Abrams: Se você é fã, pode se decepcionar

jj-abrams-1O blog de Cinema do UOL comenta a respeito de uma coletiva de JJ Abrams durante a pré-estréia em Paris de Star Trek, ocorrendo com o tour mundial de promoção do filme. Um ponto de destaque citado por Taíssa Stivanin foi que o diretor avisa que o fã tradicional pode se decepcionar caso imaginar que a equipe criativa do filme vai lhe dar prioridade. Veja a seguir a declaração do diretor.

O diretor declarou, em entrevista ao UOL Cinema, que o filme não foi feito para os fãs da saga, apesar do respeito que tem por eles. “Tentamos ser coerentes com aquilo que poderia preocupar os fãs: a história, os personagens. Mas se você é um fã, pode se decepcionar. Na verdade, você não precisa entender o passado de ‘Star Trek’ para aproveitar do filme. Eu não fiz isso.”

A matéria completa do UOL você pode conferir aqui.

O tom “Brace For Impact” dirigido ao fandom mais tradicional de Jornada não é algo recente — por exemplo, um artigo da MSNBC alguns dias atrás lembra que Abrams já havia feito outros comentários que sugeriam claramente uma preocupação mais com o público em geral, como uma declaração para o Los Angeles Times, “Eu poderia fazer este filme para leitores da Nacelles Monthly que se preocupam apenas em como os motores da nave se parecem. E ainda assim iriam encontrar algo para odiar não importa o que eu fizesse.”

Esta última em particular deixa bem claro que ele está ciente que não tem como agradar a gregos e romulanos, então é melhor nem tentar este caminho. Segundo o que comenta, a trama básica é seguida, a essência respeitada, mas não espere que cada molécula esteja no mesmo lugar. Resta ver até onde vai isto ou não.

64 Comments on "Abrams: Se você é fã, pode se decepcionar"

  1. Desculpe novamente o assunto fora do tópico, mas tem uma matéria bem legal sobre dublagem de ST, no site do cinema com rapadura.

    http://www.cinemacomrapadura.com.br/blog/

  2. Não tenho certeza se esse filme será realmente bom, na verdade, a cada noticia nova que aparece, vou me descepcionando ainda mais, estou muito cético quanto se esse filme será bom para os trekkers.
    Éssa é uma prova concreta de que $J$J$ não se importa com os fãs de Star Trek, é só quer ganhar dinheiro e fama com esse novo filme. Ele está querendo fazer com que Star Trek se pareça mais com Star Wars. parece que a unica coisa boa desse novo filme é que agora estão lançando mais coisas de Jornada no Brasil, como a série classica e os filmes remasterializados, almanaques de jornada nas estrelas, entre outras coisas. Segundo as palavras do $J$J$: “Se você é fã de Star Trek, pode se Descepcionar”. Não sei quanto a vocês, mas eu acho que Abrams ira destruir tudo o que Gene Roddenberry criou, ele irá destruir 40 anos de história, 5 séries de TV, 10 filmes, em apenas um filme, e ainda quer continuar com essa coisa em mais outros filmes. Eu súportei a morte do Kirk, eu suportei a morte da Jadzia, eu suportei a morte do Data, mas a destruição de Vulcano e o recomeço de toda a franquia eu não posso suportar. Se esse filme for como eu penso que será, nós Trekkers deviamos pediar a cabeça de Abrams e da tal “suprema corte. A Paramount parece estar desvalorizando suas grandes criaçoes, daqui a pouco vão querer recomeçar a trilogia do pderoso Chefão, do Indiana Jones e de outras também. Por mim, deveriam fazer um filme continuando a estóri pós-nemesis, com a nova geração, ou com a deep space nine, ou com a voyager, ou com uma nova tripulação, pelo menos assim não estragariam toda a fraquia tentando recriala a um estilo rídiculo e sem intelegencia como Star Wars. A essencia de star trek é mais intelectual e filosófica, mas não, Abrams quer fazer um filme de ação sem nada da essencia de star trek.
    Imaginem, logo agora que as cinzas de Roddenberry e de sua esposa serão lançadas ao espaço com várias homenagens dos fans de sua genial criação, vem o $J$J$ e sua equipe fazer um filme que destroí a essencia de star trek. Roddenberry não gostaria de ver sua maior criação, a maior obra de ficção cientifica da história ser manchada e destruida desse geito. Mesmo estando cético quanto ao filme, irei velo no cinema para confirmar se estou certo ou errado. Eu queria estar errado quanto a meus maus precentimentos pois, ninguém gosta de ver a o bra que mais aprecia ser destruida por alguém que nunca sequer havia assistido ou muito menos apreciado ela. Gostaria que esse filme fosse dar maior importanci aos trekkers que acompanharam Star Trek em toda a sua jornada até aqui, mais infelizmente eu acho que esse filme irá mudar para pior tudo o que conhecemos em star trek. Como eu vi em um dos spots de tv do novo filme dizia: “Esse não é o Star Trek dos seus pais”, isso quer dizer que abrams quer mudar tudo, quer recomeçar. Mesmo com os fracassos de alguns filmes de jornada, eu ainda prefiro filmes como o inssurreição e o nemesis, que mesmo não sendo lá aquelas coisas, ainda assim mantinha o universo de star trek sem fazer alterações bruscas e terriveis como esse novo filme irá trazer. 40 anos de história e ai vem um forasteiro que nunca sequer assistiu a algun filme ou episódio de jornada, e já quer mudar tudo, fazer tudo do geito dele. Estou muito chateado com o Nimoy também, que aceitou participar desse filme que irá fazer com que o trabalho dele e de outros em filmes em séries anteriores, não valerem mais nada. Espero estar errado quanto a isso tudo, e ainda tenhom esmo que uma quantidade microscópica de esperança, de que esse filme não será tão ruin para os trekkers como eu penso. Mas o que resta fazer é esperar o dia 8 de maio para tirar a prova de se o filme será bom ou não para os trekkers.
    Eu acredito que esse filme será muito bom, se ele fosse um filme de ação de outra produção, que não tenha nenhuma ligação com star trek, acho que iria gostar de um filme assim cheio de ação, mas não adorar, se ele fosse outra obra, mas o fato de que será de star trek, esse filme que só tem batalhas e mais batalhas, com star trek não combina. mesmo séries como deep space nine e voyager, que tinham bastante batalhas, ainda assimtem a essencia de star trek, com filosofia, conteudo intelectual, e assima de tudo, não alterava e nem destruia tudo o que já havia sido criado, eles só davam continuidade ao universo Trek, e se mantinhão na realidade no universo de star trek, com os conceitos e ideologias classicas de Jornada. O que não é o caso do novo filme. Sinceramente, eu estou com muito medo do que vereei no cinema, estou com medo de ver tudo aquilo que eu sempre amei ir por água abaixo. Ainda acredito e espero que sejá diferento do que eu prevejo, mas é esperar para ver.
    Star Trek deve ser feito de Trekkers para Trekkers, e não de um sujeito que disse gostar de star wars e que nunca viu jornada antes, querendo ganhar dinheiro, para conquistar pessoas que nunca apreciaram o genero Sci Fi, e que só irão ao cinema para ver ação e batalhas espaciais.
    Desculpem-me pelos erros de portugues. E é melhor eu parar de falar agora, porque se eu continuar a falar, iria ser necessário uns 10 posts aqui. Éssa é a parte principal da minha opinião sobre o novo filme, mas não quero continuar a falar se não eu não paro mais de expressar a minha opinião. Respeito a opinião dos outros sobre o novo filme e espero que respeitem a minha, e que reflitão sobre o que eu disse. E é isso, valeu pelo tempo que gastaram lendo meus posts. Isso não é tudo, mais é o mais importante do que eu acho. Obrigado e atá mais.

