estrelas”, na televisão? É isso que realmente está acontecendo?

Alex Kurtzman: Na televisão, isso é verdade. Estamos trabalhando muito para construir o universo, e estamos querendo aproveitar nosso tempo, mas há muitas coisas interessantes no horizonte.

E isso está além do Discovery?

Kurtzman: sim

Seria justo dizer que tudo está definido no Prime Universe, mas possivelmente diferentes períodos de tempo?

Heather Kadin: Bem, eu também acho importante dizer que não é apenas um drama de uma hora. Quer dizer, há muita oportunidade de “dobrar não quebrar” a franquia em formatos que não vemos há algum tempo, diferentes tons. E o que é incrível sobre Star Trek é que é uma franquia tão amada que temos escritores ligando – quer dizer, Michael Chabon, que escreveu um dos curtas que Allis Hodges está estrelando – Michael Chabon, autor vencedor do Prêmio Pulitzer, disse “ Ei, eu quero escrever um curta para você por US $ 2,55”. Por isso, temos pessoas de todos os diferentes tons – escritores de comédia, escritores de animação, que apenas querem desesperadamente fazer parte de Trek .

Kurtzman:  [As pessoas] amam, amavam desde crianças, e tinham a oportunidade de brincar na loja de brinquedos, tão incrível.

Então a animação definitivamente vai acontecer?

Kadin: Conversas…

Kurtzman: É uma conversa, sim.

E você está procurando por outros lugares além do CBSAA, como se houvesse uma coisa de CW?

Kadin: Eu acho que agora é justo dizer que o plano é que toda e qualquer ação ao vivo de Star Trek estará no CBS All Access.

Alguma reação à história de A Ira de Khan ou à história de Picard? … Há rumores. Se importa em desmascarar ou informar?

Kurtzman: Quero dizer, eles soam super legais, eu sou um grande fã de ambas as histórias, seria muito legal ver algo assim.

 

Outras revelações:

 

Capitão Pike não é o mesmo de The Cage

Baseado na descrição do produtor executivo Alex Kurtzman sobre Pike, ele não é o pensativo e cansado Pike de “The Cage”.

O que eu amo em Pike, e acho que isso vem do que tirei do desempenho de Jeffrey Hunter, e até certo ponto o Pike que fizemos nos filmes, é que ele é um homem muito gentil, que tem uma tremenda autoridade e ainda pode se desculpar quando está errado. E assim, em muitos aspectos, ele é o oposto de Lorca, dessa forma.

Anson Mount, que interpreta Pike, entende claramente o legado que está assumindo.

Você tem que ter muito cuidado com as pegadas que você coloca, porque elas estão lá por muito tempo … Pike era o rosto original de Roddenberry da Frota Estelar. Eu só sabia que havia um tremendo otimismo nessa pessoa. E um bom coração, alguém que provavelmente teve bons mentores.

Anson Mount proclamou seu amor por Jornada e deu uma dica de que poderá estar em mais episódios do que imaginamos.

Eu cresci com isso em syndication. Quando eu tinha dez anos, vi todos os episódios de Star Trek. E esse foi um dos nossos jogos de fazer acreditar, jogar Star Trek. E assim, vamos fazer o episódio 6, e ainda assim, todo dia eu ando nesse set, e tenho que me beliscar. É tão surreal estar em Star Trek. Uau.

A Número Um (Rebecca Romijn) terá um desenvolvimento maior

Kurtzman elaborou um pouco sobre o que esperar.

Eu acho que o que Majel transmitiu na série original foi um senso real de autoridade e confiança e, obviamente, uma conexão com Pike que poderia ter sugerido muitas coisas diferentes. E definitivamente estamos cavando isso. Eu acho que foi engraçado ver Rebecca – antes de tudo, ver os atores aparecerem no set com os looks da série original. Foi realmente incrível. Foi uma coisa surpreendente porque o esquema de cores é obviamente muito diferente de Discovery. Então, vendo os atores naquele lugar, você tem essa incrível sensação de reinterpretar e ainda honrar ao mesmo tempo.

O que eu amo sobre o que Anson está trazendo e o que Rebecca está trazendo é que há uma profundidade que eu acho que não pode ser explorada nesses personagens, obviamente, dado o pequeno tempo de tela que eles tinham naquela época.

Ele acrescentou que há um bônus para lançar Romijn, apontando que “… obviamente há quase uma qualidade de fanboy que vem com Rebecca baseada apenas em X-Men”.

A história de Saru será explorada

Doug Jones estava animado para falar sobre os planos para Saru, embora (é claro) ele não pudesse revelar os detalhes.

Tanto quanto os Kelpianos, eu sou o único que você já viu neste universo. É claro que no Universo Espelho, eles eram jantares.

Eu acho que a palavra-chave é evolução, este ano. Nós visitamos o meu planeta natal, vamos conhecer alguns membros da minha família, vamos descobrir de onde Saru vem, como ele se tornou o que ele é, por que o medo, quem é o predador, todas essas coisas estão entrando em jogo.

Dr. Culber está de volta, de alguma forma

Wilson Cruz ressaltou que sua aparição no painel é uma boa indicação de que Culber vai ser um personagem de verdade nesta temporada, e não apenas uma visão ou flashback ocasional de Stamets. “Meu pescoço está bem”, disse ele, referindo-se ao episódio da primeira temporada “Even Yourself”, quando o Voq/Tyler o mata ao quebrar o pescoço.

