Entrevista com Brent Spiner

O ator Brent Spiner (Data) estreou recentemente o primeiro episódio da segunda temporada de sua webserie Fresh Hell. Numa entrevista ao site TrekMovie, Spiner falou sobre seu projeto, A Nova Geração, porque ele acha que Nemesis fracassou, o que pensa do filme de J.J. Abrams, Star Trek, e onde ele gostaria de ver Jornada prosseguir. A seguir os melhores trechos desse bate papo.

Vamos começar com a sua presença mais recente na TV, Os Simpsons. Então você recebe uma chamada deles e eles dizem “assim que nós queremos que você faça um robô”, o que isso o fez sentir?

Brent Spiner: “Não, não era apenas um robô eram muitos robôs e isso fez toda a diferença. Se tivessem dito “apenas um robô” Eu não teria feito isso. A verdade é que era Os Simpsons, pelo amor de Deus. É um daqueles shows que você pode dizer que esteve lá.”

Então, a segunda temporada de Fresh Hell começou. O que podemos esperar da segunda temporada?

Brent Spiner: “Você vai rir, vai chorar. Eu não quero revelar nada e porque os episódios são tão curtos, se lhe disser uma frase, eu vou entregar todo o show.”

Pelo que entendi, as pessoas que trabalham com você no show dividem seu tempo, entre outros projetos. Isto é algo que todos vocês estão fazendo como uma prova de conceito, na esperança de que você posssa vendê-la a uma HBO ou um Showtime ou alguém ligado a TV em uma série?

Brent Spiner: “Eu acharia ótimo se fosse a Rede Fabric. Eu gostaria de fazê-lo na televisão para que pudéssemos fazer episódios mais longos. Não podemos dar ao luxo de fazer isso por conta própria, não temos um patrocinador. Obviamente, o meu sonho de sonhos, é tê-la na TV ou conseguir um patrocinador e possamos fazê-la neste formato, o que é bom para mim também.”

Shows como Curb Your Enthusiasm e Episodes parecem um novo sub-gênero de celebridades fazendo versões de si mesmas. Assim como grande parte do real, você está no Fresh Hell como Brent Spiner?

Brent Spiner: “O meu verdadeiro eu? Basicamente sou eu mas não sou eu. Sou em outra realidade. A peça é uma metáfora para nossos tempos. Todos os dias você vê na web algo sobre como uma celebridade fez algo terrível e que eaes têm que pedir desculpas ou ir para a reabilitação. “The Incident”, que falamos sobre o show é realmente um MacGuffin. Era aquela coisa que arruinou sua carreira, mas não importa o que seja. É realmente aquele incidente subtextual e que o incidente está prestes a envelhecer e se acostumando e até ser expulso desta fraternidade que já fomos e queria estar em sua vida inteira. E onde você vai chegar e como fazê-lo de volta eo desespero em voltar para onde você pertenceu uma vez.

Obviamente este é o ano do 25 º aniversário de A Nova Geração …

Brent Spiner: “Por que é tão óbvio? Eu pareço tão ruim assim? [Risos] As pessoas estão começando a me escrever e dizer “você me lembra do Dr. Soong”. Vinte e cinco anos! Sim, faz tempo.”

Bem, eu sei que você não é o tipo de pessoa que faz um monte de elogios a sua carreira passada, mas se você fosse … o que você diria que o deixou mais orgulhoso no seu tempo em Jornada? E o que você é mais crítico da série?

Brent Spiner: “É uma coisa engraçada. Patrick [Stewart] disse – muito no início da execução da série – se uma palavra descrevesse o nosso melhor e o nosso pior aomesmo tempo, essa palavra é “mérito”. E eu pensei: – “quer saber, você tem alguma coisa lá”. Foi maravilhoso porque era digno, e seu merecimento pareceu às vezes maçante. Mas o orgulho? Eu estava feliz por ter orgulho. Acho que foi uma coisa boa e continua a ser. Eu obtive um feedback muito bom dos fãs. Após 25 anos as pessoas ainda estão descobrindo e se abraçando. Tenho o prazer de fazer parte de algo que vem acontecendo há quase 50. É a maior coisa que já aconteceu na televisão americana. Qual série tem sido a mais duradoura e teve mais horas do que Jornada? Uma vez ele bateu cinqüenta anos, é difícil fazer o divertimento dele. É um fenômeno importante e que tem sido divertido fazer parte, sinto-me sortudo por fazer parte dela.”

