Fan film Axanar retoma produção após disputa judicial

A produção do projeto Axanar, fan film ambientado no universo de Star Trek, vai ser retomada, depois de assinado acordo entre as partes, devido a ação de direitos autorais pela CBS e Paramount.

Originalmente, Axanar se transformaria em um filme, após o curta de apresentação Prelude to Axanar.

Em 2015, CBS e Paramount entraram com ação conjunta alegando que a produção de Axanar infringiu os direitos autorais do estúdio usando inúmeros elementos de Star Trek protegidos por direitos legais, incluindo suas configurações, personagens, acessórios e temas.

Após 13 meses de processo, um acordo foi assinado, onde a Axanar Productions e seu proprietário, Alec Peters, reconheceram a violação dos direitos autorais, enquanto que o estúdio abria mão de qualquer penalidade a Alec Peters. Ainda como parte do acordo, o fan film terá a permissão para fazer mais dois episódios de 15 minutos, ou 30 minutos no total.

Após manter-se em silêncio, Peters emitiu um recente anúncio no site oficial de Axanar dizendo que a produção será retomada e que o script foi refeito para contar uma história em dois episódios de 15 minutos, sendo Prelude como parte da história.

“Querendo dar aos fãs o que eles querem, parecia óbvio contar toda a história de A Batalha de Axanar em mais dois episódios do documentário The Four Years War que Prelude to Axanar provou ser tão bem-sucedido”, escreveu Peters.

Axanar é inspirado na Batalha de Axanar, uma batalha entre a Federação e o Império Klingon, que não aconteceu em tela, mas foi mencionada no episódio da série original “Whom Gods Destroy”. A batalha teve como figura principal o Capitão Garth de Izar que levou a Federação à vitória.

Embora o RPG The Four Years War (A Guerra dos Quatro Anos) tenha servido de inspiração, os produtores de Axanar afirmam que uma versão mais próxima da série original foi criada.

Alec Peters junto com Christian Gossett também confirmaram que o ator Gary Graham vai retomar o papel de Soval e que JG Hertzler retornará como Sam Travis. Há conversas para Kate Vernon voltar a fazer Sonya Alexander. Outro ator que fazia o papel de um líder Klingon, Richard Hatch, faleceu em 2017 e não há informação se haverá um substituto.

Boa parte da equipe técnica será mantida. Paul Jenkins continua como diretor, Mark Edward Lewis como designer de som, Kate Bergh figurinista, entre outros.

Mas o custo de tudo que já foi feito tem sido bem indigesto para Alec Peters. Cenários já foram construídos, graças a campanha de doações, via Kickstarter, em 500.000 dólares. Mas, para manter esse material guardado, Peters tem desenbolsado 15.000 dólares ao mês de aluguel.

Para prosseguir em sua produção, Peters conseguiu um patrocínio especial. A empresa Other World Computing  comprou os direitos do estúdio de Peters e está fazendo doações em equipamentos para as filmagens e edição. O fundador e CEO da empresa, Larry O’Connor, é um grande fã do projeto Axanar. Embora não tenha objetivo comercial, Axanar será o ponta pé inicial do estabelecimento de uma parceria com a produtora Rocketworx de Peters para patrocinar um estúdio nos arredores de Atlanta, dedicado a produzir filmes de fãs e projetos independentes de ficção científica. 

A produção está planejando dois dias de filmagens em Los Angeles em março e abril de 2019 e dois dias de filmagem em Atlanta um ou dois meses depois. O objetivo é ter uma data de lançamento no próximo verão/outono nos EUA.

Veja um video recente mostrando o cenário da ponte da nave Ares, comandada pelo capitão Garth.

Be the first to comment on "Fan film Axanar retoma produção após disputa judicial"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*