Série sobre Georgiou e Seção 31 depois de Discovery?

A CBS trouxe muita notícia boa para os fãs de Star Trek, com um incremento na produção de novas séries e em novos formatos. A mais recente é a série sobre Georgiou e a Seção 31. Mas nem tudo sairá de uma vez. A “Seção 31” poderá demorar um pouco mais.

Falando ao The Wrap, Julie McNamara, vice-presidente executiva de conteúdo original da CBS All Access, disse que podemos colocar a série num cronograma mais longo do que esperávamos originalmente.

As perspectivas nas projeções de desenvolvimento para o desenho Lower Decks e da série live action Seção 31 não estarão disponíveis até pelo menos 2020.

“Não há benefício em apenas empurrar para o mercado toneladas de conteúdo Star Trek. Essa não é a nossa intenção”, disse Julie McNamara. “Estamos olhando para isso com sabedoria e eficácia.”

McNamara falou sobre o objetivo de oferecer variedade dentro dos programas de Star Trek, e espaçá-los: “Em um mundo ideal, os fãs de ‘Star Trek’ estariam interessados ​​em grandes séries de Star Trek que poderiam ter uma variedade de talentos e assuntos. Elas têm que [sentir] certo, e o momento tem que parecer certo”.

Ainda segundo o artigo do The Wrap, McNamara aponta que a série Picard não estará disponível até o final de 2019, e que a série liderada por Michelle Yeoh está em desenvolvimento até agora. Ela (a personagem) ainda deve ser uma parte importante de Discovery durante a segunda temporada, com McNamara acrescentando que a temporada não servirá necessariamente como um piloto de porta de trás para a série autônoma de Yeoh.

“Lower Decks” também não será lançado em breve: a animação levará um ano em desenvolvimento.

“Quando vejo o cronograma, que está teoricamente exposto na minha mesa, não parece que é um após o outro”, disse ela, observando que, no momento em que a série liderada por Yeoh estrear, “Discovery” poderá ter acabado.

“Alguns destes podem ser considerados como substitutos em oposição a adições”, disse ela. “Essas séries ‘Trek precisam de muita incubação, porque elas são muito pesadas, efeitos visuais pesados… estamos vendo isso mais, já que estamos dando um bom salto para garantir que haja um bom fluxo de material Trek.

Hoje, McNamara está confiante de que seu plano de Jornada está sob boas mãos de Alex Kurtzman, que é supervisiona toda a expansão Trek da CBS All Access.

A série Seção 31 não se afastará do otimismo de Jornada

Alex Kurtzmanm quando do anúncio da série de Picard e da Seção 31, deixou claro que pretende que cada série tenha seu próprio estilo e tom únicos. Alguns fãs e críticos se perguntam se isso significaria para a série da Seção 31, um tom mais sombrio e averso aos padrões da Frota Estelar.

Esse questionamento chegou a mídia, com uma manchete um tanto exagerada da Newsweek: “Nova série de Michelle Yeoh Seção 31 determinando a Finalmente Matar o Otimismo de Star Trek”.

Um fã pegou a manchete e perguntou a Bo Yeon Kim – que é uma das produtoras executivas e showrunners da nova série junto com Erika Lippoldt – se a série da Seção 31 está mirando no otimismo de Jornada. Kim deixou claro em sua resposta que isso não deveria ser uma preocupação, dizendo: “Oh. Isso não é o que pretendemos fazer. Nós nunca perderemos de vista o que Star Trek representa”.

Fonte: TrekMovie

 

Be the first to comment on "Série sobre Georgiou e Seção 31 depois de Discovery?"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*