Star Trek é peça chave para o futuro da Paramount

star-trek-2009Em uma teleconferência com investidores, o presidente da Viacom, Philippe Dauman, falou sobre o desempenho de Star Trek e observou que a franquia (assim como outras) será parte essencial para o futuro financeiro do estúdio. 

De acordo com artigo do Variety, a Paramount teve uma perda de 123 milhões de dólares em arrecadação no primeiro trimestre de 2009, mas o presidente Philippe Dauman disse que tem um plano para dar uma reviravolta nessa situação financeira delicada e Jornada nas Estrelas faz parte desse plano. 

“Estávamos em uma situação em que não havia total controle das nossas produções. Agora temos o controle delas. Não vamos estar em uma posição onde nossos grandes filmes de franquias são contrabalanceados por um punhado de filmes menores e de pouco sucesso”.

Disse Dauman aos sócios correntistas numa conferência em Gotham. Ele estava referindo-se a associação recente com a Dreamworks, de Steven Spielberg e David Geffen.

dauman“É por isso que Star Trek é tão importante”, afirmou o presidente, “Nós demos luz verde a Star Trek 2 várias semanas antes do lançamento do número 1, porque sabíamos o que tínhamos”.

“Como parte de sua estratégia, a Paramount vai reduzir o seu número de lançamentos no cinema por ano, entre 15 e 20, com uma percentagem mais elevada dos seus títulos derivados de franquias, como Star Trek, Iron Man e Transformers”.

Acrescenta ainda Dauman que tais filmes representam menor risco para a empresa porque eles custam menos para fazer e representam uma melhor venda em DVDs. 

Conforme informações obtidas pelo site Trek Movie, o estado atual do próximo filme, que está sendo escrito por Alex Kurtzman, Roberto Orci e Damon Lindelof, ainda encontra-se em sua fase embrionária e o script pode estar pronto em torno do Natal de 2009. Assumindo que, se tudo correr bem, eles poderiam dar ao filme um sinal verde no orçamento até o final do ano e a entrada em pré-produção possivelmente no início de 2010 para um potencial lançamento no verão americano de 2011. No entanto, convém notar que as coisas sempre mudam em Hollywood, principalmente com filmes em fase inicial, portanto, não se pode dar certeza de nada, por enquanto.

Com o filme aproximando-se de 300 milhões em arrecadação (nos EUA e no mundo), a marca Jornada nas Estrelas está rejuvenescida. O próximo passo agora é saber o que se passa na cabeça dos executivos da CBS e de seu presidente Les Moonves. Após a divisão da Viacom, a CBS acabou como titular da licença de Jornada e com direitos exclusivos na televisão. Liberando temporadas das antigas séries em Blu-ray e DVD, só resta saber se eles estarão interessados por um novo programa de TV. O futuro começa.

49 Comments on "Star Trek é peça chave para o futuro da Paramount"

  1. Acrescenta ainda Dauman que tais filmes representam menor risco para a empresa porque eles custam menos para fazer e representam uma melhor venda em DVDs.

    Fala isso para o presidente da Paramount no Brasil que ao invés de lançar as continuações de Deep Space Nine e Voyager, fica relançando e relançando o que já tem no mercado.

    Queremos as continuações, será tão difícil entender?

  2. Parece que com o Brasil é outra história… o filme aqui foi um fracasso e os DVDs, aparentemente, não vendem.

    Só não compro tudo que falta importado porque os DVDs de Jornada custam MUITO caro! Uma temporada importada de Buffy sai por 160 reais, um de DS9 custa 270. : (

  3. Muito bom que a CBS esteja envolvida, pois há mais probabilidade de uma nova série na TV. O q preocupa é se a nova filosofia for aplicada ao extremo e acabe por se tornar uma série teen, como Kyle XY, ou mesmo fantasiosa, como SW.
    Vamos ter que esperar para ver…

  4. Waldomiro Vitorino | 29 de maio de 2009 at 9:06 am |

    Acho que o que realmente queremos é uma nova série de TV. Estou torcendo por isso.