  3. Henrique Hübner | 15 de abril de 2009 at 11:04 pm |

    No comments… nem merece mais a sapatada. (risos)…

    Pô pessoal… a Amazon baixou o preço da primeira temporada de TOS remasterizada em blu-ray… beleza!

  4. Eu só vou me preocupar com uma coisa: a manutenção da visão otimista de Gene Rodenberry de que a humanidade evoluiu social e culturalmente, na mesma proporção da tecnologia. Se isto for respeitado, vou apreciar qualquer mudança dramatica, como a destruição de Vulcano. Agora se isso for mudado, vou cair de pau em cima, tanto aqui como no TrekBBS, e com um peso que ninguem aqui conhece, porque será uma espécie de zumbi, vampiro sugador de dinheiro, um morto-vivo sem alma.

  5. A revista Nacelles Monthly existe mesmo???

    Alguém aqui sabe se tem fotos INTEIRAS da “Edselprise” nas últimas edições dessa revista?

    Onde consegui-las???

  6. O JJ podia ter ficado calado.

    Esse filme precisa estrear logo, senão a internet vai explodir de tanta polêmica.

  7. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 12:06 am |

    post 5: claro que existe… existe em mais uma descortesia do JJ para com os fãs Trekkers… rs…

    mas tem uns links de imagens da revista fake no google… é como se fosse editada no sec. XXIII com entrevistas aos personages de ST…

  8. Vocês trekkrentes fundamentalistas inerrantistas, que defendem um cânone fechado contra toda heresia e apostasia, são uns delirantes iludidos!

    A franquia estava há muito tempo em franco declínio, e na época do lançamento de Nêmesis, atingiu seu derradeiro nadir! Não haveria mais quaisquer filmes de Jornada. A franquia estava morta e enterrada. Nêmesis foi o último prego no caixão da maior série de ficção científica da história. Faturou apenas 40 milhões de dólares nos cinemas. Se a Paramount tivesse lançado mais um filme após Nêmesis com os mesmos produtores e roteiristas, teria faturado menos de 20 milhões de dólares, e o próximo não passaria dos 10 milhões.

    Surpresa! A Paramount resolve apostar de forma tremendamente arriscada, e tenta ressuscitar a franquia com uma equipe inteiramente nova, investindo mais de 100 milhões de dólares na produção! Nós que nunca mais iriamos ver um filme novo de Jornada, estamos testemunhando uma vera ressurreição, e de altíssimo nivel! Se tudo der certo, a franquia renascerá como um fênix das cinzas, e a Enterprise navegará o cosmo novamente por mais 40 anos!

    Que direito temos nós de reclamar!?!?

    Então pasmem, o que fazem os trekkrentes fundamentalistas fanáticos? Exclamam “heresia”! “Apostasia”! Condenam a milagrosa ressurreição da franquia como apócrifa, defendendo cegamente um cânone fechado. Pelo visto, prefeririam que Jornada permanecesse uma franquia morta, enterrada, irrelevante, decomposta a sete palmos e para sempre esquecida.

    Acordem trekkrentes! A ortodoxia é um túmulo, mas a heresia é um berço, do qual surge nova vida!

    Live long and prosper!

  9. É isso ai JJ!!!

    A melhor coisa que ele poderia fazer é chutar uns traseiros!!!!

    CHEGA DE CONDESCENDÊNCIA…CHEGA DE COUNTDOWN…CHEGA DE JUSTIFICATIVAS…OS “FÃS” (TECLA SAP) VÃO CHIAR DE QUALQUER JEITO MESMO!

    ADIOS, ARRIVEDERTE, SAYONARA, HASTA LA VISTA, AU REVOIR, SO LONG, BYE BYE CÂNON!

    VIVA ST 2.0 !

    e é muito bem vinda…

  10. Disclaimer: acima argumentei minha opinião sincera, não dirigida a qualquer pessoa em particular. Não tive a intenção de escrever uma “flame bait”, mas talvez alguns interpretem desta forma. Retrospectivamente percebo que usei termos fortes.

    Se a moderação achar conveniente deletar minha postagem, compreenderei perfeitamente e não objetarei.

    Live long and prosper!

  11. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 12:30 am |

    Post 8: tá ganhando para defender o JJ? Pede emprego pre ele… rs…

    Alías, bato palmas para o RDM… nunca foi hipócrita nas sua proposta para BSG… da qual fiquei (mais) fã… (já viu o novo spin off?)

    Mas tudo bem… quando entender qual é o foco das reclamações vai perceber que tudo na vida é “mais ou menos”, e neste caso prefiro ser “corneteiro” a ficar de mimimi babando por quem disse que ia fazer uma coisa e fez outra completamente diferente do que prometeu…

    A principal delas foi de que iria respeitar o canon… e entre respeitar e fazer referências vai uma distância grande…

    Pra quem não aconpanhou esse processo de marketing, parece mesmo que os críticos são corneteiros… e somos mesmo… não gosto de ser enrolado!

