Startrek.com faz entrevista com artista cênico de Voyager

Daniel Sasaki
Editor de Voyager

Na última semana, o site oficial de Jornada, Startrek.com, publicou entrevistas na seção “Voyager Finale”, trazendo comentários e memórias de Jeri Taylor (co-criadora da série) e perspectivas de Paula Block (editora de publicações da Viacom). Agora é a vez do artista cênico James van Over, que vem trabalhando em Jornada desde a última temporada de A Nova Geração. No artigo, ele faz sua própria retrospectiva de Voyager e discute seus aspectos favoritos.

Pergunta – Como você se sente com o fim de Voyager, comparando com o fim de A Nova Geração e Deep Space Nine?

Over – Voyager guarda um lugar especial para mim porque, embora tenha trabalhado na Nova Geração, em DS9 e em três filmes, essa série é a única em que estive desde o começo. Admito estar me sentindo como um tio orgulhoso que a ajudou de uma maneira bem pequena a nutrir e crescer.”

Pergunta – Qual foi seu episódio favorito? E o personagem?

Over – “Relativity” é um dos meus preferidos. Não apenas porque forneceu novos desafios criativos para mim pessoalmente, mas também por ter um sólido núcleo de ficção científica e uma história fantástica sobre uma parte do universo de Jornada que nunca havíamos explorado. Minha personagem favorita é de cara a capitã Janeway. Isso tornou-se verdade no momento em que ouvi que Kate Mulgrew tinha aceitado o papel. Ela naturalmente encorpa força e autoridade sem sacrificar sua feminilidade.”

Pergunta – Comentando como um artista cênico, qual episódio de Voyager se destacou do ponto de vista artístico?

Over – Em “Future’s End”, pude fazer dois novos sets de gráficos em vídeo. No computador desktop de Starling, usamos uma variação da interface “mutante Macintosh” que havíamos criado para o episódio “Past Tense”, da Deep Space Nine. Achamos que isso ajudou na continuidade da antiga Terra. No laboratório do SETI, me diverti com o visual tela-verde dos anos 1950-60. Acho que fiz cerca de cinco ou seis novos só para isso.

Pergunta – Você está ansioso para ver a nova série de Jornada, ou trabalhar nela?

Over – Podemos apenas esperar, certo?

Be the first to comment on "Startrek.com faz entrevista com artista cênico de Voyager"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*