Pela segunda vez, um excelente filme

STID posterDepois de quatro anos de espera, temos a aguardada continuação das aventuras da tripulação da Enterprise nesta nova cronologia do universo de nossa franquia favorita, e por Khaless, esta espera realmente valeu a pena — Além da Escuridão – Star Trek se mostrou um filme maravilhoso que já cai no chão correndo, uma vez que temos a tripulação clássica em suas posições desde o início. Vou a seguir comentar minhas impressões, mas devido ao filme ter tido uma atípica pré-estréia com um mês de antecedência, graças ao fandom nacional e sua mobilização para isso, estou dividindo estes comentários em uma área sem spoilers algum e outra onde praticamente só tem spoilers. Há uma área de buffer entre ambas as partes, então caso não deseje saber nenhuma das surpresas de antemão, você pode sair do artigo de maneira segura.

Além da Escuridão – Star Trek é um espetáculo visual extremamente divertido, mas em momento algum perde o foco daquilo que realmente importa; na realidade, a trama como um todo até me surpreendeu em como está embasada nos melhores valores de Jornada nas Estrelas, e vários momentos do filme estão em tela solenemente para desenvolver esses valores em detalhes. Desta forma, Além da Escuridão consegue ser um excitante filme de ação de verão ao mesmo tempo que não perde nada da essência da franquia, seja enquanto motivações dos personagens, seja enquanto simbologias e mitologias gerais da franquia.

As atuações da tripulação original são novamente muito boas, em particular o Dr. McCoy de Karl Urban, que parece novamente canalizar DeForest Kelley como foi em 2009. A interação Kirk/Spock também está ótima, e Zoe Saldana me satisfez novamente como uma Uhura que tem o que fazer. Eu estava temeroso que a interação entre eles ficasse desequilibrada por o material promocional do filme dar maior destaque a Uhura do que o regular (compreensível sendo a única mulher do elenco clássico) mas McCoy está muito bem presente por todo o filme e não ocorre nenhum desequilíbrio entre o trio, pelo contrário. E mesmo Simon Pegg, John Cho e Anton Yelchin tiveram maior presença desta vez, o que ajudou neste equilíbrio. O elenco de apoio também merece destaque, novamente com Bruce Greenwood como o Almirante Pike, e Benedict Cumberbatch, que está ótimo como Harrison. A performance de Cumberbatch soa por vezes até fria demais, mas bem dentro do tom que se espera para seu personagem.

A trilha sonora é executada como uma extensão da já muito boa trilha sonora do filme de 2009, o que lhe dá uma sensação de continuidade e familiaridade, mas com várias adições que se destacam, como o tema Klingon da vez. E um outro detalhe que me agrada em particular foi a representação da Terra federada no filme. Sou suspeito para falar, é claro, mas a direção de arte do filme e departamentos correlatos fizeram um excelente trabalho em retratar as cidades da capital federada com a majestosidade que a Terra de Jornada merece. Tanto Londres como São Francisco parecem as cidades que conhecemos hoje com a adição de grandiosidade futurista mas sem uma assepsia exagerada nesta retratação, parecem realmente centros urbanos do futuro onde pessoas realmente vive, sem uma assepsia artificial que muitas vezes ocorre em sci-fi.

Enfim, no frigir dos ovos, uma produção de cinema com a grandiosidade que Jornada nas Estrelas merece, executado com habilidade por J.J. Abrams e equipe criativa, e sem perder em momento algum os melhores elementos que fazem de Jornada a fantástica franquia de ficção-científica que tanto amamos. Quatro estrelas em quatro na graduação tradicional do Trek Brasilis para a fita.

A partir deste ponto, a seção sem spoilers desta review termina. Caso siga adiante, após o espaço antispoilers cautelar, esteja ciente de que muitos detalhes da trama são revelados, então prossiga com cuidado.

Spoilers em 5…
.
.
.
.
.
4…
.
.
.
.
.
3…
.
.
.
.
.
2…
.
.
.
.
.
1…
.
.
.
.
.

Ainda aqui? Vamos lá.

Bwhahaha, então aí tivemos — depois de meses de especulação e várias cortinas de plasma para despistar, vimos que o filme nos entregou o Khan nesta nova cronologia. Como ficou bastante claro, o filme faz uso direto de elementos vistos em Space Seed (TOS), Jornada nas Estrelas II: A Ira de Khan, Jornada nas Estrelas VI: A Terra Desconhecida, e Inquisition (DS9). Isto é uma distinção importante: faz uso de elementos, e não tenta ser um remake de nada anterior.

Algo que não tem sido muito comentado são os elementos de A Terra Desconhecida, que são bem fundamentais para a história como um todo — a explosão de Praxis ocorreu nesta cronologia muito mais cedo do que na anterior, e disto, o desejo de parte do almirantado federado de partir para uma guerra preemptiva com os Klingons também se faz presente, na pessoa do Almirante Marcus. Isso foi um ponto de trama importante de A Terra Desconhecida, e é utilizado aqui para embasar as motivações e plano da Seção 31 sendo levado a cabo por Marcus. Isto serviu muito bem como uma crítica surpreendentemente aberta sobre a militarização da Frota Estrelar, sem soar como pregação inconveniente.

O uso de inúmeros elementos da cronologia original não se limita apenas a estas características básicas da trama, mas há também várias referências diversas, mais do que você pode conseguir contar em uma única assistida. Esses elementos adicionais não precisam servir diretamente a trama do filme (que se sustenta por si mesma) mas são charmosas adições para benefício do fandom.

E é desnecessário dizer que o filme tem excelente continuísmo entre o de 2009, retendo e expandindo vários elementos da trama original, como a técnica de teleporte em dobra de Scotty, por exemplo (e a novelização desenvolve uma explicação melhor para Khan ter a utilizado). Esse continuísmo interno desta cronologia foi até bem mais forte do que eu imaginava, e de muitas maneiras, Além da Escuridão toca como um segundo ato de um filme de quatro horas, tão uniforme que considerei a transição vindo de 2009.