    Mas nem por isso deixarei de assistir ao filme no cinema… e mais: gosto não se discute! é apenas questão de opinião… uns são corneteiros… outros ficam de mimimi!

  12. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 12:32 am |

    Post 9: Belo exemplo de troll às avessas…

  13. Henrique,

    Não estou babando para o JJ, pois sequer assisti a seu filme.

    Duvido que será um filme ruim. Pelo menos, muito provavelmente será melhor que “The Final Frontier” e “Insurrection”.

    Não há informação suficiente para sabermos se o Cânon foi realmente desrespeitado. Linhas de tempo alternativas não são novidade alguma em Star Trek, e não necessariamente desrespeitam o cânon.

    De qualquer forma, por piór que seja o filme de JJ, ele representa um recomeço. Uma nova chance. Eu já tinha perdido as esperanças de ver um novo filme de Jornada.

    Se sacrificar o cânon é o preço de continuar indo onde nenhum homem jamais esteve, que assim seja!

    Live long and prosper!

  14. Uma coisa é certa. Esse é um caminho sem volta.

    O Canon de Star Trek foi definitivamente apagado.

  15. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 12:58 am |

    Post 13: Mas esse é o ponto Alex… era pro JJ desde o início abrir sua proposta para ST afirmando que o Canon teria apenas referências… Os spoilers apresentados pelo Trek Brasilis confirmam isso… os trailers confirmam… essa questão de nova linha temporal é totalmente descenecessária…

    Parece mais uma coisa que foi usada para dispensar o Shatner, com aquela história de continuidade… (eu não tô nem aí se ele deve voltar ou não para ST)

    Desde que começaram a fazer filmes de ST para o cinema já tivemos algumas viagens no tempo… eu pessoalmente acheva que era uma premissa desgastada!

    O ST se propunha era a exploração espacial, e dilemas a serem superados, coisa que TOS apresentou com maestria, mas nenhum filme do cinema explorou coisa alguma, daí eu acreditar que os filmes não foram sucessos extrondosos, exceto por ST:

    O novo ST vai com certeza vai ser em estilo SW…
    enquanto em TOS Kirk era Horatio Hornblower, no novo filme será Hans Solo (palavras de Chris Pine)!

    Esse é o ponto, o JJ disse que respeitaria ST, e não, a proposta e completamente diferente…

    Se JJ tivesse dito desde o início que essa não seria a ST dos pais dos trekkers, a supresa indignada não teria acorrido com os fãs que se amarram no canon!

    abs….

  16. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 12:58 am |

    Post 14: concordo…

  17. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 1:00 am |

    Post 15: leia-se “… exceto por ST:A Ira de Khan”

  18. Faltando poucas semanas pro filme e JJ perdeu a chance de ficar calado….

  19. Henrique,

    Talvez o JJ realmente tenha sido hipócrita (saberemos com certeza apenas quando assistirmos ao filme) e inicialmente divulgado uma proposta enganosa.

    Mas o que realmente importa isso?

    O cânone ainda existe, e teoricamente ainda pode ser continuado. De fato, o cânone ainda continua na literatura. Leia os livros de Star Trek: Titan e veja você mesmo.

    Uma linha de tempo alternativa apenas amplia possibilidades.

    Veja a série Terminator: The Sarah Connor Chronicles. Segue uma linha de tempo alternativa a partir de T2 e ignora totalmente T3. Já o novo filme Terminator: Salvation é sequela de T3, ignorando a série. Dois universos paralelos representam duas vezes mais opções para contar novas histórias. Eu não tenho problema algum em curtir as duas trajetórias paralelas de Terminator.

    E com certeza essa reciclagem de Star Trek não será tão radical quanto a nova Battlestar Galactica, com Starbuck mulher e tudo! Você mesmo gostou!

    Esqueça o JJ! Relaxe e goze!* Rsrs.

    LL&P!

    *confesso que estou mais ansioso para ver este filme que os passageiros da TAM estavam para viajar, ante a crise aérea e o overbooking. Não estou nem um pouco “relaxado”. Aliás, não sou eleitor da Marta.

  20. Para os fãs tradicionais o jeito é se contentar com a New Voyagers – aqueles seriados feitos por fãs
    JJ simplesmente arranjou um jeito com que essa viagem no tempo recriar uma jornada ao seu modo respeitando elementos existentes até então: Enterprise, personagens, federação…
    Afinal, com o futuro incerto, pode-se fazer o que quiser.
    PS – o passado foi alterado para federação e os inimigos que estão fora do espaço da federação, mas estão a caminho do quadrante alfa, como os borgs, o devorador de planetas, v’ger. É uma forma de retrabalhar todos esses encontros no futuro para outros seriados… A vinda do senhor Nimoy como velho Spock foi uma forma de trazer os fãs ligados ao antigo canom ao novo que esta Suprema Corte esta redesenhando. Pode nao agradar a todos, mas foi uma jogada inteligente e com muita imaginação. Estou mudando meu ceticismo para um otimismo moderado. Mentes jovens, ideias novas!

  21. Bem que eu (e alguns outros daki) falei antes: Deste filme a melhor coisa foi os quadrinhos! Jornada em essencia ao Extremo!

  22. O J. J. está falando demais. Em boca fechada não entra mosca. Ele deveria ser positivista e deixar cada um ter a sua opinião. Este tipo de comentário só pode baixar o número de pessoas para assistir. Muitos podem até esperar para baixar na internet gratuitamente e ter pior avaliação do filme ainda.
    Ele pode ser um grande cineasta, mas é melhor ficar de boca fechada, rpincipalmente neste estágio do lançamento.
    Se o filme já tivesse estreado, não teríamos este triste comentário ….

  23. Será que eu vou ter que arrumar as trouxinhas e me mudar para outros tempos…?
    Sabe, eu tenho um amigo que abobina Star Trek, ele não gosta, detesta e odeia… Sempre aquela reclamação: “Que eles falam de mais e coisas que não se entende…” quando eu mostro o filme do Primeiro Contato para ele, ele já muda de opinião. Diz que todos os filmes de jornada deveriam ser daquele jeito… Aí me vem o que foi dito, sobre agradar a gregos e romulanos.
    Será que eles tem razão em não seguir esse caminho? Será que é IMPOSSÍVEL criar um filme de Jornada Nas Estrelas que seja capaz de agradar a gregos e romulanos…?

