Entrevista com Denise Crosby

crosbyO site TrekCore publicou, recentemente, uma entrevista com a atriz Denise Crosby, conhecida pelos fãs como a tenente Tasha Yar e a romulana Sela de A Nova Geração. Denise falou sobre seu tempo na franquia, a relação com o elenco, histórias de bastidores, os motivos de sua saída, a participação no filme Trekkies e os projetos atuais.

TrekCore: É ótimo te conhecer Denise … Você acabou de vir da Espanha, foi a negócios ou lazer?

Denise Crosby: eu estava em um júri no Sitges – o festival de cinema.

TrekCore: Que tipos de filmes você estava avaliando?

Denise Crosby: É considerado um festival fantastico, para a ficção científica, horror, gênero fantasia – tudo internacional. Doze dias.

TrekCore: Você se divertiu? Será que você teve tempo para desfrutar do clima espanhol?

Denise Crosby: Oh meu Deus, foi lindo. É divino. Quero dizer, quando eu pudia sair do cinema, mas eu tive que assistir 36 filmes em 9 dias.

TrekkiesTrekCore: Um monte de fãs adora os filmes Trekkies que você produziu sobre esses tipos de convenções. O que inspirou você a dar uma olhada franca nesse cenário e você faria num Trekkies 3?

Denise Crosby: Eu adoraria fazer Trekkies 3, e eu acho que há mais um para fazer, nós estamos apenas colocando algumas idéias em conjunto e encontrando o melhor momento e lugar para fazê-lo. O que o inspirou a fazer um documentário sobre Trekkies foi que ninguém tinha feito. Nunca houve um olhar real para este mundo de fandom e os fãs de Jornada são tão únicos e o programa de televisão tem a relação mais incomum com os fãs que eu já vi. Você sabe, é uma espécie de relação simbiótica. E eu também achava que eles não estavam recebendo o seu reconhecimento devido, o povo tinha tido uma espécie de …

TrekCore: … tinham sido ridicularizados um pouco …

Denise Crosby: Sim, exatamente. Riam e as suposições deles não estavam corretas. Então eu pensei, vamos … Eu tinha uma entrada para este mundo e por isso eu peguei uma câmera e comecei a filmar apenas.

TrekCore: Então, tem sido 25 anos desde que Farpoint esteve na TV. Você tem a opinião de que a primeira temporada foi realmente desigual quando você apareceu e mudou ao longo desses 25 anos? Você olha para trás para isso com mais carinho agora?

Denise Crosby: Ah, eu acho que sempre verá com carinho a partir de uma distância em que você pode olhar para as coisas um pouco mais fáceis e com humor e com compaixão. É realmente incrível ver o Blu-ray.

TrekCore: Você disse em várias entrevistas que quando estava filmando a primeira temporada você não estava em um lugar feliz …  estava um pouco infeliz no set, não sentia que pertencia àquela atmosfera. Se você fosse um produtor executivo ou o escritor você teria feito algo diferente para o seu papel para que se sentisse mais confortável em retrospectiva? 

Denise Crosby: Bem, você sabe, o problema que eu sempre tive com Jornada … e o que Gene Roddenberry muito claro passou para mim … e que foi uma espécie de empurrão final para eu tomar a decisão de sair foi que não havia muitas histórias múltiplas escritas para a série. Quando você tem outras séries com um número de membros do elenco, geralmente têm 2 ou 3 linhas de história entrelaçadas num episódio e eles não queriam fazer isso com Jornada. Eles queriam um olhar muito definido – que ia ser o capitão e tudo o que ele tinha de engendrar no episódio e todos os outros fariam algo do tipo preencher … você sabe Primeiro Oficial e Data, como o original. Gene estava fixando isso…

TrekCore: O Grande Trio...

Denise Crosby: Exatamente. Eu só não queria ficar relegada em pé, episódio após episódio, na ponte sem nada para fazer …

TrekCore: … e foi um grande elenco, havia nove atores … 

Denise Crosby: E isso foi outra coisa importante – eu acho que morderam mais do que podiam mastigar – eles tinham acabado de colocar todas essas pessoas lá e depois não sabiam bem o que fazer com elas.

Denise_Crosby_waves_goodbyeTrekCore: Então seu último episódio, para os fãs, pelo menos, foi aquele em que você foi morta pelo monstro de óleo … “Skin of Evil”. Mas você filmou outro antes chamado “Symbiosis”, então há uma famosa cena … apenas no final do episódio que você filmou, quando aparece acenando para a câmera. Foi no calor do momento, ou você planejou o tempo todo depois que soube que estaria indo embora? 

