Borgs estarão diferentes em Picard, revela CCXP

Em Star Trek: Picard, os borgs estarão diferentes de como os vimos pela última vez. Foi o que revelou Jonathan Del Arco, que voltará a viver o personagem Hugh na nova série, durante um painel na CCXP, o maior evento geek do mundo, em São Paulo.

Pela primeira vez, uma nova série de Star Trek foi apresentada ao público brasileiro antes da estreia por meio de representantes de seu elenco. A apresentação veio durante um megapainel da Amazon Prime Video num lotado auditório Cinemark XD (o maior do evento, com capacidade para 3.300 pessoas). A apresentação também trouxe algumas novidades (nacionais e internacionais) em seu catálogo.

O primeiro bloco foi dedicado às atrações nacionais, com as séries Soltos em Floripa (um reality show com Pablo Vittar), Tudo ou Nada (série dedicada a retratar momentos decisivos do esporte e que pela primeira vez acompanhou a Seleção Brasileira numa decisão, a da Copa América de 2019) e Dom (série policial em que um agente no combate às drogas descobre que seu filho está envolvido com elas).

No segundo bloco, foi a vez do elenco de The Expanse, série de ficção científica que durante três temporadas foi do SyFy e, após o cancelamento, foi salva pela Amazon para a quarta temporada. Durante o painel, Steven Strait, protagonista e produtor da série, confirmou que a série já está nas filmagens do quinto ano – ótima notícia para os fãs desta série.

E então, finalmente, no terceiro bloco, chegou a vez de Star Trek: Picard. Patrick Stewart infelizmente não participou, mas gravou uma pequena mensagem para os fãs, que foi exibida no telão. Destacou a honra que era para ele retomar o papel depois de tantos anos. Simpático, saudou e despediu-se em língua portuguesa.

Érico Borgo, jornalista do site Omelete e apresentador do painel, então chamou ao palco os quatro convidados do elenco: Santiago Cabrera (Cristobal “Chris” Rios), Michelle Hurd (Raffi Musiker), Isa Briones (Dahj) e Jonathan Del Arco (Hugh).

A RELAÇÃO COM STAR TREK
Para abrir a sessão de perguntas, Borgo perguntou qual era a relação dos atores com Star Trek. “Eu fiz uma maratona, com episódios indicados, assim que ganhei o papel”, disse Santiago Cabrera. “Antes, eu estava ciente do que era, mas não conhecia bem.”

Michelle Hurd, por sua vez, revelou uma relação mais forte com a franquia. “Eu via com a minha família quando criança”, disse. “E minha irmã é uma grande fã da série.” Ela citou também a atitude progressista de Star Trek, que exibiu o primeiro beijo interracial da TV americana.

A jovem Isa Briones se alinhou mais com Cabrera, dizendo não ter visto muito, embora estivesse ciente de sua representatividade, em particular por meio de George Takei, representando os asiático-americanos (Briones é britânica, mas com ancestralidade filipina).

OS PERSONAGENS
Cada ator passou então a falar um pouco sobre seus personagens, mas nada que já não soubéssemos, exceto, talvez, a confirmação do nome da nave da série, pilotada por Chris Rios. “Sou o piloto da nave, La Sirena, e ex-Frota Estelar”, disse Cabrera.

“Eu interpreto Raffi, e ela é deliciosa”, brincou Michelle Hurd. “Ela tem, como todos nós, demônios e vícios que a ajudam a levantar toda manhã. Ela tem uma relação conflituosa com Picard. É sarcástica e um gênio da segurança.”

“Eu interpreto Dahj, uma garota incrível, empática, boa pessoa”, contou Isa Briones. “E aí uma tragédia acontece, ela vai procurar Picard e começa a questionar sua identidade e em quem pode confiar.”

Por fim, apresentando seu personagem, Jonathan Del Arco fez uma brincadeira para ganhar os fãs. “Eu vivo o borg brasileiro Hugh”, disse, recebendo aplausos e risadas. E ele terminou com uma provocação: “Os borgs mudaram desde a última vez que os vimos.”

Hurd arredondou as apresentações dizendo que, na história, Picard vai atrás deles para resolver uma situação. Se soa vago, é porque é mesmo. Os atores estavam fazendo enormes esforços para não dar qualquer spoiler e em vários momentos tiveram de contornar suas falas para isso. Quando Érico Borgo perguntou sobre a relação de Dahj com Marek, que são vistos num beijo no trailer, Briones faz o melhor que pode. “Eu posso dizer que ele é romulano, nós vemos que ele é um romulano no trailer… e que há muitos segredos… não sei, é tão difícil falar e não revelar nada!”