    Pessoalmente eu duvido, acho que o projeto deveria ser colocado nas mãos da pessoa certa, nas mãos de pessoas que conheça a essência de Jornada nas Estrelas, mas que também conheça o que o publico em geral quer assistir num filme.

  24. Psicologia reversa.

  25. Eu prefiro qualquer Jornada a nenhuma Jornada!!!

    A franquia estava morta gente!!! Lembrem-se….

    Do mesmo modo que agora chamamos BSG2004 de nBSG (que por sinal é EXCELENTE!), chamaremos ST2009 de nST.

    Se não fosse JJ a fazê-lo alguém faria…para nossa sorte ele tem talento!

  26. Marcus Adriano | 16 de abril de 2009 at 8:42 am |

    Pessoal, ele sabe que mesmo com receio os fãs irão conferir o filme. Ele precisa agora é trazer os não fãs (uma coisa que tenho tentado fazer é avisar aos colegas do filme vindouro).
    Muita gente com que eu falo faz cara feia dizendo “jornada, muito chato”, essas coisas. A franquia só irá mais 40, 80 anos no futuro se os fãs se renovarem. caso contrário, acaba alguma dia. Pensando assim, não tem jeito, tem que abrir a mente e fazer um filme mais “globalizado”. Outra forma é trazer o adolescente atual para a franquia. Isso não será possivel mostrando uma série dos anos 60 (até 80,90). Mudanças são bem-vindas.
    Uma linha possivel a seguir seria com desenhos (vide Clone Wars que não vejo mas chama a atenção dos mais novos).
    Espero que o filme traga novamente Star Trek ao seu devido lugar, rumo ao infinito

  27. Pronto… agora sim, os fãs xiitas e pessimistas de plantão (leia-se mumificados) devem estar beeem felizes!!! Tem bastante material para autocomiseração e para se sentirem os baluartes defensores da chama sagrada.
    Do meu lado, acho bem coerente o que ele disse até agora, que manteve o essencial de jornada, mas refez o universo da clássica…
    E sim, fizesse o que ele fizesse, haveria quem o odiasse…
    Quem falou aí em continuação de Nemesis, por Deus, sem comentários…
    E porque mencionar o cara com cifrões ($J$J)?
    Pergunto: 1) queriam que ele trabalhasse de graça??
    2) Alguem aí não gosta, ou está rasgando dinheiro??
    Adoro Jornada ha muito tempo, mais de 30 anos, para poder torçer para dar certo, para se renovar. Renovem-se tambem.
    Xiitas e cassandras… get a life!!!

  28. Eduardo Cordeiro | 16 de abril de 2009 at 9:42 am |

    Alguns posts aqui representam mostram exatamente o porque me afastei dos “fãs´´ de Star Trek, principalmente os mais novos. (e olha que tenho somente 25 anos).
    Em post acima, um cara até usa de um neologismo ofensivo a seguidores de uma determinada religião para atacar quem não concorda com Abrams e sua visão.
    O que parece é que tem gente que PRECISA que este filme seja excelente, ou melhor, que faça muito dinheiro, para poder fazer chacota dos fãs que não queriam essas mudanças.
    Incrível caras atacando os fãs usando palavras como “múmias´´.
    Incrível tambêm, caras como esses que ainda se dizem “fãs´´ de Star Trek.
    Incrível tambêm a publicidade do filme incluir uma Tagline tão pedante e ofensiva como “Este não é o Star Trek dos seus pais´´.
    E depois ainda vem gente falar de IDIC.
    Ah tá, me esqueci, o IDIC do Abrams não inclui os fãs velhos e reacionários como eu, por exemplo.
    Pelo menos é o que as declarações do cara deixam transparecer.
    E é lógico que irei ao cinema na primeira sessão se possível conferir o filme (assim como fiz com TODA produção de Star Trek desde que comecei a assistir aos 7 anos de idade na extinta TV Manchete).
    Se for um filme de Jornada, ótimo. Se não for, muito obrigado, pego o trem de volta para a estação anterior, onde encontrarei meus velhos amigos, todos reacionários e retrógrados devidamente eternizados em uma obra grandiosa.

  29. Acompanho st desde garoto – ainda estava na dúvida se st era mais ou menos legal que perdidos no espaço – por muito tempo gostei mais dos perdidos, mas o tempo foi passando e passei a admirar mais o ST.
    Vou fazer uma outra analogia – acompanho F1 desde os tempos de Emerson Fittipaldi – passei por Piquet, Senna, rubinho (não achei letras menores) e agora Massa.
    A F1 precisava de um reset – foi feito – veja o resultado (pra quem gosta) – uma modalidade praticamente nova e que tem assistido corridas e treinos está gostando muito – foi feito um retrocesso em tecnologia, tudo mudou e as corridas estão fantásticas. Não é a primeira vez que faço essa comparação aqui to Brasilis.
    Acho que o mesmo está sendo feito com ST – qual o problema em colocar um pouco de SW na franquia – é simplesmente um tempero diferente – SW é 10 anos mais nova que o último episódio de TOS – será que o novo não vale nada????.
    Vamos todos ao cinema com as namoradas e namorados, passar uma boa noite de sábado assistino coisas novas que nos remetem ao velho.
    Garanto a vcs amigos do TrekBrasilis. – não vai doer nada.

  30. O tom está mudando. Antes ele dizia que er aum filme para ambos os públicos.
    Tá na cara que mudou d+.

    Só depois do filme eu vou dar minha opinião final.

  31. Post 14:

    MAS… quer dizer então que não haverão mais DVDs dos filmes e das séries nas locadoras e para venda? Foram todos “apagados”?

    MAS… quer dizer então que não haverão mais livros e revistas da série para serem comprados em bancas, livrarias e sebos? Foram todos “apagados”?

    MAS… quer dizer então que não nos lembraremos mais de NADA da franquia até aqui? Nossas memórias foram “apagadas”?
    .
    .
    .

    … do que eu estava falando mesmo???

  32. Leandro Martins | 16 de abril de 2009 at 10:18 am |

    Oquei, a Moderação está querenco colocar uma idéia nova no tópico, que parece até agora ninguém pensou: que tal se ambos os lados na discussão aqui pararem de querer se meter a estabelecer arbitrariamente quem é ou não é fã de Jornada, ou se fulano ou ciclano é mais ou menos dedicado em admiração à franquia? E em cima disto, também pode-se aproveitar e se manter as argumentações livres de possíveis flames ou coisas que levem a isto.

