• Ricardo Pinheiro

    Como podcaster, eu sou chato c/ qualidade de áudio. E gravar no carro, apesar de ser divertido, aumenta as chances de um acidente e a qualidade do microfone do celular n é lá grandes coisas.

    Então, em nome da melhor compreensão do conteúdo (primoroso) apresentado pelo Fernando, eu voto pela gravação ser feita em um local mais propício do que o carro.

  • Fernando Rodrigues

    Obrigado, Ricardo! Irei conferir o seu podcast nos próximos dias!

  • Acho que isso se dá porque ele não consegue em outro horário.

  • OBA

  • SAREK

    O programa é de excelente qualidade. Os comentários do Fernando são sempre pertinentes e ponderados. Mas também há sempre o temor de que, sendo produzido no trânsito, possa trazer algum risco de acidente. A qualidade do áudio não é perfeita mas não me incomoda.

  • Victor Agmc

    O podcast pode ser gravado em qualquer lugar, enquanto estiver dirigindo, num estúdio de gravação ou até numa praça (só não pode no banheiro kkkk), o importante é conteúdo! Vou ouvir assim que chegar em casa. 😉

  • Victor Agmc

    Já não bastasse ter que esperar pelos episódios de ST Discovery toda segunda, agora temos uma descoberta do ESO – Observatório Europeu do Sul que será anunciada na segunda-feria, às 12h00 horário de Brasília.

    A última grande descoberta anunciada foi sistema Trappist-1, o que será revelado agora?

    Segundo o ESO, trata-se de uma descoberta “sem precedentes” e mais, “observações pioneiras relativas à um fenômeno astrofísico nunca antes visto”.

    http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2017/10/observatorio-europeu-anunciara-descoberta-astronomica-sem-precedentes.html?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=post

  • Victor Agmc

    Este site está listando todos os famosos “easter eggs” de jornada encontrados até agora em DSC, fico feliz em saber que eu pesquei todos eles! E vocês?

    http://www.gamesradar.com/star-trek-discovery-easter-eggs/

  • Victor Agmc

    A pesquisa de Paul Stamets (o cientista real e não o seu homônimo de jornada) está melhor explicada neste link.

    http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/11/141128_vert_earth_internet_natural_dg

    “Parece uma descrição da internet, mas estamos falando de fungos. Os fungos – sejam eles cogumelos ou não – são formados de um emaranhado de pequenos filamentos conhecidos como micélio. O solo está cheio desta rede de micélios, que ajuda a “conectar” diferentes plantas no mesmo solo.
    Muitos cientistas estudam a forma como as plantas usam essa rede de micélios para trocar nutrientes e até mesmo para “se comunicar”. Em alguns casos, as plantas formam até mesmo uma união para “sabotar” outras espécies invasoras de plantas, liberando toxinas na rede.
    Cerca de 90% das plantas terrestres têm uma relação simbiótica com fungos, que é batizada de micorriza. Com a simbiose, as plantas recebem carboidratos, fósforo e nitrogênio dos fungos, que também as ajudam a extrair água do solo. Esse processo é importante no desenvolvimento das plantas.”

    A ideia de Paul Stamets se aproxima muito com a ideia de natureza simbiótica e interligada que vemos no filme Avatar.

  • Victor Agmc

    Outra coisa que me fez lembrar de DSC essa semana foi a detecção matéria bariônica “perdida”.

    A matéria bariônica é a matéria comum, ela representa 5% de toda a matéria do universo (ou seja, aquilo que não é matéria escura e nem energia escura).

    Mesmo assim, a maior parte da matéria bariônica não era detectável. Porque a maior parte dele matéria corresponde a tênues filamentos de gás quente.

    A semelhança com a rede micelial de esporos vista em Discovery é que boa parte da matéria bariônica, desse gás quente, forma uma verdadeira rede, ligando todas estruturas e galáxias do universo em grande escala.

    http://2.bp.blogspot.com/-_aWsd5ambK4/U7nKF8jYWWI/AAAAAAAAQEE/5-dUG1Iddxk/s1600/20140121-001816.jpg

    Só não sei se dá para viajar por ela! hehe

    Quem tiver mais curiosidade, deixo o link do Space Today:

    https://www.youtube.com/watch?v=pQIr5Z6ZiuA

  • Victor Agmc

    Aos poucos gente vai entendo a ciência por trás de Discovery e ela não fica tão absurda assim.

  • João Luiz Silva Cruz

    Melhor fazer a gravação em um local “normal”, mas esse que fez agora ficou com um pouco de eco de ambiente, não consegui entender algumas palavras claramente.
    Sobre a Glen, ela estava em espaço perto dos Klingons então achei plausível ela ter sido destruída.
    Sobre o visual dos Klingons concordo, se for reparar a resposta dada em ENT arrumou e ao mesmo tempo não arrumou a questão. Se formos ver Kor aparece na série clássica com a testa lisa, e em DS9 já transformado em metaleiro desmiolado. Duas personalidades e dois visuais diferentes.