  5. Thiago Nóbrega | 29 de maio de 2009 at 9:08 am |

    Incrível ver que uma série que encontrou o seu fundo do poço em 2002 com o fracasso de “Nêmesis” e com o cancelamento da série “Enterprise”, e já dada como comercialmente morta por ter se alcançado uma espécie de exaustão criativa, renascer nas mãos de Abrams, um especialista em transformar em vendável aquilo que não é, e de dois roteiristas nada convencionais, especializados nos clássicos enlatados norte-americanos, e agora tornar-se a mina de ouro da Paramount, um estúdio, que, diga-se de passagem, nunca deu muito valor à jóia rara que tinha em mãos. E vale a lembrança do amigo aí em cima: a Paramount Brasil deveria apostar mais em Startrek e investir em propaganda sobre seus produtos. Quem diria que os custos de produção do filme estariam pagos em seu final de semana de estréia?

  6. Lá vou eu de novo, Verde…

    Sobre a série adotar um espírito teen não há nenhum problema.

    Entendo que, para séries muito longas ou revival ou reboots, sempre haverá adequação dentro do que o contexto sócio-economico-cultural apresenta/exige.

    Perdidos no Espaço se reapresentou como uma aventura jovem com um visual técnológico mais adequado parar a realidade da meninada de hoje.
    (Não atenhamos em considerar sucesso/fracasso.)

    Battlestar Galactica ressucitou com StarBuck sendo mulher, porque a ala feminina está mais integrada à sociedado do que antes.

    Star Trek segue um novo conceito. O científico e filosófico já foram aplicados na fase original da série.
    Agora é a vez de renascer experimentando novas possibilidades, entrando em novos terrenos onde a série nunca se permitiu admitir.

    Tentar atingir o público mais jovem já havia acabado em desastre. O personagem Wesley Crusher foi essa tentativa.

    Deixemos Jornada nas Estrelas trilhar por caminhos diferentes desta vez.
    Em um revival futuro, o filosófico/científico vai voltar.

    Em um retorno mais futuro ainda, quem sabe se Star Trek não aparece como uma aventura espacial romântica ou até mesmo como um musical HardRock ou como uma série tipo Discovery Channel, ou até mesmo com episódios/jornadas inspirados na famosa série Cosmos.

    Ou seja, tudo é possível para todas as coisas.
    Há fases disto/daquilo para tudo nesta vida.
    Não tenhamos medo, pois tudo que vai, um dia volta.

    Para Star Trek também.

  7. Waldomiro Vitorino | 29 de maio de 2009 at 10:36 am |

    Sinceramente, eu queria uma nova série com a complexidade e ambiguidades de DS9…

  8. Engraçado notar que SÉRIES FANTASIOSAS atraem muito mais público que Star Trek.

    Mais engraçado ainda é notar que para Star Trek (de J.J. Abrams) para ser mais vendável teve que copiar quase tudo de uma série de SEIS filmes fantasiosos cujos técnico criaram digitalmente o Star Trek de J.J. Abrams.

    Não é, VERDE?

    May the Force be with you… Always!” 🙂

  9. Se querem DINHEIRO, lancem DS9 e VOY que tem muita gente para comprar, inclusive eu!!!!!!!

  10. Na boa, acho difícil partir pra uma série teen… há todo um conceito de quarenta anos vinculado a isso. Pode ser que apareça um “Star Trek: Starfleet Academy”, como já chegou a ser cogitado desde os tempos de B&B, mas com todo o peso desse conceito – que foi bem respeitado por JJ, diga-se de passagem, acho que a franquia não corre riscos de ser descaracterizada. Porém, acho improvável vermos algo com a profundidade política e social de DS9, do qual eu gostava muito, mas muito complicada para um público mais geral. Não se esqueçam que o público primordial é o americano, e americano, vocês sabem, é meio desligado de política internacional. Muitos nem sabem onde fica o Brasil, e o Brasil não é um país pequenininho. O que dirá de política intergaláctica!

  11. Só complementando… a frase mais importante de toda essa discussão está aqui… “Star Trek é peça chave para o futuro da Paramount”. Ou seja, podemos esperar sim, novidades.

  12. Quem diria hein???

    O filho velho e feio agora ganha os holofotes.

  13. Os mediadores/autores do TB não poderiam fazer uma campanha junta a Paramount Brasil? Ajudo nessa. Tem que ser coisa grande e organizada. Se não funcionar, talvez seja o caso de falar direto com Deus, ao invés de Jesus Cristo (P. EUA x P. Brasil).