  33. Me considero um trekker moderado, mas do tipo que sempre defende a(s) série(s) quando comparam com, por exemplo, Star Wars – que, por sinal, é muito diferente e da qual eu também gosto. Acho que a franquia toda tem coisas geniais, muitas vezes visionárias, mas também tem momentos onde a qualidade e a preocupação com o público caíram para níveis abissais. E isso é normal, afinal estamos falando de um produto de entretenimento sujeito à milhares de fatores que podem influenciar positivamente ou negativamente no resultado final. E parece que isso é esquecido pelas pessoas.

    Para alguns ST tem um valor sentimental muito alto, pode significar muito. MAS… pensem bem: vale a pena toda essa celeuma em torno de um filme? Aliás, em torno de um filme que ainda NEM estreou?
    Vamos tomar como exemplo o ST II – A Ira de Khan. É um dos meus favoritos (ao lado do ST VI), mas tem outro clima, outra estética, quando comparado com a Série Clássica. E ainda assim está no cerne do tão amado “cânone”. Imaginem se na época houvesse internet? Algumas pessoas iriam encarar o filme com o mesmo tipo de preconceito e se afastariam (ou pior: condenariam) um baita filme de ficção.

    Resumindo meu argumento: ST é um pouco de produto, mas é um pouco de arte também. E não deveria ser objeto de um culto. Eu prefiro encarar o filme com a mente aberta, sem preconceitos, e analisá-lo como eu analisaria qualquer outro filme de ST. ST V? Passo longe! Eu acho o filme uma m&[email protected]! Faz parte do cânone? Para mim, sinceramente, tanto faz! Azar de alguns fãs, que em nome de uma regra inventada sabe-se-lá-porque e sabe-se-lá-por-quem, ficam aturando um monte de baboseira e entrando em flame wars intermináveis.

    Se o novo filme merece ser criticado (e isso saberemos após o lançamento e após assistirmos), que seja por bons motivos – roteiro, direção, atores, etc. – e não apenas por uma crença inabalável nos cânones de ST. Qual é, afinal, o problema com o reset button da viagem no tempo, além do óbvio fato da idéia ser um pouco recorrente em ST? Com um pouco de “suspensão de descrença”, pode ser que todos curtam o filme, como fazem com todos os episódios e filmes clássicos que utilizam o mesmo recurso.

    É isso… parabéns ao povo do Trek Brasilis pela cobertura e… hahaha… QUE VENHA STAR TREK 2.0!

    Abraços,
    MR Spiess

  34. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 10:29 am |

    SPOILER
    Post 31: Não é que tenha morrido… a colocação feita no post 14 tem sentido de que na nova proposta de ST ao que chamamos de canon são meras referências, lembranças desconectadas do antigo ST.

    Por exemplo: No canon Vulcano nunca foi “explodido” e a turma de TOS até visitou o planeta no “Pohn Fahr” de Spock, no novo ST ele agora será mera referência pois nem existe mais…

    Então é como bem lembrou o Ralph Pinheiro… esqueçam o canon… ST mudou.

  35. 28 ^ Eduardo
    Amigo, você enfiou o dedo no olho na ferida! 🙂
    >Em post acima, um cara até usa de um neologismo ofensivo a seguidores de uma determinada religião para atacar quem não concorda com Abrams e sua visão.
    R: Com certeza! É por causa de pessoas assim que eu estou pensando em deixar de comentar nesse espaço, que por sinal é um site maravilhoso criado por pessoas que sabem do que estão falando e que gostam de pelo menos uma coisa que eu: “Jornada nas estrelas”. O problema, já mudando de caso, é que tem pessoas que preferem ver uma obra que você tanto adora toda modificada (Preferem ver a coisa dando barris de dinheiro), mas com o nome de Star Trek, obra esta que já tem toda uma história, todo um parâmetro de criação, toda uma FILOSOFIA. E a alegando é sempre o mesmo, que se trata de mudança de época, porque os tempos estão mudando e você precisa mudar também (Um cassete!) e aquele lero- lero de sempre. Para mim não importa se Star Trek vai ou não fazer aquele sucesso estrondoso, para mim importa que eu vá gostar de Jornada Nas Estrelas (Sim! Eu sou mesquinho e aí?!), que seja respeitado e mantido a concepção original.
    Porque?!
    Simples, Jornada nas estrelas se diferencia pela sua estrutura, pelo modo como os personagens resolvem os problemas, pelos quebras cabeças de moral, pela luta contra um MONTE DE FALHAS MALDITAS que estão entranhadas na carne humana. Jornada nas estrelas é sobre isso, é sobre melhorar a si mesmo. Apague isso e deixa de ser Jornada, se for pra mudar tudo o que conhecemos sobre jornada, que mude de Star Trek par Star War ou para qualquer outra denominação.
    > Este não é o Star Trek dos seus pais.
    R: Me perdoe por estar manifestando a minha humilde opinião com a mesma delicadeza de um elefante pisando em ovos. Mas eu me sinto estuprado toda vez que eu leio coisas desse tipo. Se você é da nova geração, quero deixar bem claro que eu não quero ofender ninguém, mas Jornada nas Estrelas é Jornada nas Estrelas por “N” fatores. Se esse fatores forem dixados de lado, eu não vou reclamar se ficar parado no MEU tempo.
    E mais uma coisa Eduardo, to contigo e vou fazer o mesmo que você disse em sua ultima declaração. Vou assistir sim o filme, mas se não for Star Trek, pego minha velha Galaxy Class e volto pro meu mundo que eu tanto gosto. Vou dar este voto de confiança pro JJ mesmo depois de todo o que fora dito até o momento em que eu for assistir o filme.

  36. Galera, eu sei que é difícil, o JJ fala besteira como essa pra espantar os fãs antigos, mas vamos ter calma.

    Eu vou imaginar que agora serão TRÊS UNIVERSOS separados. o de JJ, O Original e o Espelho.

    Então vai ter mais jornada ainda, basta escolher o Universo desejado e pronto.

    Se tiver mais seriado do universo original BLZ, se tiver so espelho blz, se tiver do abrams blz.

    Vamos pensar que apesar dessas #@@#%$$#@%#$ que ele fala, está expandindo a franquia para Universos paralelos.

