Wheaton ainda sonha em retornar a franquia

wil-wheaton-2.jpgO ator Wil Wheaton (Wesley) ainda considera Jornada nas Estrelas como parte de sua vida, tanto é que tem se aventurado como escritor de comic books referentes a franquia, faz reviews, em seu blog, de episódios de A Nova Geração, opina sobre o novo filme de J. J. Abrams e até possui uma biografia, Just a Geek, onde fala de sua paixão como trekker. Em nova entrevista ao site Geeks of Doom ele fala de sua vontade de retornar a Jornada.

Wil Wheaton, que fez o amado e odiado personagem de A Nova Geração, Wesley Crusher, foi o primeiro adolescente a integrar o elenco principal de uma série da franquia (o segundo foi Cirroc Lofton como Jake Sisko). Após sua saída de A Nova Geração, Wheaton não conseguiu se firmar como ator, limitando-se a fazer pequenas participações em séries, documentários e filmes. Sua voz também pode ser ouvida nos games da série Ghost Recon como EverQuest II, além do famoso Grand Theft Auto (GTA).

Embora afastado de qualquer produção de série ou filme de Jornada, Wil ainda mantem uma firme ligação com a franquia, revelando sua condição de trekker e escritor de livros com histórias de sua antiga série de TV. Nessa nova entrevista, ele diz como se sentiria se fosse convidado a retornar a Jornada, “Isso dependeria do papel. Sou um grande fã de ficção científica e um enorme fã de Jornada também”, afirmou Wil.

O ator explicou o porquê de seu amor por Jornada, mesmo não tendo mais participado de suas produções, “LeVar Burton (La Forge) e eu éramos dois integrantes do elenco de A Nova Geração orgulhosos de nosso amor pela série original e conversamos sobre isso em muitas entrevistas. Houve um tempo, quando eu era adolescente, em que aparentava não gostar da nova série, porque ela ter uma rivalidade fraterna com a Série Clássica, mas a verdade é que minha vida inteira (como fã) tem sido para Jornada“.

Wil ainda gostaria de retornar a franquia, mas sem reprisar o papel de Wesley, “A oportunidade de estar em Jornada, como nesse novo projeto, é absolutamente irresistível, mas, sinceramente, eu não estaria interessado em voltar a interpretar o mesmo personagem”, disse o ator, “É como se eu sentisse que já tivesse feito tudo por ele. Se tivesse a chance de voltar e fazer algo diferente, acho que seria muito legal e divertido”, disse o ator.

Wil Wheaton lançará a sua mais nova biografia, The Happiest Days of Our Lives, onde conta a sua vida como geek, além de estrear na comédia produzida para internet pela Sony CSpot, Gorgeous Tiny Chicken Machine Show.

Fonte: TrekToday e TrekWeb

23 Comments on "Wheaton ainda sonha em retornar a franquia"

  1. “Amado e Odiado personagem de A Nova G….” Não me recordo de alguem aqui ter dito que amava esse personagem dentro do universo de ST.

  2. O Wheaton não conseguiu aparecer nem nos filmes do cinema, nem nos outros seriados de Jornada, que fará agora.

    Sonhar não custa nada, deixa ele.

  3. Esse aí é = carrapato! Grudou e não quer sair mais.
    Existe o carrapato estrela, altamente tóxico! É… estrela, estrelinha, quero ser uma estrela; carrapato estrela = Wesley.

  4. Bom, aparecer quase apareceu, em Nêmesis, durante o casamento do Riker com a Troy. Porém, decerto viram que o cara é tão radioativamente chato,despresado e irrelevante, que cortaram a cena, de milissegundos, quase imperceptível, onde ele aparece sentado ao lado da mãe.

  5. Maria da Conceição G. Simões | 1 de junho de 2008 at 10:18 pm |

    Deixa o “menino” falar, afinal ele tem que aparecer de alguma maneira para tentar faturar algum com ST e para ninguém esquecer sua existência no seriado…..Eu sempre achei que a sua presença era descartável. Essa estória de criança prodígio era muito chato. O capitão era uma babaca com ele, só porque queria transar com a mãe, deixava o garoto se meter em tudo, todos os filmes que eram centrados nele foram, para mim, os piores. São patéticas as declarações dele. Vida Longa e Próspera para todos.