    ST no Brasil tem mais potencial do que imaginam.

    O contador do TB marca mais 190 milhões, mas o artigo fala em 300 milhões. Como é isso?

  14. Post 8
    Rodrigo
    Infelizmente, tudo que é sobrenatural, “revelações do futuro” e atc… atraem muito as pessoas, por isso embusteiros ganham muito dinheiro dos incautos sobre, por exemplo, falar com mortos ou conhecer o que ninguém sabe (ocultismo). Nesta mesma linha séries e filmes fazem sucesso e há até filmes legais de se assistir, infelizmente a parte educacional indireta, assim como a arte, vai literalmente para o espaço, tornando-se apenas entretenimento.
    Ainda bem que ainda existem Discovery Channel ou o History Channel para aliviar essa imensa carga de reality shows que assombram a midia de nossos dias.
    Voltando à Paramount, nestes dias de crise é melhor garantir o certo do que ficar arriscando e detonando as finanças da empresa. Star Trek rende 1 bilhão de dólares por ano e é um filét que não será negligenciado. Entre todas as franquias da Paramount, é a mais rentável, portanto essa é a hora de lançamento de coisas novas.
    Acredito que não teremos que esperar muito para termos novidades.

  15. Já pensaram…pode acontecer que daqui há alguns anos, tenhamos na tv, séries de ST e SW se enfrentando, o embate se aproxima…

  16. Por essa o tio Lucas não esperava…

  17. Reginaldo Martins | 29 de maio de 2009 at 12:05 pm |

    Post 12:

    Quase 300 contando com o restante do mundo, que está atualmente com pouco mais de 92 milhões.

  18. Eu esperava um rendimento na Europa ao nível dos EUA, o que, obviamente, não aconteceu.

  19. POST 2

    Discordo. Como a divulgação aqui foi ZERO. Qualquer resultado é um tremendo sucesso.

    Mais uma coisa: do ponto de vista americano, a arrecadação que interessa é a doméstica. Os estúdios só perdem tempo olhando para o mercado internacional quando o filme naufraga dentro do seu território. O Brasil é só uma sub cifra dentro da coluna com o ítulo “Latin America” .

  20. No Brasil num passou trailer, num passou nada muito forte. Salvo uma nota no Uol com as mesmas fotos de sempre e a capa do guia da semana da Folha, com uma reportagem legalzinha lá dentro. Poderiam ter feito alguma intervenção, sei lá, pagar pra algum apresentador aparecer no programa vestido de oficial da frota (imagino programas de tv paga ou mesmo a MTV)… sei lá tem muita gente que cresceu assistindo star trek.

  21. Post 20:

    A divulgação não foi massiva, concordo. Mas teve muita coisa sobre Jornada na semana de estreia. É só acompanhar os post que publicamos aqui. Os veículos de comunicação deram espaço bem grande. Até na capa do jornal ZH aqui do RS saiu. E esse é o Jornal mais importante do Sul hein!!!

  22. Notícia quentinha do Omelete:

    Star Trek é o filme com maior bilheteria do ano até aqui nos Estados Unidos. O longa de J.J. Abrams, que reinicia a franquia espacial no cinema, superou os 193,97 milhões de dólares de Monstros vs. Alienígenas e se aproxima dos 200 milhões de dólares – marca que a produção deve superar neste fim de semana. Mundialmente, o filme já soma 286,84 milhões.
    X-Men Origens: Wolverine é o terceiro colocado, com 166,4 milhões, mas só tende perder posições, já que sua bilheteria tem observado quedas expressivas.
    O filme que pode ameaçar o novo Jornada nas Estrelas mais imediatamente é Uma Noite no Museu 2, que abriu com excelentes 77 milhões no fim de semana passado. Outros possíveis candidatos ao topo são os novos Transformers (24 de junho) e Harry Potter (17 de julho).

  23. Pelo que pude ver, o verão americano de 2011 deve ser o mais concorrido da história:

    Homem Aranha 4, Capitão América, Thor, Vingadores, Lanterna Verde, o último do Harry Potter, o quarto de Jason Bourne, Transformers 3… Não acredito que Batman 3 aconteça nesse ano, mas também é uma possibilidade.