    Lembro de um Ep. de TNG (acho que foi até comentado aqui), que uma das enterprises teve seu universo bastante assimilado pelos borgs, ela estava bem avariada e se não me engano ainda foi destruída pela enterprise orignal e mais umas milhares de outras enterprises, que episódio maluco.

    Só falta ter um Universo alternativo que teve alguma revolta de robôs e destruiu a raça humana toda… hehehhe

    Abrams perdeu uma grande chance de ficar calado.

  37. Acho que existe um sentimento de exagero nessa reação toda à declaração do JJ Abrams.

    basta ver o novo trailer que saiu hoje para ver que as mudanças não são tão grandes assim:

    http://www.youtube.com/watch?v=g90C7qyR1Qk

  38. Post 28 e 35.

    Estou com vocês…

  39. Post 37:

    Uahahaha!!! Hilário! Eu ainda fico espantado com a criatividade desta galera…

  40. Primeiro Oficial | 16 de abril de 2009 at 11:39 am |

    Acho engraçado.
    Quando TNG estreiou, teve gente dizendo que o mundo iria acabar, porém depois da terceira temporada, onde a serie ganhou premios, seus personagens vida e principalmente renovou a franquia todo mundo adorou, sugirma mais fás e o mundo não acabou, pelo contrário, se tornou mais belo.
    Agora, o mundo volta a ficar feio, sem graça, parece até um preludio da lenda MAIA, onde diz que mundo vai acabar dia 12/12/2012 as 12 horas, 12 segundos…No nosso caso o mundo vai acabar em 08 de maio num cinema proximo a sua casa.
    Pelo menos para alguns. Para mim ele irá se renovar.
    Vida Longa e Prospera.

  41. Primeiro Oficial | 16 de abril de 2009 at 11:48 am |

    Outra coisa engraçada.
    ENT foi uma serie na minha opinião muita boa, respeitou toda a cronologia de ST, porém nossos xiitas de plantão não deixaram por menos, criticaram até não poderem mais. Criticaram até afastar novos e antigos fás de ST, resultado a serie que estava cada vez melhor (na minha opinião) teve sua sequencia interrompida.
    VOY é odiada por muitos e DS9 também muito criticada, porém todas guardam a essencia de ST.
    Mas os xiitas não aceitam a inovação, a utilização de novos recursos, etc..
    chega de criticas….
    Vamos ajudar a renovar a franquia e não enterra-la de vez.
    se depender de mim vou assisitir 10 vezes, 100 vezes se preciso.

  42. Henrique Hübner | 16 de abril de 2009 at 11:49 am |

    Tá ficando legal e complexa a nossa comunidade Trekbrasilis… tem fake, tem troll, tem corneteiro, mimimi, xiitas e liberais republicanos, fãs dicotomistas… um barato! 🙂

  43. 40 ^ Primeiro Oficial:
    Eu li sobre isso no Livro do Nimoy, ele até manifestou suas reservas com relação a esse novo caminho a trilhar. Mas existia um elemento fundamental naquela época…:

    “Gene Roddenberry”

    Mas isso não quer dizer que represente um fracasso ao novo filme com a subtração do grande mestre, fracasso ao novo caminho que esta prestes a ser apresentado.

    Eu ainda estou esperançoso.

  44. Eduardo Cordeiro | 16 de abril de 2009 at 12:56 pm |

    Não sou xiita (outro apelido pejorativo), tanto que abracei Star Trek Enterprise.
    Tampouco sou contra o novo filme, tanto que adorei os trailers até agora e estou aguardando com inquietação o novo filme.
    O que dá um dissabor é o Abrams constantemente lembrando, que na ótica dele, a franquia como um todo não é boa o suficiente para as pessoas “cool´´ e que precisava de um grupo de pessoas iluminadas como ele para que o negócio desse certo.

    E Star Trek está parecendo time de futebol em boa fase, aparece um monte de gente que sempre critica, e não comparece para dar opinião e tirar uma casquinha.

    TOMARA que seja bom, mas é a primeira vez desde que comecei a assistir Jornada, que vou ao cinema com o freio de mão puxado por estar apreensivo com o resultado final.

  45. POST 37:

    AHUAHUAUHAUHAH

    Essa galera é criativa demais! ehhehee

  46. Isso me lembra algo engraçado que aconteceu quando eu estava na fila da pré estréia de “Star Wars: Revenge of the Sith”…

    Eu estava descontraidamente conversando com uns caras vestidos de Obi-Wan, Luke, et cetera (eles seguravam sabres de luz e tudo), enquanto a sessão não começava. Fiquei umas quatro horas na maldita fila, e obviamente puxei conversa com o Han Solo e o Yoda ao lado. Depois de muitas risadas falando sobre Star Wars (sou fã de SW desde 1977), umas duas horas ainda na fila de espera, deixei escapar que também sou fã de Star Trek!!!

    Pra quê!!! Os caras fizeram uma cara do tipo “quê diabos você está fazendo aqui!?”, fecharam a cara, e não falaram mais comigo! Esperei mais duas horas na fila sendo totalmente ignorado.

    Puatz! São apenas filmes! Não são religiões! Não são times de futebol! E mesmo religiosos e futebolistas normalmente não se comportam assim! Isso é ridículo!

    Sou trekkie desde os anos 70, assistí a todos os filmes de Star Trek, e vou continuar assistindo, sejam lá feitos por JJ ou por outra pessoa. Quero chegar cedo na pré estréia deste novo filme. Nenhum fanático vai estragar minha diversão!

    Live Long and Prosper!

  47. Eduardo Cordeiro | 16 de abril de 2009 at 1:37 pm |

    Post 46.

    Puatz! São apenas filmes! Não são religiões! Não são times de futebol! E mesmo religiosos e futebolistas normalmente não se comportam assim! Isso é ridículo!

    Posso te garantir que religiosos e torcedores de futebol atiram primeiro e perguntam depois, aqui pelo menos até o momento, a discussão está civilizada.

  48. 35 ^ J.F.Souza

    > Simples, Jornada nas estrelas se diferencia pela sua estrutura, pelo modo como os personagens resolvem os problemas, pelos quebras cabeças de moral,

    Apesar de não concordar com tudo o que você falou, acho que esse é um ponto importante da discussão. Mas vou além: boa ficção (científica ou não) é caracterizada por isso: bons personagens, bons diálogos, enredo, etc – coisas que não podemos apreender através de trailers e material de publicidade. Por mim, antes de todo dilema “Jornada ou não”, existe essa questão. Se eu achar que o filme tem esses elementos, fico muito feliz, independentemente das violações na linha temporal.