A propósito, dos sets da Enterprise que ganharam melhorias, fiquei ainda mais fã da engenharia, com a adição do set do núcleo de dobra, uma instalação muito bem feita. E o merchã da Budweiser na cena do Scotty no bar foi uma trollada hilária por parte de JJ, intencional ou não…!

Sobre a gritaria “Enterprise na água” que ecoa a gritaria “Enterprise construída em terra” do filme anterior, é importante considerar que os personagens comentam em tela que o procedimento é problemático de ser realizado, mas possível. Portanto, basta-se considerar que as características técnicas da classe Constitution nesta cronologia tornam isso viável — manter a nave submersa em água por algumas horas e utilizar ela na atmosfera de um planeta classe M com alguma capacidade de manobra. Não vejo absolutamente nada de errado com isso, considerando que tais características foram estabelecidas e demonstrada como possíveis pelos personagens. E foi amplamente demonstrado como as capacidades em voo atmosférico da classe são realizadas.

Então é isto, como coloquei na conclusão da seção sem spoilers, mais uma ótima adição ao rol de filmes de Jornada nas Estrelas em um filme que combina bem os melhores valores da franquia e um espetáculo visual extremamente divertido.

112 Comments on "Pela segunda vez, um excelente filme"

  1. Acabei de comprar para dia 25/maio, Imax 3D Pompéia. Uhuul! Não sabia que iria passar no próximo FDS também, fiquei sabendo agora. Abraços!

  2. Louco para poder assistir…
    Em breve…

  3. Huhuhuh… Mais uma vez só os fãs ranhetas vão continuar achando que Abrams estragou a franquia.

  4. Ansiedade grande. Acho que vou a SP no próximo FDS só para assistir

  5. só está disponível nos dias 17(ontem) e 18(hoje).

  6. Assisti ao filme ontem e fiquei feliz com o que vi… Valeu a pena fugir dos spoilers para que as surpresas tivessem impacto e nesse ponto elogio os colegas que preservaram este site. Agora é esperar por 2016 e torcer para não ver Spock mudar a sua saudação para “que a Força esteja com voce”…

  7. Quero postar meus comentários, concordando em parte com o Leandro, mas colocando três críticas negativas (talvez um tanto sem importância para a maioria):

    A questão da bomba de fusão a frio é uma das maiores tecnobubble feitas em ST, se não a maior, uma vez que a fusão libera enormes quantidades de energia e não esfria as coisas, como feito no filme. Se chama fusão a frio pois ao envés de fundir os átomos a temperaturas de milhões de graus seria utilizado um “catalizador” que o faria a temperaturas mais baixas, talvez a algumas centenas de milhares, apenas.

    A segunda, quando a Entreprise está caindo na Terra, aqueles propulsores convencionais abaixo da secção disco foi bem tosco.
    A terceira, seria o Khan ter sobrevivido à queda da nave àquela velocidade, somente a inércia o teria matado. Ele pode ser genéticamente modificado, mas não é o Super Homem. Por falar nisso, o Spock ter sobrevivido dentro do vulcão, foi forçar a barra também. Um pouco de criatividade e teriam escrito algo melhor.
    No restante (agora não em lembro de nada mais grave), o filme foi muito bom, frenético, como os filmes atuais e acho que vai estourar nas bilheterias.

  8. Já vi posts de pessoas que já compraram ingressos para a semana que vem

  9. Tony Stark Pobre | 18 de maio de 2013 at 12:53 pm |

    Assisti o filme ontem em uma versão de CAMRip bem safada. Não recomendo fazerem o mesmo. O filme tem várias cenas que são claramente feitas para serem assistidas no 3D e no IMAX. Com certeza torna o visual e a experiência bem mais espetacular do que já é.

    Prefiro fazer uma resenha aqui depois que o filme chegar no Brasil, mas já adianto que é um ótimo filme. É claro que não é o melhor do mundo. O roteiro têm alguma coisas que não convencem, e há algumas modificações no cânone que podem incomodar os mais fanáticos (algumas destas modificações são compreensíveis dentro do contexto do filme e explicadas).

    E o melhor é: A história e o modo que ela é conduzida deixam algumas coisas em aberto que dão a entender que serão usadas em um terceiro filme e quem sabe uma nova série para a TV. É esperar para ver se o resto do público aprovará, porque por mim, esse reboot de Star Trek pode ter mais uma vida longa e próspera pela frente.

  10. Só falta revelarem que o mestre Yoda é na realidade um vulcano anão e fazer o cross over. rsrsrsrsrs

  11. Tony Stark Pobre | 18 de maio de 2013 at 12:58 pm |

    Também achei o dispositivo forçado demais. Sou leigo no assunto, mas acho que se eu jogar uma granada de gelo em uma quantidade pequena de lava, a lava simplesmente não irá ficar congelada, não é mesmo?

    Teria soado melhor se o dispositivo fosse algo que forçasse a lava a se solidificar dentro do vulcão, sei lá.

  12. Vou colar aqui o que postei no outro tópico assim que sai do cinema: Acabei de assistir no UCI New York IMAX 3D… só tenho uma palavra: FODÁSTICO… com certeza o melhor filme de STAR TREK para o cinema! Não tenho mais palavras!

  13. Algo que me incomodou foi aquela outra nave, parece um protótipo primitivo e grosseiro da Enterprise-E e a trilha sonora que ainda continua a desejar. O restante pra mim o filme foi bem acima das minhas expectativas – nota 9.5 – superando a Ira de Khan ao meu ver s.m.j.

  14. Estou revendo uma versão CAM que estava legendada (na fala dos Klingons) acho que em alemão, achei por enquanto maneiro, mas opino depois porque ontem quando eu vi, eu tava “travado” e agora estou “sóbrio….” Mas me pareceu muito bom…. Tem tudo que se podia querer, Spock Prime, Khan e muita ação!
    Só fiquei triste com a morte do Pike, ele era como o padrasto do Kirk…. Depois eu falo mais…. até!

  15. “Essas são a viagens da Nave Enterprise, em sua missão de 5 anos explorando novos mundos, novas civilizações..!

