Khan Ruling in Hell traz sequência de “Space Seed”

Star Trek: Khan Ruling in Hell é a mais nova série em quadrinhos que a IDW Publishing traz ao leitor norte-americano. Na primeira edição, lançada no fim de outubro, podemos acompanhar a sequência imediata do clássico episódio da Série Clássica Space Seed, que apresentou Khan Noonien Singh aos trekkers, talvez o mais querido antagonista da franquia.

É verdade que o período que Khan ficou exilado em Ceti Alpha V, de 2267 a 2285, foi bem esmiuçado na série de livros Star Trek: To Reign in Hell — The Exile of Khan Noonien Singh, que o Trek Brasilis inclusive já revisou há alguns anos. Mas, como trata-se de material não-canônico, uma revisitação ao tema mesmo que simplificada e diferente do que já foi abordado anteriormente é sempre interessante.

No primeiro número de um total de quatro, os roteiristas David e Scott Tipton, ao lado do desenhista Fabio Mantovani, nos levam para a chegada da SS Botany Bay, junto a diversos contêiners de carga, à superfície de Ceti Alpha V. Khan lê Moby Dick. Saberemos como foram os primeiros seis meses no planeta.

O engenheiro Scotty ainda tem dúvidas se foi a melhor decisão “dar” um planeta inteiro para Khan e sua trupe, em vez de levá-los a uma base estelar ou centro de reeducação. Mas, para Kirk, essas hipóteses nunca passaram pela sua mente. “Se ele tomou a Enterprise tão facilmente, com certeza faria o mesmo em uma base ou qualquer outro lugar”, explica o capitão.

Junto a ex-tripulante da Enterprise Marla McGivers, Khan desembarca e toma posse do planeta. Ele gosta da ideia do exílio, em que vê uma oportunidade de recomeço. Khan sabe que foi subjugado por Kirk, a que não considera inferior a ele, e exclama: “Aqui pode não ser a nave Enterprise, mas é tão bom quanto!”, ao ser confrontado por Tama, um de seus homens, que inicialmente não curtiu ser deixado num planeta tão afastado. A partir daí, vemos um obrigatório flashback com as lembranças do passado de Khan na Terra, e dos acontecimentos de Space Seed.

Khan, o líder desses augments, humanos geneticamente melhorados, traça seus planos de ocupação de Ceti Alpha V e motiva sua equipe. Marla McGivers mostra que está incondicionalmente rendida e apaixonada por ele, entregando-se sexualmente.

Dois meses se passam, e os perigos do planeta, como animais selvagens e gigantescas plantas carnívoras, atormentam os homens de Khan, que mesmo assim continuam avançado e dominando dentro da área delimitada pelo plano de ação de seu líder. Seis meses depois, com moradias estabelecidas e uma vida pacata, tudo está ótimo em Ceti Alpha.

Até que uma explosão celeste, do planeta vizinho Ceti Alpha VI, iria mudar tudo isso, como provavelmente veremos na próxima edição que sairá nos EUA neste mês.

Star Trek Khan Ruling in Hell #1 pode ser encontrado na Mile High Comics por US$ 3,99, mais frete para o Brasil. O prazo de entrega costuma ser de três semanas.

8 Comments on "Khan Ruling in Hell traz sequência de “Space Seed”"

  1. Não tem como baixar esses quadrinhos no iPad?

  2. Creio que essa HQ será muito bem vinda. Assisti ao episódio Space Seed recentemente e imaginar Khan e sua trupe sempre foi algo interessante. A visão da HQ poderá ajudar ao glamour… Pelos desenhos qualidade não falta.

  3. Khan Khan Khan Khan! Parece muito bom!

    E quente hem, mas eu entendo a Marla nada como um vilão de verdade prá fazer a gente se apaixonar! hahahahah!!!

    Ai dá até vontade de ver o Khan de novo no cinema! Mas não, não vou começar com isso! hahahahah!!!

  4. Interessante, os desenhos parecem bons, tomara que isso fique nas próximas edições e títulos da franquia. E apesar de ser uma história diferete da do livro pode haver algum gancho para um possível Khan do universo paralelo, ou só mais alguma coisa para criar “picuinha”.

  5. Que furo! A Botanic Bay foi abandonada pelo Khan, no espaço, durande o episódio. Portanto eles não tinham como ira para o planeta com ela.

    Alias se fora para falar de furo não posso me esquecer da frase que khan falou para Checkov durante a ira de khan.

    – Eu nunca me esqueço um rosto

    O Checkov não aparece no epsódio.

    Adoro Jornada mas este furo foi um absudo, uma verdadeira heresia

  6. Leandro Martins | 5 de novembro de 2010 at 11:57 pm |

    Não são “furos” difíceis de racionalizar, Carlos. Nada impediu que depois de acordado entre Kirk e Khan que ele poderia estabelecer uma colônia em Ceti Alpha 5, a Enterprise tenha recuperado a Botany Bay que o Khan deixou à deriva. Afinal de contas, parte delas foram vistas no filme.

    E quanto ao Chekov, é a velha história de que Walter Koenig não falou nada sobre não ter estado em Space Seed durante o filme para não prejudicar sua participação, e daí extrapolemos que Chekov já estava servindo na nave e se encontrou com Khan, apenas não foi visto em tela.

  7. Reforçando a teoria acima:

    Chekov poderia estar à bordo da Enterprise servindo em um cargo menor, antes de assuimir o cargo de navegador da nave. Por esse motivo Khan pode ter visto ele antes.

  8. É uma sequência interessante. Realmente o que ocorreu naqueles 15 anos em que Khan ficou exilado em Ceti Alpha V ninguem nunca soube, com exceção da explosão do planeta vizinho e a deterioração do planeta. Se no passado alguem pudesse ter tido ideia semelhante, poderia ser um vasto material para eventual minissérie ou até mesmo um filme feito por fãs da personagem.
    ***Agora Marla McGivers nua à luz das estrelas…

Leave a comment

Your email address will not be published.


*