    De qualquer jeito, Star Trek 11 teve sua estréia num 2009 “ameno”, enfrentando um Wolverine meia boca e não sendo afetado pela bilheteria apenas razoável de Terminator 4.

    Colocar o 12º segundo filme espremido entre tantos pesos pesados pode não ser a melhor estratégia – mesmo porque, Star Trek ainda é uma marca em recuperação (vide a bilheteria fora dos EUA).

    Aposto que Star Trek 12 vem em meados de 2012.

  24. Ah! a Paramount…

    Alem dos lançamentos pendentes dos BOX´s das series DS9 & VOY, reviver e re-masterizar filmes antigos é ótimo! (also Bluray). Eu achei no Youtube partes da serie TOS com a dublagem original da Tupy.

    Mas deve-se também debruçar os olhos em Gibis, Brinquedos e Plastimodelismo, e desenvolver juntamente com uma boa (quando falo boa, falo madura e competente) produtora (desenvolvedora) JOGOS (Games) de qualidade para as várias plataformas existentes (PS2&3, Wii, DS etc…) e para PC (Hoje uma placa Gforce familia 9xxx tá baratinha…).

    Eu imagino por exemplo, um game de estratégia usando o motor de Commander&Conquer 3 ou mesmo C&C Gennerals em campanhas de combate da federação contra o Domínio (DS9). Ou a colonização de um planeta por Maquis, se defendendo dos Cardacianos…

    Também jogos de primeira pessoa usando o motor de Half-life2 ou Call-of-duty, mas jogos com qualidade com enredo intrigante e inteligente. Para sair um pouco do atirar-sem-pensar, eu imaginei algo como o personagem ingressando na academia da Frota, e conhecendo os personagens famosos, eu imagino que pudesse ao invés de campanhas, se pudesse optar por entrar na Frota na época de ENT ou TOS ou TNG ou DS9 e VOY, e juntamente e cada escolha de fase escolhida na frota, houvesse o treinamento e graduação, e a ação paulera, seriam feitas com missões históricas baseadas em episódios ou filmes. Imagine uma fase baseada em balanço-do-terror(TOS), Primeiro Contato, Inssurreição, Nemissis (TNG)…. ???
    Ou seja, assunto e conteúdo não vai faltar….

    Há um tempo atrás aqui mesmo eu li que um grupo estava fazendo um game (mod) de primeira pessoa usando acho o motor de HL2 baseado na serie Enterprise sobre a guerra temporal. Alguem lembra o site? Alguém sabe se saiu um beta-teste?

    Sinto falta de bons jogos (para PC) da franquia que sejam jogáveis (divertidos) eu só consegui jogar Elite-Force I e II, DS9 The Fallen e Away Tean. O resto achei “injogável” e pouco interessantes…

  25. Queria colocar aqui o caso da Paramount Brasil aqui em fortaleza-CE, eu vi que algumas pessoas do Sul até amenizaram a má divulgação do filme no Brasil.Aqui em fortaleza o que aconteceu foi uma total falta de respeito com a Franquia, e não estou exagerando.O Filme só ficou em cartaz nos grandes cinemas por pasmem duas semanas, na maioria deles apenas em uma sala com cópias só dubladas!!!Pior….só vi um cartaz de ST no North Shopping…e era apenas o cartaz mais simples de filmes em exibição….no cine iguatemi(Maior complexo de cinemas da cidade no maior shopping de fortaleza)o filme sí ficou duas semanas….com sessões apenas à noite!!!!e mais…..além de não ter nenhum cartaz daqueles grandes(de papelão e talz),no mural em que estavam os filmes em cartaz não tinha sequer o pôster do filme(Pasmemmm),só se saberia que o filme estava em exibição lá se vc olhasse nos monitores ou nos jornais locais,hoje,terceira semana depois da estreia, o filme só esta em cartaz no cine Benfica(pequenissimo shopping com salas muito ruins, pequenas e que em certa vez estava até com cheiro de urina quando fui ver Sexta feira 13 a pouco tempo), e mais, só tem uma sessão!!!!as 20:00hrs.Eu queria que os colaboradores do Trek Brasilis dessem uma importância a essa minha informação….tentar entrar em contato com a paramount brasil,não sei, mas é um desrespeito.Como fã, tenho tentado apresentar Star Trek para gente q não conheçe, mas parece q nem isso posso fazer pq cinema que é bom aqui ta ruím….enquanto isso…Wolverine que estreou antes continua em cartaz na maioria das vezes em duas salas no mesmo complexo.

