Star Trek leva Oscar de Melhor Maquiagem

A 82ª Academy Awards deu a franquia de Jornada nas Estrelas uma premiação inédita. Star Trek fez história levando para casa o primeiro Oscar, por Melhor Maquiagem. Além disso, o compositor do filme, Michael Giacchino, foi premiado por seu trabalho na trilha sonora de Up – Altas Aventuras. Chris Pine e Zoe Saldana apareceram como apresentadores. J. J. Abrams e Zachary Quinto estiveram presentes na festa Vanity Fair.

Star Trek concorreu a quatro categorias. E como era esperado ganhou o prêmio de Melhor Maquiagem, batendo tanto Il Divo quanto The Young Victoria. O prêmio foi compartilhado por Barney Burman, Mindy Hall Harlow e Joel.

A categoria de Maquiagem foi apresentada pelo comediante Ben Stiller (Uma Noite No Museu), que se diz trekker, mas apareceu personificado como um Na’vi, de Avatar. Ele brincou dizendo que gostaria de ter usado as orelhas de Spock, admitindo que tem dois pares delas autografadas por Leonard Nimoy.

Quanto às outras três categorias em que Star Trek competiu não houve surpresa. Ele perdeu nas categorias de Edição de Melhor Som e Melhor Mixagem de Som para Guerra ao Terror, e Melhores Efeitos Visuais para Avatar. Compartilhando o prêmio de Efeitos Visuais em Avatar esteve presente o supervisor em CGI Joe Letteri, que trabalhou em Star Trek VI: A Terra Desconhecida .

A noite foi um marco na história da franquia. Quatro filmes anteriores tinham sido indicados a estatueta: Star Trek: O Filme (3 indicações), Star Trek IV: A Volta Para Casa (4 indicações),Trek VI: A Terra Desconhecida (2 indicações) e Star Trek: Primeiro Contato (1 indicação). No entanto, o filme de J.J. Abrams é o primeiro e único filme de Jornada, até o momento, a ganhar um Oscar.

Como esperado, o compositor de Star Trek, Michael Giacchino, mostrou que 2009 foi o seu grande ano. Ele também recebeu a estatueta por sua trilha de Up – Altas Aventuras, o que cá entre nós, foi mais do que merecido.

A grande surpresa ficou por conta de Guerra ao Terror, o grande vencedor da noite, com seis premiações, deixando para trás o badalado Avatar, de James Cameron, que recebeu apenas três estatuetas: fotografia, direção de arte e efeitos especiais.

Na cerimônia do Oscar, algumas estrelas de Star Trek, estiveram presentes. Primeiro foi Chris Pine (Kirk), que apresentou clipes de Distrito 9, um dos candidatos para a categoria de Melhor Filme.

Zoe Saldana (Uhura), juntamente com Carey Mulligan, apresentaram três Oscars de curta-metragem. Tyler Perry, que teve participação em Star Trek como o comandante da Academia da Frota, apresentou o Oscar de Melhor Edição.

Já J. J. Abrams e o ator Zachary Quinto (Spock) estiveram no Vanity Fair Oscar, a festa que ocorre após a cerimônia de entrega da estatueta.

Veja a relação dos ganhadores.

Ator coadjuvante: Christoph Waltz (“Bastardos Inglórios”)
Longa de animação: “Up – Altas Aventuras”
Canção original: “The Weary Kind” (“Coração Louco”)
Roteiro original: Mark Boal (“Guerra ao Terror”)
Curta-metragem de animação: “Logorama”
Documentário de curta-metragem: “Music by Prudence”
Curta-metragem: “The New Tenants”
Maquiagem: “Star Trek
Roteiro adaptado: Geoffrey Fletcher (“Preciosa”)
Atriz coadjuvante: Mo’nique (“Preciosa”)
Direção de arte: “Avatar”
Figurino: “Young Victoria”
Edição de som: “Guerra ao Terror”
Som: “Guerra ao Terror”
Fotografia: Mauro Fiore (“Avatar”)
Trilha sonora: Michael Giacchino (“Up – Altas Aventuras”)
Efeitos especiais: “Avatar”
Documentário: “The Cove”
Montagem: “Guerra ao Terror”
Filme estrangeiro: “O Segredo de Seus Olhos” (Argentina)
Ator: Jeff Bridges (“Coração Louco”)
Atriz: Sandra Bullock (“Um Sonho Possível”)
Direção: Kathryn Bigelow (“Guerra ao Terror”)
Filme: “Guerra ao Terror”

Fonte: Trek Movie e IG.

