Prosseguindo nos resumos dos quadrinhos Star Trek lançados pela IDW Publishing e baseados no universo Kelvin, a mais nova edição Star Trek: Boldly Go # 6 continua com a missão da Endeavour, onde Kirk e cia, ainda lidando com as consequências do seu encontro com o Borg, investigam um misterioso buraco branco que os levará a um perigo desconhecido.

Vida que segue, pelo menos nos quadrinhos, para a tripulação da Enterprise após os eventos do filme Star Trek Sem Fronteiras.

Nesta coleção da IDW, escrita por Mike Johnson e Ryan Parrott, Kirk está no comando temporário da nave Endeavour tendo McCoy, Chekov como companheiros de bordo e agora Sulu remanescente da USS Concord.

A edição de número 6 mostra a USS Endeavour em reparos na base K-4, após o primeiro encontro com uma nave Borg, e em breve retornará à sua missão original, que é explorar o quadrante.

Com a tenente Valas ainda sob custódia dos Romulanos, Kirk oferece a posição de primeiro oficial a Sulu, enquanto Spock e Uhura voltam para Nova Vulcano. Apesar da solicitação feita pela USS Rodham, Sulu aceita o novo posto ao lado de Kirk que planeja, de alguma forma, recuperar a Comandante Valas.

Ficamos sabendo que o companheiro e filha de Sulu estão se recuperando da quase assimilação Borg, assim como o capitão Terrell.

Passado um mês no espaço profundo, tudo está indo bem, até que a Endeavour encontra o que parece ser um buraco branco hipotético, onde, em vez da matéria e energia sendo sugadas, ele as expele, não permitindo que nada entre.

Intrigado, Kirk ordena uma investigação maior. De repente, os sistemas da Endeavour começam a falhar. O capitão pede auxílio da engenharia.

Como foi dito antes, Scotty encontrava-se ensinando na Academia enquanto aguardava a Enterprise-A, mas ele responde a Kirk e está na sala de máquinas da Endeavour junto com Keenser.

Scott percebe que a andoriana tenente Hila tentava, inexplicavelmente, incapacitar a nave. Hila é detida. Na cela, Kirk pede explicações por seu ato de sabotagem, mas ela limita-se a dizer que estava salvando a nave.

Novas distorções surgem, mas não trazem prejuízos a nave. Kirk ordena o lançamento de uma sonda.

Neste momento, o tenente Murcia entra no local de detenção de Hila, atira na segurança Zahra e liberta a andoriana.

Os dois parecem preocupados e se dirigem a engenharia.

Sulu ajuda Scott no lançamento da sonda. Scott é atingido pelo phaser de Murcia, mas o mecanismo automático da sonda já foi acionado e não pode ser impedido.

Hila mostra sua verdadeira identidade: são seres inter-dimensionais que personificaram-se em oficiais da Frota Estelar. Sua missão pacífica era observar os seres humanos e obedecer às leis de não-interferência de suas espécies.

No entanto, o sistema de escaneamento da sonda está afetando o buraco branco que vai se expandir e causar um desastre intergalático.

Hila pede a Sulu que convença o capitão a baixar os escudos para que ela possa sair e impedir o buraco branco de expandir.

Kirk se mostra relutante em aceitar o pedido de Sulu. Uma vez abaixados os escudos eles estariam sujeitos as partículas mortais da anomalia. Mas as distorções aumentam, e Kirk se vê obrigado a confiar no seu primeiro oficial.

Hila sai da nave e se sacrifica para implodir o buraco. Murcia manifesta tristeza pela morte de seu companheiro.

Fim do perigo. Murcia diz a Kirk que Hila adorava a humanidade e sua intervenção foi uma amostra disso. Mas seu sacrifício alterou a forma de sua existência neste mundo, ele permaneceria humano. Kirk concorda em mantê-lo como oficial da Frota, sob a observação de McCoy.

Enquanto isso, Valas recebe uma visita em sua cela. A misteriosa figura revela ser da Tal Shiar (agência de inteligência do Império Romulano).

Acompanhe a próxima edição que contará uma nova história em três partes chamada “Murder at Babel”, onde o assassinato de um diplomata-chave pode por em risco a frágil relação Federação e Império Romulano.