    Ridiculo
    Paramount Brasil foi desrespeitosa com os fãs…e depois ficam lançando os dvd´s e esperam q surgam novos fãs pra comprar!!!!!!Pq pros fãs antigos não interessa material repetido, cadê as novas temporadas de DSN9 e Voyager????a gente começa a comprar, acompanhar fielmente os lançamentos, daí duma ora para outra não podemos completar nossas coleções.

    Paramount Brasil….fala sério….isso têm um nome, BURRICE!!!!!!!

    To muito triste, e já pensou se o filme fosse ruim né????superprodução com investimento gigantesco, JJ no comando….VERGONHA VERGONHA
    Paramaount brasil vá pra pqp!!!!!

  26. Só para refrescar a memória, quanto à participação da Industrial Light $ Magic de George Lucra$ em Star Trek: isso não é de hoje. Além de criarem os melhores efeitos visuais dos filmes, a partir de A Ira de Khan, a ILM teve crédito até de PRODUTORA nas primeiras temporadas da TNG. E cá pra nós, se as 2 franquias fossem TÃO diferentes assim, o público em geral não as confundiria tanto: tem nave, raiozinho cruzando o espaço, planetas destruídos… rsrs

  27. Leandro Martins | 29 de maio de 2009 at 3:48 pm |

    Aliás, curiosidade: a divisão da Lucasfilm que criou o vídeo federado do Efeito Gênesis em WOK foi aquilo que mais tarde viria a ser a Pixar.

  28. Sinto muito que alguns achem que não podem curtir STAR TREK por gostarem de STAR WARS, e que outros achem que não podem curtir STAR WARS por gostarem de STAR TREK.

    Não sabem o que estão perdendo.

    Abraços a todos.

  29. Aqui em Brasília o filme estreou em várias salas, mas uma semana depois só estava em três, e com horários restritos. Enquanto isso, o Wolverine, que estreou antes, continua em 12 salas. Assim fica difícil, quase não consegui ver o filme… Divulgação: zero. A única notícia positiva foi a crítica do Correio Braziliense recomendando o fime (deu 4 estrelas, o máximo, contra 2 do Wolverine).

  30. Como já comentado pelos caros colegas de um outro tópico, o que a Paramount Brasil tem que fazer é divulgar a marca Star Trek, fazer o nome ficar conhecido e principalmente vinculado a Jornada nas Estrelas.

    Independente da postura da filial anta, o que pode (deve) ajudar a divulgar bastante a marca futuramente vai ser as locações em DVD e as futuras exibições do filme na tv a cabo, pois aberta, só quando o próximo filme estiver chegando aos cinemas.

    Analisando a situação da tv a cabo hoje, os filmes estão tomando conta de todos os canais, todo canal quer tirar uma lasquinha do mais recente sucesso do cinema, HA2 passa quase todo dia… quero ver quando chegar HA3.

    E analisando este ponto, ST é um ótimo filme pra se exibir, pois carrega o nome do JJ, tem 2 hs e pouquinho, tem elenco jovem, ação, drama e humor na medida certa e perfeito para todas as idades, portanto imagino que pode vir a ser exibido muitas vezes.

    e se o programador das tvs for um cara consciente, ele ainda vincula a exibição de ST com um filme clássico, isso é perfeito pro Telecine, (tomara que a TNT exiba) e numa balada dessa, quando chegar o próximo filme, a marca já será mais conhecida do que agora.

  31. Isso é verdade. Filmes divertidos devem ser considerados nada concorrentes para os telespectadores, a concorrenceia fica para as produtoras. Por isso acho SW legal e assisto sem comprometimento. ST para mim é superior, me é além de diversão é filosofia e faz parte de meu carater, mas só o que é de bom e sem chatices.

    Sobre a Paramount eu acho bom eles mudarem o rumo de ST, no que se refere a importância da série. Pois sempre que um filme ou série vinha bem, eles lançavam uma porcaria reciclada da anterior.