11 Comments on "Star Trek leva Oscar de Melhor Maquiagem"

  1. Eu assiti o filme duas vezes no cinema, achei muito legal, apesar de alguns furos de roteiro mesmo, mas nada que impedisse de curtir de novo Jornada. Achei legal o oscar porque dá uma visibilidade a Jornada depois de algum tempo no ostracismo. E isso é muito bem vindo!

  2. Impressionante como o puro e simples fato de, pela 1ª vez na história, um filme da franquia ter ganho um Oscar, gere pérolas surrealistas tipo dizer que o novo filme não é Jornada nas Estrelas, é Star Trek (sic), comparar o filme de Abrams com um documentário sobre massacre de golfinhos (risos), ou ainda dizer que o prêmio se vincula apenas aos profissionais de maquiagem, e não ao filme.

  3. Gente o único momento, além dos principais vencedores é claro, a ter destaque na mídia internacional foi a entrega do prêmio de maquiagem pelo Ben Stiller, além de evidenciar o vexame de Avatar deu destaque p/ ST, vamos reclamar do quê?

  4. temporalvorthex | 9 de março de 2010 at 9:05 pm |

    Não dá pra encarar com seriedade um ourives que avalia gemas com a imparcialidade de um ambulante que torce pro time rival ser campeão só pra poder vender mais bandeira na saída do estádio. A falta de autocrítica é que realmente impressiona. Não se fazem mais nerds como antigamente…
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. tanto filmeco ja ganhou o oscar. Vamos comemorar que ganhamos um e que apesar de nao ser um excelência de filme, também está longe de entrar na lista dos “piores vencedores” do oscar.
    Abraços! Marcos

  6. Um comentário do Tom Leão (O Globo) que fala a verdade sobre Star Trek Reboot:

    http://oglobo.globo.com/blogs/cinema/#272626

  7. Pelo jeito, essas discussões serão pra sempre, mas fazer o que, faz parte. Acho que depois de 1 ano e tantos comentários, já ficou mais do que claro que a abordagem do JJ e cia foi a mais correta e respeitosa possível, tudo que conhecemos de Jornada está INTOCADO, então não sei o porque de tanto choro.

    Se não fosse essa nova produção eu não teria essa belezoca de nave aqui do meu lado no computador, não teria a oportunidade de assistir momentos maravilhosos do Nimoy nos bastidores do filme e não estaria contando os dias por mais aventuras.

  8. O Oscar de maquiagem foi merecido, parabéns, mas não “cala a boca” ou “dá tapa na cara” de quem criticou o roteiro do filme.
    Temos xiitas dos dois lados obviamente…

    Quanto à maquiagem ser uma arte em extinção, sinceramente espero que não…

  9. VERDE,

    o filme de 79 perdeu o oscar de trilha sonora pra um tal de A Little Romance…

  10. Obviamente o Oscar não cala a boca de quem criticou o roteiro do filme. Mas cala a boca de quem hipotecou a lingua ao apostar que o filme seria uma porcaria destinada a ser um fracasso de bilheteria, desconsiderada e esquecida.

    Reconhecimento se resume em qualidade. Oscar é Oscar. Quem acha que é fácil ganhar um vai lá e ganhe o seu. A maquiagem é um prêmio importante e faz, sim, parte do filme em uma produção scifi. Não é nem um pouco “secundário” ou “colateral.”

    Quanto às criticas sobre o roteiro, isso é muito pessoal. Tem gente que achou o roteiro fraco porque “não é possível se teletransportar para uma nave em dobra.”

    É mesmo? Não pode? Onde, lá no Canon perdido está escrito isso? Em Stargate Universe, temos uma turma que chega atravéz de um buraco de minhoca em uma nave que viaja mais rápido que a luz. Pois é…essa é a premissa da série. Roteiro fraco?

  11. Respondendo ao post 60, sim transporte em velocidade de dobra para um local a anos luz de distância é um exemplo da fragilidade do roteiro, para que usar naves estrelares se isso é possível?

    Isso lembra alguns dos fracos episódios da franquia em que “technobabble” resolve qualquer situação, podem ser citadas outras situações forçadas no filme, mas não é essa discussão aqui e isso não tira o mérito do filme, que é dar um novo fôlego a franquia.

    PS. Viajar mais rápido que a luz é premissa de quase todo seriado em que existe viagens espaçais (e.g. velocidade de dobra em Jornada e os hyperdrives em StarGate), não foi isso que foi questionado.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*