Autor do fanfilm Borg War fala de seu trabalho

geoffrey-james.jpgO site TrekWeb trouxe uma entrevista exclusiva com Geoffrey James, autor do fanfilm “Borg War”, um desenho animado produzido com cenas gráficas dos jogos de computador Starfleet Command 3 e Star Trek Elite Force 2, criando um longa metragem de 90 minutos. Geoffrey comenta a respeito de seu engenhoso trabalho de computação gráfica que levou dezoito meses para ser finalizado.

Geoffrey James é um jornalista e escritor free-lancer. Já foi colunista do The New York Times, com publicações no Computer World, Business 2.0, além de autor de vários livros sobre a região do Silicon Valley.

borg-war.png“Borg War” está ambientado dezessete anos após os eventos da série Voyager, onde a Federação prepara-se para um novo confronto com os Borgs e vê sua aliança com Klingons e Romulanos ficar enfraquecida. Para complicar a situação, os Borgs ao assimilarem uma raça parasita, são transformados em criaturas com vontade própria, representando um perigo a mais para todas as forças envolvidas no conflito.

Geoffrey explica como se deu o processo que levou um ano e meio em desenvolvimento, “Nós usamos a Machinima, que envolve a manipulação e reprogramação de jogos de computadores para criar uma cena crua, a qual é editada dentro da versão do filme. Nós usamos os temas de dois games, o Starfleet Command 3 e Star Trek Elite Force 2 e editamos com o Pinnacle Studio 9”.

O produtor aproveitou diálogos previamente gravados por Patrick Stewart (Picard) e Tim Russ (Tuvok) dos games e escreveu o roteiro a partir dessas falas. “Os arquivos de som dos jogos foram mixados, adaptados e misturados, para contarem uma nova história usando o programa Audacity”, disse o produtor acrescentando, “Patrick Stewart fez a voz para os dois games e Tim Russ para Elite Force 2. Eu fui capaz de rearranjar e editar esses pré-diálogos para criar uma nova história. Eu tive muito do diálogo deles, embora eu devo admitir que as duas personalidades trabalham bem juntas”.

Geoffrey diz que teve a ajuda de alguns amigos trekkers para sua pesquisa a respeito da cronologia de Jornada, “Eu dependi pesadamente da ajuda de três amigos, informalmente conhecidos como Starbase 28. Eles revisaram todos os seguimentos e deram conselhos construtivos. Eu também mudei algumas coisas, como resultado dos comentários deles quando eu fiz o primeiro rascunho em 2005”, revelou o produtor que considera o resultado de seu trabalho bastante satisfatório.

O fanfilm, que foi lançado pela primeira vez em agosto do ano passado, chegou a receber indicação de dois prêmios pelo Academy of Machinima Arts and Science. Já teve mais de um milhão e meio de downloads desde o seu lançamento, além de ser convidado a apresentar o filme em conveções e exposições.

Apesar do sucesso do empreendimento, Geoffrey não pretende fazer uma nova seqüência do filme, “A menos que alguém me pague para que eu faça mais um é bastante improvável”, finalizou.

Para assistir ao filme, basta acessar esse link

Fonte: TrekWeb

Be the first to comment on "Autor do fanfilm Borg War fala de seu trabalho"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*