    Eu acho que vai caber uma Nova Série de TOS!!!
    E Khan não morreu… féla….

    Beleza de filme, até a morte de Kirk, Spock gritando Khan!!! como uma visão espelho do filme 2 original….
    Estou mais otimista com futuro da franquia…

  16. Maurício Monteiro | 18 de maio de 2013 at 5:03 pm |

    Henrique, lembre-se de assistir ao episódio Sementes do Espaço e Tempo de Loucura a fim de rever as cenas das quais lhe falei. Um abraço, e venha a Petrópolis assim que puder.

  17. Maurício Monteiro | 18 de maio de 2013 at 5:11 pm |

    Assistí ao filme ontem, no UCI NEW YORK CITY CENTER, tive o prazer de conhecer pessoalmente o Henrique Hubner e fizemos amizade com outro apreciador de Jornada, o Marlon, que trabalha na Ricardo Eletro. O filme? Comentarei sobre ele mais tarde.

  18. Nelson Pieka Rivaldo | 18 de maio de 2013 at 6:03 pm |

    Amigos trekers do RS!!

    Estão a venda no Ingresso.com entradas para a pré-estreia de Into Darknes em Porto Alegre dia 25 de maio!

    Obrigado ao amigo que fez a petição on-line, e que eu assinei também. Obrigado a Paramount Brasil, créditos quando eles merecem.

    Eu já estou com o meu!!!

    Vida longa e próspera.

  19. aéeeeh!!!eu vou tentar ir d novo também em 25.05!!!esse vale a pena!!!te vejo lá Waldir

  20. 25.05 de novo em SP!!!Provavelmente no RIO idem!!!!!fica esperto!!!

  21. 25.05 em SP de novo!!!!uhuuu. 2cines!!!

  22. tem sim!!!25.05 no Pomp. e Frei Caneca,meia noite!!!

  23. hehe!!!concordo e acho q 2016 vão fazer um especial pros 50a ST!!!!

  24. aeeeeeh!!!gostou então!!!!

  25. que Khaeless te ouça!!!!!rsrs

  26. Gostei, roteiro foi mais coeso que o anterior. No entanto, ainda o meu preferido são os filmes I, II, III, IV, VI E VIII. Não achei que foi o supra sumo de ST, como alguns companheiros gostaram. Mas dá pro gasto.

  27. Grande Nelson!!!
    Eu tô muito mais Feliz agora!!!
    Foram 760assin. de todo país,contando a sua!!!
    FFESP e ALPHA FICTION nos contatos com Paramount SP e Brasil e Imax! !!
    Os Trekkers do Brasil existem!!!agora eles sabem!!!
    STID EM MAIO EM SP,RIO E RS!!!!
    Torcendo pelos outros estados do Brasil todo!!!!

  28. Ahhhh, ler os comentários é sempre muito divertido! Particularmente gostei bastante do filme galera. O que irrita um pouco, se bem que isso é coisa dos tempos, e a velocidade em que tudo ocorre. O visual do filme é espetacular, não dá tempo que de pensar no que se viu não…rsrssr.
    Se o vilão Khan tivesse aparecido antes nesse ritmo, diria que não teria a importância que ele tem hoje para a franquia.
    A trilha sonora me soou melhor dessa vez, devo ter me acostumado.
    Achei que o filme não teve falhas gritantes dessa vez como o anterior, deve ter sido culpa daquela greve de roteiristas.
    Acho que a idéia de trocar de postos no final entre o Kirk e o Spock foi uma sacada demais! Quem é fã deve ter se emocionado no momento.
    O filme é bastante recheado com vislumbres de todas as séries anteriores. Imagens, sons… muito bom!
    O jeito que eles mostram as cidades da Terra é sensacional.
    Pena que acabou, se bem que vou ter que assistir mais algumas vezes…….rsrsrs
    Qo’noS ficou demais! Meio destruído com Praxis e tudo mais. Isso foi uma sacada que só os fãs sabem.

    Eles estão condensando tudo nos filmes!

    O que vem agora? A missão de 5 anos…. PQP!

    Grande abraço a todos!

  29. É o pirata alemão atacou faz quase uma semana! :)))

  30. Eu vou dizer o filme é ótimo, mas já tem gente entrando em pânico nos EUA, porque aparentemente não vai fazer 100 milhões no fim de semana, eu só queria saber quem foi que inventou essa possibilidade!

    Parece que a publicidade por lá não foi tão efetiva quanto internacionalmente, eu tive um calafrio quando vi o Zach dando as primeiras entrevistas por lá, ele estava todo relax e com um corte de cabelo inacreditável para convencer o lado mais conservador do público americano.

    Porque nós sabemos que os descolados e os trekkers receptivos a nova timeline já estavam ganhos, mas os outros duvido que ele convenceu alguém! 🙂

  31. Atenção Spoilers!

    Leandro concordo com você, não tem como não rir quando Cumberbatch diz que é o Khan, porque essa é a piada interna que todo fã no fundo sabia que ia ouvir.

    E, fala sério eles podiam nos ter poupado da cena das mãos no vidro e o grito do Spock, não que a cena seja ruim porque definitivamente não é, eu sei de gente que não assistiu a Ira de Khan e achou aquilo muito bonito e emocionante. Mas por que? E prá que? Prá ver o Bill fazer uma piada quando ele assistir o filme?

    O filme é TÃO BOM, que o melhor é sublimar certos detalhes!

    Cumberbatch é um ótimo ator, mas quem rouba a cena como vilão é o Peter Weller ele sabe como brincar daquilo!

    E uma coisa é certa CPine mandou muito bem, eu não tinha visto uma performance dele tão concentrada no personagem, ele agarrou o Kirk com unhas e dentes e não sobrou um vestígio do Kirk de Star Trek, agora parece que ele acredita totalmente no que está fazendo! E fez muito bem para dizer o mínimo!

  32. Sandra!!! Vai passar também em 25.05 de novo em SP!!
    É meia noite,não sei se será possível vir ,quem é do interior? Mas vale a pena!!!