    Por outro lado, e julgando pelo papo que rola aqui, JJ Abrams pode, sim, estar certo ao dizer que os fãs antigos PODEM se decepcionar (o que é diferente de dizer que IRÃO se decepcionar). Perdeu a oportunidade de ficar quieto, mas mostrou que não é alienado: ele sabe que os ânimos podem se inflamar quando falamos de nossos amados personagens.

    Boa sorte para ele e, principalmente, para nós!

    abs
    MR Spiess

  49. Se alguem se sentiu ofendido, pode trocar o termo ‘xiita’, de origem religiosa, por radical, então; bem observado, atentarei para não utiliza-lo novamente; e não chamei ninguem especificamente de múmia, mas quis dizer sim que há um grupo enooorme de fãs que vem se “mumificando”, ou seja, está fossilizando, ou seja… fica só vendo e remoendo os mesmos velhos episódios… os 79 episodios da classica estarão sempre no coração dos fãs mais antigos como eu, mas…
    Gente a clássica sempre estará lá pare ser vista e revista, bem como o canon… mas como disse alguem aí, este universo do filme abre novas possibilidades… para novas histórias; pois de outra forma, não haveria mais filmes ou séries, isto é fato. Quem não gostar do novo, veja e reveja à exaustao as series anteriores…
    Não acredito que será ruim como foi Perdidos no Espaço. Eta filme ruim!!! E daí? Infelizmente, por ter sido ruim, aquela saga não continuou… que pena, mas o Dr. Smith, o robo b9 e o Will estrão sempre lá – ninguem apagou a antiga série – só deixou de existir uma nova. Assim será com Satr Trek.
    E se o Nimoy que sempre foi tão criterioso e coerente com seu personagem – tanto que não quis participar de Generations, o que o Shatner devia ter feito tbem – se ele, que já estava até aposentado, achou que este filme, esta história valeria a pena ser contada, que seria relevante para o universo de jornada clássica e de seu personagem, acho que isso quer dizer muuuuita coisa, ou não?
    Ou alguem aqui acha que o Nimoy ainda precisa se promover ou de mais dinheiro simplesmente?
    Se fosse o ultra-vaidoso do Shatner – e olha que gosto do ator – ainda se entenderiam as criticas, mas caras, se o Nimoy tá lá, quer dizer alguma coisa, não acham não?
    Parece que se o próprio Gene Rodenberry tivesse produzido este filme, teria gente dizendo que o próprio nao segui o canone?

  50. Luiz Castanheira | 16 de abril de 2009 at 3:15 pm |

    Comercialmente, ele só precisaria “de nós” se não tivesse uma verba de propaganda de verdade (algo que Jornada NUNCA teve!). Como não é este o caso…

    Curiosamente, o roteiro parece ser mais complicado do que o necessário, nestes mesmos termos. O que foi a minha grande desconfiança com relação ao projeto desde sempre. Não outra bobagem qualquer.

    Abraço
    Castanheira

  51. VIDA LONGA E PRÓSPERA À STAR TREK!!!!!

  52. Gente, nós todos estamos é caindo nas garras do $J$J$, olha só, é uma reportagem a favor dele e outra contra. Ele tá fazendo o jogo do falem bem mas falem de mim, e está fazendo muito bem.

    Mas se ele realmente acha que os fãs vão se decepcionar com o novo filme ele vai quebrar a cara, pois por pior que nós trekkers podemos esperar desse filme eu acho que ainda seremos os primeiros e maioria da fila. Então eu creio em fracasso. E pode piora, vou analisar mais profundamente as notícias desse filme, pois acho que mais observações da produção vão aparecer.

    Acho que vem mais uma produção de desrrespeito para com os trekkers por ai. E consequentemente mais uma furada da Paramount em agregar novos fãs para a franquia que mais dá lucro além da telinha e telona.

  53. Star Trek é baseada no quê? Ciência ou Religião? Estamos falando de um Código da Vinci, ou de uma obra de ficção cientifica que tão positivamente imaginou o futuro da humanidade, (ao contrário da religião e seus apocalipses).

    Portanto pra um fã de ST, é fundamental aceitar novas idéias, pois ficar eternamente apedrejando o JJ é radicalismo sim, o que mais seria?

    Pois o cara fez questão de começar uma outra realidade com esse filme, pra justamente não mexer no cânon tão adorado.

    Nós fãs sabemos que é uma realidade alternativa, para o grande público, é um reboot, no estilo Batman, (eles é que estão sendo enganados).

    Vulcano destruído em ST 2.0, não é o planeta Vulcano de ST3!!!!!!!!

    A única maneira do JJ acabar com Jornada, com seus ideais, é ele voltando no tempo, igual ao Nero, com sua suprema corte e refilmando tudo de novo, com o Shatner, Nimoy e cia, é ele selecionando um elenco tipicamente americano, impedindo o beijo da Uhura c/ o Kirk, e principalmente, tirando o Gene da jogada. Aí sim, ele estaria destruindo o cânon.

  54. … a visão de uma Terra futura sem guerras e miséria é realmente inspiradora, mas chega de afirmar que isso se tornará possível porque toda humanidade se tornou uma ‘civilização laica’, leiam mais um pouco, isso nunca existiu nem existirá…

    …uma coisa que começou a me incomodar em Jornada recentemente é a mímica com acontecimentos da nossa história, fica parecendo preguiça de roteirista…ST VI é meu filme favorito, até que os Klingons ‘soviéticos’ ficaram bons…agora os Cardassianos nazistas/colonialistas ingleses versus os bajorianos inidianos, a guerra contra o dominion a la guerra do pacífico etc são soluções fáceis…..

  55. Com algumas coisas que o J.F. Souza disse no post 35, concordo 100%:

    …”Jornada nas estrelas se diferencia pela sua estrutura, pelo modo como os personagens resolvem os problemas, pelos quebras cabeças de moral, pela luta contra um MONTE DE FALHAS MALDITAS que estão entranhadas na carne humana. Jornada nas estrelas é sobre isso, é sobre melhorar a si mesmo. Apague isso e deixa de ser Jornada…
    … Jornada nas Estrelas é Jornada nas Estrelas por “N” fatores…
    Vou assistir sim o filme, mas se não for Star Trek, pego minha velha Galaxy Class e volto pro meu mundo que eu tanto gosto. Vou dar este voto de confiança pro JJ mesmo depois de todo o que fora dito até o momento em que eu for assistir o filme.”

