O primeiro encontro entre Picard e Sete de Nove

Apesar de “Absolute Candor”, quarto episódio de Picard, nos ter mostrado o primeiro encontro de Jean-Luc com Sete de Nove em tela, a primeira vez em que os caminhos dos dois personagens se cruzaram, ainda que de forma não canônica, foi nas histórias em quadrinhos.

Em 2012, a editora IDW convidou Brannon Braga, produtor de A Nova Geração e Voyager, para embarcar novamente no universo de Jornada, desta vez nas HQs. De frente a um cenário praticamente sem limitações orçamentárias,  Braga deu vida a The Next Generation: Hive, uma minissérie em quatro edições que mostrava a visão do produtor para o pós-Nêmesis.

Em entrevista concedida naquele ano e noticiada pelo TB, Braga disse estar ansioso para voltar ao universo de Star Trek. “Eu fiz um monte de histórias sobre borgs em Voyager, mas realmente os borgs pertencem a Nova Geração. E parecia que havia um capítulo final a ser contado”, contou. A partir daqui, temos SPOILERS da obra.

O primeiro contato entre os Picard e Sete acontece logo após os acontecimentos de “Endgame”, na chegada da Voyager à Terra. Picard se apresenta como Jean-Luc mas adiciona que acredita que ela o reconheça apenas pelo nome Locutus. Os dois jantam juntos naquela noite e compartilham suas experiências como humanos que tiveram suas mentes ligadas à Coletividade.

…Locutus.

Jean-Luc então conta a Sete seu plano de destruir os borgs de uma vez por todas, utilizando um infiltrado da Frota Estelar. Os cientistas da Enterprise desenvolveram um filtro, um dispositivo neurocortical, que permitia a uma pessoa manter seu pensamento individual mesmo conectada à Coletividade. Sete de Nove se voluntaria.

Depois disso, os dois só voltam a se encontrar três anos depois. Sete exerce a função de embaixadora dos borgs na Enterprise em uma missão que une os borgs e a Federação contra os voldranaii. A ex-borg acredita que tem total controle de si até que ela começa a destruir a nave. Era tudo um contragolpe da Rainha Borg sem a ciência de Sete.

Enquanto isso, 500 anos depois daquele momento, Locutus trama a morte da Rainha Borg com a ajuda de um Data repleto de partes borgs. Esse futuro distópico parece ser consequência do futuro caso o plano da rainha desse certo. Com isso, Braga brinca com viagem no tempo utilizando o bootstrap paradox, elemento narrativo presente em Jornada nas Estrelas IV: A Volta para Casa e mais recentemente em Interestelar.

Quando Picard, Sete e o Data do futuro vão ao cubo borg principal para seguir seu plano, Sete consegue impedir a rainha de transformar Picard em Locutus novamente, mas acaba se ferindo após a tenente Kira Archer acionar a destruição de diversos cubos a partir da Enterprise. Enquanto isso, Data desaparece ao lado deles, retornando a seu futuro distante.

A ex-borg é transportada junto com Picard para a área médica da nave federada, mas não resiste.

Esse seria o fim para Sete de Nove caso a revista em quadrinhos fosse cânone, o que não é o caso. Pelo andar da carruagem, ainda podemos ver muito da personagem na segunda temporada de Picard, seu relacionamento com Raffi, um possível retorno aos Patrulheiros de Fenris e (por que não?) uma série spinoff.

Como ela mesma disse em “Ashes to Ashes”, a diversão começará agora.

Be the first to comment on "O primeiro encontro entre Picard e Sete de Nove"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*