  33. Pelo jeito gostamos igualmente!!
    Tem lógica!!!rsrsrs

  34. Hahahah! FSPOK, eu já vivi minha aventura prá ver o filme, nem pergunte, da próxima vez vai ser num shopping perto da minha casa! ;)))

  35. Acabei de assistir um torrent. Paradoxalmente, como fã, foi possível saborear muito mais que não sendo fã. Foi uma mistura de deja vu e surpresa.

  36. Tony Stark Pobre | 18 de maio de 2013 at 9:07 pm |

    Parece que não vai fazer mesmo 100 milhões.

    http://www.boxofficemojo.com/news/?id=3685

  37. Ah bom!! Vc já conseguiu ver?foi 3D Imax?

  38. Vai no 3D Imax!! Tem aí perto de vc?
    Vale muito à pena!!!

  39. Valeu pelo seu trabalho Fspok… Se eu fosse da Paramont contratava você para a divulgação do proximo filme!!!

  40. JB !! Conheço Mont Mor,é perto de Piracicaba ,minha cidade!!
    Vc tá sabendo que teremos outra sessão,pré em 25.5 ,sábado 23.59 e 21.30h?
    AGORA DÁ PRO CÊ VIR.!!!rsrsrs
    Imax é 23.59, só 3D é 21.30hs

    E aí?se animou?!!

  41. Kkkkkkkkkkkk!!
    Deixo claro aqui que não tenho vínculo nenhum com nenhuma empresa, sou fã de jornada mesmo!!
    Mas não seria mal viver de crítico de filmes de star trek ou promoter desta franquia…pagando bem que mal tem?!eu ia ser feliz assim!!rsrsrs

  42. AJVerde, A química e a física que rege em Hollywood, é de outra dimensão…. Até a gravidade dever no mínimo a metade…. Eu mostrei pro meu afilhado que antes dos CGI e cabos de aço dos filmes de ação, so o mago “Bruce Lee” fazia coisas impossíveis em cena (zero de CGI)

    Concordo com tudo que você disse, incluso prefiro mesmo os filmes antigos. Mas é muito promissor ver como esse segundo filme está mais dinâmico e interessante que o primeiro, eu gostei das “pinceladas” e referências da série clássica que faz alegria dos “coroas”…

    Foi bom ver o Nimoy de novo! Pena que nunca vão chamar o velho Bill pra fazer uma ponta…

    Mas vamos acompanhando, acho que vai dar boa bilheteria! Acabei de ver a propaganda no canal “Megapix” – Estreia em 14 de junho!

  43. Blz!! Fico contente,pensei que não tinha conseguido!Em MAIO,!!rsrsrs

  44. Nããããhhhãã!!!rsrsrs

  45. Pode crer! É perto sim de “Piracicaba”, fica á 25km de Campinas, mas eu sou natural de Salvador-BA. moro em SP há 23 anos, mas nunca acostumei foi com clima seco e frio do inverno….

    -Mas então Fspok, eu tô planejando de ver com meu afilhado no Cinemark do Iguatemi-CPS, mas ainda não está mostrando nas estreias… Valeu pela dica meu camarada!!!!

    A sua animação tá contagiando todo mundo no TB mano!!!! 8^D

  46. Sandra, cê também viu esse CAM? rsrsrsrs

  47. Ué eu pensei que todo mundo sabia sobre isso! hahahah
    Em 3D foi melhor, mas foi tipo uma aventura, tenho que agradecer um primo pro resto da vida!

  48. Não eu não sabia rsrsrs… Mas é isso aí Sandra!, “Todas as estradas nos levam pra Roma!” cada um com arranjou seu jeito né?…. 8^D

  49. Enquanto isso… Em Brasília nem sinal de pré-nada… Até postei minha indignação no facebook… pior foi ver meus amigos tirando sarro da minha cara por causa disso…

  50. Boiei….!!!rsrsrs

  51. Boiei…!!

  52.  Tá sabendo que abriu pré estréia de STID em PortoAlegre-RS,dia 25.05 ??!! É STID EM MAIO NO BRASIL!!! Torcendo por outros estados do país ,como BH e BRASÍLIA!!!

  53. Bom, vou deixar minhas impressões sobre a obra.

    O filme me surpreendeu positivamente, não senti o asco que senti no primeiro após ver a explosão de Vulcano e falar “que bosta!”. Eu saí convencido de que estava vendo Star Trek e que tinha sido feito de uma nova maneira mas era “oficial”, a transição foi feita. Bem, eu particularmente gostei da química dos personagens, a atuação do Chris Pine é digna de Kirk, ele mandou muito mas muuuuuuuuuuito bem, supera qualquer outro e olha que era difícil ficar a altura do Shatner ein? Sobre a história, eu apesar de ter saído empolgado do cinema, acho que isso se deve muito mais a criatividade da Ira de Khan do que propriamente a esse filme. O empréstimo de elementos criativos torna a missão do J.J muito mais fácil nesse filme. E olha que eu achei o Khan muito mal aproveitado. Sua origem é bem mal explicada e ele ficou solitário. Fora que não faz o menor sentido pegar um cara do passado pra projetar uma nave do futuro, é um ‘bullshit’ absolutamente nonsense. Esse Khan não tinha objetivos claros, ele passou um ano projetando uma nave e depois um belo dia ele está num Starbucks em Londres e decide explodir tudo? Também é um elemento que me incomodou no fim de tudo. Por mim, a velocidade do filme não deixa você assimilar a história, acho que “ser de ação” também precisa de pausas, e não deixa com que você reflita sobre os dilemas.. a sequência final nesse quesito é desastrosa.. nave explodindo, nave sem atirar, nave sem propulsor, kirk morre, spock quer vingança, spock sai no pula-pula atrás do khan, kirk ressucita, kirk discursa e fim. Essa construção me pareceu um pouco malfeita. De resto, acho um filme digno, mas pra um cara que queria criar o seu “Star Trek”, faltou um pouco de criatividade.

  54. Ah, outro elemcnto que eu esqueci no filme são os Klingons, absolutamente “forçados” dentro da trama. Eles estão lá, vão lá na casa deles, tocam o puteiro e tá tudo bem. rs.. Ou seja, os Klingons mais bundões da face da Terra esses daí. Uma aparição forçada dos mesmos.

