Uma jornada de 50 anos

imageUau. Cinquenta anos. É um número bonito, redondo, cheio de simbolismo. Para uma vida humana, ele significa que provavelmente há menos dias à frente do que os que ficaram para trás. Para um produto da cultura pop, é o marco de uma perenidade rara e especial, transgeracional. Com a chegada do 8 de setembro de 2016, Jornada nas Estrelas se torna oficialmente uma senhora.

É difícil colocar em palavras, num momento como este, o quanto eu devo da minha vida a Jornada nas Estrelas. O gosto pela ciência, a filosofia humanista, a lealdade às amizades e o senso de admiração pelo desconhecido foram valores que se enraizaram em mim acompanhando as aventuras da nave estelar Enterprise, em sua missão que era para ser de cinco anos e acabou perdurando mais de cinco décadas.

Eu devo a Jornada nas Estrelas alguns de meus mais caros amigos. E não tenho vergonha de dizer que aprendi a me conduzir na vida, como ser humano e como profissional, com as tripulações da Frota Estelar. Nos momentos pessoais mais difíceis, eu ambicionei (e nunca cheguei lá, admito) a racionalidade implacável do sr. Spock, e quando assumi pela primeira vez um cargo de chefia, foi o estilo de comando do capitão Kirk que me inspirou (e não me faltaram almirantes e comodoros pentelhos, devo admitir!). Como jornalista, não houve entrevista mais marcante que a que fiz em 2003 com Leonard Nimoy.

A Nova Geração também tem um lugar especial em meu coração. Lembro-me de ver com meu irmão na TV Manchete, num loop aparentemente infinito, os episódios da primeira temporada. E quando finalmente o segundo e terceiro anos foram comprados para exibição no Brasil, pela TV Record e pelo canal pago USA (depois Universal Channel), o horário de exibição em casa ganhou o aspecto de um ritual sagrado — algo como se prostrar na direção de Meca para agradecer pelas graças alcançadas, após tantas frustrantes reprises.

Houve também a era do escambo de fitas VHS, com gravações de qualidades as mais variáveis, mas sempre tratadas com a reverência de relíquias sagradas. Acaba de me ocorrer que, quando você é moleque, a paixão por Jornada nas Estrelas pode se aproximar muito de um fervor religioso.

Depois passa.

Ou não.

Para mim, pessoalmente, tem sido um cinquentenário muito marcante. Tive a chance de, por ocasião de um evento para os fãs promovido em 20 de maio em Los Angeles, adentrar os portões arqueados da Paramount Pictures e conhecer os antigos estúdios 9 e 10 da Desilu, onde tudo começara. Também tive a oportunidade de me debruçar sobre as cinco décadas de história da franquia, acompanhado da minha parceira de escrita Susana Alexandria (e com vários de meus melhores amigos olhando por sobre meus ombros), no recém-lançado livro Jornada nas Estrelas: O Guia da Saga. E pude encontrar tempo, em meio a um momento profissional particularmente agitado, para reencontrar meu gosto pelo trabalho voluntário, como fã, num processo de revitalização do Trek Brasilis, que completa 17 anos em mais um par de semanas e ganha novo visual para acompanhar os novos tempos.

Por todas essas coisas, é inevitável a sensação de ver um ciclo se fechando, um reflexo natural de se debruçar sobre o que já passou, que certamente está contagiando todos os nossos editores e colaboradores (como o excelente artigo sobre o fanzine Trekker Report, escrito por Fernando Penteriche, pode atestar).

E ainda assim — e esta é a mágica de Jornada nas Estrelas — estamos como nunca com os olhos vidrados pelo futuro, pois o porvir da franquia parece estar às portas de uma nova era de sucesso, com a estreia de uma nova série, Star Trek: Discovery, em janeiro de 2017. E lá vamos nós novamente.

É inevitável, portanto, que o otimismo marcante da ficção criada por Gene Roddenberry e enriquecida pelo talento de tantos outros geniais artistas ao longo dos últimos 50 anos, transborde para além das telinhas e das telonas, contagiando-os a todos com a sensação de que o futuro promete.

Que venham os próximos 50 anos! Vida longa (e próspera) a Jornada nas Estrelas!

27 Comments on "Uma jornada de 50 anos"

  1. Maurício Oliveira | 8 de setembro de 2016 at 9:29 am |

    Parabéns!!

  2. Excelente texto, Salvador. E como é bom comemorar com a perspectiva de uma série nova e tendo um filme no cinema que agradou. Parabéns também a todos nós!

  3. Aos 50 anos, esta Jornada ainda é uma jovem dama. Vida Longa e Próspera, Star Trek!

  4. Que venham mais 50!!

  5. “Eu devo a Jornada nas Estrelas alguns de meus mais caros amigos. E
    não tenho vergonha de dizer que aprendi a me conduzir na vida, como ser
    humano e como profissional, com as tripulações da Frota Estelar.”