    Sobre a volta a TV tem o problema que a CBS é a dona da licensa televisiva, e a Paramount gostaria de que fosse na UPN. E a CBS é super exigente na qualidade e retorno financeiro. Eu ainda não sei o que sairia desse novo cannon a não ser uma nova TOS, outra coisa como uma outra tripulação não teria o mesmo apelo do filme. E dúvido que o $J$J$ deixaria que o antigo cannon voltasse, pois um cannon poderia canibalizar o outro.

    Sobre as bilheterias, todos os filmes americanos estão sofrendo no exterior. Fazer propaganda deles com o Dolar desvalorizado ficou muito caro. Esse ST pode não ultrapassar Primeiro Contato no geral por causa disso. Lógico que o T-4 Salvation decepcionou, pode até dar prejuízo. Gostei de Uma Noite no Museu, filme de bom gosto, o 2 deve ser melhor.

    Sobre os DVDs/Blu-Ray a Paramount do Brasil merece uma chuva de tomates podres, ainda mais agora com esse novo cannon os fãs do antigo (como eu) ficam órfãos do que consideram a verdadeira ST. Uma lástima.

  32. Leandro Martins | 29 de maio de 2009 at 10:08 pm |

    Pado, faz anos que a UPN deixou de existir. Ergo, a Paramount não tem como “gostar que fosse na UPN”.

  33. Star Trek rende 1 bilhão de dólares por ano???????

    Então SW deve render quanto, de 2 a 3 bilhões???

  34. Como esperar que Star Trek no Brasil venha ser concenhecida, vou compartilhar uma experiencia propria em relação a Star Trek:
    Sou fã do seriado desde do ano de 1989, por influencia do meu pai, assistindo a 1ª e 2ª temporadas de TOS e a 1ª Temporada de TNG na extinta tv manchete, entretanto como tornar a série conhecida se a TV “aberda” pouco interesse demonstra. E, eu, como muitos, nao tenho acesso a TV por assinatura e na minha cidade, interior de São Paulo, pasmem, nao se acha box dos seriados para comprar. Não riam de mim, mas até hj só pude assistir todos o filmes ST I ao XI, as tres temporadas de TOS, a 1ª e a 3ª temporada da TNG a 1ª Temporada de DS9 e “Message in a Bottle” de Voyager com ajuda do Youtube nesses exatos 20 anos. Exigir um bom desempenho num país como o Brasil onde a TV “aberda” se quer sabe que esta nobre franquia existe, dificil hein! É mais facil fazer com que um rico entre no céu depois que o camelo passou pela agulha! E o pior que qdo um seriado é razoavelmente bom só passa às “2:59” da manha como LOST, por exemplo, dando valor a esses enlatados enjoativos como faustão – hebe – xuxa – Pica Pau – Chaves – essa clone de escolinha da Band – Marcia – Datena – Mais voce! – sera que Star Trek é tão ruim a ponto deles ignorarem. Deus me livre desse calvario da TV “aberda”!
    PS – desabafo à parte, agredito que para um seriado de Star Trek não deveria ser ela ambientada nessa nova versão de Kirk, Spock e compania…, pois muito se usou da nave enterprise, fazendo com que a franquia seja baseada numa frota estelar de uma nave só explorada em TOS e TNG – acredito que essa nova versao so fique mesmo nas telonas. Para um novo seriado seria interessante explorar outros seguimentos da federação. Bermam & Braga fizeram muito bem em criar a Voyager e Deep Space nine no meio dos anos 90, retirando o excesso de exposição da Enterprise. Afinal, a frota estelar pressupõe outros elementos, como a academia – bases estelares – outras naves e estaleiros. Um seriado ambientado no Sec XXIII, a titulo de sugestão, na época dos filmes seria interessante. Os fanfilms o fazem até com certo louvor, embora com “atores” terríveis, Star Trek Lexigton, por exemplo, seria uma boa partida se JJ o produzisse oficialmente, com atores e produção profissional.

  35. Post 24
    Dublagem original da Tupi? Da onde saiu essa? A primeira emissora a passar ST foi a Excelsior.
    Post 33
    Rodrigo
    Já te falei, carinha, vc está no site errado ….