  55. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 8:45 am |

    Concordo com você. O primeiro (de 2009) me deixou tão sem chão que só foi melhor que o Jornada V por conta da ação! Fora isso… BLERGH! Já este, foi uma espécie de continuação mais apurada, porém, como você citou, muito veloz. Ao sair do cinema,minha primeira impressão do filme é que tornou-se como o Jornada II (e como!): há elementos de A Ira de Khan ESCANCARADOS!!! Houve uma oportuna inversão nos papéis de Kirk e Spock em relação a Jornada II (fazendo rolar duas lagriminhas). A atuação dos atores foi excelente, “entraram” mesmo nas personagens- todos, sem exceção- e me incomodou também o personagem do Kumberbatch: sendo QUEM ele é, não creio que se sujeitaria tão facilmente aos líderes da Frota Estelar. Pelo contrário, ele daria um jeito de se livrar dos comandantes e ele próprio assumir o Comando Geral da Terra. Afinal, sendo QUEM ele é… mas é um ótimo filme! Muito, muito bom mesmo! Abraços.

  56. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 8:48 am |

    Jorge, por falar nisso, a maioria que lotou o UCI NEW YORK CENTER na sexta-feira era de… COROAS! Cara, estamos ficando velhos…

  57. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 8:55 am |

    ATENÇÃO, SPOILER!!
    Em compensação, a aparição que mais me agradou (e fiquei rindo de orelha a orelha) foi a do “Velho Sábio”. Gostei demais! Ah, e os diálogos engraçados que fizeram de Jornada o que ela é também estão lá, ajudando a familiarizar ainda mais e mantendo a peteca no ar.

  58. Escrevi algo parecido por aqui semanas atrás, mas como o filme taí, assisti e não mudou o que penso.

    Audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve! Só para
    lembrar esse é o espirito de Star Trek! Explico lá embaixo.

    É um filme muito bom, percebemos que foi feito com respeito
    para agradar trekkers e o público em geral. Percebemos elementos de todas as
    séries, acho que assistiram grande parte do material, e adicionaram aqui e ali.
    Os atores estão muito parecidos com os atores da série original, o modo de
    falar, gestos e etc. Efeitos e fotografia ótimos. A trilha ainda não me convenceu.
    Se você conhece as séries vai pegar mais coisas. Se você não conhece, ótima
    porta de entrada.

    Infelizmente aquela Jornada nas estrelas que Gene
    Roddenberry teve a coragem de mostar ainda não foi vista, hoje temos um filme
    de ação no ambiente de Star Trek, percebi que houve a tentativa neste filme,
    mas nada comparado ao que ocorreu nos anos 60, a receita foi deixada é só
    seguir de forma atualizada.

    Vamos lá: Anos 60 e o que poderia ser usado hoje.

    60: Preconceito 01. Negros/mulheres em local de destaque e
    comando, negros se relacionando com brancos. Hoje: Poderíamos ter Homossexuais.

    60: Preconceito(?)02. Russos e outras nacionalidades juntas
    e amigas. Hoje: Não digo que deveríamos trocar a nacionalidade dos principais,
    mas teríamos alguém da Coreia do Norte, Iraque, Irã…

    60: Sem o capitalismo sem o comunismo. Hoje: Creio que isso
    se manteve. 🙂

    60: Resolver tudo na paz até o último caso. Hoje: Creio que
    isso se manteve. 🙂

    60: Muito papos científicos. Hoje: Poderia se manter com um
    pouco menos, algo como a série the big bang theory estaria de bom tamanho,
    porém foi praticamente eliminado.

    60: Tecnologia. Hoje: Foi algo que ficou preso a séria
    original, na minha opinião desnecessário. Legal ver o “celular” ali, mas até
    para hoje já é algo quase que ultrapassado, deveriam ter inovado no comunicador…
    Coisas novas deveriam aparecer, para gente ficar pensando: “Nossa! Eu queira
    ter uma coisa destas!”

    60: Ação, emoção, enigma, humor, carisma, reflexão, tudo
    equilibrado… Hoje: Acho realmente um acerto aumentar a ação, mantiveram o
    humor, emoção, carisma e reflexão, mas sinto falta do mistério, do
    desconhecido.

    Cadê gente? Para onde foi o “audaciosamente indo onde nenhum
    homem jamais esteve”?

  59. Estamos torcendo por boa bilheteria, mas o que me entristece um pouco é que ST sempre foi diferenciado. Existiam erros, é claro, mas o tecnobubble sempre foi criticado, como ocorreu principalmente em VOYAGER. Poderiam ter solucionado isso com um simples consultor, já que existem muitos físicos colaborando com cinema e TV.
    Off Toppic
    Ralph
    Quando vamos ter a bilheteria do novo filme aqui no site?

  60. Erros grosseiros no script e não falo em relação ao canon.

    1- Sangue de Khan que ressuscita Kirk não serve para ressucitar Pike? Ou Pike foi ressucitado e é o novo chefe da sessão 31? Não vi o corpo ser enterrado!

    2- Precisamos de Khan vivo! POR QUE??? Uhura, vaporiza o FDP porque temos outros 72 Khans fresquinhos aqui mesmo na Enterprise!

  61. Nussa!!!! Que privilégio estar aí em NYC! Que cidade maravilhosa!!!,

    Ó! Dê uma sapeada na loja “Forbidden Planet”, é uma loja de Fan de SC-FI e Comics, fica na Broadway, entre a 12ª e 13ª avenidas. veja se já tem “traquitanas & toys” desse novo filme de Jornada!!!! Você vai ver, só dá “coroa” lá!!!É nóis Maurício!!! Crianças com alguns cabelos-brancos…

    E se puder visite o CV-11, “USS Intrepid” lá cê vai ver a “Enterprise Beta” o ônibus espacial!!! kkkkkk, Eu não consegui visitar ano passado, porque estava ainda posicionando ele no convés… mas eu ainda vou!!!!!

    Abraços!!!