“Eu não sei qual é a pior coisa sobre isso. Eu não gostaria de focar nisso.”

Há muitos episódios de A Nova Geração, obviamente alguns daqueles que levaram ao topo da audiência e há aqueles que não o fizeram. Quando vocês estavam no meio de episódios como “Best of Both Worlds” ou “Yesterday’s Enterprise” ou outros que as pessoas agora olham como os melhores, você percebeu algo do tipo:- “hei isso é muito bom”. E por outro lado, você notou quando estava em um dos episódios menos bons? Ou era impossível saber quando você estava no meio deles?

Brent Spiner: “É realmente impossível saber, pelo menos eu não. Nós estávamos trabalhando tantas horas que era impossível pensar nisso. Eu nem sequer assistia a série. Eu não tinha tempo para vê-la. Eu assisti os primeiros vinte e tantos e então pensei “Eu passei bastante tempo. Estou no cenário 16 horas por dia e vou para casa e estudo o texto outra hora, então é o bastante”. Claro que houve momentos em que diria “estamos em apuros”. Não havia um episódio que todos nós sabíamos que era ruim desde cedo. Aquele em que Denise [Crosby] foi capturada pela tribo de africanos do espaço [risos]. Esse [“Code of Honor”] era apenas um episódio racista. Talvez não intencionalmente, mas ele parecia assim e olhei assim. Foi o terceiro episódio, assim foi por acaso que fizemos nosso pior no início e nunca chegou outro tão ruim novamente.”

“Mas, certamente, houve episódios que foram menos bons. Houve um que achei que foi terrível, enquanto estávamos fazendo. Estávamos rindo uns dos outros na ação que estávamos fazendo em “Masks”, mas que é um favorito dos fãs. Estou sempre ouvindo como os fãs o adoram e deixe-me dizer-lhe, não podia olhar um para o outro. Colm Meaney estava rindo de mim, Marina [Sirits] estava rindo de mim. Eu estava rindo de Patrick. Ele estava rindo de mim. Nós estávamos pensando “isso é um absurdo”, mas você cortá-lo em conjunto e adicionar a música e ele funciona.”

Falando da série, você teve a chance de ver A Nova Geração em Blu-ray?

Brent Spiner: “Não … eles enviaram para mim, mas eu não assisti. O que eu assisto, episódios antigos da série que eu fiz ou Boardwalk Empire? Acho que vou assistir Boardwalk Empire”.

Olhando para trás, o arco que você foi capaz de levar com o seu personagem em Jornada, você se sente satisfeito ou houve coisas que você sente que você deixou sobre a mesa?

Brent Spiner: “Eu me sinto completamente satisfeito. Se tivéssemos feito um outro eu teria ficado satisfeito com isso também. Nós estávamos felizes por estarmos trabalhando. Eu achava que o personagem tinha um arco muito bom. Eu era um dos defensores da morte de Data, porque fazia sentido. Fomos informados esta era praticamente nosso último filme (Nemesis). Tenho tentado dizer aos fãs que ficaram chateados com isso – mas eu não tenho tido muito sucesso – que no que toca a Paramount, todos os outros personagens estão mortos também. Você nunca viu novamente Riker ou Picard ou alguém novo? Então, porque não tem aquele final emocional ao contrário de deixá-lo aberto e você nunca sabe.”

Mas as pessoas e a Paramount olharam filme como uma decepção, principalmente financeira. E se você ouviu Jonathan Frakes “assumir que, com ele como diretor as coisas teriam sido diferentes”. Você acha que é assim tão simples?

Brent Spiner: “Eu acho que Jonathan teria feito um ótimo trabalho já que ele é um diretor maravilhoso, mas eu acho que há mais do que isso. Sinceramente, acho que para esse período de tempo, os fãs já estavam fartos de nós. Eu digo isso porque o filme não “abriu” da maneira como os outros filmes fizeram. Não se trata de bom ou ruim – ninguém apareceu e isso foi significativo. Não era a qualidade do filme. As pessoas vão para filmes ruins o tempo todo. Todo filme de Jornada abria com audiência maior e falavam de como os fãs estavam cansados ​​de nós. Talvez se esperássemos mais alguns anos e voltássemos, teria sido uma história diferente. A primeira semana foi triste e não foi pela morte de Data, é que os fãs não estavam interessados.”

