Picardo compara Stargate Atlantis com Voyager

picardo.JPGO site Newsarama publicou uma entrevista com o ator Robert Picardo (o Doutor), o qual falou sobre o seu novo trabalho na série Stargate Atlantis, na qual interpreta o personagem Richard Woolsey, presente a partir da quarta temporada. Picardo comentou ainda sobre a diferença do seu papel atual para o de Voyager.

Se Picardo estava feliz com o desempenho do seu personagem em Stargate SG-1, onde fez algumas aparições, agora está muito mais, já que irá reforçar o elenco regular do spin-off Stargate Atlantis, em sua quinta temporada. Ele fala da diferença entre o seu trabalho picardo07.jpgatual com o de Voyager. “Existe um tipo de humor livre, que nós fazemos num piscar de olhos neste gênero, e que eles fazem em Stargate muito bem”, disse Picardo. “Jornada tende a se levar pouco mais a sério. Elas eram séries muito dramáticas, ou se fizéssemos um humor, especialmente na série original, havia sempre algum comentário do tipo: “Oh! Eles estão fazendo humor em Jornada“. Sempre era um pouco penoso, quando os atores faziam um comentário engraçado. Com relação ao meu personagem em Voyager, por causa do modo como ele se apresentava, eu também poderia ir por esse caminho. Eu poderia ser um palhaço, um falastrão, egoísta, e poderíamos obter muitos quilômetros de comicidade dele. Contudo, a audiência me aceitou com seriedade quando eu ficava numa situação desesperada, de modo que ela poderia me seguir nas histórias dramáticas ou cômicas. O que gosto nessa série é que eles fazem isso ao mesmo tempo”.

Fonte: TrekWeb

Edição: Nívea Doria

10 Comments on "Picardo compara Stargate Atlantis com Voyager"

  1. Luís Henrique Campos Braune | 21 de junho de 2008 at 9:46 am |

    Eu pouco conheço Voyager, mas na maioria das vezes o pessoal reclama muito, e, por outro lado, dizem também que uma das poucas coisas que se salvam é o “Doutor”. Legal o Picardo ter encontrado um trabalho interessante para fazer.

  2. Os episódios com o Dr eram horriveis, se levarem para atlantis ela vai afundar.

  3. Eu gostava do doutor, até o humor sem querer dele com aqueles sentimentos sintetizados hibrido dos humores dos médicos da frota… Tem muito episódio bom com ele, como tem alguns que não souberam aproveita-lo…

  4. Os episódios do Doutor eram irregulares, hora bons, hora horríveis, mas Picardo é um ótimo ator, e salvava muitas vezes um episódio com uma história ruim.

  5. Jorge da Silva | 23 de junho de 2008 at 5:15 pm |

    O Doutor era um dos poucos personagens flexiveis para se escrever histórias em Voyager. Tivemos muitos bons episódios com ele em um dos papéis principais. O ator é ótimo e acho que vai somar em SG Atlantis.

  6. Voyager é uma série que o povo pegou para cristo, judiam até da mesma. Eu não dei essa importância e assisti com o meu gosto critico e adorei!!! Sou fã de Jornada dos tempos que passava na Rede Manchete, nos anos 80, eu era um menino naquele tempo. Assim como gostei da série classica, gostei de TNG, também gosto de Voyager. Sem dúvida alguma o Doc foi um personagem muito bem explorado e o ator fez um bom trabalho. Se for pegar episódios particulares, os do “Doc” são os melhores.

  7. Alvaro Monteiro | 24 de junho de 2008 at 7:19 am |

    Os personagens de que mais gostava na Voyager eram o Doutor e a Sete.
    Quando as estórias envolviam os dois então..

  8. Picardo com certeza vai acrescentar algo mais a STA.Estou com saudades da enfermaria da Voyager.

  9. Fiquei só no primeiro box e, sinceramente, não tenho coragem de comprar o segundo. Achei Enterprise melhor! Sem aquela viagem na maionese de holodeck ou quase, pois no final estragaram tudo e transformaram a série numa Jornada no Holobable. Como diria o Jorge Kajuru “Vá te catar…” (Estou me dirigindo à Paramount) Rsrsrsrs.

  10. Olá Ricardo, desculpe a minha ignorância, mas eu nao sei na verdade qual o conteudo do primeiro box da série. Pois bem, realmente o primeiro ano não é bom não é de gosto duvidoso. O segundo ano já ficou um pouquinho melhor. O terceiro que começa apegar no tranco, ai no quarto ano que deslancha e vai ter episódios incriveis. Olha, mas a passagem do terceiro ano para o quarto ano é emocionante. E dai pra frente cada passada de ano é uma nova emoção, fora que o confronto da Voyager com os Borgs ficaram mto bons na série.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*