  62. Só tem uma coisa que soa estranha… Há um pequeno deslocamento de personalidade de Kirk… Na série original ele funcionava como pêndulo entre Spock (razão) e McCoy (emoção). Ele trazia o equilíbrio, em vez de ser retratado como impulsivo e “rookie”. Na verdade ele parecia mais velho mais “rodado” que os outros dois… De certa maneira era essa postura “lambda entre 0 e 1” que o tornava tão competente e capaz. Acho que os atores atuais podem dar isso, mas pra mim os roteiristas fezam uma leitura errada dos personagens originais.

  63. Opa, É sobre a versão do filme “CAM” que tá rolando pela net, eu achava que era alemã, e a Sandra confirmou! Essa versão foi a “ultima opção” de quem não pode ir nessa premiere… E pra não esperar até o mês que vem, dá pra quebrar o galho e fugir de spoiler continuar nas discursões sem perder “o-fio-da-meada” aqui no TB.

    Ficar fora do TB por causa de spoiler é ruim hem!?!?!? rsrsrsrsrs

  64. Leandro Martins ficou “ainda mais fã da engenharia”; caraca, alguém achou aquele set compatível com ST e a Enterprise ! Bom, é ver prá crer se esse filme é bom, porque o primeiro, na minha opinião, deixou MUITO a desejar, com seu maniqueísmo de varejo.

  65. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 5:54 pm |

    Jorge, é o New York City Center da BARRA DA TIJUCA, cara! Quem me dera…

  66. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 5:58 pm |

    Ou, ainda haverá um maior amadurecimento da equipe como um todo.

  67. Ô meu camarada! Que nada! Tá valendo!!!

    Mas fica a dica! Quando for visitar a “Big Apple” não esqueça essa de visitar esses lugares!!!
    Como eu disse, “cidade maravilhosa”, tanto faz no norte ou sul… rsrsrsrs

    Qaplah!!!

  68. Maurício Monteiro | 19 de maio de 2013 at 6:06 pm |

    ATENÇÃO!! SPOILERS!! Quem não assistiu à pré-estréia, NÃO LEIA!
    Duas dúvidas: o que aconteceu com os dois seguranças que desceram a Kronos com o trio? E, com a nave em queda, sem gravidade artificial, aquele pingo morto não caiu da mesa????

  69. Há uma pré-estreia em Brasília para o dia 25, no cine Itáu (CasaPark) em 3D…já compramos os nossos ingressos.

  70. Uhuuuuuuuu!!!eu tava esperando isso…isso!!!

    !Muito legal!!! Brasília conseguiu!!! Agora, SP,RIO,PORTO ALEGRE , CURITIBA e BRASÍLIA!!!É isso aí!!! STID EM MAIO NO BRASIL !!!Torcendo agora por BH, FORTALEZA ,SALVADOR e outros estados no país!!!Estão lendo isso PARAMOUNT,IMAX .?!!!

  71. Uhuuuuuuuu!!!eu tava esperando isso…isso!!!!Muito legal!!! Brasília conseguiu,tem pré em 25.05 também !!! Agora, SP,RIO,PORTO ALEGRE , CURITIBA e BRASÍLIA!!!É isso aí!!! STID EM MAIO NO BRASIL !!!Torcendo agora por BH, FORTALEZA ,SALVADOR e outros estados no país!!!Estão lendo isso PARAMOUNT,IMAX .?!!!

  72. Verdade, acho que esses elementos fazem do filme o que ele é. De qualquer forma o Cumberbatch não foi melhor que o Montalban nem fodendo. rs

  73. O que não me agrada são estas mascaras. Agora temos um terceiro tipo de klingon: os de testa lisa, os de testa enrugada e os de mascara.

  74. 1-Pike morreu antes de McCoy descobrir o sangue de Harrison.
    2-McCoy teria que testar outro sangue antes d usar em Kirk mas- o Khan ele jà tinha testado.

  75. versão CAM-balacho? CAM-elô??rsrs, que decepção moçada!!!!kkkkkk khaaaaaaan!!!!!
    Vcs tem que ver é na telona!!!nada se compara à aquilo!!!

    Venham pra SP sábado 25,tem lugares ainda no cine Frei Caneca no centro,21.30h!!!

  76. vem pra Sampa sabado 25, tem lugar na sessãõ 21.30h Sh.Frei Caneca!!!

  77. tem cenas muito rápidas vou anotar isso e prestar atenção dia 25,vou ao cine d novo.
    Acho que o Cupcake só se feriu e o outro foi morto.
    O Pingo tava em campo de contenção,hehehe ninguém arrisca mais eles soltos pela nave!!!!rsrs

  78. E JÁ COMPREI!!!!!!!! Dia 25 em Brasília!!!!!!
    Tks Paula!!!!!

  79. Falando em VOY, ,consegui assistir Scorpion no canal SYFY, acho q jà contei aqui q tão passando todas as temps. de VOY de madrugada,3.f e 4.f.

  80. Era carnaval… deve ser isso! hehehehehe carnaval klingon.

  81. A única coisa que realmente me incomoda no filme: à que o Scotty se
    refere quando se pergunta se o cara na nave de Marcus é de segurança
    privada? Eu realmente achava que todo o pessoal que trabalhava em uma
    nave da Frota Estelar era um membro da Frota Estelar, e uma firma de
    segurança privada não tem muito espaço na Terra do século XXIII…

  82. 1- E que diferença isto faz?

    2- Isto seria um efeito do sangue de um ser humano geneticamente manipulado, logo…

  83. Rafael Gasbarro | 20 de maio de 2013 at 6:02 pm |

    Vou resumir o filme, como resumi pra os meus pais que ficaram curiosos com o filme… Sem Spoliers…

    Rsrs abraços!!!

