CBS proíbe Frota Estelar de se chamar Frota Estelar

O fã-clube Frota Estelar Brasil retomou suas atividades depois de um hiato de 13 anos e realizou uma convenção em São Paulo no último sábado (08), para o delírio dos fãs (um relato completo será publicado no Trek Brasilis em breve). Mas uma notícia surpreendente foi divulgada ao final do evento: a CBS, detentora dos direitos sobre Star Trek, entrou em contato com o grupo e vetou o uso do nome “Frota Estelar” a partir de agora.

As notícias da realização do evento chegaram aos ouvidos da empresa nos EUA, que finalmente “descobriu” que Frota Estelar é uma tradução livre de “Starfleet”, uma marca registrada ligada à propriedade intelectual de Star Trek. De forma curta e grossa, comunicaram que tudo bem o nome ser usado neste evento, uma última vez, mas a partir dele, não mais.

A Frota Estelar Brasil se chama Frota Estelar Brasil desde sua fundação, em 1989. Na época, segundo Luiz Navarro, presidente do clube, havia um acordo de cavalheiros entre eles e a Paramount Pictures para o uso do nome. Só que agora a empresa que detém os direitos sobre Star Trek é outra. Desde a cisão da Viacom e da CBS, em 2006, a primeira, com a Paramount, ficou com uma licença para produzir filmes da franquia, e a propriedade intelectual passou à CBS, que absorveu o lado televisivo do estúdio. Como a Frota permaneceu “dormente” durante todo esse período, nunca chegou a chamar a atenção dos executivos da CBS, até agora.

A empresa tem promovido uma “caça às bruxas” para proteger seus direitos sobre a marca desde o ano passado, quando iniciou um processo judicial contra o filme de fã “Axanar”. O processo terminou em acordo, mas com a imposição de regras que basicamente estrangulam a criatividade dos produtores amadores desejosos de criar novas obras audiovisuais no universo criado por Gene Roddenberry. Não chega a ser surpreendente, portanto, que a empresa faça também movimentos no mercado internacional para desestimular o uso de sua propriedade intelectual.

Contudo, ninguém precisa temer que a retomada da Frota seja também o seu fim: na convenção, Navarro anunciou que o grupo meramente trocaria de nome. No momento, o título de trabalho da “nova Frota” é “Starcon” — já refletido nos perfis das redes sociais que antes pertenciam à Frota –, mas ele ainda pode mudar. E o clube pretende realizar uma nova convenção ainda neste ano.

O Trek Brasilis deseja todo sucesso do mundo à Starcon e lamenta a decisão míope e unilateral da CBS neste caso.

40 Comments on "CBS proíbe Frota Estelar de se chamar Frota Estelar"

  1. A CBS quer matar a franquia na sua base, os fãs. Que absurdo. Por essas e outras que Star Wars está voando com filmes novos todos os anos e nós estamos parados com poucos filmes e uma série que nunca é lançada depois de uns 10 anos.

  2. Paulo Cesar Ceglia | 10 de abril de 2017 at 4:21 pm |

    Fuck you CBS!

  3. Ridículo. Só falta dizerem que “nave estelar” também é marca registrada deles.

  4. GILSON P. DE FARIAS | 10 de abril de 2017 at 6:30 pm |

    Um bando de loucos!

  5. Só assim eles olharam para o BR!

  6. Os Startrekkers parabenizaram a Frota Estelar Brasil pelo evento e desejamos Vida Longa e Próspera!!

    Na convenção tivemos muitos momentos incríveis e no bloco sobre ST DISCOVERY o Conselheiro dos StarTrekkers Fernando- DATA / LORE deu um show de entusiasmo no palco pela nova série, conclamando o público presente para prestigiar a Netflix que tb patrocina a nova série e que certamente está checando as visualizações e a relevância de STAR TREK atualmente no seu site.

    OFF topic:

    – Fernando lembrou que ainda há tempo para TODOS Trekkers Brasileiros assinarem nossa petição
    ” Por um brasileiro na tripulação da USS DISCOVERY” ( siga o link e assine!! )

    http://goo.gl/rXzse2

    Em resumo foi muito bom, cerca de dez horas no universo de Jornada nas Estrelas e curtindo com muitos amigos que geralmente só se conhecem na realidade virtual .

    Em 01.10.17 teremos a Convenção Contrekers-5 , não percam!! já reserve esta data 🙂

  7. Ponto alto da Convenção foi o show musical com o guitarrista Marcos Kleine, trekker e membro do staff da Frota , este foi sensacional,tocando arranjos inéditos na sua guitarra – como The Inner light- levando a platéia toda a uma “Jornada ao Espaço profundo” com sabor de ” não quero voltar pra Terra” .

    Outro momento empolgante foi a palestra do Salvador Nogueira sobre a exploração espacial no nosso sistema solar em paralelo com Jornada nas Estrelas com vídeo da NASA , emocionante.

  8. Alexandre Malhado | 10 de abril de 2017 at 10:02 pm |

    Eu chamaria de Caminhadores de Boas do Spóqui, usava a siga CBS e mandava um ofício com um “fuck you” lindo pra eles.

  9. Gilson Luis Da Cunha | 10 de abril de 2017 at 10:50 pm |

    Bando de babacas. Essa tal de Disco very será outro fracasso e eles voltarão ao esquecimento que é o lugar deles.