    Com esse singelo parágrafo, posso afirmar acima de quaisquer dúvidas que o senhor nos representa, caro amigo Salvador!

    Feliz aniversário, “Jornada nas Estrelas”. 🙂

  6. Fernando Penteriche | 8 de setembro de 2016 at 11:23 am |

    Salvador, nosso chefe aqui no TB, conseguiu mais uma vez expressar o que todos sentimos. É um prazer trabalhar neste site e poder colecionar ao longo de quase 30 anos como fã tantas pessoas especiais como verdadeiros amigos por conta de Star Trek. Parabéns a todos nestes 50 anos!

  7. Nelson Pieka Rivaldo | 8 de setembro de 2016 at 11:26 am |

    Deixe-me sonhar.
    Deixe-me admirar as estrelas e sonhar com aventuras.
    Sonhar com naves espaciais e novos mundos.
    Sonhar com a descoberta e a exploração.
    Sonhar com homens e mulheres trabalhando juntos,
    Juntos para melhorar a nós mesmo e a humanidade.
    Sonhar com um futuro melhor.
    Deixe-me sonhar, mesmo que não aconteça,
    Deixe-me sonhar, deixe-me ter esperança,
    Deixe-me sonhar, deixe-me assistir Jornada nas Estrelas.

    Feliz aniversário para a missão de 5 anos, que nunca teve fim.

    Vida longa e próspera.

  8. Rafael RafaData | 8 de setembro de 2016 at 11:30 am |

    Excelente texto. Permite uma proveitosa reflexão sobre a vida de um fã de Jornada Nas Estrelas no Brasil por todo esse período. Parabéns ao Trekbrasilis. Parabéns os Trekkers. Parabéns a Jornada e todos aqueles que a tornaram tão especial.

  9. Faço minhas as suas palavras!

  10. Legal. Ficou bem simples, mas didático para que conhece pouco ou nada de ST.

  11. -Salvador Nogueira, você respira ST né? Qapláh!!!!

    É uma pena que estejamos em um ano tão turbulento em nosso país… Isso ofusca muito o brilho dessa comemoração!
    Porém, 50 anos só se faz uma vez na vida… Parabéns a todos nós que sonhamos todos os dias com uma utopia tão fascinante quanto a de Jornada nas Estrelas! :^D

  12. Maurício Oliveira | 8 de setembro de 2016 at 3:32 pm |

    Muito bem feito esse material

  13. Maurício Oliveira | 8 de setembro de 2016 at 3:33 pm |

    Hoje à noite, assistirei “O Sal ta Terra”, em homenagem!

  14. A CBS não vai aproveitar a data especial pra anunciar mais detalhes da nova série não?

  15. Quem sabe em breve a humanidade tenha um primeiro contato com alguma civilização mais avançada e possamos usufruir de tecnologias e conhecimentos que nos permitam estar aqui para comemorar os 100 anos de Jornada nas Estrelas. E que nos próximos 50 anos as aventuras continuem indo aonde nenhum homem jamais esteve!
    Parabéns a todo o universo Trekker!

  16. GILSON P. DE FARIAS | 8 de setembro de 2016 at 7:53 pm |

    Minha Religião!!!

  17. Que lindo, Nelson! Parabéns!

  18. Parabéns, pessoal!!!!!!! Feliz aniversário para todos nós!!!

  19. Parabéns a todos !

  20. Parabéns a todos que colaboraram para essa maravilhosa saga desde os produtores, atores, roteiristas até nós, os fãs!

  21. Rafael RafaData | 9 de setembro de 2016 at 12:45 am |

    E nesse clima de comemoração, que irá se estender, aqui está o vídeo do Diagnóstico com spoilers de Star Trek Sem Fronteiras do Função Nerd:

    https://www.youtube.com/watch?v=xbunl7Dr5AI

  22. falou e disse tudo !!…. VLP !!!

  23. Chegamos aos 50 !!
    E a Jornada está apenas começando….

  24. Paulo Cesar Ceglia | 9 de setembro de 2016 at 12:52 pm |

    Esse é exatamente o sentimento dos 50 anos! Star Trek faz parte da nossa história de vida, ela se mistura com todos os fatos que nós vivemos. É engraçado pensar como isso tem impacto em acabamos sendo formados. Vida longa e próspera a todos!

  25. Vida longa e próspera, trekkezada!

  26. Cara tudo que vc escreveu é lindo. Do mesmo jeito que as pessoas da Frota ajudaram a construir um carater em vc o mesmo fizeram comigo e com certeza em centenas de pessoas. Hoje passo para os meus filhos e pra mim neta o que representa essa sra que de velha não tem nada. Os valores de Jornada nas Estrelas nunca sairam de moda, alguns podem até dizer que são passados, mas se vermos mais de perto todos eles ainda valem muito. Vida longa e prospera.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*