TAS 1×06: The Lorelei Signal

A tripulação da Enterprise é atraída pelo canto da sereia

Sinopse

Data Estelar: 5483.7: a USS Enterprise ruma para uma região do espaço em que diversas naves da Federação desapareceram nos últimos 150 anos. O fato ocorre a cada 27,346 anos estelares. Ao chegar no setor em que ocorreram os desaparecimentos, o capitão Kirk ordena que a nave entre em alerta amarelo. A tenente Uhura detecta um tipo de sinal de rádio subespacial. A mensagem soa como música.

A nave é sondada por um sinal originário do sistema taureano a 20 anos-luz de distância. Kirk, Spock e Scott interpretam o sinal como um chamado, mas Uhura discorda. O capitão altera o curso e a Enterprise parte em dobra 7. Percebendo que o sinal provoca alterações no efetivo masculino da nave, Uhura convoca a enfermeira Christine Chapel à ponte.

Cada tripulante masculino interpreta o sinal de uma forma. Spock percebe um tambor vulcano de casamento e Kirk uma bela mulher, visões provocadas por sugestões audiovisuais. Uhura e Chapel são imunes aos efeitos da sonda alienígena. O dr. McCoy é chamado à ponte, mas não responde por também estar experimentando alucinações. Ao chegar ao planeta Dois do sistema taureano, o engenheiro Scott assume o comando da nave enquanto o capitão Kirk e um grupo de busca investigam o planeta. Os sensores indicam que uma grande civilização habitou o planeta, mas as leituras de vida são esparsas e concentradas.

Kirk, Spock, McCoy e o tripulante Carver investigam o planeta. Construções de uma raça avançada cobrem a superfície. A equipe se sente atraída por um templo, mas Spock sugere que mantenham distância até que possa determinar a extensão da influência, mas Kirk ignora a advertência.

Os tripulantes encontram um grupo de belas mulheres chefiadas por Theela, a Fêmea Líder, que os saúda por seus nomes. Utilizando o tricorder, Spock determina que, apesar da forma humanoide, elas possuem várias diferenças internas, seus corpos funcionam num nível psicocinético incomum.

Theela sabe os nomes dos tripulantes por meio do opto-aud, um aparelho ativado pelo som de sua voz. O lugar é a resposta aos sonhos de todos os homens por sua beleza, revela o capitão em seu diário de bordo. Ele e o grupo são convidados para um banquete. Kirk nota a ausência de homens e Theela informa que são alojados em outro complexo. Um a um, os tripulantes desmaiam vítimas de drogas, enquanto Theela derrama uma lágrima. O grupo desperta em um quarto de repouso envelhecido dezenas de anos e portando diademas impossíveis de serem removidos.

Na Enterprise, a enfermeira Chapel e Uhura analisam os dados coletados pelas equipes científicas femininas da nave. Os resultados indicam que homens a bordo sofrem de grande debilidade, causada por uma sonda localizada no planeta. A tenente Uhura assume o comando da nave e ordena que um destacamento de oficiais de segurança mulheres seja designado para cada sala de transporte.

No planeta, Theela nega o pedido de Kirk e Spock para retornarem à Enterprise. Ela revela que em breve todos os homens da nave se juntarão a eles. Ao tentar deixar o planeta, Kirk e a tripulação são detidos pelas mulheres, que demonstram grande força física.

Uhura notifica Scott que está assumindo o comando e atribui a Chapel a função de Oficial Médica Chefe. McCoy ainda está em posse de seu equipamento médico. O doutor injeta cortropina, um potente estimulante, em todos. Spock consegue desativar a trava magnética do quarto de repouso onde estão sendo mantidos prisioneiros, mas sua fuga do templo não é despercebida. Um grupo de mulheres parte em perseguição. Kirk e os demais conseguem se esconder em uma urna no jardim do complexo.

Quando as mulheres estão próximas, os diademas brilham intensamente. Spock conclui que são condutores polarizados e transferem a energia dos homens para as mulheres. O envelhecimento é de dez anos por dia. Em quatro dias estarão mortos. A Enterprise precisa ser alertada para que ninguém mais desça ao planeta. Spock é a escolha óbvia por sua expectativa de vida mais longa.

Com o auxílio do opto-aud, Spock descobre onde os comunicadores estão sendo mantidos e contata a Enterprise. Antes de ser capturado, ele consegue contatar a tenente Uhura e solicitar uma equipe de resgate composta apenas por mulheres. Uhura lidera um grupo de busca acompanhada de Chapel. Elas são recebidas com hostilidade por Theela e suas companheiras, mas são facilmente detidas por feisers em tonteio.

A tenente ordena que o templo seja vasculhado, mas não encontram ninguém. Spock se comunica mentalmente com Chapel e a conduz ao quarto de repouso. Uma forte chuva começa a cair, inundando a urna onde estão Kirk, McCoy e Carver.

De volta à nave, Chapel remove o diadema de Spock. Debilitado, ele instrui que toda a energia da nave seja redirecionada para os escudos, bloqueando a influência sofrida pela tripulação masculina. No planeta, Uhura ameaça destruir o templo caso o capitão Kirk e seus homens não sejam libertos. Intimidada, Theela revela a verdade. A raça da qual descente ocupou o planeta quando sua terra natal começou a morrer. Seus antepassados construíram o templo e tudo ao seu redor. Mas não sabiam que o local drenava a energia vital de humanoides. As mulheres desenvolveram uma secreção glandular que as permitiu sobreviver e manipular áreas do cérebro masculino, influenciando suas emoções. Mas eles são drenados de sua força, enfraquecem e morrem. A cada 27 anos elas precisam se revitalizar, ou morrem.