Acho que vamos aprender muito mais individualmente sobre esses dois homens juntos. Acho que vamos aprofundar esse relacionamento e esses personagens.

Anthony Rapp (Paul Stamets) concordou com uma sugestão um pouco mais informativa sobre como Culber poderia retornar, alimentando as especulações dos fãs de que a rede micelial pode conter algumas das respostas.

É realmente inspirado pela ciência real, que o verdadeiro Paul Stamets, que é um micologista, tem a dizer sobre a natureza da micélia e como ela interage com a matéria no universo, e suas teorias sobre isso.

L’Rell lidando com o patriarcado klingon

A atriz de L’Rell, Mary Chieffo, falou sobre onde está L’Rell na 2ª temporada:

Ela está tentando ser a melhor chanceler do Império Klingon patriarcal. E há klingons masculinos que talvez não estejam tão felizes com isso, mas ela está fazendo o melhor que pode para defender a missão de T’Kuvma. E com isso também vem uma divertida nova estética do chanceler da qual sou uma grande fã. Eu espero que vocês também estejam. E eu acho que há um monte de L’Rell que estava envolto em mistério na primeira temporada, porque o público não sabia muito qual era o meu plano … Estou muito empolgada para que os fãs possam ver mais seu lado da história e alguns dos segredos que ela tem guardado para todos, incluindo Tyler, e acho que há muito a ser aprendido com isso.

Não haverá histórias sobre o universo do espelho, por enquanto.

O Universo Espelho, ao que parece, não será revisitado na segundo temporada, mas Kurtzman não descarta a possibilidade de outros universos paralelos.

Acho que sentimos que o universo do espelho serviu a um propósito de caráter incrivelmente específico no ano passado, em que a primeira metade da temporada foi sobre explodir a vida de Burnham … e qualquer escolha que fazemos sobre um universo não é apenas: – Ei, vamos fazer isso porque é legal – é porque há uma grande jornada de personagens para se ter lá. Então eu acho que esta temporada não é tanto sobre ir a universos alternativos quanto manter e aumentar a direção dos personagens. Mas, certamente, a ideia de ir para outros universos está aberta.

A segunda temporada no caminho da série original

A cena no turboelevador do trailer em que vemos um sauriano nos deu um gostinho em termos de alguns dos momentos mais leves da série. Kurtzman elaborou

Há muita diversão nesta temporada. Eu acho que, obviamente, a temporada passada foi sobre a guerra, e é difícil realmente parar e ter muito humor quando as apostas são tão altas e a vida e a morte são realmente com o que eles estão lidando todos os dias.

E agora, chegamos a um lugar onde a equipe tem mais – mesmo que as apostas sejam muito altas – há mais tempo ocioso em alguns instantes, o que permite mais humor, o que permite que uma camada mais lenta abra o personagem e os detalhes de seus relacionamentos que nunca teríamos conseguido dar tempo. Eu sinto que, em matéria de tonalidade, é provavelmente uma temporada mais alegre, apesar de alguns episódios serem muito sérios e intensos. Eu acho que você verá no primeiro episódio que há mais equilíbrio entre um pouco do humor que você veria na série original, e os altos valores das versões mais modernas de Jornada.

Perguntas do cânon serão respondidas

Quando perguntado se eles estão sempre tentados ignorar o cânon, Kurtzman respondeu de forma clara que eles não irão, e que eles entendem algumas das questões que os fãs estão tendo.

Nós nunca nos sentimos tentados a dizer “estrague tudo”, estamos fazendo nossas próprias coisas. No entanto, estamos constantemente nos desafiando na sala dos escritores de como podemos nos esforçar muito contra as margens do que o cânon é, sem quebrá-lo. E isso significa coisas como criar o esporo drive, que obviamente nunca existiu antes de Discovery, e por que Spock nunca mencionou sua irmã. Essas são questões enormes.

E nós estaremos sincronizando com o cânon, e estaremos respondendo a essas perguntas … Eu acho que a chave é fazê-lo de uma forma que nos pareça inevitável e totalmente surpreendente. E, esperançosamente, no momento em que você chegar ao final da temporada, você entenderá porque todas essas coisas nunca foram discutidas.

Rapidinhas do painel

Anthony Rapp provocou a multidão dizendo: “Há coisas divertidas sobre camisas vermelhas este ano.”

Rapp elogiou o trabalho da estrela convidada Tig Notaro: “Espere até você ouvir a Tig falar um pouco sobre o espaço. Com luzes piscando e escuridão”.

Kurtzman, quando perguntado sobre easter eggs, disse: “Sim, definitivamente haverá. Obviamente, estamos sincronizando com o cânon aqui, então você verá alguns.”

Tilly, em algum momento, terá que se arrastar “para fora de um casulo pegajoso”. Notaro mencionou vê-la filmar a cena.

Um membro da platéia perguntou a Kurtzman se iríamos ver Lorca novamente, e sua resposta foi um descompromissado “Uh … talvez”.

Por enquanto é isso. Aguarde por mais novidades.

Fonte: TrekMovie

Be the first to comment on "Painel Star Trek Discovery na Comic Con"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*