Frakes fala sobre A Nova Geração e Enterprise

O High-Def Digest postou um bate papo entre o ator e diretor Jonathan Frakes (comandante William Riker) e o público presente no Central Canada Comic-Con em Winnipeg realizado na semana passada. Frakes comentou a respeito de seu trabalho atual e relembrou o tempo em Jornada, opinando sobre os filmes de A Nova Geração e o último episódio de Enterprise. Veja alguns trechos desse painel.

Como é a sensação de ser o cara que tratou toda episódica série de Jornada (Enterprise) como um todo?

“Eles disseram que seria o Dia dos Namorados para os fãs, mas tudo isso acabou fazendo, eu acho, ferir os sentimentos de Scott Bakula. Ele foi um cavalheiro sobre isso e eu disse para Scott que achei estranho estar na sua série e seu programa está sendo retirado antes do tempo e ele foi um cavalheiro sobre isso e disse: – “não, feliz por você estar aqui “. Por isso foi estranho em todos os sentidos, exceto por trabalhar com Marina (Sirtis) novamente que é sempre encantador. Mas eu não estava louco por esse trabalho. E foi tão mal conectado, eu achei também. Obrigado por trazer tal memória desagradável.”

Como foi dirigir Primeiro Contato? Parece que foi o melhor filme de Jornada.

“Parece que foi o quê? Melhor do que A Ira de Khan? Melhor que o filme com as baleias?” (Risos)

“Eu gosto do filme das baleias e eu amo, hum, como que é o nome dele, é o último filme (risos). J.J.! J.J. Abrams. Acho que o filme foi espetacular e acho que Karl Urban como Magro foi incrível.”

(Aplausos)

“Bem, o filme Primeiro Contato foi ótimo por uma série de razões. Obviamente, ele foi meu primeiro filme (c0mo diretor) e fiquei emocionado ao fazer isso, mas tive sorte o suficiente para ter James Cromwell (Zefram Cochrane), a brilhante Alice Krige (rainha Borg) que passou aquela coisa toda com a coluna entrando – ela foi um gênio, e minha madrinha Alfre Woodard (Lily) concordou em fazer o filme, que foi espetacular. Aquela cena que ela teve com Patrick na caixa de vidro foi uma das minhas preferidas. E Marina estava histérica na cena da bebida.”

(Risos)

“Eu sou muito apreciador das memórias de “Primeiro Contato”. Ahh, os bons velhos tempos.”

Você está indo para ‘The Big Bang Theory?

“LeVar Burton e eu estamos esperando o telefonema. Estamos nos sentindo um pouco insultados por ainda não ter chegado.”

Qual foi seu episódio favorito do ponto de vista de um ator?

“Meu episódio favorito de A Nova Geração foi “The Best of Both Worlds” entre a terceira temporada e quatro ou entre a quatro e cinco. Eu tenho um fraquinho obviamente, por “The Offspring”, que foi o primeiro que eu dirigi, onde eu tive sorte o suficiente não só para o script de Rene, que está escrevendo Terra Nova e estava em Castle comigo e passou a Deep Space Nine e todas essas coisas, mas ele escreveu um script para “The Offspring”, que é o episódio que Data constrói para si uma filha e foi um episódio Spiner que é sempre uma boa abertura e Brent é muito atraente para assistir. Então, tenho um fraquinho por isso. Mas eu acho que “The Best of Both Worlds” foi muito, muito bom na televisão. E qual foi o seu episódio favorito?”

Quais são seus pensamentos sobre o “Nemesis” e por que não foi tão bem recebido como os outros filmes?

“Muito boa pergunta. O filme Nemesis foi, meus pensamentos sobre o porquê de não fazer bem, desajeitado, cuidado Jonathan você está falando em voz alta …”

(Risos)

“Falando diplomaticamente. Eu acho que o público principal do nosso cinema, que são vocês, queria ver a família de Jornada que é Patrick e Brent, etc, e esse filme foi do tipo sobre o personagem de Thomas Hardy. O cara que fez, à propósito, não apenas em Inception, parecia o mais entusiasmado. Ele é um grande astro do cinema agora. E é fabuloso. Ele começou sua carreira no filme. Então, eu sempre pensei que esse filme, além de não ser dirigido por mim …”

(Risos)

“Foi problemático, pois tratava-se de um personagem que nenhum de nós conhecia realmente. Eu não tenho certeza que tenha sido o problema. Eu também acho que a Paramount, com sua infinita sabedoria foi realmente, incrivelmente, gananciosa, de modo que tivéssemos a nossa série no ar, depois colocassem Deep Space Nine no ar, mas não, eles colocaram Voyager em seguida de Deep Space e depois Enterprise e então nós fizemos “Generations” e “Primeiro Contato” e “Insurreição” e lá foi mais Jornada. E Nemesis foi o primeiro filme de Jornada para perder dinheiro. Nós fizemos nove filmes em que todos fizeram o dinheiro, e como você sabe, é o que projeta para o futuro, então quando Nemesis parou de fazer dinheiro a franquia chegou a um ponto insuportável até J.J. ter reiniciado de forma brilhante. Qual é sua teoria sobre por que foi fajuta? Algumas pessoas gostaram.”