NOTA: Na cena com Crusher e Picard deixando o compartimento de carga no final do episódio, Denise Crosby pode ser vista acenando ao fundo. Você pode pegar essa cena no youtube.

Denise Crosby: Bem, eu sabia que ia ser a minha última cena em toda a série – o que percebi ser a minha última chance – então eu queria apenas fazer o que eu pensei que seria uma cena sobre a erros de gravação e o adeus para os fãs. Bem, então eles disseram, “Corta” e foram em frente.

TrekCore: E ninguém disse nada? 

Denise Crosby: Eu pensei: “Eles viram que tinham de refazer tudo, não puderam fazer isso …” e eles tiveram que usá-lo.

TrekCore: E agora, no Blu-ray você pode vê-la ainda mais clara, você pode ampliar e ver você acenando freneticamente …

Denise Crosby: não é legal? Isso é totalmente para os fãs … Eu estou muito feliz por isso.

TrekCore: Você lembra do seu último dia no set, você tem todas as memórias dele?

Denise Crosby: Claro, quer dizer, eu achei que seria o último dia e eles desceram com um bolo e tudo mais … Mas a minha lembrança favorita foi quando Rick Berman, o produtor, desceu para o set e a primeira coisa que ele fez foi retirar o comunicador do meu uniforme e disse: “Bem, não vai precisar mais disso!” […] Você costuma se ater apenas com ele em velcro e foi como um gesto simbólico estranho … Eu não sei se ele pensou que eu estava indo vendê-lo no eBay ou em outro lugar … Quero dizer que todos eles pareciam os mesmos, não era como se o meu foi alguma coisa especial, foi apenas uma coisa muito estranha – Eu nunca vou esquecer isso. “Não vai precisar mais isso!” Fiquei surpresa por ele não ter tirado os pinos de patente …

TrekCore: Foi igual a cena em Mary Poppins quando eles perfuraram o chapéu do Sr. Burn  … “Você não é mais um banqueiro … sai!” 

Denise Crosby: Exatamente …! “Bye-bye”

TrekCore: Então a vilã que voltou a fazer depois, Sela, era amada por muitos fãs. Qual foi a inspiração por trás deste personagem do ponto de vista dos escritores e de seu ponto de vista? E de onde é que essa peruca loira veio? De quem foi a ideia?

Denise Crosby: Isso não é bizarro … uma romulana loira? Bem por causa de sua metade humana e sendo filha de Tasha … A idéia para Sela realmente aconteceu comigo. Eu tinha abordado os produtores depois de “Yesterday’s Enterprise”, com a idéia de que talvez Tasha, quando voltasse a Enterprise-C, que ela … quero dizer que foi claramente estabelecido que ela e o tenente Castillo estava se amando … que não sabíamos que Tasha estava grávida do tenente Castillo. Quando eles se engajassem nesta batalha enorme com os romulanos e todo mundo estaria só … dizimariam a nave … Tasha ainda estaria viva. E os Romulanos levariam-na como uma prisioneira, para que pudesse amamentar esse bebê humano e usá-lo como uma ferramenta contra a Federação.

… talvez isso estivesse no ar, você sabe, as pessoas tivessem talvez alguma espécie de conversa comigo … em uma convenção ou algo assim … de alguma forma eu apenas compus todo este conceito e acho que foi porque tinha pensado: “Talvez possamos encontrar uma outra maneira de voltar”. Então eu lancei a ideia. Eu liguei para Rick Berman e fui almoçar com ele na lanchonete da Paramount e lhe disse e ele meio que me olhou e respondeu: “Interessante, deixe-me pensar sobre isso”.

sela e spockTrekCore: Isso foi depois de tirar seu comunicador, claro ...

Denise Crosby: Sim, correto, mas você sabe que eu tinha que ir com ele, mas mesmo assim pensei: “Bem, é isso … ele está apenas sendo gentil e educado, eu nunca mais o ouvirei novamente”. Alguns meses se passaram e ele me ligou e disse: “Nós estamos seguindo com essa ideia que você teve, mudando um pouco. Ao invés de ser o tenente Castillo e você, Tasha foi mantida como uma concubina por um general romulano … então Sela é meio romulana, ela vai voltar e vai provocar … você sabe que ela vai ser um comandante das forças romulanas, assim ela vai odiar a Federação e odiar seus pais e odiar sua mãe, as pessoas de sua mãe …

TrekCore: Muito da frustração dos fãs nos filmes de A Nova Geração foi que não foram trazidos de volta nenhuma dessas coisas da série, especialmente com Nemesis, já que foi centrada no romulano … Houve alguma palestra ou alguma abordagem dos produtores para com você sobre uma participação especial sua no filme?

