Chabon detalha mundo criado por filho de Riker-Troi

Personagens recorrentes e principais da série A Nova Geração, o comandante William Riker (Jonathan Frakes) e a oficial Diana Troi (Marina Sirtis), tiveram um fechamento feliz no filme Star Trek Nemesis que encerra a saga da tripulação da USS Enterprise-E. Com a união conjugal dos personagens e o comando de Riker na USS Titan, a história destes ficou em aberto.

Mas a continuação dessa família não é inteiramente feliz, como foi abordada na nova série Star Trek Picard. No episódio “Nepenthe”, Jean-Luc Picard visita seus antigos companheiros (agora aposentados), onde é revelado o trágico destino de seu filho, Thad, falecido alguns anos antes da chegada do almirante.

star trek nêmesis riker jonathan frakes troi marina sirtis

O produtor Michael Chabon, que co-escreveu o episódio ao lado de Samantha Humphrey, revelou mais alguns detalhes familiares intrincados que desenvolveu para Riker e Troi antes de serem reintroduzidos na série.

Alguns dias atrás, Michael Chabon postou “ALGUMAS NOTAS SOBRE ARDANI ” na plataforma de publicação de conteúdo, Medium, onde dá mais detalhes sobre o mundo Ardani inventado pelo garoto Thad e as línguas que ele criou.

Segundo Chabon, para estruturar melhor o drama da família Riker-Troi, o escritor teve de partir de um ponto de origem, o filho do casal, Thaddeus Worf, que nasceu por volta do ano 2381 a bordo da nave USS Titan. Embora, Chabon nada tenha mencionado a respeito do sobrenome Klingon, possivelmente é uma homenagem ao colega de tripulação.

Continuando em seu texto sobre Thad, o escritor diz que o jovem, criado na própria nave, começou a se interessar pelas diferentes línguas nativas faladas pela tripulação não humana que vivia na Titan. Thad ficou fascinado pela ideia de uma “língua nativa” e como ela estava intimamente associada à ideia de “casa”. Casa – um mundo natal – tornou-se uma fonte de intenso desejo pelo menino, que cresceu sem raízes, numa nave constantemente em movimento. Empregando a lógica de uma criança, Thad decidiu que o primeiro passo para ter um mundo natal próprio seria falar uma língua nativa própria. E então nasceu “Kelu”.

Ainda, de acordo com Chabon, Kelu era uma linguagem bastante simples e arbitrária no início, apenas algumas palavras e frases simples. Mas os membros da tripulação da Titan se interessaram pelo menino precoce que fala Kelu, a ponto de aprenderem a falar também. Kelu eventualmente se tornou uma espécie de gíria a bordo da Titan, com muitos termos de Kelu ainda em uso até o tempo da série Picard, muito depois da aposentadoria de Riker e da Comandante Deanna Troi para Nepenthe.

Assim, foi um salto natural para Thad passar da invenção de uma “língua nativa” para a criação de seu próprio “mundo natal” – e desse modo nasceu Ardani. A palavra ardani, em Kelu, significa “casa”.

A partir daí, Chabon descreve em detalhes o mundo Ardani criado por Thad, com reinos, continentes, várias línguas e um mapa completo, até na época de sua morte, em 2396, aos quinze anos.

No episódio “Nepenthe” vemos Kestra, filha mais nova de Riker e Troi, falar uma linguagem estranha. É chamada Viveen, uma das línguas criadas por seu irmão e que seria de um povo que vivia nas florestas de Ardani.

Estes detalhes não são considerados canônicos, uma vez que não foram mostrados em tela, mas a história de fundo de Chabon serviu para a compreensão do que aconteceu aos personagens e o desenvolvimento das performances dos atores.

Não sabemos se a história de Thad e seu mundo Ardani possam ser usados na segunda temporada. Frakes e Sirtis já manifestaram desejo de retornar a Picard acrescentando “mais a família Riker-Troi”.

Na série animada Star Trek: Lower Decks tivemos a participação de Riker, Troi e da USS Titan. A primeira temporada da animação foi definida no ano de 2380, um ano antes do nascimento de Thad. E já foi confirmada a volta de Riker e Troi para a segunda temporada da série de Mike McMahan.

Ainda temos o romance “Star Trek: Picard – The Dark Veil” (vol 2), de James Swallow, que será lançado em 5 de janeiro. Ambientado após o ataque dos sintéticos a Marte em 2385, a história conta como Riker e Troi lidam com esse problema a bordo da USS Titan. O romance se situa um ano após a renúncia do almirante Picard à Frota e quando Thad ainda era uma criança a bordo da nave. The Dark Veil pode muito bem apresentar Thad como parte de sua narrativa e mostrar um pouco do seu mundo.

Fonte: TrekMovie

Be the first to comment on "Chabon detalha mundo criado por filho de Riker-Troi"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*