Abrams faz sua análise do trailer

j-j-abrams-1.jpgO site Empire online publicou uma entrevista com o produtor e diretor J.J. Abrams, onde ele fez uma análise do trailer de Jornada nas Estrelas que estreou recentemente. Temos também outros comentários de Abrams a respeito de uma possível continuação.

J.J. Abrams conversou com o Empire e analisou as cenas do trailer. Veja abaixo os trechos mais importantes de seus comentários.

“Abrimos com o jovem Kirk (Jimmy Bennett) correndo a toda a velocidade em uma estrada no deserto com um carro roubado. Não há nada de Jornada evidentemente ou de ficção científica”, diz Abrams, “E foi de certo modo o ponto inicial. Eu senti que deveria começar o filme de uma forma inesperada e restrita”, disse referindo-se a cena inicial.

“Existem algumas seqüências que tiveram lugar em Iowa e outras em San Francisco, e foi importante que o filme se sentisse ligado ao terreno familiar, antes de transformar-se nas coisas que você mais espera”.

“As cenas na Terra foram importantes para ter um senso de futuro, mas também um verdadeiro sentido de agora. Guerra nas Estrelas está a um longo tempo atrás em uma galáxia muito, muito distante, mas Jornada é o nosso futuro, por isso é importante que nós não nos sintamos desconectados disso”.

“A idéia para o trailer era de começar com algo inesperado e vinculado à Terra e, em seguida, impulsionar você no mundo de Jornada. A dica fica por conta do perseguidor de Kirk que tem decididamente um visual futurista de policial de trãnsito”.

“Chris Pine, como Kirk, observa a USS Enterprise ainda em construção. A voz de fundo (Bruce Greenwood como capitão Pike) fala da juventude e do desperdício de potencial. Kirk, neste momento, tem muito potencial e sente-se bastante inútil. Ele é um bom rapaz, mas faz algumas coisas doidas, principalmente porque não sabe bem como usar seu poder e o que fazer”.

“Você vai encontrar Kirk no filme à noite, na cena do bar. Essa é uma típica noite muito bonita para ele. A mulher que ele está tentando conquistar, neste caso Uhura, apenas acontece de ser a única que estava lá naquela noite. Não é que ele não seja capaz ou inteligente, mas ele está sem rumo e parte de sua história neste filme refere-se a tornar o homem que todos nós esperamos ver”.

“Acho que você é Kirk no filme. Spock é pesadamente importante nele, mas neste filme a audiência é Kirk”.

Jornada é algo que algumas pessoas poderiam imaginar ser uma espécie de experiência de pouca energia. Eu espero que as pessoas que assistirem a ação aqui, que talvez tenham pré-julgado sobre o que é Jornada, abram os olhos um pouco mais e digam – “oh, isso não é o que eu achava que ia ser”.

“Anton está fantástico como Chekov. Ele é originalmente da Rússia e uma das nossas primeiras discussões foi a de que eles não trocam o ‘w’ pelo ‘v’. Essa não é uma coisa de russo. Na verdade é mais uma coisa de polonês. Mas eu achei que tínhamos de fazer isso de qualquer jeito. Isso é o que você sabe de Chekov, por isso mantivemos o que veio antes”.

“A série televisiva sempre presumiu esta amizade entre Kirk e Spock. O que eu gosto sobre este filme é que ele mostra que eles não ficaram amigos rápido, eles realmente tiveram um começo muito difícil e uma série de conflitos. Como eles tornaram-se o Kirk e Spock que sabemos é muito dramático e repleto de tensão”.

Abrams fala de uma das referências no filme que será apenas conhecida pelos fãs, “Somente as pessoas que conhecem a série irão rir disto. É Sulu e Kirk … e o redshirt que vai morrer. Sim, o engenheiro Olsen morre”, referindo-se a cena da queda livre.

“Esta é uma cena muito engraçada onde Kirk está no quarto de Uhura, assistindo-a despir-se, e muito rapidamente ela percebe que ele está lá”.

“O casamento de Simon Pegg com uma escocesa deu a ele muita prática com o sotaque. Ele é o alívio cômico, mas não da forma que o comediante Ricky Gervais faz na sitcom em Extras. Você pode dar uma risada mas não é uma daquelas coisas que vai fazer você se curvar. Ele foi capaz de trazer toda a comédia, mas não à custa daquilo que parece verdadeiro no personagem”.

