Quinto se diz pronto para continuar como Spock

zachary-quinto.jpgVários atores do elenco de Jornada nas Estrelas, em suas entrevistas, têm declarado um certo receio pelo desafio de interpretar novamente os ícones da famosa franquia, com milhões de fãs apaixonados. Menos para Zachary Quinto, que aparentemente disse ter se sentido bem, desde o início, com o personagem e que não está preocupado em ser visto como Spock pelo resto de sua vida.

“Não foi realmente um assombro”, disse o ator ao site Jonja.net sobre seu personagem. “De uma maneira estranha, eu me senti muito bem. Eu descobri que eles estavam fazendo o filme que coincidia com meus episódios em Heroes, de modo que o intervalo de tempo foi tão preciso, tão específico e que fez muito sentido. E acima disso é estar trabalhando com algumas dessas pessoas que são as mais imaginativas de Hollywood hoje, além de ter Leonard Nimoy envolvido. Não havia, na verdade, porque ficar temeroso. No último Comic.Con, ano passado, quando anunciaram que eu estaria fazendo o personagem e havia umas 6.500 pessoas no auditório, eu não me senti subjulgado. Fui auxiliado pela criativa energia por trás desse projeto e pelas pessoas com quem eu espero ainda trabalhar por um longo tempo”.

Zachary acredita que após fazer o papel de Spock, nada será como antes para ele. Muitas coisas mudarão, mas o ator se diz preparado para seguir adiante com Jornada, “Eu tenho estado preparado para isso. Sinto, nesse ponto, que Spock fará parte de minha carreira como ator. Não vou antecipar minha carreira e parar agora, já que fiz esse personagem. A pergunta que fica seria: Agora que estou interpretando Spock, o que irei fazer depois? Eu continuarei fazendo coisas que me excitam, me desafiam e desafiam e excitam minha audiência também. Me sinto muito feliz de ter sido acolhido pela comunidade da ficção científica e agora mais especificamente pela comunidade de Jornada. Isso significa um grande negócio para mim, mas não significa que minha carreira esteja limitada a esse gênero ou essa área. Agora estou animado em sair e explorar outros terriórios e interpretar outros papéis. Eu estou de volta na produção de Heroes e isso levará muito tempo, até que Jornada venha no próximo ano. Eu provavelmente tentarei fazer um filme ou dois, enquanto a série (Heroes) está em produção e então retornar ao palco”, finalizou.

Fonte: Trek Movie

16 Comments on "Quinto se diz pronto para continuar como Spock"

  1. Novidades do filme que é bom, nada ……..

  2. “além de ter Leonard Nimoy envolvido”

    Vou polemizar um pouco. Até que ponto a participação do Nimoy seria uma garantia da excelência do filme? Fala-se muito que o Shatner aceitou a morte prematura do seu personagem visando arrecadar os seus trocados de sempre, mas o Nimoy também acatou a morte do Spock e uma ressurreição absurda no filme seguinte, só porque a franquia lhe prometia dar bom retorno. Eu acho que é inocência demais considerar que sua participação nesse próximo filme não seria motivada por um contrato bastante polpudo, e que de outras vezes não houve, na verdade, insatisfação quanto às bases contratuais.

  3. Eu acredito que ele está interpretando um ícone.
    Se o filme der certo, com certeza sua carreira irá mudar.

    O negócio é ele trabalhar para não ficar estigmatizado por esse personagem, o que a maioria dos atores de Jornada (todas elas) ficou.

  4. Interessante como a série Heroes, antes mesmo do Quinto ser contratado para fazer o novo Spock, já tinha muitas ligações com Jornada, como as citações de Hiro à série, as participações do George Takei, da Nichelle Nichols e do Dominic Keating. Parece que a franquia de Jornada retribuiu a “propaganda gratuita” de Heroes chamando ninguém menos que o vilão Sylar para colocar as orelhas pontudas. E parece ter sido uma ótima escolha, aliás.

  5. Referente ao 2, realmente é uma questão complicada, acho que não há garantias alguma sobre isso. O problema é que ninguém esperava uma atitude dessas do Shatner com Kirk, o que prova que ninguém sabe qual a reação de uma pessoa… Agora com o Nimoy, eu prefiro acreditar que, se ele tiver dando “PITECO” na produção, talvez saia alguma coisa boa. Pois no livro dele, ele afirmava que durante a produção tanto da série quanto do filme, se existisse algo que o incomodasse, ele tentava interferir… Mas eu acredito que exista um meio dele (Spock) morrer no filme e retornar (Inclusive com o velho Kirk na coleira) de modo bem mais aceitável e satisfatório do que apresentado em Jornada III. Mas isso vai depender muito do argumento. De qualquer forma estou ansioso para ver o que eles estão aprontando (Espero que não seja decepção)…

  6. Nada garante a exelência de um filme, mas a presença do Nimoy dá aos fâns ao menos a percepção de que haverá respeito a franquia, e compromisso com o que Rodenberry preconizou para o seriado.

    Quanto ao dinheiro, o Nimoy pode ganhar o que ele acha que deve ganhar, desde que o filme seja satisfatório a todos tudo bem.

  7. Interessante o comportamento do criador de Heroes Tim Krieg, quando o Zachary Quinto contou que rolou esse convite para fazer Spock, em vez de prendê-lo ou dissuadi-lo a desistir (por causa da pressão dos fãs) , disse pra agarrar essa chance! Ou seja vai fundo garoto! 🙂

  8. O Kring obviamente é fã de Jornada, e não tinha como não adorar a idéia de seu Sylar ser o novo Spock.

  9. Nossa confiança em Nimoy trata-se de uma constatação sobre tudo o que representou até agora, seu bom senso geral sobre a franquia, pois ele sempre demonstrou isso.