  10. ou Convenção Brasileira Startrek….kkkkkkkkkkk….ops!! Startrek não pode…..Convenção Brazuca Scifi…:)

  11. starcon é nome de empresa que já existe….

  12. Eu os imagino num escritório bolorento, cheio de arquivos antigos, as mesas atoladas de papéis, uma névoa de cigarros por sobre tudo, óculos de aros grossos e pretos, ternos padronizados cinza ou marrons, uma penca de carimbos ao lado da mesa, máquinas de escrever bem usadas… pode até não ter tudo isso, mas a impressão que me dá é essa… uma filial do século XX. Eles pararam no tempo… e, no final, é isso que os levará à derrota.

  13. Dois pesos e duas medidas. A mesma CBS permite que um Site de Fans chamado Starfleet funcionar sem problemas

  14. E quem foi que disse que a cbs não olha para o Brasil??

  15. Olha, nunca antes na história da franquia ou de jornada eu desejei mal aos produtores. Mas estou muito perto de mudar o meu ponto de vista. Muito perto mesmo!

    Chego a pensar que que a Viacon e a CBS de fato merecem passar por todas as dificuldades financeiras pelas quais estão passando.

    Se vocês não respeitam a sua base de fãs, então vocês não respeitam a memória e a visão de Gene Roddenberry. Vocês são uma vergonha.

    Talvez seja melhor que vendam os direitos da franquia para outros estúdios para poderem pagar suas dívidas. Será um favor a todos, inclusive, aos fãs.

  16. Será que vão também proibir o logo da Frota Estelar Brasil e desenho da nave?

  17. talvez por que o site não tem fins lucrativos? e o evento da Frota foi com ingresso pago?

  18. o problema foi cobrar ingresso…não o nome, na minha opinião….toda empresa de eventos ou não ….que fizer lucro com ST vai ser coibida pela CBS depois doque houve com Axanar….

  19. Quark Ferengi | 11 de abril de 2017 at 7:46 pm |

    “Frota Brasil”… “Frota BR”… ideias para nomes não faltam. Tenho certeza que vão encontrar um bem legal!!! Boa sorte a todos!!!

  20. Tenhamos certeza disso, amigo, infelizmente…

  21. Petição assinada.

  22. valeu!!! por um brazuca na ponte de comando…..e que não seja red shirt…..kkkkkkkkk
    compartilhe a petição com os amigos se puder…. 🙂

  23. Só está faltando a CBS querer proibir cosplay.

  24. Eu voto em Frota Brasil.

  25. Vida Longa e Próspera !! para todos que assinarem!!!
    Compartilhe entre teus amigos trekkers 🙂

  26. O nome “Starcon” parece coisa de Star Wars… poderia ser Frota Brasil, como o pessoal está sugerindo ou “Trekcon” por exemplo. Nomes melhores não faltarão.

  27. Carlos Pimentel | 15 de abril de 2017 at 11:25 am |

    Calma aí galera… estamos na Kevin’s Timeline! Esta é uma realidade alternativa.

  28. Puxa, já lembro até de um personagem fantástico, Jevlack, criado por Martim Kiss e que, além da história fascinante, tem uma personalidade pra lá de marcante.
    Tenho certeza que o Martim não se oporia nem um pouco de doar esse personagem brasileiro/vulcano. E por essa época no universo primordial, ele seria no máximo tenente.

  29. Não lembro desse…onde encontro a respeito?

  30. Trek Wars de Roberto Martim Kiss, publicado no ainda parcialmente acessível Scriptonauta. Li tudo numa noite só e é fascinante (afinal, encontramos com tio Vader em pessoa), apesar de ter problemas textuais pois não passou pela mão de um editor, já que é uma fanfiction (avisando que foi escrita muito antes de “In a Mirror, Darkly”). E os personagens tiveram desdobramentos, outras histórias que contam o que aconteceu com os personagens após a esticada lá na galáxia tão, tão distante.
    Ele criou um universo na “era X” (entre Kirk e Picard) muito bom e cheio de personagens carismáticos e complexos. Segue o link (algumas coisas estão disponíveis, outras não). http://www.scriptonauta.com.br

  31. Rapaz…. fala baixo senão eles escutam, e aí, pow!!

  32. Palhaçada…

  33. Fabiano G. Souza (Nerdmor.com) | 19 de abril de 2017 at 4:30 pm |

    Tinha no site do Organia Star Trek Fan Club. Na verdade até a publicação original foi lá.

  34. Boa! Só queria que esse material todo não se perdesse…

  35. Fabiano G. Souza (Nerdmor.com) | 20 de abril de 2017 at 8:41 am |

    Tenho um backup. Vou recuperar

  36. OBA!

  37. Acho que há legislação sobre isso.
    A Globo mesmo ganhou uma ação que questionava o nome de uma novela que estaria relacionada (segundo o requerente) à uma peça de teatro.
    Há outra ação no supremo americano que foi usada uma expressão ligada à uma marca registrada, que foi derrubada. Justificou o juiz da sentença, que o domínio da língua não está atrelado à marca. Parece óbvio, já que a CBS não detém os direitos da língua portuguesa ou inglesa. Tais palavras, frota e estelar há existiam antes de Star Trek.
    A CBS poderia questionar a existência do fã clube, mas não o nome.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*