Nero em trapos sendo levado a força por guardas klingon. “Parte da história passada de Nero conta que ele estava sendo mantido em uma prisão Klingon (Rura Penth?)”.

“Existem alguns monstros no filme, o que é incomum para Jornada. Neville Page desenhou eles. Ele fez o monstro de Cloverfield e fez um trabalho incrível. Ele é um brilhante designer”.

“Este não é um do sete anos do Pon Farr de Spock. Não é que o vulcanos não sintam, mas essa é a escolha deles em suprimí-las para purgar as emoções e escolher o caminho vulcano. Isso é realmente parte do conflito de Spock. Sendo metade humano, uma anomalia. Essa é uma de suas lutas e ele tornar-se insano neste filme”.

“Acho que o que este filme está trazendo é um novo e energético jovem elenco e um tratamento ao mundo de Jornada que eu penso ser tão íntimo quanto a história é grandiosa no alcance. Este é o tratamento de Jornada no filme, com ação, comédia, romance e aventura, em oposição a uma reunião de intelectuais falantes”.

Em entrevista recente ao FemaleFirst, Abrams insiste em oferecer uma visão otimista e esperançosa do futuro “Batman:The Dark Knight é inegavelmente divertido e maravilhoso, mas ele, e muitos filmes, antes disso, são extremamente sarcásticos, sombrios e não muito pós-apocalípticos, mas pré-apocalípticos. Sinto que Jornada, que é uma espécie de alívio, de certa maneira, abraça completamente o otimismo. É inegável, apenas intrinsecamente, toda a raiz do otimismo”, disse o diretor. 

“Esses humanos não só irão sobreviver e prosperar, mas na realidade colaborarão com outras espécies. A noção de fronteira final na exploração do espaço é muito boba e cliché em tantas mentes, mas quando você realmente parar (para pensar) irá considerar que Jornada é, ao mesmo tempo que uma fantasia, o nosso futuro”.

Será que isso significa que Abrams estaria interessado em dirigir o inevitável sequel? “Posso dizer que eu adoraria ver a família, a Enterprise que você começa a ver, reunirem-se, o que farão no próximo. Eles são tão maravilhosos, os atores, e vê-los juntos nestes papéis é simplesmente tão divertido que eu acho que existe um sentimento de querer ver a seguir”.

Fonte: TrekMovie e TrekWeb

20 Comments on "Abrams faz sua análise do trailer"

  1. Luís Henrique Campos Braune | 21 de novembro de 2008 at 5:27 pm |

    “Este é o tratamento de Jornada no filme, com ação, comédia, romance e aventura, em oposição a uma reunião de intelectuais falantes”.”

    Hummm… só espero que tenhamos conteúdo…

  2. Concordo com o número 1…

  3. “Sinto que Jornada, que é uma espécie de alívio, de certa maneira, abraça completamente o otimismo. É inegável, apenas intrinsecamente, toda a raiz do otimismo”, disse o diretor”

    Ta pegando o espirito da coisa, esse negócio de “a moda agora é séries e filmes sombrios?”

    Aqui não, violão!

  4. felipe maricato moura | 21 de novembro de 2008 at 6:31 pm |

    meu deu j.j.a pensa como eu jornada não é uma fantasia é nosso futuro

  5. felipe maricato moura | 21 de novembro de 2008 at 6:33 pm |

    Espero só que o clima aquele de prosperidade dos valores evolução não se perca em muita ação.

  6. “Esta é uma cena muito engraçada onde Kirk está no quarto de Uhura, assistindo-a despir-se, e muito rapidamente ela percebe que ele está lá”.

    Confirmado o que se especulava em comentários de matérias anteriores: temos um Kirk tarado… rsrsrs

  7. Modo xiita ON
    Quem dizia que aquilo não poderia ser a Enterprise, que ninguém sabia o que era…
    “Chris Pine, como Kirk, observa a USS Enterprise ainda em construção. A voz de fundo (Bruce Greenwood como capitão Pike) fala da juventude e do desperdício de potencial. Kirk, neste momento, tem muito potencial e sente-se bastante inútil. Ele é um bom rapaz, mas faz algumas coisas doidas, principalmente porque não sabe bem como usar seu poder e o que fazer”.
    Coitado do pike, foi riscado do mapa em 15 min de filme…
    Estão vendendo tubaina com rótulo de coca-cola
    MODO XIITA OFF

  8. HuMmM… também estou com medo destas declarações:

    “Jornada é algo que algumas pessoas poderiam imaginar ser uma espécie de experiência de pouca energia. Eu espero que as pessoas que assistirem a ação aqui, que talvez tenham pré-julgado sobre o que é Jornada, abram os olhos um pouco mais e digam – ”oh, isso não é o que eu achava que ia ser”.

