Stewart ficou chocado com palavrões em Picard

Um dos elementos mais controversos nas novas séries de Star Trek tem sido o uso de palavrões ou de uma linguagem mais pesada, fato inédito na franquia, desde então. Isso começou em Discovery, com a expressão “You guys, this is so f**king cool” dito pela personagem Tilly no episódio “Choose Your Pain”.

A série Star Trek: Picard seguiu a tendência, com uma mudança de estilo em relação a série A Nova Geração, incluindo mais palavrões.

Na entrevista ao TV Guide, Sir Patrick lembra que ficou satisfeito por Picard ter mantido seu estilo de fala mais comportada.

“Eu acho que Picard realmente tomou uma decisão ativa de não abusar de linguagem que seria desagradável para as pessoas ouvirem se é abusiva ou ofensiva de alguma forma, e ele se ateve a isso. Mesmo que quisesse dizer: “porra, maldição”, ou o que seja, ele conseguiria, na maior parte, negar a si mesmo esse prazer”.

Mas sua reação inicial aos novos diálogos foi de espanto.

“Quando me deparei com o primeiro palavrão no primeiro roteiro, posso dizer honestamente que fiquei profundamente chocado. Eu cresci em uma família onde falar palavrões era um hábito. Todas as outras palavras eram palavrões e, no entanto, quando eu li … poderia ter sido a palavra “Fucking” e fiquei chocado, perturbado com isso. Eu acho que tive uma conversa com Michael [Chabon] sobre esse uso da linguagem e como ficaríamos confortáveis ​​com ela. Era algo que nunca fizera parte de Star Trek antes”.

Mesmo chocado com a mudança, acabou justificando o uso de um linguajar mais profano na série.

“Mas aqui está a outra coisa. O mundo em que vivemos mudou. Está mudando. Minha esposa me mostrou alguns vídeos no celular de algumas das violências apontadas pela polícia contra os manifestantes. Afro-americanos, mulheres, jovens adolescentes, velhos. Em um exemplo, um velho branco. É horrível, então temos que olhar para este mundo e nos perguntar: “O que podemos fazer para torná-lo melhor?” E esse sempre foi o tema de A Nova Geração e, ainda assim, em um contexto diferente, também é o tema de Picard”.

Em outra parte da entrevista, Patrick Stewart refletiu sobre a importância dessa nova trajetória de Picard para o seu trabalho.

“Uma das coisas importantes da minha carreira, quando olho para trás há quase 60 anos, é que posso ver a evidência de que sempre fui atraído pelas experiências da Enterprise. Experiências em conjunto … embora eu tenha feito peças individuais, é claro, mas fazer parte de um grupo em que todos são altamente talentosos, comprometidos, esforçados e muito agradáveis. Descobri que podia aceitar isso, não ser capitão, não ser o chefe, não ser o almirante Picard, mas outra coisa. E isso me levou até a primeira temporada, porque cada episódio era um novo encontro e uma nova experiência, o que significava que eu passava o fim de semana sentado em casa examinando o que esse novo mundo significaria para Jean-Luc”.

Além disso, ele observa que Picard aborda, em forma de metáforas, temas bem atuais para o nosso mundo.

“O fato de que, em sua casa, em sua vinha, em sua propriedade, ele vive com dois romulanos que estão trabalhando para ele e cuidando dele, e isso teria sido inconcebível nos dias de A Nova Geração. Mas essa é outra maneira pela qual o mundo dele mudou, e a filosofia da igualdade, independentemente de raça, cor, gênero ou origem, é um assunto tão importante para nós hoje. E você sabe, Star Trek sempre, às vezes de maneira muito gentil, insinuou à sociedade do século XXI como pode haver uma metáfora para a maneira como vivemos agora, da mesma forma que uma série de televisão de ficção científica foi escrita e executada”.

Patrick acredita que a série pode tirar de lição o fato que podemos lutar sempre por um mundo melhor.

“A única semelhança de Star Trek , até agora, até o início de Picard , é que pode haver um mundo melhor ou um universo melhor porque o universo encolheu no século 24 ou no século 25, e é algo que estamos vendo de exemplos da sociedade hoje: que antes de deixarmos esta vida, há muito que podemos alcançar, para aqueles que vierem depois de nós tenham uma vida melhor.”

Stewart e o ator Henry Cavill (Superman) compartilharam a tela juntos, há duas semanas, na série Actors on Actors da Variety, onde Stewart falou mais de sua carreira e de Picard.

Be the first to comment on "Stewart ficou chocado com palavrões em Picard"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*