Ele definitivamente tinha uma sensação diferente dos outros filmes de A Nova Geração porque não focou o elenco ao máximo.

“Sim. Foi interessante porque Stuart Baird que dirigiu, por algum motivo, ou pelo menos o sentimento no set, era de que ele queria reinventar a roda um pouco e nós realmente sabíamos como o navio corria, se você for metafórico e literalmente.”

“Há uma seqüência de abertura inteira para o casamento onde Whoopi está lá e Wil (Wheaton) está lá e Brent está cantando e eu estou tocando trombone e a abertura toda foi muito divertida e a cena ficou reduzida a um pedaço.”

“E pelo jeito, Data não está morto. Vamos apenas deixar toda essa coisa resolvida.”

Fonte: TrekWeb.

11 Comments on "Frakes fala sobre A Nova Geração e Enterprise"

  1. Passei a respeitar o Frakes após ele mesmo declarar que não era um bom ator. Como diretor ele foi muito bem e até me surpreendo que ele tenha tão poucos trabalhos. Agora, que ele mesmo reconhece que o final de Enterprise foi uma tragédia (palavras minhas), sinto maior admiração.
    Após o pouco sucesso de Insurrection, onde não apenas o roteiro, mas o corte de verbas também, tiveram culpa, ele foi meio que afastado até o infeliz episódio final de Enterprise.
    A melhor cena dele, para mim, foi quando ele destroi a nave das irmãs klingons,no Generations, aquela parada até o “fire” foi demais.
    Ele está gordão agora, no final de Enterprise já estava, mas ainda seria legal vê-lo como Riker, coisa que dificilmente irá acontecer.

  2. Ele teve bons trabalhos como diretor sim, mas o pior deles, na minha opinião, foi a releitura de Thunderbirds.

  3. Não assisti i THUNDERBIRDS, mas gostei muito de CLOCKSTOPPERS.

  4. Jonny Frakes is a hell of a nice guy

  5. Eu acho que ele e a Marina Sirtis tinham uma ótima química em cena, e ele era muito interessante como o comandante Riker.

    Bem, o tempo parece ter sido mais generoso com a Marina pelo menos nas últimas fotos que vi dela, mas fazer o que é a vida.

  6. O Gene criou o Riker pra ser o que ele projetava para o Will Decker na não-série Star Trek Phase II.

    Assistindo o inicio de TNG hj, fica claro que o Picard era um tiro no escuro, ele era 20 anos mais velho do que o ator(Stewart) e tinha um jeito shakesperiano, nada haver com o Kirk.

    Era óbvio que se desse errado, ele seria promovido ou morreria e o Riker assumiria a enterprise e seria o protagonista da série.

    Como isso não aconteceu, ele teve que se contentar em ser o Number One. E até que teve ótimos momentos aqui e ali.

    Quanto ao Nemesis, conceitualmente ele é identico ao filme do abrams: crise em Romulus, um vilão louco e uma “arma do juizo final”. Só que o do Abrams foi mais dinâmico.

  7. Sr Madruga
    Não tinha pensado nisso, vc tem razão, só com um adendo, esse último foi mais dínâmico mas com o roteiro “furadinho”. (rsrsr)

  8. Nos do TrekWeb acabamos de postar uma entrevista com o autor de quadrinhos de Star TreK da IDW, o Scott Tipton. Acaba de sair um livro de sua autoria pela Abrams Books (STAR TREK VAULT) que conta a historia do franchise e seus bastidores. É comprar na Amazon e curtir. Enjoy the interview !

  9. É isso mesmo, VERDE, o Frakes é um cara de se tirar o chapéu. Vejam, na entrevista ele cita, por 2 ou 3 vezes, que teve sorte, que isso e aquilo o ajudaram. Isso é humildade. Ele sabe reconhecer suas limitações, mas vai trabalhando “a coisa” afim de melhorar. Percebam, ele melhorou muito ao longo do tempo.

    Realmente, meu respeito por ele só vai aumentando…

  10. Pra mim ele foi ator o suficiete sim, mas como diretor é que ele está construindo uma grande carreira.

  11. O imediato sempre foi muito bem como o numero 1 mas sem duvida um excelente Diretor que apenas pecou mesmo em Thunderbids….fuiiiii

Leave a comment

Your email address will not be published.


*