Spiner e Sirtis revelam recusa inicial para série Picard

O painel virtual GalaxyCon, do dia 31 de maio, teve a participação dos atores Brent Spiner e Marina Sirtis, intérpretes do androide Data e da Conselheira Troi na série A Nova Geração.

Durante a seção de perguntas e respostas no painel com os atores, Spiner lembrou que não se animou muito com o convite para participar da série Star Trek: Picard, porque faria Data novamente:

“Eu não tinha intenção de estar na série, obviamente. Patrick havia dito que a temporada teria a ver com Data” , revelou Spiner que se achava velho demais para manter a aparência do androide.

Mas Spiner queria estar na série e chegou a sugerir um papel diferente:

“Então, eu estava tentando inventar coisas. Eu queria estar no programa, mas não queria fazer Data. Propus a Patrick uma ideia de interpretar um personagem diferente. Ele levou de volta aos produtores e eles disseram: “Bem, isso é realmente interessante, mas não achamos que vamos seguir por esse caminho”. E eu fiquei meio que, “Ok, não é grande coisa.”

Brent Spiner And Marina Sirtis Reveal Why They Both Initially ...

Spiner explicou que a produção insistiu em conversar com ele: Alex Kurtzman, Akiva Goldsman e Michael Chabon. Aceitou se reunir por questão de cortesia, mas ao ser mostrada a nova perspectiva para Data, Spiner viu uma oportunidade de encerrar o personagem de forma honrosa.

Para reviver o personagem, Spiner disse que “levou mais tempo para maquiar do que para entrar no personagem”, mas  “… Foi realmente como andar de bicicleta. Eu sei que é um clichê, mas realmente foi. Apenas voltei [a estalar os dedos] instantaneamente”.

No final da temporada, Brent Spiner acabou fazendo outro papel, de cara limpa como queria, o Dr. Alton Inigo Soong.

Picard Recap: “Et In Arcadia Ego, Part 1” (Season 1, Episode 9 ...

Marina Sirtis participou de apenas um episódio da nova série, “Nepenthe”, onde contracenou também com Jonathan Frakes. Ela disse que recusou o convite, inicialmente, por problema em sua agenda de trabalho.

“Quando ouvi falar, tive que recusar porque estava fazendo uma peça em Londres. As datas entraram em conflito”, disse Sirtis.

Mas, segundo a atriz, a produção deu um jeito de aproveitar partes do seu tempo livre para adiantar algumas cenas, mesmo fora da sequência. Ela cheogu a gravar no mesmo dia em que havia gravações de outro episódio e assim, permitiu que contracenasse com seu colega Jonathan Frakes.

“Eu gravei minhas falas com Jonathan [Frakes] no meio de um episódio diferente. Tudo é streaming agora, então eles podem fazer esse tipo de coisa. Não é como quando estávamos filmando em um filme real. E filmamos com um mês de antecedência antes da série estar no ar, era uma época muito diferente. Então, deu certo e estou muito feliz que tenha dado certo”.

Sirtis teve o mesmo sentimento que Spiner a respeito de readaptação ao personagem.

“Foi como calçar um par de chinelos confortáveis, né? … Fiquei um pouco preocupada com o sotaque, mas depois que isso mudou muito, nos sete anos de A Nova Geração, eles não acharam que importava”.

Mas a adaptação ao personagem não preocupou tanto a atriz quanto a ideia de que poderia usar algum traje espacial (ou uniforme) outra vez.

“A bênção foi que eu não precisei usar um traje espacial. Não sei se teria feito isso se tivesse que usar um traje espacial, tenho que ser honesta. Vamos apenas colocar desta maneira. Eu não ficaria tão bem em meu traje espacial como naquela época, porque tenho cerca de 15 quilos a mais do que era antes. [risos] Então, foi ótimo não ter que me vestir em um traje espacial …”

Assim como Spiner, Sirtis teceu elogios aos roteiristas de Picard.

“Por que foi tão especial? Estava na página! Quando a escrita é boa”, disse Sirtis em relação a história e diálogos dos personagens.

A atriz ainda fez um comparativo com seu tempo de trabalho em A Nova Geração, em relação a pressão pela audiência e ao orçamento.

“Não estou dizendo nada de ruim sobre a minha Nova Geração, mas estávamos trabalhando sob a pressão de divulgar a série a cada sete trabalhos. A cada sete dias úteis, fazíamos um episódio. Estávamos sendo sempre reescritos. Estávamos sendo reescritos até depois que filmávamos a cena algumas vezes. A pressão sobre os roteiristas de uma série episódica que realiza vinte e seis episódios por temporada é muito diferente de dez episódios, nos quais você pode passar algum tempo. E você tem muito dinheiro. Os orçamentos são dez vezes o que tínhamos. Digo com orgulho: nosso elenco fez fazer algo bom com material barato em A Nova Geração”.

Os próximos painéis do GalaxyCon contam com as presenças de Jonathan Frakes (William T. Riker), Gates McFadden (Dra. Beverly Crusher) e Denise Crosby (Tasha Yar).

Fonte: TrekMovie

Be the first to comment on "Spiner e Sirtis revelam recusa inicial para série Picard"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*