  84. Cláudio Silveira | 20 de maio de 2013 at 7:24 pm |

    Caro Amigo Leandro

    Vi o filme no UCI NYCC,
    aqui no Rio, tecnicamente muito bom, por causa do IMAX. Concordo no geral
    contigo, mas, acho que algumas coisas o diretor podia fazer diferente. Por
    exemplo, acho que o vilão não precisava ser Khan, mas, alguém do presente da
    tripulação, eventualmente klingon, para dar um toque de tradição na rivalidade
    também. Se era prá desencadear um futuro conflito, talvez num próximo filme,
    alguém do povo de Khaless já daria conta do recado. Vamos e venhamos: aquela
    navezinha de Mudd, desenhada e voando tipo Falcon
    Millenium, é provocação de JJ com seu envolvimento e afeição por Star Wars,
    né?

    Decerto, vale a pena contar
    como a tripulação se entrosou, mas, veja que Sulu foi o mais prejudicado, de
    novo, como já era comum na Série Clássica. Uhura e Marcus vieram com a presença
    feminina em destaque, como seria esperado. Então, aguardemos a mencionada
    Cristine Chapel, que também já merece dar o ar da sua graça. Mc Coy sempre
    muito bom, através da contribuição excelente de Karl Urban.

    O filme é efetivamente
    de ação, deixando prá lá o mote da exploração espacial (é promessa para o
    próximo?). Mas, há cenas demasiado longas como a travessia de Khan e Kirk para
    a escotilha da USS Vengeance e a briga de Khan com Spock nos
    veículos aéreos em S. Francisco. Também achei forçar a barra Khan ter
    sobrevivido à queda da nave na Terra. Os roteiristas podiam ter arrumado outro
    jeito para obter o sangue de Khan e salvar Kirk.

    Por Leonard Nimoy como Spock Prime, conversando com Spock jovem, foi um
    toque de muita emoção e homenagem ao ator e ao legado da Série Clássica. Mas,
    prá entornar o caldo de vez, acho que podiam por Tio Bill (William Shatner), já
    velho, dando conselhos a si mesmo, quando jovem, num sonho de Kirk (Cris Pine).
    Seria uma cena de uns dois minutos, no período em quando estava se recuperando no
    fim do filme.

    A escolha de se fazer o trabalho sujo via Seção
    31, convence, porém, apelar ao terrorismo na Terra, já deu na minha mufa! Não
    podia ter outra motivação, como uma crise social ou desastre ambiental noutro
    planeta etc? Mesmo com os ocorridos em
    Boston, não me animei. Neste sentido, concordo com a crítica feita por um
    jornalista australiano, que isso é seguir a paranoia dos EUA, que ajuda a
    ganhar uns trocados, porque tem apelo na opinião pública doméstica, sobretudo.

    Sobre a seção de
    engenharia, se temos que aturar uma fábrica de cerveja, não precisava ter mais
    cabos e mangueiras, como na cena de Kirk para salvar a nave.

    Enfim, acho que esse vai
    dar mais grana que o filme anterior e criar bases para o terceiro, comemorando
    os 60 anos da obra de Roddemberry. Que o Grande Pássaro da Galáxia passe por
    aqui e dê um aceno prá cabeça e pro bolso da Paramount!

    Um abraço, Cláudio!

  85. Hahaha, maltrata a turma do interior….

    Esse “CAM” salvou a pátria! Pra falar a verdade, “eu pago”, pra não ir em “Sampa!!!” Eu deixei de ir em muita coisa por causa do tempo que se perde no trânsito… Tirando o Anhembi (dezenas de feiras, Fenasoft e etc..) , eu só vou pra Congonhas e Cumbica, pra viajar, sendo que ultimamente estou preferindo agora ir por Viracopos…. Mas eu vou esperar meu velho, vai passar em Campinas!

    Eu vou sim ver na telona, mas não vou gastar 3 horas pra ir e mais 3 pra voltar…

    Eu sou paciente! Valeu pela dica! Abraços!

    -Mas só por curiosidade! Pra ir nesse Cine Frei Caneca, pra alguém vindo do interior, via Bandeirantes, é melhor pegar a marginal Pinheiros, via Eusébio Matoso, ou ir pela marginal Tiête, entrando, pela ponte da Casa Verde???
    O que você faria? 8^)

  86. Concordo em quase tudo,… discordo da crítica quando falam que Khan devia ter morrido na queda da USS VENGEANCE, a Enterprise de Picard caiu em um planeta e quase todos sobreviveram à aterrissagem forçada!!

    Neste filme ,Khan ainda tem algum controle da nave,tanto que a direciona pra sede da Frota em S. FRANCISCO mas vai falhando,cai na ilha de Alcatraz e depois deslancha até a cidade,dá pra Khan sobreviver sim…rsrsrs

  87. Boa!!!rsrsrs pra sem spoilers…

  88. Me desculpem os mais otimistas, mas JJ Abrans destruiu a franquia com esse arremedo de que podemos chamar um frankiestein de outros filmes, ele demonstrou uma falta de criatividade monstruosa em um universo de possibilidades infinitas,,, sendo repetitivo, acomodado e covarde em não tentando ousar e manter uma sequencia grandiosa como o seu primeiro que foi fantastico, esse filme é em meu modo de ver é uma falta de respeito, tanto aos apreciadores da franquia, como aos personagens que ficaram imortalizados, e isso se referindo ao vilão…..enfim, como apreciador deste universo por mais de 40 anos, sabedor de todas as nuancias da franquia…….juro que tentei…e como tentei, mas não consegui gostar, infelizmente esse filme já faz parte daqueles que deletamos da existencia,….

  89. É que foi humor escocês…eles são meio assim, pancada…rsrsrs

  90. 1-deve haver um limite de tempo pra vc conseguir recuperar a vida de um morto com o sangue Khan e Pike morreu no começo do filme sem ninguém ter um bom motivo pra botá-lo num crio tube,não é?!rsrsrs

    2-pode ser que só o Khan tenha desenvolvido sangue capaz de salvar uma vida ou que McCoy desenvolveu uma matriz de aproveitamento do sangue dele mas ,para usar o sangue de outro ,teria que começar do zero pra poder usar em Kirk.