  36. Em relação a bilheterias internacionais de Star Trek não terem sido tão fortes, isso não é sinal de fracasso de bilheteria: o fato é que o filme ainda não estreou em grandes mercados, como Japão, alguns paises da Europa e outros da América Latina, como México, enquanto Wolverine, por exemplo, foi estréia mundial quase consecutiva em todo o mundo. Em muitos paises, o filme só vai estrear em julho ou agosto.

    Então é bem provável que a bilheteria mundial do filme cresca mais um pouco nos próximos meses.

  37. Post 34

    Tadeu, entendo seu desabafo, pois venho desse mesmo martírio de TV “aberda”, só adquirindo TV a cabo recentemente. Também nunca entendi porque a Globo exibe um seriado badalado nas madrugadas e mantém um “Casseta & Planeta” ou “toma lá da cá” nos horários nobres”, pois se é por audiência, acho que Lost atrairia mais, embora eu não seja um fã da série, mas seria melhor opção mesmo, frente à pobre concorrência no mesmo horário! Em tempo, uma alternativa seria o SBT que está passando “Terminator”, também tarde, mas não de madrugada! Quanto à TV paga, olha, é bem melhor que TV “aberda” mas não é essa coca-cola toda (parafraseando posts comentados por aqui), porque também repete à exaustão muitas produções! Desde que assinei, há dois meses, ao zapear pelos canais, em pelo menos dois deles, passou até ontem Velozes e Furiosos umas 20 vezes, simultaneamente o 1º num canal e o 2º noutro; Silent Hill semana passada, ontem e vai repitir hoje (sem intervalos) entre outros; a vantagem é quando não tem intervalo, mas… você acaba cansando! O curioso nisso tudo é que já vi de tudo repetir, mas não passa um sequer dos dez filmes anteriores de Jornada. Em suma, é bom, melhor que Globo, SBT, Record, Band, Rede TV etc., mas no fim… outro dia me cansei de procurar algo interessante e troquei por um bom livro antes de dormir!

  38. Post 35:

    Mas VERDE, esse site aqui não é sobre a maior de todas as sagas de ficção já criada?

    Ou seja, sobre STAR WARS!!? 😉

    Que a vida longa prospere com você sempre!!! 😀

  39. Post 25.

    Nilton:

    Também sou do Ceará e concordo em gênero, número e grau com você. Assino embaixo de todas as suas palavras.

    Baseado nas pouquíssimas propagandas por aqui até que o filme foi bem no Brasil.

    E até hoje não consegui uma justificativa para atitude da Paramount Brasil. Essa de que o Brasil não é um mercado importante e que é caro fazer propaganda por aqui não cola, pois a FOX fez bem diferente com Wolverine e o resultado é conhecido de todos.

  40. Sou contra a uma nova série de TV, Star Trek poderia entrar em outro ciclo de desgaste. Mas sou a favor de filmes para DVD contando novas aventuras envolvendo os personagens do universo do século 24.

  41. Desculpem-me pela gafe da UPN.

    E até onde se sabe, Trekkers são mais fiéis que os “da força” quanto á comprar parafernalhas. Os primeiros estão sempre comprando e os segundos de vez em quando, quando há alguma nova produção, ou seja, agora as vendas de produtos licenciados de SW estão em certa baixa.

    Meu lado fã não quer concordar com o Constâncio, mas ele está certo, o $J$J$ nunca deixará uma produção paralela a sua, pois ele não aceita correr riscos. Ainda mais uma história que fala que a dele é uma alternativa. Eu adoraria ver uma nova tripulação, mas do século 25.

  42. Em OFF:

    Eu não achei onde posso confirmar essas noticias… Se alguém souber, coloca pra gente:

    Novos títulos de Star Trek pela IDW Publishing.

    “Star Trek: Nero”

    Em suas solicitações para o mês de agosto, a editora IDW Publishing revelou a sinopse de três novas publicações baseadas em Jornada nas Estrelas.

    Star Trek: Nero #1 se passa dentro da cronologia do filme Star Trek e mostra o vilão Nero em busca da destruição da Federação. Escrita por Mike Johnson e Tim Jones, com arte de David Messina.

    Star Trek: Spock: Reflections #2, de Scott Tripton e David Tipton, é a segunda parte da história que mostra Spock em sua misteriosa missão. O que poderia ter levado Spock a desistir de sua nova vida em Romulus? A resposta começa aqui.