Através do opto-aud, Theela localiza o capitão e os outros, com o nível de água da urna quase os cobrindo. Com um disparo de feiser, Uhura destrói a urna libertando Kirk, McCoy e Carver. Na enfermaria, as tentativas de Chapel de neutralizar o envelhecimento falham. Spock teoriza que os transportes podem ser utilizados para esse efeito, uma vez que seus padrões foram armazenados. O plano é bem sucedido e todos recuperam sua juventude. Cumprindo um acordo firmado com Kirk, Theela destrói a sonda que causa debilidade aos homens. Ela é informada por Uhura que uma nave com tripulação feminina retornará ao planeta e ela e suas companheiras serão realocadas em um planeta adequado.

Comentários

Em cinema e televisão, a elipse é a supressão de eventos não essenciais à história para dinamizar a narrativa. No episódio temos um mau exemplo do uso da elipse quando Spock utiliza o opto-aud para encontrar os comunicadores. Apesar de estar envelhecido, ele não mostra estar debilitado. Na cena seguinte, quando contata a Enterprise pedindo auxilio, ele se arrasta no chão, quase sem forças.

O episódio é uma das poucas ocasiões em que a tenente Uhura teve destaque em uma história. Tanto na Série Original quanto na Animada, são raras as circunstâncias onde a tenente, Sulu ou Chekov protagonizam a narrativa, tendo o alferes russo não participado dessa versão de Jornada nas Estrelas.

Os episódios “The Deadly Years” (Série Clássica) e “Unnatural Selection” (A Nova Geração), onde a Dra. Katherine Pulaski sofre um rápido envelhecimento, têm temas semelhantes. Neste último, a solução também foi a utilização do teletransporte.

Spock deduz que o envelhecimento da tripulação é de dez anos por dia e McCoy comenta que estarão mortos em quatro dias. Esses dados não levam em consideração o fato de humanos viverem mais no futuro. O doutor visitou a Enterprise-D de A Nova Geração no episódio piloto “Encounter at Farpoint” aos 137 anos.

A roteirista Margaret Armen escreveu os episódios “The Ambergris Element” da Série Animada e “The Gamesters of Triskelion”, “The Paradise Syndrome” e “The Cloud Minders” para a Série Clássica. Ela também trabalhou nas séries O Homem de Seis Milhões de Dólares, Mulher-Maravilha e A Ilha da Fantasia.

Citações

Uhura – “The signal’s getting stronger, sir.” (“O sinal está ficando mais forte, senhor.”)
Kirk – “Re-scan your sensor readings, Mr. Spock.” (“Refaça as leituras do sensor, Sr. Spock.”)
Spock – “Readings are still inconclusive. It is odd that only the men are affected, Captain.” (“Continuam inconclusivas. É estranho que somente homens sejam afetados, Capitão.”)

McCoy – “First time I ever admired a body function.” (“É a primeira vez que admire uma função corporal.”)

Kirk – “Fantastic architecture. Only and incredibly advanced race could have built it”. (“Que arquitetura fantástica. Somente uma raça incrivelmente avançada poderia construí-la.”)

Uhura – “Release Captain Kirk and his men or we will destroy your temple”. (“Liberte o Capitão Kirk e seus homens ou destruiremos seu templo.”)
Theela – “Wait! I will tell you everything.” (“Espere! Vou contar tudo”)

Kirk – “Did it work?” (“Funcionou?”)
Uhura – “You’re more handsome than ever.” (“Está mais lindo do que nunca.”)

Trivia

• Esse foi o sexto episódio produzido para A Série Animada e o quarto exibido;

• O título do episódio é uma referência a um espírito d’água que atrai homens para a morte, semelhante às sereias e a Iara (ou Yara) ou Mãe d’Água das lendas indígenas brasileiras;

• Nichelle Nichols interpreta quatro personagens nesse episódio. Em “The Time Trap”, também da Série Animada, ela interpreta o mesmo número de papéis;

• Pouco antes do grupo de descida escapar, McCoy e Carver aparecem sem os diademas;

• O uniforme da enfermeira Chapel é vermelho quando o grupo de resgate chega ao planeta;

• Quando Spock está na enfermaria com Chapel, uma tripulante muda sua etnia de negra para branca;

• Spock poderia ter informado a Uhura a localização de Kirk, McCoy e Carver;

• Ao ser pressionada por Uhura, Theela utiliza o opto-aud para localizar o capitão Kirk e os demais tripulantes. Então, por que não o utilizou assim que escaparam?

• O episódio foi adaptado por Allan Dean Foster no livro “Star Trek Log Two” publicado pela Ballantine Books em agosto de 1974.

• O tema de canto da sereia viria a ser usado novamente no episódio “Favorite Son” de Voyager, onde Harry Kim é levado a acreditar pertencer a uma raça do Quadrante Delta.

Ficha técnica

Escrito por Margaret Armen
Direção de Hal Sutherland
Exibido em 29/09/1973
Produção: 06

Elenco

William Shatner como James Tiberius Kirk
Leonard Nimoy como Spock
DeForest Kelley como Leonard McCoy
George Takei como Hikaru Sulu
Nichelle Nichols como Uhura/Davison/Dara/Voz do Computador
Majel Barrett como Christine Chapel/Theeela/Voz do Computador
James Doohan como Montgomery Scott/Carver


 

Be the first to comment on "TAS 1×06: The Lorelei Signal"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*