Bem, deixe-me perguntar sobre J.J. Abrams. Você viu o filme Star Trek? E diga quaisquer pensamentos sobre ele ou a sequência?

Brent Spiner: “Eu vi e achei totalmente divertido. E sem dúvida eu vou ver o próximo. Era um filme de ação legal e eu gostei.”

Alguns fãs estão assumindo – ou esperando – que algum dia eles reiniciem A Nova Geração com novos atores e mais jovens. O que você acha sobre essa noção? E se você tivesse que escolher um ator de vinte e poucos anos a ser o novo Data, você tem alguém em mente?

Brent Spiner: “Eu não sei nada de atores de vinte e tantos anos [risos]. Eu acho que é provável que eles venham a reiniciar A Nova Geração algum dia. Eu não vejo Jornada terminando. Eu acho que seria melhor se eles fossem mais para o futuro, o passado nós fizemos ou a série original ou Voyager ou Deep Space ou qualquer uma delas, e continua a saga. Eu não sou tão interessado em ir para trás porque, então, torna-se história em vez do futuro.”

Fonte: Trek Movie

8 Comments on "Entrevista com Brent Spiner"

  1. Brent Spiner: manda os Blu Ray para mim?

  2. Sobre essa opinião de que os trekkers estavam fartos é contradizente, como vc pode ser trekker e estar farto. A verdade é que eu sou doente por causa de ST e acho Nemesis um filme muito ruim. Estou assistindo tudo de Jornada, agora, em ordem de produção e estou longe de estar farto, mas Nemesis não me atrai, assim como Insurreição, que acho um roteiro mais parecido com um mero episódio da TV.
    Quanto à opinião do Frakes de que se ele tivesse dirigido teria sido melhor, com aquele roteiro, nem o Spielberg no ápice da carreira teria dado jeito (a não ser mudando o roteiro).

  3. De novo, posso ver várias séries e Jornanda nas Estrelas e se todas forem boas vou gostar. O problema realmente era o Brannon Braga que não saiu quando TNG terminou e insistiu em VOY e ENT naquela má vontade desgraçada dele (que continua na mesma já que recentemente ele afundou Terra Nova também).
    Não dúvido que façam remakes de TNG também, afinal a criatividade parece ser um pecado em Hollywoody hoje em dia!

  4. Não esperem nada de ST enquanto não sair o ST XII e ST XIII.
    Somente lá para 2018 deve pintar algum novo projeto.

    Quanto a Nemesis, já dizia um diretor: Me dê um roteiro mediocre que lhe dou um filme mediocre. Me dê um roteiro ótimo que lhe dou um filme grandioso.

  5. Data é um dos meus personagens favoritos de TNG, Brent é um ótimo ator.
    Espero que ele e os outros atores voltem um dia…
    Eu acho, que com a direção de Frakes, mesmo não melhorando tudo,talvez alguma coisa melhor tivesse saído.

  6. Antonio de Pádua | 3 de abril de 2012 at 7:15 am |

    Em termos de atuação e caracterização dos seus personagens, coloc no mesmo patamar Leonard Nimoy, Patrick Stwart e Brent Spiner. Meus 3 personagens preferidos em ST.

  7. Grande Brent!

    Ele tem um astral muito bom! Eu gostei dele na comédia “Cara cadê o meu carro?” Ele faz bem comédias, ele é bem divertido.

    Espero que isso que ele está fazendo agora, dê os frutos desejados, e apareça um investidor na série dele.

    Tô na espera dos Blu-ray´s de TNG…

  8. Salve Amigos! Off-topic!

    “Ôbamis” recebe Nichelle Nichols, na casa-branca! (Salão oval) em 29-02-2012

    Com saudação Vulcana e tudo mais!

    Tá no twitpic dela.

    http://twitpic.com/95b6ki

    Ôbamis é o cara!!! Bem que o Lula podia se unir a nós também né?

    SC-FI Abraço a todos!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*