Na quinta-feira passada, no Studio City, Califórnia, a CBS realizou um evento especial chamado “For Your Consideration” como parte de sua campanha promocional para os eleitores do Emmy. Este evento teve uma série de painéis organizados por Keltie Knight, do Entertainment Tonight. Em um deles os produtores Aaron Harberts e Gretchen J. Berg de Discovery falaram sobre a série, com mais algumas dicas para a segunda temporada.

Star Trek: Discovery recebeu algumas indicações a premiação este ano: cinco para o Saturn Awards, um para o Hugo Award e até mesmo um Peabody Award, mas o grande peixe para os estúdios em Hollywood é, claro, o Emmy. E a CBS está promovendo a série, pedindo aos eleitores do Emmy que considerem como a melhor “Outstanding Drama Series”.

Durante o painel do “For Your Consideration”, os produtores fizeram algumas observações interessantes a respeito da próxima temporada.

A segunda temporada é sobre a família

Foi perguntado a dupla o que eles poderiam dizer sobre a segunda temporada, e Gretchen começou insinuando sobre quem poderia aparecer:

Gretchen J. Berg: Você pode ver pistas onde terminamos nosso último episódio, o episódio 15. Está tudo pronto, e nós estaremos pegando todas as coisas que você viu. E as pessoas que talvez foram trazidas à mente, você pode estar vendo algumas dessas pessoas também.

Harberts deu mais dicas também:

Aaron Harberts: A série desta temporada, os temas que estamos abordando, são muito sobre a família e a família que você escolhe, e a família que você não escolhe. E, como Gretchen disse, encerramos nosso final com a USS Enterprise, a Discovery e este quadro. Então, quando falamos de família, você pode tirar sua própria conclusão.

A primeira temporada terminou com a presença da USS Enterprise e um nome bem conhecido, o do capitão Christopher Pike. Anson Mount já foi anunciado como aquele que vai encarnar o Capitão Pike, então, é óbvio que teremos a participação deste personagem clássico. Outra pessoa também óbvia, que vem à mente é de Spock, irmão adotivo de Michael Burnham. Mas nada foi dito sobre sua aparição.

Quando a primeira temporada terminou, os produtores estavam indicando que Spock não faria parte efetiva da série, mas algumas as pistas agora parecem indicar que talvez, mais a frente, sua presença não será tão improvável assim.

Em uma nova entrevista com o Deadline , Sonequa Martin-Green disse que a segunda temporada vai lidar com a “dinâmica familiar” de Burnham e acrescentou:

Temos conversado muito sobre a segunda temporada, sobre a história que vamos contar e como vamos continuar, e como vamos pular, porque o capítulo da guerra chegou a um ponto. Fechou. O que acontece agora? O que acontece agora que a guerra acabou? Porque muito do que aconteceu com Michael Burnham e todos os personagens não puderam ser investigados porque simplesmente não havia tempo, porque estávamos lidando com essa guerra. Lutando com todas essas coisas, é como se você tivesse que colocá-los de lado por causa do imediatismo do momento. Estou muito feliz de ver o que acontece quando as fichas caem e as coisas estão feitas agora. Agora o que vamos fazer? Como vamos nos olhar no espelho? Como vamos nos olhar?

Você sabe, Aaron Harberts disse após o final, em After Trek , que a segunda temporada seria sobre a linha entre ciência e fé. Ele também disse que haverá muita dinâmica familiar. É a Enterprise naquela cena. Todos nós sabemos quem está na Enterprise. Você vê Sarek e Burnham olhando um para o outro, e aí está.

teaser de produção lançado em abril mostra rapidamente uma cena de Michael Burnham indo para um compartimento da Enterprise (o número 1701 indica isso). Uma especulação boa poderia ser a pista de que vemos os aposentos de Spock. O que leva a essa especulação? Alguns fãs acreditam que a letra “F” mostrada no teaser refere-se a numeração do quarto de Spock (3F 125) vista em “Amok Time”, na série original.

Bem, há poucos elementos para uma afirmação deste tipo, mas fica a dica.

Michael entre fatos, sentimentos e fé

Em discussões anteriores, os produtores provocaram os fãs como o tema da segunda temporada que se concentrará na “ciência e na fé”. No painel Harberts deu um pouco mais de detalhes sobre isso e como se relaciona com o personagem principal:

Harberts: Também estamos enfrentando nessa temporada, onde a espiritualidade e a ciência podem interagir. Para Michael Burnham, a luta entre fatos e sentimentos e fé.

A segunda temporada consolidará Discovery no cânon de Jornada

Aaron também repetiu as declarações feitas no início deste mês por Gretchen de que a segunda temporada fará um esforço para ligar Discovery ao resto de Jornada, dizendo:

Harberts: A outra coisa que estamos realmente empolgados na segunda temporada é, para todos os fãs de Jornada nas Estrelas, que tem questionado sobre “Como isso é possível? Micheal Burnham é a irmã adotiva de Spock?”… Como é que eles não sabem sobre a rede micelial nas outras séries de Jornada?” Parte do nosso objetivo para esta temporada é consolidar Discovery firmemente na linha do tempo do cânon de Jornada. E para explicar ao público como essas coisas se reconciliam. 

Designers elevando o nível de exigência

Ao falar sobre os detalhes mais finos da série, Gretchen Berg falou sobre assistir a uma parte do primeiro episódio da segunda temporada e como a equipe por trás da câmera tem elevando o nível:

Berg: Star Trek é maior que todos nós e realmente leva um grupo tão grande de pessoas, trazendo seus talentos e trazendo sua paixão. Acabamos de ver um corte inicial do primeiro episódio da próxima temporada. E eu estou encantada. Eu trabalho no programa e faço parte de todas as conversas, todos os quadros de visão, e eu me surpreendo quando assisto. A arte é incrível. Eu realmente sinto que a exigência foi criada pela equipe talentosa nesta série.

Eles já tinham um plano traçado

Harberts observou que eles já tinham coisas prontas, mesmo durante a primeira temporada:

Harberts: Criativamente, a série deve ser assistida várias vezes, e é por isso que a colocamos em camadas com tantas coisas e tantas revelações. Sabemos aonde estamos indo, na maior parte, antes de começarmos a filmar. A parte divertida é voltar. Agora você pode ir para a série e aproveitar os pontos da história em que você pode ter perdido e realmente começar a olhar para a coisa, até o detalhe.

Como Discovery seria uma série diferente em uma rede

A palestra também tocou em como Discovery é passada no serviço de streaming da CBS All Access. Os produtores destacaram as vantagens para eles como criativos e disseram que isso lhes permite mais liberdade, como não ter que “sempre olhar para o seu relógio” e garantir que o programa se encaixe exatamente em um horário típico da rede. Harberts também observou que os fãs de Star Trek são “sofisticados” e querem “ser desafiados”, e o All Access deu a eles a liberdade de dar a Michael Burnham um arco de uma temporada, começando de um lugar difícil:

Harberts: Um dos grandes chavões na TV de rede é a simpatia de um personagem. E nosso personagem Michael Burnham comete um motim no primeiro episódio. Eu não acho que muitas redes estariam dispostas a fazer isso, mas realmente nos permitiu contar um capítulo bem interessante para esse personagem e uma jornada. E eles estavam absolutamente dispostos e a bordo de coisas assim.

Assista ao evento

Aqui está o evento completo da CBS.