    “Acho que o que este filme está trazendo é um novo e energético jovem elenco e um tratamento ao mundo de Jornada que eu penso ser tão íntimo quanto a história é grandiosa no alcance. Este é o tratamento de Jornada no filme, com ação, comédia, romance e aventura, em oposição a uma reunião de intelectuais falantes”.

    Seria a Jornada de J.J.Abrams um StarWars fantasiado de Federação ??? Espero que não… ou J.J. será sepultado vivo !!!!!!

  9. Post 4: YOU are WROOOONNNG!!!

    “…, mas quando você realmente parar (para pensar) irá considerar que Jornada É, AO MESMO TEMPO QUE UMA FANTASIA, o nosso futuro”.
    _____________________________________

    Post 6: Kirk está escondido pq a Oriana que ele tava “pegando” é colega de quarto da Uhura.

    Ao se esconder pra não ser pego apenas de cueca, ele vê a Uhura trocando de roupa. (0800 de grátis)

  10. Você andou sumido, hein, NiCoDeMuS!

  11. “Este é o tratamento de Jornada no filme, com ação, comédia, romance e aventura, em oposição a uma reunião de intelectuais falantes”.

    Me preocupa esta história de “reunião de intelectuais falantes”, o que ele quiz dizer com isso ? Ele quer dizer que Jornada anteriormente era isso, uma reunião de intelectuais falantes na opinião dele ? Ou será que ele quer dizer que o “grande público” via Star Trek desta forma ?

    Já ficou claro que a intenção de Abrahms é dar um novo ‘tom’ à franquia. Essa parece ser a maior preocupação, atraindo mais público.

    Teremos mais ação, comédia, romance e aventura. Sempre tivemos isso, mas agora o que parece esses elementos estarão mais presentes. Se o filme não for “apenas isso” e se for numa temática adulta, com conteúdo, com um roteiro convincente e profundo como Star Trek sempre foi ( na maior parte dos casos ), acho que pode dar certo.

    O meu medo é que tornem Star Trek algo com uma temática adolescente e pueril.

    Torço para que Star Trek conquiste novos fãs, e torço que esta nova Jornada me agrade. Espero que as duas situações não sejam antagônicas.

  12. 1 – Já falei antes, J.J. quer ser o precursos da Nova Era de ST.
    2 – Não concordo com Luiz Castanheira que disse: “Por que contar o primeiro capítulo de algo que provavelmente não terá muitos capítulos?”. SW acabou, ST atrairá a garotada com este enfoque versão J.J., vai atrair os “menos intelectuais falantes”, e estes são muitos, muitos mesmos. “Os intelectuais falantes talves sejam aqueles que são tachados como xiitas neste fandom.
    3 – Carro roubado? Kirk rebelde tranformando-se em Kirk lider e herói. Surpreendente. Como Gene Roddenberry não pensou nisto antes? Ahhh!!! Na década de 60 isso não era conveniente. Como um carro roubado foi aparecer em pleno século 23 onde o crime na Terra tinha sido praticamente erradicado???? Ainda mais falando de alguém como Kirk. Muito realista sim, mas para a realidade do século 21 e não do século 23. MAIS UMA FURADA.
    4 – J.J. diz: “A série televisiva sempre presumiu esta amizade entre Kirk e Spock. O que eu gosto sobre este filme é que ele mostra que eles não ficaram amigos rápido, eles realmente tiveram um começo muito difícil e uma série de conflitos. Como eles tornaram-se o Kirk e Spock que sabemos é muito dramático e repleto de tensão”.
    Em “The Menagerie” a relação de Pike e Spock se mostra melhor que a de Kirk e Spock em seu inicio, alias Spock serviu junto c/ Pike cerca de 11 anos. Ahhh!!! já ia me esquecendo, acho que isso também foi descartado pelo Sr. J.J. Os cêrca de 11 anos de serviço de Spock com Pike.
    5 – Está esclarecido os Klingons passaram a Betleh na orelha do Nero.

