Trekker Con une os fãs enquanto Star Trek renasce

Recentemente o Trek Brasilis foi definido como “gente velha falando de Star Trek”. Deixando certo exagero de lado, tem um pé na verdade. A média etária dos editores do site é de 40, 45 anos. Pegamos Star Trek quando da era das fitas VHS, do contrabando de episódios com imagem horrível, da época da TV Manchete. Mas não somos tão velhos assim também. Nada de ter conhecido Kirk, Spock e McCoy pela TV Tupi, Excelsior ou estreia de The Motion Picture nos cinemas.

Porém somos da época dos eventos grandes, seja em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Lá conhecemos, além dos segmentos inéditos (que chegavam com mais de ano de atraso), muitos amigos. Amizades que duram até hoje. Amizades que ergueram o Trek Brasilis, site referência na área e que completou seus 18 anos ontem mesmo, no dia da estreia de Discovery.

E nesse fim de semana tão especial, com nossa maioridade enfim e o lançamento de mais uma série Trek na televisão, ocorreu a Trekker Con na capital paulista. Realizada pelo fã-clube Star Trekkers Brasil e pelo canal Diário do Capitão, veio em boa, ou melhor, em excelente hora. Às vésperas do início de mais uma era de Jornada nas Estrelas, agora com exibição global simultânea pelo streaming, a oportunidade de estar com tantos trekkers num agradável sábado (23/09) tem de ser festejada.

Com organização de Thiago Maldonado e Fernando Augusto, ao lado do staff do Star Trekkers, o evento atraiu mais de 400 pessoas ao Senac Aclimação. Figuras de proeminência do fandom estavam por lá. O presidente da Frota Estelar Brasil, Luiz Navarro, ao lado de Roosevelt Garcia do fanzine ENPE. Silvio Alexandre, editor dos livros de Star Trek da Aleph nos anos 90, e atualmente editor da Leya; Sidnei Tricarico, o maior colecionador de itens da série do Brasil que trouxe uma amostra espetacular para deleite de todos; Salvador Nogueira, que além de editor do TB é co-autor do livro Jornada nas Estrelas – O Guia da Saga; Waldomiro Vitorino, do podcast Seção 31, o melhor do gênero no Brasil; e muita gente que fez Star Trek acontecer no nosso país nas últimas décadas.

Mas a História se encontrou com o Presente no sábado. Novos nomes do fandom participaram de paineis com diferentes temas, além do inevitável desfile de fãs fazendo cosplay de seus personagens favoritos. Dividida em dois andares, a Trekker Con contou com as tradicionais lojinhas de produtos e novidades como um templo Klingon com diversas atividades, espaço para jogos e simuladores, além das opções de alimentação ali no Senac mesmo. E nossos co-irmãos de Star Wars, do Conselho Jedi, estavam em peso por lá também. Tudo em clima de camaradagem, como não poderia deixar de ser, é claro.

E assim se formam mais fãs de Star Trek e se faz amizades que podem durar a vida toda. Tudo o que os “velhinhos” do Trek Brasilis gostam, e o que motiva os fãs a fazerem mais coisas voltadas a eles mesmos, os próprios fãs.

Um novo Trek Brasilis pode ter surgido sábado. Um novo Seção 31. Um novo fã-clube como o Star Trekkers ou a Frota Estelar. E mesmo que apenas novas amizades se formem, todo mundo já saiu ganhando.

13 Comments on "Trekker Con une os fãs enquanto Star Trek renasce"

  1. João Luiz Silva Cruz | 26 de setembro de 2017 at 9:38 am |

    Eu estive lá, foi muito bom.

  2. Que venham muitos outros eventos como esse!

  3. Lembrando também, Fernando, que nós, “os velhinhos”, pavimentamos o caminho lá nos distantes anos 90 para essa toda essa explosão de cultura pop que vemos hoje, onde ser ‘nerd’ é ser ‘cool’. Fomos os pioneiros em eventos para esse segmento, lotávamos os Anhembi para ver episódios e novidades da série. Também praticamente iniciamos o movimento cosplay quando tirávamos nossos uniformes da Frota Estelar do armário e para ir às premiéres de Generations e First Contact. Nada mais justo que esse interesse por Jornada nas Estrelas siga renovado no século XXI, com mais eventos, fã-clubes, uma nova geração de pessoas sensíveis às mensagens de tolerância e cooperação, sobretudo com uma nova e quiçá excelente série para coroar tudo isso. Excelente estar com você e todos os amigos no último sábado.

  4. Poxa, eu só tenho 35… rsrsrsrs

  5. O que fica Velho é sapato! Nós ficamos, como disse a Troi para o Riker em um episódio de TNG, “seasoned” (experiente)!!! Tenho 52 anos e sou feliz por ter assistido os episódios de TOS na Tupi, ter visto todos os filmes no cinema na estreia de cada um, ter acompanhado TNG/VOY/DS9 via importação de vhs de baixa qualidade e via a revista Star Log.

  6. Sidnei Marcio de Oliveira | 26 de setembro de 2017 at 10:40 am |

    Também estive lá, promovendo o leilão de cards autografados de TOS. Aproveito para agradecer ao Thiago e Fernando pela oportunidade e pelo belo evento !

  7. Estive lá e visitei todas as seções e alguns dos painéis. Primeiro evento trekker que participo, gostei muito. Do próximo irei devidamente fardado como oficial da Frota Estelar.
    Levei minha noiva que é nova na franquia, e ela também gostou bastante!
    Depois vou postar umas fotos aqui!

  8. Foi 10! Novamente!!! Abs

  9. David Gaertner Curitiba | 26 de setembro de 2017 at 3:04 pm |

    Realmente foi muito excelente! Consegui minha miniatura da Enteprise C, que fazia um tempo que estava procurando, conhecemos gente bacana, enfim, show de bola. Que ano venham outros eventos assim.

  10. Na época que eu era garoto (meus 10 anos de idade) TOS passava às tardes na TV na extinta Manchete. Eu não perdia um episódio. Ai de mim se eu perdesse umzinho!

    Lembro que TNG passava na record… no começo senti um grande estranhamento com a série nova, os personagens não tinham a empatia e o carisma de Kirk, Macoy e Spock, e eu também achava a Enterprise D meio esquisitona, não era tão bonitinha quanto a Enterprise original de TOS.

    Demorou um pouquinho mas TNG me conquistou. Meu personagem favorito de TNG sempre foi o Data e eu acho que me descobri como sendo um grande fã de TNG no episódio em que irmão mau do Data, Lore aparece pela primeira vez!

    Lembro que a minha locadora de VHS tinha umas fitas com alguns episódios de TNG… poder alugá-los e isso foi o máximo! Só pude apreciar todos os episódios de jornal quando enfim, já mais velho, pude acompanhá-los no USA Channel da Tv a cabo, justamente nas manhãs de sábado. (meu programa favorito durante muito tempo)

    Enfim… acho isso é ser trekker raiz, hoje a internet facilitou tudo para todo muito… e paras “os fãs nutela” de jornada… kkkkkk e que bom, porque nós fãs velhinhos com quase quarenta anos nas costas ou mais, podemos ter o melhor de jornada a qualquer hora e qualquer tempo.

    Viva os novos tempos e renascimento de jornada em grande estilo!

  11. Também vi TOS na Tupi.

  12. Boas novas acontecendo!

  13. Posso não ter visto na Tupi, mas na Bandeirantes eu vi. Inclusive fui dois ou tres dias depois da estréia de Star trek The Motion Picture.=, em um cinema que nem existe mais no centro de São Paulo, Comodoro. Ohh saudade.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*