    Quem já leu alguma coisa de Nimoy sabe do que estou falando. Ele já contribuiu muito mais com o que conhecemos como Star Trek do que se imagina.

    E Nimoy já disse algumas vezes que a história deste novo filme é muito boa.

    Mas é claro que isso não nos garante uma história sem chance de erros. Só saberemos no cinema.

    O fato de Nimoy não ter participado de Generations lhe dá mais credibilidade, só que não podemos apenas considerar esse fato, até porque ao que me consta o que foi oferecido a ele foi uma verdadeira ponta ( na parte inicial, junto com Scotty e … chekov ?? ) Será que o cachê era comparável ao papel oferecido ? Eu já li também por aí que Nimoy discordava da forma da morte de Kirk, e que considerava que Spock deveria participar desta busca por salvar Kirk, não apenas Picard.

    É claro que Nimoy deve estar ganhando uma grana alta neste novo filme, mas quem não faria o mesmo ?

  10. Luiz Castanheira | 8 de maio de 2008 at 12:35 am |

    Berman oferceu a direção do Generations ao Nimoy que disse que o roteiro precisava ser rescrito. Berman disse que não havia tempo hábil e ofereceu um cameo a Nimoy que recusou (além da direção é claro) e também ao Kelley que recusou. Os dois cameos mencionados foram projetados sobre os personagens de Scotty e Chekov praticamente sem rescritas.

    Temo só que o novo flme seja vítima daquilo que vitimou o Generations: uma necessidade fictícia de fazer ponte entre gerações.

    Abraços
    Castanha

  11. Depois do post do Castanha, fica tudo explicado nesta questão do Nimoy em Generations.

    Não sabia destes detalhes, mais um ponto para Nimoy.

    Caraca, tinha esquecido completamente que o Deforest Kelley ainda estava vivo, ponto também para o nosso doutor.

    Quanto à ponte entre as gerações, o problema é que a ponte foi mal feita. E sinceramente, a ponte já havia sido feita, na última cena de Star Trek VI.

    Quiseram usar os atores da clássica para atrair a audiência para Generations, sem uma história a contento, e Shatner entrou nessa.

  12. Sempre achei muito estranho essa resistência do fandom ao Shartner.

    Quer dizer, quantos personagens ja morreram e ressucitaram na ficção? Milhares. Inclusive o Spock.

    O Shartner não tem esse direito, porque não teve uma morte suficientemente antológica?

    Essa busca por “grandes mortes” é realmente algo assustador. E ainda criticam os Klingons…

  13. luiz castanheira | 8 de maio de 2008 at 5:50 pm |

    O problema é o dispositivo de trama que permite este encontro de gerações. Se o filme fosse meu eu usuaria somente os novos atores e faria um reboot total. E sem crédito de vaidade por falar nisto (risos).

    Abraços
    Castanheira

    PS: Enviando esta do meu Notebook , presente do Governador (risos). Até agora estou gostando do bichinho.

  14. Luís Henrique Campos Braune | 8 de maio de 2008 at 6:30 pm |

    A diferença entre a morte de Spock e Kirk está na trama e na forma como ocorreu. No filme da morte de Spock há um gancho, deixando claro que ele poderia reviver. E assim foi.

    Acho que esta diferença desmotivou Nimoy em Generations. Embora haja possibilidades, também, de reviver Kirk lá no Nexus… aquilo é outra dimensão, sabe-se lá o que pode ocorrer, afinal, trata-se de ficção.

    Por isso não concordo com esse lance do Kirk não poder participar deste novo filme, só porque ele morreu. É só trazer de volta, como fizeram com Spock.

    Até entendo que na proposta deste filme não caiba trazê-lo de volta, mas que seria possível, seria.

    Talvez em outro filme, com outra proposta de enredo…

    O lance da grana a gente só pode especular, mas, como dito por alguém aqui, que cada um ganhe aquilo que ache que deva ganhar, desde que seja um bom filme…

  15. Ralph Pinheiro | 9 de maio de 2008 at 7:13 am |

    Nimoy em uma de suas entrevistas disse que sua presença em Generations seria irrelevante para a trama, ainda mais que não teria fala e seria um mero poster de parede. Ele disse que quando leu o script deu um “Obrigado” e foi embora.
    Ele já disse claramente que a matéria financeira não foi o motivo de seu retorno a franquia, uma vez que ele vive bem de suas exposições de fotografias pelo mundo (o que ele gosta) e do ganha atualmente por seu trabalho no estúdio (ele é aposentado).
    De acordo com o seu relato, ele retornou a Jornada porque achou que sua presença agora faria sentido na trama e que poderia ajudar a franquia a se reerguer. Achei sincero de sua parte.
    Quanto ao dinheiro, quem não gosta? Ganhar bem fazendo algo que gosta é duplamente gratificante.

  16. Eu veria novamente Shatner como Kirk, num próximo filme, sem problema algum, seria ótimo.

    Aliás gostaria muito de ver Nimoy e Shatner juntos agora neste filme. Mas se me pedissem para escolher entre Nimoy e Shatner, eu escolheria Nimoy, questão de identificação, até por sua postura em relação a Star Trek conforme já foi dito acima. Mas para mim o melhor seria Nimoy e Shatner juntos ( aliás também Kelley, mas… ).

    Mas compreendo o Abrahms quando ele diz que a história está centrada no Nimoy, e que trazer Shatner ( Kirk ) da morte seria forçar demais e não ficaria bonito no roteiro atual.

    Quem sabe num próximo filme. Espero.

    O pessoal reclama do Shatner principalmente por Star Trek V e Generations, mas acho que a maioria gostaria de ver Shatner como Kirk novamente.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*