Viacom e CBS anunciam oficialmente sua fusão

Os pais separados de Star Trek estão oficialmente reatando. O conglomerado Viacom (que controla, entre outras empresas, a Paramount Pictures) e a CBS anunciaram nesta terça-feira (13) sua fusão, segundo os jornais New York Times e Hollywood Reporter.

As duas voltam a ser uma só, depois de uma década e meia “divorciadas”. No fim de 2005, elas foram separadas, o que involuntariamente também separou os dois grandes segmentos do mundo trekker — de um lado ficaram os filmes, com a Paramount Pictures, e de outro as séries, sob controle da CBS, que nominalmente detinha os direitos sobre todo o universo de Star Trek, licenciado para o cinema para a Paramount.

O namoro andava firme desde o começo do ano, mas havia esfriado por conta de resistências do então CEO da CBS, Les Moonves, que fez de tudo para derrubar os planos de fusão. Em meio a uma troca de processos judiciais (em que cada lado acusava o outro por não ter o melhor interesse de suas respectivas companhias em mente), Moonves saiu de cena após uma série de denúncias de abuso sexual, deixando o caminho livre para a retomada das negociações.

Com a fusão, surge a maior possibilidade de sinergia entre as duas pontas de produção, com importantes consequências para o futuro da saga. A mexida certamente muda os rumos de Star Trek no cinema, embora ainda não esteja claro se eles serão integrados ao que ao “universo Star Trek” que a CBS está construindo na televisão, principalmente por meio do serviço de streaming CBS All-Access. É, contudo, o mais provável dos desfechos. Antes mesmo da fusão, Alex Kurtzman já chegou a dar entrevistas sugerindo que a união de cinema e TV num universo compartilhado seria ideal.

No negócio recém-anunciado, o que houve foi a aquisição da Viacom pela CBS, e a expectativa é que a união produza economias de US$ 500 milhões para o grupo. Na fusão das duas diretorias, ficou no comando o CEO Bob Bakish, que antes comandava apenas a Viacom. E, claro, como chefe do conselho de controle da empresa está Shari Redstone, herdeira do conglomerado National Amusements, que era proprietário tanto da Viacom como da CBS.

Shari Redstone, chefona da nova Viacom-CBS. Esperamos que seja ótima empresária, porque de saudação vulcana ela não entende.

O principal objetivo da fusão é dar maior musculatura ao grupo de comunicação para fazer frente a grandes potências, como a Disney (que andou comprando quase todo mundo e mais alguém nos últimos anos) e a Netflix (que basicamente criou do nada o mercado de streaming).

Be the first to comment on "Viacom e CBS anunciam oficialmente sua fusão"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*