Deep Space Nine está de volta… em dois novos livros!

Luiz Castanheira
Editor de Deep Space Nine

Os rumores sobre o fim de Deep Space Nine foram muito exagerados. O relançamento da série –em livros, claro– começa agora em maio, com as duas obras da escritora S.D. Perry, “Avatar, Livro 1 de 2” e “Avatar, Livro 2 de 2” (já disponíveis para compra em grandes livrarias on-line, como a Amazon.com).

O “relançamento” irá contemplar as aventuras de DS9 após o episódio final da série, sob o comando da coronel Kira Nerys. Com ela, na estação, temos velhos conhecidos como o doutor Julian Bashir, a conselheira Ezri Dax, o tenente Nog (como chefe de operações no lugar de O’Brien), Quark, Jake Sisko e Kasidy Yates, esperando uma criança de seu desaparecido marido Ben Sisko. Juntam-se a eles Elias Vaughn (o novo primeiro-oficial e comandante da Defiant), Ro Laren (aquela mesma da Nova Geração, como chefe de segurança), Shar (o novo oficial de ciências, um Andoriano) e um observador Jem’Hadar.

A colunista Michelle Erica Green, escritora free-lancer norte-americana, ofereceu a sua opinião sob certos elementos dos dois livros. Ela descreve a trama dos livros como uma grande provação para Kira: um ataque surpresa de um esquadrão Jem’Hadar a uma DS9 com extrema falta de pessoal (que fica terrivelmente avariada após a incursão), a descoberta de um livro herege de profecias (algo que poderá alterar para sempre a vida de Jake Sisko), um misterioso assassinato de um vedek (amigo de Kira) a bordo da estação, um imediato conflito com Ro Laren e um visitante Jem’Hadar (que se diz enviado por Odo em uma missão diplomática).

Green diz que a amizade entre Kira e Yates se estreitou muito e tornou-se um ponto de apoio para a coronel, mas uma antiga profecia envolvendo o “Emissário” e seu filho, o “Avatar”, pode obrigar a Bajoriana a escolher entre eles. A colunista segue descrevendo a chegada do comandante Elias Vaughn (com os auspícios da Enterprise-E, sob o comando de Picard) a DS9. Vaughn teve uma recente visão com o prório “Emissário” que o fez repensar toda a sua carreira. Ele consegue desvendar o mistério do visitante Jem’Hadar, mas talvez tenha chegado tarde demais, com as informações passadas por Sisko em sua visão, para salvar a estação. Enquanto isso, a chegada de outra pessoa tocada pelos Profetas, vedek Yevir, pode levar ao colapso de toda a religião Bajoriana.

Green afirma que a autora fez um bom trabalho em capturar a caracterização dos personagens e elaborá-la. Kira, agora comandante, está um pouco mais formal, mais ponderada e enfrenta um dos maiores desafios possíveis para a sua fé. Ro, que ignora os Profetas (outra razão de conflito com Kira), amadureceu um bocado nos últimos anos, mas continua fazendo das suas e conseguiu capturar o coração de Quark.

O relacionamento entre Ezri e Julian, ambos bem maduros nos dois livros, assume contornos extremamente sérios e Ezri finalmente atinge paz interior, aceitando todas as suas prévias incarnações como parte dela. Kasidy Yates está muito bem como a mãe do filho de Sisko mas não tão bem caracterizada enquanto pessoa.

Vaughn é apresentado como tendo um passado misterioso que deve se revelar com o tempo, Shar é também apresentado de forma misteriosa com possíveis importantes conexões familiares. Odo aparece brevemente no início do segundo volume e Ben Sisko em três visões. Existem referências a inúmeros outros personagens da série.

Em breve devem aparecer mais detalhes sobre o relançamento de DS9 em livros e sobre os dois volumes de “Avatar”. Em breve também, aqui no Trek Brasilis, você terá resenhas de todos os outros cinco livros de DS9 já lançados que também contêm material relativo a eventos posteriores ao final da série: a “trilogia Millenium” e os livros correspondentes as memórias de Garak e Dax.

Be the first to comment on "Deep Space Nine está de volta… em dois novos livros!"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*