  13. SOMEBODY SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAVE MEEEE!

  14. Jorge Rodrigues | 23 de novembro de 2008 at 9:26 pm |

    ANOMALIA!

    Spock não é mais um “mestiço”, uma contradição de dois mundos e duas culturas, mas uma “a-no-ma-li-a”.

    Realmente, a franquia está nas mãos de alguém que a compreende muito bem!

  15. Caraca! SW acabou??? Quando??? Onde?? Por quê???

    Então o que será que eu tenho assistido via torrent passado no Cartoon Network todos os sábados desde 10 de outubro????

    Eu poderia JURAR que é STAR WARS… Até tem escrito THE CLONE WARS no título…

    Uma profecia agora será revelada:

    Em meados de 2010, provavelmente no outono, haverá a estréia da 1ª série LIVE ACTION de televisão baseada em STAR WARS, contará os fatos passados pós-Episódio III (A Vingança dos Sith) e pré-Episódio IV (Uma Nova Esperança).

    E como há tanto tempo se lê em letras azuis sobre fundo “afro-descendente”:

    Há muito tempo atrás, numa galáxia muito muito distante…

    . ─> STAR WARS – THE DARK TIMES <─

    Após os turbulentos tempos que se seguiram à transformação da República em Império Galáctico, sob o comando do supremo regente – o imperador Palpatine – determina que o sombrio lorde Sith Darth Vader varra a galáxia dos cavaleiros Jedi remanescentes.

    Enquanto o novo e silencioso conflito se desenha, a semente da Aliança Rebelde, plantada pela falecida senadora – outrora rainha – Padmé Amidala, começa a florecer e ganhar espaço nos sistemas oprimidos pelo julgo tirânico do Imperador.

    Guiados pelos principais membros da Delegação dos 2.000 – Bail Prestor Organa, Mon Mothma e Garm Bel Iblis – planetas como Alderran, Corellia, Mon Calamari, Bothawui, Rodia e outros se esforçam para manter viva a chama da Velha Repúbica como um brilho de esperança por todos os cantos da galáxia…

    Onde foi mesmo que eu deixei meu Gardenal hoje?

  16. Não é só a Enterprise que vai pro espaço…

    O Canon vai junto.

  17. Pelo jeito, no dia da estréia de StarTrel XI, vou ter que ir ao cinema disfarçado de cadeira ou carpete.

    Pois se eu tentar entrar no cinema, mesmo disfarçado de “fã-de-Dallas”, eles vão me barrar na porrada:

    Os tais dos “trekkers”.

  18. Star Trel não! Star Trek!

  19. SW acabou sim! O que vc anda vendo no cartoon é só a limpeza da festa, sinto lhe informar hehehe

    Afinal, depois de tudo que vimos na nova trilogia, depois da trilogia clássica modificada 15 vezes, depois de termos visto Clone Wars em desenho animado e agora re-vermos Clone Wars em animação gráfica, você realmente quer que eu acredite que ainda existe futuro em SW?

    O único futuro que SW pode ter está nos quadrinho, e quem sabe a futura série que conta o futuro do Luke (verdadeiro jedi, nada daquele emo chorão do Anakin) dê algum folego à franquia!

    Chega de falar de SW hehehe

    —————————————————————–

    Acho que temos algo inédito aqui: O Kirk continua o tarado de sempre, mas parece que agora não pega ninguem! E eu que sempre me orgulhei d’As Aventuras Sexuais De James T. Kirk”, vulto TOS. hahhaa

    Só uma pergunta, alguem mais ai achou o Spock muito emotivo no trailler, especialmente na hora que ele diz que não vai receber sermão do Kirk, ou foi só eu?

  20. SW não acabou, pelo mesmo motivo que ST ainda existe, fãs.

    Mas de tempos em tempos, é bom fazer algo novo, agitar a coisa, trazer assuntos novos, como foi feito com a nova trilogia de SW e a série que vem por aí… mesmo caminho adotado agora por ST, com um novo filme e quem sabe novas séries e mais filmes.

    Se bobear, no século 23 ainda vão estar discutindo quem é o melhor, ST ou SW?

Leave a comment

Your email address will not be published.


*