Jonathan Del Arco também teve seu momento constrangedor de não revelação. “Há um cubo borg na série e que eu estou nele, é tudo que vou dizer”, brinca. Ainda assim, o ator traz uma pitadinha a mais de informação sobre o reencontro dele com Jean-Luc. “Picard precisa de uma ajuda de Hugh e vai ao seu encontro”, disse o ator.

TRABALHANDO COM STEWART
Comentando sobre o significado de trabalhar com Patrick Stewart, Del Arco detalhou o sentimento desta cena em particular. “Eu nunca vou esquecer a cena que fizemos ao nos reunirmos. Foi profunda para mim e espero que se traduza na câmera.”

Os outros atores também foram só elogios para sir Patrick. “Ele é gentil, generoso, amoroso, autodepreciativo”, disse Michelle Hurd. “Ele permite que você explore, cometa erros, seja corajosa.”

A atriz contou que seus joelhos tremiam ao conhecê-lo, “mas ele instantaneamente coloca você à vontade”. “É mágico”, arrematou.

Cabrera destacou que trabalhar com Stewart é um bônus: “eleva a experiência”. E Briones destaca o sentimento de todos: “Nós falamos disso entre nós. Não é só na série. Na vida real, ele é o capitão perfeito. Ele é o melhor em todos os quesitos.”

O VELHO E O NOVO
Borgo perguntou ao “veterano” Jonathan Del Arco se a nova série terá apelo com os fãs antigos, e a resposta foi categórica. “Pode apostar”, disse, complementando: “Quem gosta de A Nova Geração vai querer ver e rever esta série muitas vezes.”

Por outro lado, os atores prenunciam muitas mudanças nas circunstâncias que envolvem a série, em particular com a Frota Estelar. “Se você olhar para as nossas instituições nos últimos 20 anos, elas mudaram”, disse Isa Briones. “A série refletirá isso.”

Santiago Cabrera disse que seu personagem “se ressente de Picard porque não quer ter mais nada a ver com a Frota Estelar”. E Del Arco deu uma força ao piloto Chris Rios: “Vocês vão amar o personagem. É quem mais move a audiência.”

Os personagens também devem estar diferentes, num novo momento. “Eu revi os episódios antigos algumas vezes”, disse Del Arco. “Mas não quis estudá-los, porque o personagem mudou. Todo mundo mudou.”

O que não mudou, contudo, foi a paixão e o abraço dos fãs. Cabrera contou como, mesmo antes da estreia, os novos atores já se sentem parte da família. E destacou o perfil diferenciado, mais curioso, dos fãs de ficção científica.

Hurd destacou a importância dos temas que Star Trek aborda. “É uma janela para a humanidade. Fala de imigração, outroismos. No momento em que vivemos, divididos, poder reencontrar este homem em que confiamos pode nos reconectar.”

Briones ecoou a sensação de conexão, falando da sensação de comunhão dos fãs com os ideais da série. E Del Arco elogiou muito os trekkers: “O compromisso de vida deles com isso é incrível. E inspirador. Vive para sempre.” Ao final, comentou que os trekkers têm sido a base de apoio dele por 25 anos. “Eles assistem a tudo que eu faço, não importa se for ruim”, comentou. E arrematou com um agradecimento sentido. “Obrigado demais!” Palmas para o “borg brasileiro”.

A PASSAGEM DA TOCHA
A presença dos veteranos na nova série é vista com bons olhos pelos recém-chegados. “Meio que dá o tíquete de aprovação para nós. Eu sinto a passagem da tocha, por assim dizer.”

E claro que foi um prazer aprender com Jonathan Frakes como chacoalhar quando a nave está sob ataque. Além de reprisar seu papel como Riker, Frakes dirigiu dois episódios da série. Durante o painel, Michelle Hurd contou que há níveis, e demonstrou, para risos da plateia. Mas eles disseram que hoje os cenários têm sistemas hidráulicos que realmente os chacoalham.

Os atores terminaram o painel destacando a mensagem de esperança e de inclusão de Star Trek, que esperam ver refletida na nova série. E assim terminou a apresentação de Star Trek: Picard.

Para os presentes, contudo, ainda havia mais – o aguardado painel sobre The Boys, série de super-heróis baseada em quadrinhos da Amazon Prime Video. A produção impressionou, com banda ao vivo e um lançador de fumaça para o ator Jack Quaid.

Star Trek: Picard estreia em 23 de janeiro nos EUA (via CBS All-Access) e em 24 de janeiro no Brasil, pela Amazon Prime Video.

Be the first to comment on "Borgs estarão diferentes em Picard, revela CCXP"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*