    Tú mesmo o disseste, caro colega… Pelo que vimos até agora, o Kirk badboy revoltado vindo a se tornar um grande capitão da frota… um Spock que luta contra sua dualidade razão/emoção, como um “mestiço” meio segregado em 2 mundos… um médico com medo de espaço que se torna um dos mais confiáveis numa exploração espacial… uma linguista negra que casa competencia e beleza etc… uma aventura que nem vimos ainda, onde um monte de gente que até então apenas trabalhava junto e que vai se tornando uma equipe afiada que resolve e supera os problemas com inteligencia e determinação…
    Se for para ser assim, com esse espírito de Jornada, que me importa o dito “canon” (que aliás não foi mexido, já que é um universo ficcional alternativo…), que importa se Vulcano explodiu, aliás numa realidadade alternativa? Quero ver histórias inteligentes e otimistas. Isso é Jornada. Isso é que nós dá esperança.
    Mas quando vejo o povo aqui se degladiando por detalhes, que feio… isto não é Jornada, isto é intolerancia total.
    Alguns são lúcidos e esperam para ver o filme. Se eu tbem não gostar, blz, aproveito a onde de lançamento de miniaturas, livros etc… e continuarei vendo a TOS… aliás gostando ou não deste filem vou sempre ver e rever a TOS… mas algo novo seguindo o espírito gerla é sempre bem vindo. E isto que importa em Jornada, e não os detalhes, a trivia…

    Em tempo: Quando a Nova Geração surgiu, seguia o “canone”? Ou, foi só depois das aventuras vividas nos episódios exibidos, que virou canone? E quem decide o que é canone ou não?
    E DS9, foi igual ao espírito de TOS? Não, e não foi elagl mesmo assim? Ou Voyager? Teve episódios fracos, outros memoráveis, e uma bela nave… Enterprise era “canonico” em algumas coisa, em outras não… melhorou muito nas 2 ultimas temporadas, mas… fez sucesso comercial, ou junto aos fãs? Deu impulso, continuidade ao universo de ST? Não, infelizmente. Pensei que nunca mais ia ver Jornada nos cinemas ou TV. e olha ela aí!!!

    Então, vamos dar uma chance ao renascimento de Jornada? Tenho certeza de que se atiçar a curiosidade dos mais jovens, muitos irão procurar pelas origens da franquia.
    Jornada está de novo indo aonde nenhum seriado dos anos 60 jamais esteve… vamos ser âncoras deste processo ou naceles de dobra pô?

  56. Gostei do que o JJ disse.
    Admitiu que algumas pessoas podem não gostar do filme, sem taxá-las de xiitas por causa disso, como muitos outros fazem.

  57. A questão é:
    Nova geração, nova franquia, novo fandom, novo universo, nova enterprise, novo Spock, novo Kirk, novo Vulcano, epa!!!. Desculpem Vulcano já não é mais.

    VIDA LONGA É PRÓSPERA PARA OS VULCANOS.

    😆

  58. Henrique Hübner | 17 de abril de 2009 at 8:36 am |

    Post 57: Fizeram com Vulcano o mesmo que fizeram com Starbuck em BSG: puff!

  59. Sei que este novo Star Trek não será o mesmo do Star Trek que conhecemos.

    Uma coisa, depois de tanto palavriado e demagogia, é certa:
    ALGUÉM TINHA QUE PÔR A MÃO NESSA FRANQUIA!
    ALGUÉM TINHA QUE INJETAR SANGUE NOVO NAS VEIAS SECAS DESSA SÉRIE!
    ALGUÉM TINHA QUE TIRAR ESSA HISTÓRIA TODA DO FRACASSO!

    Estamos no século 21 e será que alguém engoliria um “revival” com cara de anos sessenta?
    Até “Starsky&Hutch” ficaram com cheirinho de “novo”.

    “Missão Impossível” e “As Panteras” ficaram muito mais divertidos e não perderam aquele gostinho de antigamente.
    Pelo contrário, vendo esses remakes, me deu vontade de assistir aos velhos e originais heróis!

    Star Trek também merece essa turbinada nas idéias.
    Inspirando as novas gerações a buscar mais do “hoje” nas séries que deram origem ao filme.

  60. Parem de pensar em Canon, mas em linha temporal..
    Existem muitas em ST. A história do filme, nada mais é do que outra linha se formando. O que existiu, ainda continua existindo.
    Não concordo com a possibilidade de “mudança do passado” na forma que ST propoe, mas já que é uma ficção e nesta ficção o passado pode ser alterado, então isso continuara acontecendo para sempre. A propria ideia do filme não é algo absoluto neste contexto.

  61. Henrique Hübner | 17 de abril de 2009 at 2:10 pm |

    Post 60:

    Parar de pensar no canon?

    Eis o recado do Picard: http://i187.photobucket.com/albums/x89/edwardbayntun/gifs/StarTrekChunk.gif

  62. Post 57

    Pior que com o fim de Vulcano, temos também na prática o fim do braço diplomático da federação.
    Conseguiram até mesmo retirar o sentido frase “Vida longa e próspera” que possui agora um significado mais sarcástico / provocativo.

    Post 59

    Panteras e Starsky&Hutch são uma porcaria e a única vontade que tenho quando os assisto é de vomitar.
    Quanto ao missão impossível, a qual vc se refere, já que a franquia é tão esquizofrênica que parecem três reboots diferentes ?

    Post 60

    Linha temporal aternativa é apenas uma falácia ridícula, com a função única de azeitar nossas gargantas para que se possa socar qualquer coisa goela abaixo. Com base no que sei de concreto até agora, descontando toda a lambança e o jabá, só posso dizer que teremos é um filme de pirotecnia massiva com pitadas de filosofia de porta de banheiro.

  63. “pirotecnia massiva com pitadas de filosofia de porta de banheiro”

    Essa frase me lembra Generations, pra mim a maior decepção de Jornada no cinema.

  64. Kkkk, fazia tempo que não via esse gif do Picard ! Choro de rir.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*