  6. Post.2.
    Severino, tem gente que gosta de seu personagem, sim. É claro que o universo dos que o detestam é bem maior.

    Um papel para ele em ST XI?
    Aquele alien cabeçudo.

  7. vcs nao leram os livros dele – o cara sabe escrever e da grandes revelacoes sobre os bastidores da series em seus livros

    wheaton pode ser mau ator, mas é um bom escritor e nao tem culpa de seu personagem ter sido mal aproveitado na serie, como foram os personagens de kim em voyager e travis em enterprise

  8. Como eu já disse aqui no trekbrasilis várias vezes anos atrás, não tenho nada contra o personagem, posso dizer que gosto, mas o interssante é que o Gene Roddenberry disse em uma entrevista que criou o personagem como se fosse ele vivendo naquela época, então, o Wes é quem Gene Roddenberry gostaria de ter sido.

  9. Talvez fosse interessante para a franquia tê-lo eu um filme, eu com certeza assistiria várias vezes no cinema e compraria o DVD de Star Trek – The Death of Wesley Crusher.

  10. ahahahaha – Muito bem Sandro.

    Bom, de acordo com o Castanheira, o “ator” fez alguns filmes e foi muito bem. Ainda nao tive a oportunidade de ver o filme para ter uma opiniao. E ainda disse: o que foi mal feito foi o personagem.

    Ralph – vc que conhece muito sobre jornadas, eu tenho uma pergunta. Vc gosta desse personagem (Wesley Crusher)?

    Fabio, ainda não li os livros dele; mas de acordo com a sua opinião: ele tem que ser um produtor, escritor da franquia; assim como Gene foi.

  11. Ralph Pinheiro | 2 de junho de 2008 at 11:19 am |

    Post.11

    Severino, “conhece muito sobre jornadas” é bondade sua, porque ninguém sabe muito de coisa alguma. Interessante que meu conhecimento maior é sobre TOS, como fã que sou, e mesmo assim fico sabendo de coisas que nem imaginava.

    Quanto a sua pergunta, sempre achei essa tentativa de inserir um jovem para ganhar audiência em Jornada forçado demais. Com Chekov deu certo, mas porque seu personagem, embora limitado era até interessante pela própria interpretação do Koenig, mas o personagem Wesley e o próprio ator são fracos demais. Só gostei do episódio The First Duty, quando ele sai da Academia. Maldade a parte, foi o episódio em que vi substãncia nele.

  12. Papel mais adequado a ele em um novo filme: red shirt.

  13. Para mim tudo isto é despeito, de um monte de invejosos, com o pobre wesley.
    Quem não gostaria de ter sido tripulante da
    Enterprise?
    Ele foi.

  14. Ele estava bem em “Conta Comigo”…

    Nos extras da quinta temporada vi o quanto o Roddemberry tinha carinho pelo Wesley e fiquei com peso na consciência por tudo que falei mal dele…

  15. Luís Henrique Campos Braune | 3 de junho de 2008 at 12:58 am |

    Hummm… sei não… gosto do ator e do personagem. Quando o vejo, me reflito nele. Era um jovem, numa grande aventura. Eu queria tá lá!

  16. Wheaton era um dos garotos de ‘Conta Comigo”, foi antes de TNG, com certeza seu grande papel.
    Imaginem o seguinte:
    Vocês são cadetes da Frota, estudam e ralam pra caramba por anos pra se formar, uma vez formados vão parar em naves e bases espaciais. Ralam mais e algum de vocês finalmente consegue chegar na nave capitânea da frota, que orgulho!
    passam um tempão em postos descartáveis (não o posto e sim o ocupante) como segurança e engenheiro.
    Finalmente aparece uma vaga na ponte, piloto da nave! Uau! Você e outros colegas decidem que vão se candidatar, estudar bastante, se preparar e um de vocês passará a tripulante da ponte.
    O que acontece? O Capitão põe um moleque que nunca passou pela acadêmia no posto só porque tem um relacionamento não explicado com a mãe dele!
    O moleque inexperiente e andrógeno fica no posto até nas piores crises, o que deixa em risco toda a nave.
    Concluo dizendo que Wesley não é apenas odiado pelos fãs, é provavelmente odiado por toda tripulação da nave.