Denise Crosby: Eu chamei-os e perguntei-lhes, quando eu soube que ia ser uma característica romulana: “Posso voltar?” E Rick Berman disse: “Você sabe que pensei nisso, trouxemos-os, mas não podemos ver qualquer forma que seria em torno de Sela”.

TrekCore: Pareceu tão estranho, quero dizer, Wesley voltou … Whoopi Goldberg voltou para participações especiais …

Denise Crosby: Sim …

TrekCore: Então, estávamos todos à espera de te ver … 

Denise Crosby: Eu não sei se estava sendo punida … eu não sei … por ter saído. Você não sabe o que funciona a portas fechadas lá …

TrekCore: Mas houve certamente muita, eu acho que a raiva, dos fãs por você não estar no filme, porque era um adeus para A Nova Geração e você foi essencial para essa série mesmo que fosse por um curto tempo.

Denise Crosby: Ah sim. Bem, nós sabemos disso. A verdade sempre vai prevalecer.

TrekCore: Assim, ao longo de seus anos em que esteve envolvida com Jornada, e que tende a fundir-se todos agora já que faz 25 anos – isso é um borrão ou faz parte das memórias para você como sendo tão recente como no dia em que aconteceu?

Denise Crosby: Começa meio que borrão, para lembrar exatamente o que fiz, o que e quem era e onde … mas eu ainda tenho uma memória muito clara de toda a experiência disso e foi ótima.

TrekCore: Qual foi o seu papel favorito fora de Jornada? Às vezes eu acho que os fãs tendem a esquecer que vocês tiveram grandes carreiras agindo fora da franquia …

Denise Crosby: Certo, certo. Oh homem, você sabe … cada peça que você faz você se aproxima com tudo de tudo o que tenho. Eu amei fazer teatro e eu estou prestes a fazer uma nova série em 2013 para o Showtime e todos elas são realmente desafiadoras e você só quer continuar … eu não posso dizer. É como perguntar qual criança você gosta …

TrekCore: Então, por favor, diga-nos algo que você está fazendo no momento. Eu sei que você rodou um filme em agosto … que tem “Birthmother” como o título? 

Denise Crosby: Oh, que era apenas um pequeno filme de curtametragem … um amigo meu dirigiu. Mas eu fiz um piloto para a Showtime chamado “Ray Donovan”. Assim foi produzida para mais 12 episódios a partir de janeiro.

TrekCore: Então você vai estar na série completa? 

Denise Crosby: Eu vou ser personagem recorrente …

TrekCore: Oh maravilhoso! O que é isso, então?

Denise Crosby: É sobre um investigador particular que é um solucionador de problemas. Então, ele está limpando a bagunça e … interpretado por Liev Schreiber. Portanto, há um monte de gente em Hollywood: celebridades, estrelas do esporte, e um monte de crimes sórdidos e coisas assustadoras acontecendo em Los Angeles e ele é uma espécie de alguém que vai corrigir isso e ele também tem esse drama familiar paralelo acontecendo com seu pai que está na cadeia … feito por John Voight. Elliot Gould … eu faço a amante de Elliot.

TrekCore: E quando poderemos esperar isso ir ao ar?

Denise Crosby: Eu não sei … ela começa 2013 nos Estados Unidos.

TrekCore: Maravilhoso, obrigada Denise. Tem sido um prazer falar – graças a tomar o tempo para nós, e aproveitar o resto da sua estadia em Londres! 

Denise Crosby: Obrigado, tem sido tão bom falar com você!

5 Comments on "Entrevista com Denise Crosby"

  1. Espero que o novo trabalho dela dê certo. Mas, ao assunto: acredito que não haveria mesmo espaço pra ela e Wolf na ponte. Um teria que sair. O próprio Wolf “amargurou” bastante tempo na ponte, só fazendo figuração. Só depois que o personagem ganhou mais importância. Então, ela fez o que achou certo e temos que respeitar isso.

  2. Pareceu q o Worf aguentou as pontas e depois foi recompensado, em TNG e com DS9.

  3. Caraca, escrevi errado: Wolf. Sempre faço confusão…

  4. saiu de tng e logo fez cemiterio maldito… trasheira total…

  5. Na época ela tentou a sorte com uma proposta, não deu sorte, mas se não tivesse tentado nunca se perdoaria. Ela fez bem. Saiu mas nunca falou mal de ST.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*