  91. me desculpe, mas a Ira de Khan é uma obra prima, imagine assistir a Ira de Khan nas telonas em 1982 com todas as surpresas e duelos de mestres protagonizados pelos dois maiores personagens da franquia. Como postei acima vc pode perceber qual minha opnião sobre o filme, e compara-lo ao melhor de todos é uma herezia. Mas para os mais afoitos minha opinião….na ordem de preferencia…a Ira de Kan em primeiro…Star Trek I em segundo e o primeiro de JJ Abrams, esse ultimo não merece nem ser mencionado…..infelizmente

  92. Kkkkkkkkkkkk!! Tá doidinho pra dar uma escapada e vir aqui assistir mas não admite!!!rsrsrs

    Meu caro,será com grande prazer que assistirei de novo STID ,se vc vier!!

    Já comprei ingressos pra 25.05 no Shop. F.CANECA e tem vários lugares ainda no ingresso.com !!

    Vai ser fácil pra vc, vem pela marg. Tietê e pega ponte das bandeiras e vem pelo Anhangabaú e nove de julho,augusta e rua frei caneca é a primeira paralela,bem perto do bristol da Paulista,conhece?ou tb perto do hosp. Nove de julho.

    Põe coragem aí!!não são 3hs de Monte Mor,pela rod.dos Bandeirantes são 1h45min,vai!!
    Sábado,21.30hs!!

  93. Concordo em quase tudo,…

    Mas lembre que a cena dos propulsores da seção disco foram mostrados em VOY,igualzinho quando a tripulação foi abandonada em um planeta pelos Kaisons,lembra?

    Acho até que JJ quiz colocar pra lembrar isso ,os fãs gostam qdo ele usa refs, anteriores,né?! Rsrsrs

    Discordo da crítica quando falam que Khan devia ter morrido na queda da USS VENGEANCE, a Enterprise de Picard caiu em Veridian III em Generations e quase todos sobreviveram à aterrissagem forçada!!

    Neste filme ,Khan ainda tem algum controle da nave,tanto que a direciona pra sede da Frota em S. FRANCISCO mas vai falhando,cai na ilha de Alcatraz e depois deslancha até a cidade,dá pra Khan sobreviver sim…rsrsrs

  94. Então discordamos….sua lista tava muito boa até tirar STID!!! Este está entre os melhores filmes de ST até hoje,na minha humilde opinião.

  95. O problema não é coragem, mas eu tenho pouca paciência com o “Rush”, “Cround” e da muvuca de dirigir em Sampa. Eu já trabalhei em Sampa, em um escritório na rua Domingos de Morais, que fica depois da Paulista, conheço bem como é dinâmica daí, e por isso o desânimo… Mas preciso ver com meu afilhado como está a agenda dele, porque ele treina corrida de Kart, e tá só na correria escola/treino…

    Mas eu aviso se eu animar! Valeu Camarada! Abraços!

  96. Olá Mauricio, claro vamos combinar assim que possível… Abraços! Vida longa e próspera!

  97. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:06 pm |

    Bem, ainda bem que todo mundo está gostando do novo StarTrek.

    Eu pessoalmente achei o de 2009 mediano.

    O que foi uma B***A total foi a trilha sonora.

    Como que li no artigo que usaram o mesmo estilo.

    Fico desanimado em ver esse filme no cinema.

  98. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:10 pm |

    O que manda em Star Trek são os “Amortecedores de Inércia”.
    Isso que evita que todo mundo morra em uma batida forçada.
    Alias , isso que é o principal fator das pessoas saírem “voando” ao levarem um tiro ou algo. Sempre foi aproveitado na série… Os amortecedores levam tempo (bem pequeno) para se ajustarem e perdem o ajuste quando batem em algo.

  99. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:14 pm |

    Meus preferidos em ordem são II , I , IV , VIII , VI , X.

  100. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:16 pm |

    A trilha sonora é horripilante.
    Quase sai no meio do filme de 2009.
    E ja assisti outras 2x tentando gostar , mas não consigo. É muito ruim.
    O filme de 2009 é até legalzinho.. Mas a trilha sonora MATA o filme completamente.
    A trilha sonora é de filmezinho B de ação com fanfarinhas muito … irritantes.

  101. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:17 pm |

    Ja postei minha ordem um pouco acima de filmes.
    O Ira de Khan está na lista de meus Top 5 filmes de todos os tempos.
    O ST I tb é o meu segundo preferido.
    Mas esse de 2009 para mim tb nao merece ser nem mencionado.
    Esse de 2013 ainda não vi.. to criando coragem para ver… Provavelmente devo ve-lo =/ . Ja que tenho costume de ir no minimo uma vez por semana ao cinema.

  102. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:18 pm |

    STID = ???

  103. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:19 pm |

    Amortecedores de Inércia…
    Equipamento básico do universo de Star Trek…

  104. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:21 pm |

    Para mim o de 2009 ta como 2o pior.
    O pior é o Star Trek V.

  105. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:31 pm |

    Pois é… Mas pelo menos no primeiro leram a postura perfeita para o McCoy. Em 2009 ele foi o melhor personagem do filme.

  106. Rodrigo da Motta | 31 de maio de 2013 at 4:37 pm |

    Só assisto em CAM com uma arma apontada para minha cabeça.

    Fiz a experiencia duas vezes e me arrependi profundamente.

    Como um fã da sétima arte. Ver em CAM é um ultraje.

  107. Os meus na ordem: I, VI, II, III, VIII, IV, VII, XII, V, XI, IX E X.
    Loucura, mas eu adoro o 3, por isso estar nessa posição.

  108. Mauricio, SPOILERS!!!!

    Os red shirts ….

    morreram,Cupcake died.

  109. Não vou ousar dizer que este é o melhor filme da franquia, porém posso afirmar que está entre os melhores. Pois reacende o brilho e as aspirações do universo Trekker, nos fazendo desejar mais e mais histórias.

  110. Marcus V. de Oliveira | 16 de junho de 2013 at 3:57 pm |

    Into Darkness ultrapassa os U$ 400 milhões.
    Bilheteria mundial $412,191,000
    Box office mojo.

  111. Marcus V. de Oliveira | 16 de junho de 2013 at 4:15 pm |

Leave a comment

Your email address will not be published.


*