  17. Luis Henrique, você é o primeiro que conheço que gosta do Wesley. Respeito a sua opinião e acho muito interessante de sua parte dizer que gosta, com a grande maioria não gostando.
    Como o Sandro e o Ralph disseram, tá aí os motivos de eu não gostar.

    Já o personagem Chekov, não era um superdotado, super espertão que sabia de tudo, até mais que o engenheiro chefe da nave. Chekov, quando tinha alguma fala, era para soltar alguma “pérola”, como nos episódios que ele faz citações da Russia ou naquele episódio que só ele não envelhece e não aguenta mais fazer testes.

    Já que o Wheaton é um bom escritor, poderia criar algumas coisas novas para Jornada, como uma nova série; na atual situação até os fãs films poderia ser algo interessante…

  18. Particularmente, não compreendo muito esse ódio generalizado pelo Wesley Crusher, o fato de ser um “moleque inexperiente e andrógino” não parece ser argumento suficientemente consistente para essa reação. Pra mim era um personagem inserido na ponte em circunstâncias inéditas, o que não deixava de ser extremamente interessante, assim como era a dinâmica entre ele e os outros tripulantes, em especial o Capitão, que de ínicio se dava muito mal com crianças. Acho que o Wesley tinha potencial para se desenvolver em um personagem significativo, mas a pouca aceitação do personagem pelo público matou essas chances antes de se manifestarem, infelizmente. De qualquer forma, ainda acho fraco argumentos do tipo “ele colocava a ponte em situação de risco” ou “Kirk jamais aceitaria uma criança em sua ponte”, visto que em diversos episódios o gênio desse “moleque inexperiente e andrógino” era quem mais ajudava a salvar a Enterprise das maiores rabudas. Sei lá, talvez seja o fã tomando as dores do Engenheiro-Chefe ao pensar “esse moleque vai tirar meu emprego”, desnecessário que era, visto que o LaForge (após ter conseguido o cargo) jamais teve uma relação ruim com o injustiçado alferes honorário.

  19. Ralph, só sendo fã mesmo pra suportar o Chekov que, Deus me perdoe, não passava de um alívio cômico que nunca fez nada de digno.
    Cenas como a que ele fica dando soquinhos vãos na barriga de um desdenhoso klingon são tão cartunescas que seriam constragedoras se não fossem pra ser cômicas mesmo – nem Wesley passava por esses vexames.
    E o mais impressionante é que esse fiasco ainda viraria chefe de segurança no futuro (não na minha ponte, tenente!).

  20. hehe…
    Na série clássica, eles não tinham medo de ser cômicos quando queriam…

  21. Mas o Wesley era um chatinho e fazia os outros personagens parecerem incompetentes.
    Como naquele episódio em que só ele percebe que não é o Data, é o Lore.
    Quando tenta avisar, só ouve “cala a boca wesley!”

  22. Tenho assistido ao terceiro ano agora e posso dizer que de tanto ler coisas sobre o “Poor Wesley” desenvolvi um certo precondceito mas a verdade é que o personagem dele melhorou bastante, na terceira temporada, é estranho mas eu acho que eles poderiam ter aproveitado ele nos longas para cinema, por exemplo vc perceberam que depois que ele saiu fora ninguém conseguiu ocupar a cadeira ao lado do Data?Todo novo filme novo navegador, muito estranho, aquele navegador do Primeiro contato era ótimo pena que foi transformado em Borg. Bom a verdade é que se Will ama tanto jornada como nós ele merece respeito, além do que um personagem é criado não apenas pelo ator mas por uma gama de coisas, o escritor, o diretor e por ai vai, eu acho que se ele sorrisse menos fosse mais sério e tal ele teria conquistado muitos fãs, mas provavelmente disseram a ele que fizesse um papel de garoto e foi o que ele fez…Live long and prosper

Leave a comment

Your email address will not be published.


*