    Ainda nessa edição, uma história inédita do passado de Spock estralando o Capitão Christopher Pike. Desenhos de David Messina e Federica Manfredi.

    Star Trek Alien Spotlight: Q mostra o retorno de Q, o alienígena todo poderoso que vai tentar mais uma vez entender a natureza humana. Cabe ao Capitão Jean-Luc Picard derrotar Q e virar o jogo a seu favor. Escrito por Scott Tipton e desenhado por Elena Casagrande.

    Por favor pessoal, isso muito me interessa.

    Vida Longa e Prospera a Star Trek \\//

  43. NÃO ENTENDO UMA COISA, JÁ QUE QUEREM LUCROS PORQUE NÃO LIBERAM MAIS DINHEIRO PARA A PRODUÇÃO DO FILME?
    PORQUE NÃO CONTRATAM ESSES DIRETORES? OLHA O FATURAMENTO QUE ELES CONSEGUIRAM COM OS FILMES QUE DIRIGIRAM

    batman the dark knight custou 185 milhoes
    senhor dos anéis o retorno do rei custou 94 milhoes
    piratas do caribe o bau da morte custou 225 milhoes

    Peter Jackson (senhor dos anéis o retorno do rei faturamento: $1,119,110,941)
    Gore Verbinski ( piratas do caribe o bau da morte faturamento: $1,066,179,725)
    Christopher Nolan (batman the dark knight faturamento: $1,001,921,825)

    ISSO SÓ CONTANDO OS ULTIMOS 6 ANOS TODOS COM FATURAMENTO ACIMA DE 1 BILHÃO. O DINHEIRO QUE ELES TIVERAM NÃO FOI MUITO DIFERENTE DO J.J. E FATURARAM MUUUUIIIITTTO MAIS. SERÁ QUE ELES FARIAM MELHOR COM STAR TREK?

  44. Jean
    ST é um filme diferenciado e também não tem sua origem nos quadrinhos.
    Para popularizar ST, a ponto de um Batman ou superman, teria que mudar ainda mais o conceito deixando a coisa ainda mais vazia. A questão nem seria o investimento de mais dinheiro na produção.
    Não espero tanto para também não perder mais ainda na parte de roteiro e conteudo. Já estamos no limite, se comercializar mais (no sentido de popularizar na camada de mais baixo nível cultural) aí estaremos com mais uma franquia medíocre.
    Estou acostumado com “lagosta a termidor”, agora passamos a “Mclanche Feliz”, não gostaria de degustar “marmita de arroz e abobrinha” (com todo respeito ao arroz e abobrinha).
    Acho que um estudo sobre a forma de fazer, mesclando ação com conteudo, não apenas manteríamos o nível como ainda é um incentivo às novas gerações em estudar e fortalecer o caracter, o que está faltando muito em nossa sociedade consumista.
    abraços

  45. Espero que seja verdade, pois a Paramount nunca deu o devido valor à Jornada, sempre tratando a série como algo de segunda…

  46. Ao pessoal da Paramount do Brasil: o que vocês estão esperando para lançar as continuações de DS9 e Voyager???? Esqueçam essa coisa de remasterização. Façam isso após a apresentação de todas as temporadas completas.
    Ps: O victor, não entendi…que papo é esse que aqui no Brasil não foi sucesso?? Tá maluco?? Em todo cinema que foi lançado (inclusive no interior) teve casa cheia rapaz….

  47. Ainda continuo achando que a Paramount Brasil tá nas maos de um sabotador de Star Trek (deve ser praga do Khan, antes de morrer; ele tá cuspindo seu último suspiro em nós)

  48. O novo filme é bom, mas como não tem absolutamente nada original, não vale um trailer dos outros. Só me deu mais vontade de ver os antigos e foi o que eu fiz.

  49. Eu adoro as produções dubladas de ST que eu já ví até hoje.

    Agora, E as dublagens de Enterprise e da sétima temporada da Nova geração?! Não entendo que rasão se teria para não dubla-las. Achei um crime.

    E por falar em ST pra DVD, cade o restante de Deep Space 9 e Voyager?! Por que nem o Trek Brasilis se toca nesse assunto? Será que ninguem lembra dessas séries?

Leave a comment

Your email address will not be published.


*